Log In

Séries & Eu

Séries & Eu – Uma aventura wibbly wobbly timey wimey

Pin it

Doctor Who é, sem dúvida nenhuma, uma das maiores e mais importantes franquias de ficção científica desde seu lançamento, em 1963. Mas ninguém imaginava que tomaria proporções tão gigantescas, com a série completando 50 anos em grande estilo e na sua melhor fase e realizando uma turnê mundial promovendo a oitava temporada e a chegada de Peter Capaldi – o 12th Doctor – a bordo da TARDIS.

Foram sete cidades, cinco continentes e milhões de fãs ao redor do mundo prestigiando esse evento tão especial. E os fãs brasileiros tiveram o privilégio de ser a última parada da turnê, fechando com chave de ouro esse evento tão especial em tantos níveis diferentes.

E eu tive a chance de participar e representar o TeleSéries nesse evento wibbly wobbly timey wimey e ver de perto Peter Capaldi, Jenna Coleman e o ilustre Steven Moffat, o gênio responsável por tornar Doctor Who ainda mais especial (e que também é o showrunner de Sherlock, outra série fantástica). Não pude chegar muito perto deles e infelizmente não consegui fazer nenhuma das perguntas que havia elaborado, porque não houve perguntas feitas diretamente pelos fãs e poucas das escritas foram selecionadas, mas a experiência não foi menos especial por causa disso. Pelo contrário, foi tudo que eu esperava que seria e mais: uma experiência que levarei comigo pro resto da vida. E nesse texto irei compartilhar com vocês esse momento tão fantástico e brilhante (como alguns dos Doctors diriam) que foi a Doctor Who World Tour.

560-rio-53c79909

A espera na fila

A emoção começou logo na chegada ao Vivo Rio, com a fila GIGANTESCA de fãs esperando para entrar no prédio. Havia cosplays de todos os tipos: Doctors, Companions, vilões (principalmente meninas com vestidos em formato de Dalek) e claro, muitas TARDISes (também em formato de vestido). E então, chegando perto da entrada, vimos uma roda de pessoas tirando fotos loucamente. A primeira coisa que veio à cabeça: “será que é alguém do elenco?” Fui correndo para ver, e aí descobri que era um Cyberman marchando pela fila e posando para fotos e vídeos. Ele inclusive tentou enforcar um dos fãs que fez uma pergunta que não o agradou. Por sorte ele sabia que o Doctor estava por perto e resolveu não deletar ou atualizar o coitado, como bem sabemos que é o que um Cyberman faria.

Chegando ao auditório

10609085_10204748681616038_817075356_n

Ao entrarmos no auditório o apresentador brasileiro já estava animando a galera para o começo oficial do evento, entrevistando fãs e interagindo com o pessoal. Ele inclusive entrevistou uma família hiper simpática de Whovians, com a mãe caracterizada como River Song (com direito até a um “Hello Sweetie) e um depoimento da filha contando o quanto os pais a influenciaram a se tornar Whovian. Uma família de dar orgulho.

Logo depois houve distribuição de camisetas e brincadeiras com bolas gigantes, e aí o público foi à loucura, se atracando por camisetas e tentando tocas nas bolas, e claro que eu me juntei à loucura. Não consegui a camiseta, mas ganhei algo muito melhor em troca. Enquanto estava no meio do pessoal avistei ninguém menos do que Guilherme Briggs! Sim, Guilherme Briggs, um dos melhores dubladores do Brasil e uma das pessoas mais legais do universo (para os que não sabem ele é fã de carteirinha da série). Ele foi extremamente gentil e educado e tirou foto comigo e meus amigos. Um cara excepcional, e tê-lo conhecido fez desse evento ainda mais marcante e especial para mim e para todos os seus outros fãs, que também comprovaram o quão fantástico ele é. Tio Briggs, you rock!!

10014557_10202486359149946_2676449570996376102_n

O Episódio

Depois de todo o alvoroço dos fãs, veio o segundo momento mais esperado da noite: a exibição de Deep Breath, primeiro episódio da oitava temporada e estreia oficial de Peter Capaldi como 12th Doctor. Como pedido pelo próprio Moffat, não iremos comentar sobre o episódio em si por enquanto, mas uma coisa eu afirmo: Capaldi já é o Doctor! Sabe aquela estranheza e receio que temos com um novo Doctor? Asseguro que não irá acontecer. Capaldi é um ator magnífico e dominou o papel logo de primeira, não deixando nenhuma dúvida de que ele É o Doctor. Teremos uma temporada épica.

S8DW-61

Steven, Jenna e Peter sobem ao palco 

E foi enquanto todos estavam loucos de emoção pelo episódio que chegou o momento que todos esperavam. Primeiro subiram ao palco Marcelo Forlani (do site Omelete) e uma representante da Revista Monet, que foram os entrevistadores oficiais, se apresentando e mostrando um vídeo com a retrospectiva do evento ao redor do mundo. E então foi anunciado o primeiro convidado, Steven Moffat, que apesar de aparentar timidez foi bastante receptivo com fãs. Logo depois veio a linda e estonteante Jenna Coleman, intérprete de Clara Oswald, A Garota Impossível, atual Companion do Doctor. Jenna também foi extremamente receptiva e educada, além de absurdamente linda (sim, ela é tão bonita pessoalmente quanto no vídeo). E então, depois de uma retrospectiva de todas as regenerações, entra ele, Peter Capaldi, surpreendendo a todos e entrando pelos fundos, de forma que passou por todos até chegar ao palco. A partir daí foram minutos de palmas e gritos, fazendo o próprio Capaldi pedir silêncio ao público com um épico “Shhhh”.

 

Foram várias as perguntas. As principais perguntas feitas à Jenna foram relacionadas à sua adaptação à mudança de co-star, sobre o figurino de Clara e sua personalidade em geral, como por exemplo o fato de ela estar usando mais seu sotaque do norte na personagem (Jenna é originalmente de Blackpool, Lancashire, norte da Inglaterra) e ela reconheceu que Clara está mais “northen” ultimamente, especialmente em episódios escritos por Mark Gatiss, que também é do norte.  Também falou sobre o que veremos de Clara nessa temporada. “Clara irá tentar equilibrar a vida normal, seus afazeres do dia-a-dia, com sua vida com o Doctor, e falhará miseravelmente nas duas.”

Steven falou sobre como tanto Doctor Who quanto Sherlock mudaram sua vida, contando que desde criança sempre foi extremamente tímido, e que o fato de ser reconhecido e abordado na rua, mesmo sendo o roteirista (que geralmente não são muito reconhecidos) é assustador e recompensador ao mesmo tempo. Uma das perguntas que planejei fazer a ele eram quais dicas ele poderia dar a um roteirista iniciante para escrever tão bem quanto ele, já que eu sou roteirista iniciante. Não consegui fazer a pergunta, mas um depoimento que ele fez sobre sua infância respondeu essa pergunta de alguma forma. Ele contou que na infância sofreu bullying e constantemente se sentia frustrado, e que seu melhor remédio era se refugiar nas aventuras do Doctor, e que o que o motiva a escrever é o amor que ele tem pela série e pelo seu trabalho, e isso foi extremamente estimulante para mim, e com certeza também para muitos outros que querem seguir seus sonhos. E ele ainda completou que uma professora que ele tinha havia dito a ele que ele não chegaria a lugar nenhum se refugiando no mundo de Doctor Who, e que gostaria muito que ela o visse agora.

10617756_10204748681176027_563593540_n

Peter, perguntado sobre como sua vida mudou desde que foi escalado para ser o Doctor, apontou para a emoção do público e disse: “Eu entro numa sala e as pessoas gritam.” Também falou sobre como foi difícil guardar segredo sobre sua escalação, contando que estava em Praga à trabalho quando Steven lhe deu a notícia e que, como não podia contar pra ninguém, saiu correndo, se trancou no banheiro e começou a gritar: “Eu sou Doctor Who! Eu sou Doctor Who!” Também falou sobre como ficou impressionado com o tamanho do sucesso da série ao redor do mundo. “Eu cresci na Escócia, que é escura e fria, e quando era criança tinha uma televisão minúscula no canto da sala da qual essa magia saia todo sábado à noite, e descobrir que no Brasil é algo tão imenso é maravilhoso.”

10602590_10204748678735966_578043167_n

Final

Chegando ao final do evento cada um agradeceu aos fãs o imenso carinho e entusiasmo pela série. Steven inclusive apontou o quanto a resposta dos fãs é importante. “Não pensem que isso não é apreciado. Vocês podem imaginar que isso é simplesmente o que nós fazemos e que estamos acostumados, mas eu não sei o que fazer todas as vezes que acontece. É um momento significativo e torna fazer a série uma experiência mais gratificante. Vocês estarem aqui gritando e sorrindo com seus rostos alegres e sua enorme quantidade de Fezzes (o famoso chapéu árabe usado pelo 11th Doctor) é algo que eu sempre irei lembrar, e não estou apenas dizendo isso, realmente significa o mundo pra mim, portanto, obrigado.” completou.

Não poderiam faltar spoilers da temporada, e perguntados se poderiam oferecer um teaser sobre o que iria acontecer, Capaldi disse a frase: “Não confie em ninguém”. Jenna disse que em algum momento dirá a palavra “Minúsculo” e Steven, como esperado, disse: “Ah, eu tenho que dizer morte.” Bom e velho Steven Moffat.

E para finalizar, Peter mandou uma mensagem especial aos fãs que não puderam comparecer ao evento e que o assistiriam no dia seguinte nas Livrarias Cultura Brasil afora. “Obrigado por estarem do nosso lado, nós realmente apreciamos isso, nós estamos na estrada há um bom tempo, 50 anos, e o fato de que este país maravilhoso está interessado em nós aquece nossos corações, portanto muito obrigado.” disse Peter.

Destaque para um momento interessante: enquanto era exibida uma retrospectiva das Companions, a maior resposta do público foi quando Donna Noble, A Mulher Mais Importante de Toda a Criação, apareceu na tela, com direito à todos gritando seu nome depois da exibição. Isso só prova o quanto a personagem é querida e que ela realmente foi a melhor Companion da nova série. Quem sabe ela não aparece novamente em algum determinado momento da jornada? Não custa torcer.

tumblr_mq96xqlspw1sa84g4o4_500 (1)

Foi um dia inesquecível para mim e para todos os fãs de Doctor Who, tanto os que estiveram no evento quanto os que não estiveram. Steven, Jenna e Peter esbanjaram carisma e  só comprovaram o quanto são pessoas magníficas e que sabem reconhecer o amor dos fãs e recompensar esse amor da melhor forma possível, nos entregando uma série como nenhuma outra  em todo o tempo e espaço. Agradeço imensamente ao TeleSéries pela chance de representar o site e de, graças a essa chance, ter conhecido o elenco e o roteirista da minha série preferida. E espero poder representar o site novamente em eventos wibbly wobbly timey wimey como esse. GERONIMOOOO!!!!!

Séries citadas:

Estudante de Produção Multimídia, cinéfilo de coração e futuro roteirista. Obcecado pelo Reino Unido e tudo que sai daquela ilha mágica, principalmente as séries, em especial Doctor Who, Sherlock e Downton Abbey. Também é apaixonado por animação, e sonha em ser roteirista de uma série animada.

2 Comments

  1. Pingback: ‘Doctor Who’ terá conteúdo exclusivo do episódio de estreia da 8ª temporada no Cinemark » TeleSéries

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account