Log In

Sintonia

Sintonia – Coletâneas Perdidas em One Tree Hill

Pin it

O som de One Tree Hill além de I Don’t Want To Be

Uma ponte marcou a abertura da série por todos esses anos: Dó, Lá sustenido e Ré sustenido. Quem conhece um pouco de música sabe do que eu estou falando, mas quem não conhece, tem que admitir que os três acordes (ou ponte) que tocam na abertura de One Tree Hill estão conectados para sempre nos ouvidos dos muitos fãs do seriados, mas a trilha de OTH vai além da música “I Don’t Wanna Be” do Gavin DeGraw.

Antes de tudo, tenho que parabenizar quando uma série atinge a marca de nove temporadas, para os fãs mais fervorosos é a mesma coisa como crescer com um amigo ou um irmão. One Tree Hill é um drama cheio de personalidade e com uma trilha sonora invejável. Seu criador Mark Schwahn sempre afirmou em entrevistas que a música ia além de trilha tornando-se personagem no seriado.

OTH foi um grande palco para artistas de indie pop e underground, alguns se tornaram conhecidos por terem suas canções nos episódios embalando os dramas pessoais da adolescência e da vida adulta de nossos personagens favoritos. No total foram lançados três álbuns: “One Tree Hill”, “One Tree Hill II: Friends With Benefits” e “The Road Mix: Music From The Television Series One Tree Hill, Vol. 3”, lançados respectivamente em 2005, 2006 e 2007.

Os álbuns estão recheados de excelentes faixas incluindo o tema de abertura das primeiras quatro temporadas do seriado com uma versão ao vivo – I Don’t Wanna Be – Gavin DeGraw.

O tema de abertura somente retornou na oitava temporada cantada por diferentes bandas a cada semana. De acordo com Schwahn na quinta temporada com os personagens mais amadurecidos não valia a pena continuar com o tema de abertura que pra ele significava o grito adolescente dos mesmos. Outros dois motivos importantes que impactaram na decisão: a verba que estava gastando com o tema e os 42 segundos de episódio perdido que poderia aproveitar na história.

Outro fato curioso sobre OTH são os nomes dos episódios. Cada episódio leva o nome de uma canção real. Normalmente escolhem o nome mais adequado para a história do episódio ou o clima de algum personagem. Em oito temporadas e depois de 174 episódios, OTH deixa uma sugestão de playlist bem extensa, mas é garantia de boa música. Abaixo o título do segundo episódio da nona temporada – “In The Room Where You Sleep”

A nona e última temporada já está presente e espero que feche com chave de ouro. Para entrar no clima separei 13 canções que foram especiais pra mim durantes estes 8 anos. “for the briefest of instance, you have stepped into the magic realm. That’s what I believe” (por um pequeno momento, você pisou em um lugar mágico. Isso é o que eu acredito).

Playlist de One Tree Hill

1 – Always Love – Nada Surf
2 – The Mixed Tape – Jack’s Mannequin
3 – Halo – Bethany Joy Lenz (Haley James Scott)
4 – Mix Tape – Butch Walker
5 – Echo – Vertical Horizon
6 – Body 21 – Morningwood
7 – Kill – Jimmy Eat World
8 – We are man and wife – Michelle Feather Stone
9 – Chasing cars – snow patrol
10 – Tender – Feeder
11 – Love in december – Club 8
12 – Crooked Lust – Bowerbirds
13 – Someday – Bryan Greenberg

Séries citadas:

6 Comments

  1. Klaus Roger

    Amei! e o Mark falou tudo: A música em One Tree Hill se torna um personagem. As melhores cenas, são as de melhores músicas. Coincidência? Acho que não… 

  2. Monnycarvalho

    Muito bacana esse post. A música faz parte da essência de OTH. I don’t Wanna Be é o nosso hino principal e sempre lembrará nossa série. Seria lindo se ao menos no primeiro e no último episódio pudessem colocar a abertura com Gavin cantando. Mas isso vai ficar para fanmade, hã. Minha playlist é recheada de músicas e bandas que conheci através de OTH. Nada Surf é uma das favoritas. Always Love é especial. Admiro vc ter conseguido listar apenas 13. :)
    Muito bom, parabéns.

  3. Bruna

    Muito boa sua escolha das músicas. Pra mim Mixtape do Butch Walker é a melhor música que tocou na série, sempre choro vendo a cena ou ouvindo a música (porque sempre lembro da cena). Maybe Tomorrow também me marcou muito, e nem preciso falar de Halo né? Ela é tão boa que até minha irmã, que não vê o seriado, sabe cantar.

  4. A.D.A

     é nóis que aplaude a arte que passa na fita imitando  a desgraça da vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account