Log In

Ficção (séries virtuais)

Série Virtual – Destination Anywhere – Coisas Mudam

Pin it

Série: Destination Anywhere
Episódio:
Coisas Mudam
Temporada:

Número do Episódio:
1×05

CENA 1 – INT. CASA DOS MACKENZIE – QUARTO DE ANNA – DIA

[MÚSICA FADE IN – BUILT THIS WAY, SAMANTHA RONSON]

ANNA MACKENZIE está sentada em sua cama, falando ao telefone. Ela segura o aparelho com a mão direita, enquanto com a outra mão a garota enrola um cacho em seu cabelo.

ANNA: [Ao telefone] Me encontra lá daqui à meia hora, acho que vou tomar café por lá. Tchau.

ANNA sai da cama e abre a janela. O sol forte ofusca a garota, que põe a mão nos olhos para se proteger. Ela senta na cama e em seguida olha embaixo da mesma. Vemos uma caixa de papelão azul lacrada com fita adesiva. Anna coloca a caixa em cima da cama e a abre com dificuldade.

ANNA: Há quanto tempo eu não vejo isso.

Ela despeja o conteúdo da caixa cima da cama. Há alguns desenhos, revistas, cds, adesivos, fotos. A garota pega as fotos e as fita por um longo tempo. A câmera mostra as fotos. Nelas, duas crianças, um menino e uma menina, estão em cima de um grande tronco de sequóia. Em outra foto, estão vestidos com o uniforme do time de futebol, sujos de lama. ANNA meche nas fotos e pega uma em que um garoto está sendo consolado por uma mulher e uma menina. A garota devolve a foto à pilha de recortes que se fez em sua frente, a encarando por alguns segundos. ANNA acha um amuleto dourado, no qual estava escrito “amizade” e em baixo de todas as figuras, um desenho de um menino e uma menina. A garota coloca as coisas de volta na caixa rapidamente e a joga embaixo da cama.

 

CENA 2 – EXT. HARAS – MANHÃ

A imagem aérea nos dá a magnitude do haras da família Sawyer. Alguns cavalos correm soltos pelo campo não muito verde por causa do outono. ALEXIA aparece montada em um cavalo marrom. A garota cavalga em direção a REBECCA, que está sentada embaixo de uma árvore, desenhando. BECKY olha para ALEXIA e acena. ALEXIA desce do cavalo e senta-se ao lado da amiga.

BECKY: Você está bem? Parece cansada.

ALEXIA: Não estou me sentindo muito bem.

REBECCA coloca seu desenho no chão.

BECKY: O que você tem?

Alexia: Eu fiquei tonta, mas não deve ser nada.

BECKY: “Não deve ser nada”. Típico! Você nunca admite quando está doente. Você é inatingível.

ALEXIA: Inabalável!

BECKY: Invencível!

ALEXIA: [Ri] Acho que já deu pra entender.

BECKY: Vamos deixar o Arco-Íris no estábulo. De qualquer modo é melhor você não ir montando.

ALEXIA: Eu nunca entendi porque você deu esse nome a um cavalo macho e marrom…

BECKY: O que você queria? Que eu o chamasse de “Trovão”?

ALEXIA se apóia em BECKY e puxa o cavalo pelas rédeas.

[MÚSICA FADE OUT]

[MÚSICA TEMA – PROMISES, LILLIX]

 

CENA 3 – INT. RED’S – MANHÃ

ANNA entra na lanchonete com uma mochila nas costas. A garota procura algum lugar vazio e senta-se em uma mesa perto da janela. Ela tira alguns livros de sua mochila e coloca em cima da mesa. Uma garçonete aparece ao seu lado para anotar o pedido.

GARÇONETE: Bom dia. Vai querer alguma coisa?

ANNA: Eu vou querer oito panquecas, um copo de leite com baunilha e uma xícara de capuccino. Ah! Você pode me trazer também um suco de laranja.

GARÇONETE: Isso tudo é só pra você?

ANNA sorri.

MEL: Um suco de laranja para mim também.

ANNA: Que bom que você veio.

MEL: Claro.

MEL olha para os livros em cima da mesa.

MEL: O quê você está fazendo?

ANNA: Eu estou estudando.

MEL senta-se ao lado da amiga e mostra para ela um panfleto.

MEL: Saca só isso!

ANNA: [Ri] Um Parque de Diversões?

MEL: Chegou essa semana na cidade. Parece meio bobo, mas é uma ótima oportunidade pra sair de casa em um sábado à noite. Isso é o que chamamos de “falta de opção”.

ANNA: Verdade.

A garçonete traz o pedido de ANNA. MELISSA olha com espanto a quantidade de comida na mesa.

MEL: E ai? O que você me diz?

ANNA: Eu topo.

MEL: Sério?

ANNA: Sério!

Mel: Combinado.

ANNA: Só nós duas?

MEL: [Sorrindo] Só “nós duas”.

ANNA: Se você quiser convidar o Sam e o… Matt. Olha, tá tudo bem para mim.

MEL: Han-Han! Sei. Faremos a nossa noite de garotas, ok? Vamos deixar os meninos de lado hoje.

ANNA: Tudo bem.

 

CENA 4 – EXT. CASA DOS GRAHAM – MANHÃ

[MÚSICA FADE IN – SHE HATES ME, PUDDLE OF MUDD]

MATT e SAM estão jogando basquete em uma quadra improvisada perto da garagem. SAM acerta a bola na cesta.

SAM: Isso!

MATT balança a cabeça.

SAM: O que foi? Cansou?

MATT: Claro que não!

MATT rouba a bola de SAM, e o garoto ri.

SAM: Isso não vale!

Os dois sentam no chão, cansados. Eles observam o carro de LOU chegando. A mulher estaciona o carro sem muito cuidado e entra em casa correndo, sem ao menos cumprimentar os meninos. MATT fica olhando com a sobrancelha franzida, despertando a curiosidade de SAM.

SAM: Aconteceu alguma coisa com a sua tia?

MATT: Eu não sei. Ela está estranha a semana toda. Quase não para em casa.

LOU volta correndo para o carro e sem muita demora dá partida no veículo e vai embora. MATT e SAM se entreolham.

Matt: Eu vou falar com ela mais tarde.

SAM levanta e pega a bola. Ele começa a bater a bola no chão e tenta alguns arremessos. MATT ainda sentado no chão observa as tentativas do amigo.

SAM: Matt. Agora que você está mais relaxado, afinal venceu o jogo semana passada. Muito bom, muito bom.

MATT: Ih… O que você quer, Sam?

SAM tenta um arremesso e erra.

SAM: Que tal você me ajudar com a Rebecca?

MATT passa a mão na cabeça.

MATT: Sam, a gente já conversou sobre isso cara.

SAM: Eu sei, eu sei. Mas mesmo assim, Matt, eu tenho certeza de que se ela saísse comigo, poderia mudar de idéia a meu respeito.

SAM arremessa a bola e acerta.

SAM: Por favor, Matt!

MATT: E como você acha que eu vou fazer para que a Becky saia com você?

SAM: Hipnose seria muito bom. Mas como você não sabe fazer isso que tal você armar um puro e simples encontro casual?

MATT: Eu não entendo como você consegue falar tanta besteira.

SAM: Não é besteira, cara. Olha! Você combina alguma coisa com a Alexia e pergunta se ela não pode chamar a Rebecca.

MATT: E por que eu convidaria a Becky pra sair comigo e com a Alley?

SAM: Hum… Por que você tinha combinado de sair com um amigo primeiro e não poderia desmarcar com esse amigo, que por acaso sou eu. E assim, para que eu não segure vela, você sugeriu convidar a Rebecca.

MATT: Esse é seu plano?

SAM: Ainda falta a melhor parte. Chegou um parque de diversões na cidade e….

MATT: Ah, não. Um parque, Sam? Eu não gosto de parques de diversão. Além do mais, um encontro no parque? Isso é muito óbvio!

SAM: Como assim?

MATT: Parque de Diversões é sinônimo de beijo, amassos e…

SAM: Isso não seria nem um pouco ruim. Vamos, Matt! Eu não te peço mais nada pelo resto da minha vida.

MATT: Tá bom. Pode parar com o drama. Pela nossa amizade eu faço isso, mas eu não quero saber de você choramingando por aí se ela não comprar essa história de “parque de diversões”, ok?

SAM: Combinado.

MATT se levanta e SAM joga a bola para ele.

[MÚSICA FADE OUT]

 

CENA 5 – INT. CASA DOS DANES – SALA – MANHÃ

WILSON: [Ao telefone] O avião parte às 3 da tarde. Estaremos lá sem falta. Tchau.

O SENHOR DANES desliga o telefone e caminha até o sofá onde PHILLIP está deitado. WILSON bate na cabeça do filho para ele acordar.

WILSON: Quero que você saiba que eu e a sua mãe vamos viajar, mas eu deixei a cidade de olho em vocês dois. Se acontecer alguma coisa fora do comum eu saberei, portanto nem pense em fazer gracinhas.

PHILL concorda com o pai e olha para ALEXIA, que vinha entrando na sala com o telefone na mão.

WILSON: E você mocinha, obedeça ao seu irmão.

ALEXIA para e olha pra PHILLIP, que está com um ligeiro sorriso de vitória nos lábios.

WILSON: Agora eu vou indo. Sua mãe já está esperando no carro.

PHILL: Boa viagem, papai.

PHILL espera os pais saírem no carro e se levanta do sofá. O garoto corre até a irmã e toma o telefone da mão dela.

PHILL: Agora é a minha vez de usar!

ALEXIA: Ah! Phill, nem vem. Usa outro!

PHILL: O pai mandou você me obedecer, pirralha.

ALEXIA: Há há há!

PHILL: Não vai querer ficar de castigo, vai?

ALEXIA: Não vai querer que eu conte pro papai da festa que você e o Scott pretendem dar hoje à noite, vai?

PHILL devolve o telefone.

PHILL: Que festa?

Ele ri e sai da sala. ALEXIA se joga no sofá e liga para MATT.

ALEXIA: Oi. Onde você está?

 

CENA 6 – INT. CASA DOS GRAHAM – QUARTO DE MATT

MATT está ao telefone.

MATT: Alexia?

SAM sorri e gesticula como que pedindo para o amigo seguir com seu plano.

ALEXIA [Voice Over]: Claro, quem mais poderia ser? O que vamos fazer hoje à noite?

MATT: Engraçado você me perguntar, eu estava justamente pensando nisso agora!

ALEXIA [Voice Over]: É que os meus pais viajaram e eu pensei que você poderia vir para cá. Que tal?

MATT olha pra cima e respira fundo.

MATT: Seria ótimo, mas eu tenho outros planos.

ALEXIA: Quais planos?

MATT: De ir ao Parque que chegou à cidade.

 

CENA 7 – INT. CASA DOS DANES – SALA

ALEXIA ri.

ALEXIA: Você está falando sério?

MATT [Voice Over]: Sim.

ALEXIA: “Parque” por acaso seria algum código para algum lugar proibido?

 

CENA 8 – INT. QUARTO DE MATT

MATT ri discretamente.

MATT: Não. É um “parque” mesmo.

ALEXIA: [Voice Over] Ah! Legal, eu acho.

MATT: Será que dava pra você chamar a Becky? É que eu vou ter que levar um amigo, e pensei que talvez a Becky poderia fazer companhia pra ele.

ALEXIA: [Voice Over] Por acaso esse amigo é o Sam?

MATT: Hum…

ALEXIA: Matt!

MATT: Por favor, Alley.

 

CENA 9 – INT. CASA DOS DANES – SALA

ALEXIA: A Becky vai rir na minha cara! Além do mais, você deveria saber. “Rebeccas” não se misturam com os “Sams”, é contra a lei da natureza, são raças diferentes.

MATT: [Voice Over] Por favor, Alley. O Sam é meu amigo.

ALEXIA: Tá bom. Mas não dê esperanças a ele.

MATT: [Voice Over]Ok.

ALEXIA: Eu vou ligar pra ela agora. Já te ligo de novo.

ALEXIA desliga o telefone e digita outro número.

ALEXIA: Becky! Amiga!

 

CENA 10 – INT. CASA DOS SAWYER – QUARTO DE REBECCA

BECKY: Oi, Alley. O que houve?

ALEXIA: [Voice Over] Você não vai acreditar!

BECKY: Hum… Pelo seu tom de voz, deve ser alguma fofoca quente.

ALEXIA: [Ri] Quase! O Matt acabou de me convidar para ir ao [reforça] “Parque de Diversões” hoje à noite!

BECKY: Isso é algum código para te levar a algum lugar proibido?

ALEXIA: [Voice Over] [Rindo] Antes fosse. É mesmo um parque e ele pediu pra eu chamar você.

BECKY: Eu? Com vocês dois? Por quê?

 

CENA 11 – INT. CASA DOS DANES – SALA

ALEXIA: Por que ele vai levar um amigo [Pausa] O Sam!

ALEXIA dá uma gargalhada. BECKY ri discretamente.

ALEXIA: Eu sei que você não vai querer ir, mas o Matt me obrigou a te convidar. Mas essa foi boa não foi? Ai… [Rindo] Você e o Sam? [Ri]

BECKY: [Voice Over] Eu vou.

ALEXIA se engasga.

ALEXIA: O quê? Amiga, “o Sam”! Você sabe quem ele é, não sabe?

 

CENA 12 – INT. QUARTO DA REBECCA

BECKY: Alley, eu não estou dizendo que vou me jogar em cima dele, mas acho que vai ser divertido, e todo mundo está falando desse parque. Além do mais lá tem algodão doce, faz tempo que eu não como algodão doce.

ALEXIA: [Voice Over] Você tem certeza que quer ir? Isso não vale um algodão doce. [Ri]

BECKY: Eu tenho, e estou fazendo isso por você e pelo Matt.

ALEXIA: [Voice Over] Ok. Que seja, depois não coloque a culpa em mim!

BECKY: Então…

 

CENA 13 – INT. CASA DOS DANES – SALA

ALEXIA: Tudo bem, mais tarde eu te ligo para combinarmos tudo. Tchau.

ALEXIA desliga o telefone, boquiaberta.

ALEXIA: Inacreditável!

A garota liga imediatamente para o namorado.

 

CENA 14 – INT. QUARTO DE MATT

MATT atende ao telefone e vibra ao ouvir a resposta de ALEXIA.

MATT: Eu passo aí as 7 e pego vocês duas.

MATT faz sinal de positivo para o amigo, que corre até ele e o abraça.

MATT: Que é isso cara? Chega pra lá!

SAM: Desculpa. Eu me empolguei, Matt! Eu vou para casa!

MATT: Já?

SAM: Eu tenho que me preparar. Tchau.

SAM sai correndo do quarto, MATT fica rindo.

 

CENA 15 – EXT. RUA – DIA

ANNA e MELISSA caminham na calçada, as duas estão incrivelmente silenciosas. O sol brilha forte e algumas crianças brincam de jogar água umas nas outras. As duas garotas desviam o caminho para não serem alvo das crianças e continuam a andar. O celular da ANNA toca e ela checa o visor antes de atender.

ANNA: Phillip?

MEL olha para ela espantada.

ANNA: Oi. Tudo bom?

MEL: [Sussurrando] É o Phillip Danes?

ANNA faz sinal confirmando com a cabeça.

ANNA: Ah, que pena, mas eu já tenho planos pra hoje à noite. Vou sair com uma amiga.

MEL: [Sussurrando] Por que o Phillip Danes está te ligando?

ANNA faz sinal de depois com a mão.

ANNA: Não, não dá pra cancelar.

MELISSA pula pra perto da ANNA e encosta a sua cabeça no telefone para que possa ouvir a conversa.

 

CENA 16 – INT. QUARTO DE PHILLIP

PHILL: É uma festa V.I.P. Se você mudar de idéia dá uma passada aqui, pode trazer sua amiga com você. Certo, conto com isso.

PHILL desliga o telefone e começa a rir.

SCOTT: Sério, cara. Você vai trazer a Anna para sua festa.

PHILL: Ei, você tá duvidando do quê?

SCOTT: Você não acha estranho que ela esteja sendo tão “fácil” assim.

PHILL: Todas elas são.

SCOTT fica sério.

PHILL: [Irônico] Menos a Becky. Ela provavelmente estava doente quando namorou comigo.

SCOTT: [Sério] Mas a Anna odiava a gente.

PHILL: Passado, Scott. Ela nem se lembra por que não gostava de mim, acho que nem eu lembro por que eu não gostava dela.

SCOTT: Mas eu lembro exatamente do que você fazia com ela e com o seu cunhadinho.

PHILL: [Rindo] Bom, acho que lembro sim. E quando eu tiver a Anna aqui na minha mão, eu vou olhar pra cara daquele caipira e rir muito. E se eu não ficar satisfeito com isso, posso acabar com o namorinho dele, é só plantar algumas coisas na cabeça da minha irmã que o resto ela dá um jeito de distorcer.

SCOTT: Já entendi. Mas vamos deixar esse assunto de lado e nos preocupar com algo mais importante: [Grita] cerveja!

PHILL: [Grita] Cerveja!

ALEXIA passa pelo quarto do irmão segurando um copo de água, com a mão na cabeça.

ALEXIA: Será que dava pra vocês dois calarem a boca? Eu estou com dor de cabeça.

Os dois começam a rir. ALEXIA fecha a porta do seu quarto com força.

 

CENA 17 – EXT. RUA

MEL: O que tá rolando entre você e Phillip Danes?

ANNA: Nada…

MEL: [Olhando incrédula] Phillip Danes sendo cordial, chamando você para uma festa … sem interesse algum? Não acho provável.

ANNA: Talvez ele tenha algum interesse nisso, mas da minha parte não há nenhuma outra intenção se não uma companhia e ele é um cara legal… eu acho.

MEL: Certamente você não o conhece.

ANNA sorri.

ANNA: Eu e o Matthew odiávamos o Phill. Vivíamos brigando, nos metendo em confusão. Mas éramos crianças e as coisas mudam.

MEL: Eu não acho que o filhinho do prefeito mudou alguma coisa.

ANNA: Pelo menos o Phillip que me odiava tanto mostrou mais interesse pela minha volta do que o Matt que era o meu melhor amigo. A vida é cheia de segundas chances não é? Eu tentei conversar com o Matt, mas ele não quis nem me ouvir.

MEL: Anna, certamente a festa do Phillip será bem mais divertida que esse parque não acha?

ANNA: Você está insinuando que eu devo ir à festa?

MEL: Sim, e descubra por que de repente a besta parece ter se transformado em um príncipe.

ANNA: Quer ir comigo?

MEL: Eu? Em uma festa na casa dos Danes? É mais fácil o universo entrar em colapso do que alguém me ver naquela festa.

 

CENA 18 – EXT. RUA – NOITE

MELISSA está vestida com uma bota de cano longo preta combinando com seu casaco. Ela entra em um carro, e olha para o retrovisor.

MEL: Eu não acredito que estou fazendo isso.

Ela dá partida no carro.

 

CENA 19 – EXT. CASA DOS DANES – NOITE

[MÚSICA – IN THIS DIARY, THE ATARIS]

O céu estava estrelado em Tulsa; a lua cheia dava um clima romântico à cidade. A rua onde fica a casa dos Danes estava movimentada. Alguns carros já estavam estacionados e alguns ainda chegando. Do lado de fora dava pra ouvir a música alta que tocava no local. MATT estaciona seu carro do outro lado da rua. O garoto observa o movimento na casa da namorada com certa estranheza. Ele pega seu telefone e liga para ALEXIA, mas quem atende é REBECCA.

MATT: Becky? Eu estou aqui na rua, vocês já estão prontas?

 

CENA 20 – INT. CASA DOS DANES – QUARTO DA ALEXIA

REBECCA está falando ao telefone.

BECKY: A Alley está doente.

ALEXIA tenta pegar o telefone da mão da amiga, mas desiste por causa da dor.

BECKY: Ela disse que vai de qualquer jeito. Já se vestiu e tudo mais.

ALEXIA: Eu vou!

BECKY: [Para Alexia] Fica quieta! [Ao telefone] Dá pra você vir até aqui e convencê-la de que eu estou certa? [Pausa] Certo. Tchau [Para Alexia] Agora vê se você sossega e deixa de teimosia.

 

CENA 21 – INT. CASA DOS DANES

MATT entra na casa da namorada. Há dezenas de pessoas na casa, gente por todos os lados. MATT bate na porta do quarto da namorada e entra. ALEXIA está emburrada de braços cruzados, deitada em sua cama. BECKY está em pé olhando para a amiga com ar de reprovação.

BECKY: Ela está assim desde manhã.

MATT: O que você está sentindo?

ALEXIA: [Olhando para Becky] Raiva.

MATT: Alley…

ALEXIA: Eu estou com dor de cabeça já tem um tempo. Meu corpo dói, eu não consigo respirar direito, mas deve ser um resfriado, eu já tomei um comprimido, daqui a pouco passa. Não é nada que possa me impedir de sair. Além do mais, com esse bacanal lá fora eu posso ficar mais doente se eu ficar aqui.

Ouvem-se gritos vindos do lado de fora, e o barulho de alguém pulando na piscina. MATT coloca a mão na testa da namorada para verificar a temperatura.

MATT: Bela tentativa, mas você está com febre.

BECKY sorri.

BECKY: Eu disse que você estava doente.

PHILLIP entra no quarto da irmã repentinamente.

BECKY: Que susto, Phill.

ALEXIA: Não te ensinaram a bater antes de entrar não?

PHILL: Me falaram que viram o Matt subindo eu vim ver com os meus próprios olhos. [Para Matt] O que você está fazendo aqui no quarto dela?

MATT: A sua irmã tá doente.

PHILL: Ei, caipira, meu pai me deixou responsável por ela, e eu acho que ele não iria gostar de saber que eu deixei você entrar aqui. Então pode ir indo embora…

ALEXIA: Deixa de ser imbecil, Phill. O Matt pode entrar no meu quarto quantas vezes ele quiser.

ALEXIA levanta-se da cama e fica tonta. BECKY corre até a amiga para apóiá-la.

[MÚSICA FADE OUT]

[MÚSICA FADE IN – BOYS AND GIRLS, GOOD CHARLOTTE]

SCOTT entra no quarto correndo.

SCOTT: Vamos Phill! O Chad diz vai pular da árvore dentro da piscina.

PHILL: Eu estou de olho em vocês. [Aponta para Matt e Alexia]

Os dois garotos saem correndo do quarto.

MATT: Eu acho melhor te levar para a minha casa. Se você não melhorar, eu te levo no hospital.

BECKY: Concordo. Se a Alley ficar aqui, capaz do Phillip deixá-la morrer.

ALEXIA: Quanto drama, amiga. Eu já disse que eu estou bem.

O telefone de Matt toca.

MATT: É o Sam. Ele ficou de encontrar a gente lá no parque. [Atende o celular] Oi, Sam.

 

CENA 22 – EXT. PARQUE DE DIVERSÕES – NOITE

SAM: Onde você está?

MATT: [Voice Over] Na casa da Alley. Olha, cara, a Alley tá doente eu acho que não vai dá pra ir.

SAM: [Triste] Que droga! Eu sabia que isso era bom demais pra ser verdade.

 

CENA 23 – INT. CASA DOS DANES – QUARTO DA ALEXIA

MATT: Espera aí! Eu não vou poder ir com a Alley, mas eu acho que a Becky pode ir com você.

REBECCA se engasga.

ALEXIA: [Rindo] O que foi amiga? Ficou doente também?

MATT afasta o telefone da boca.

MATT: Não vai me dizer que você tem algo melhor para fazer?

BECKY: É… está bem.

ALEXIA: Becky?

BECKY: Eu posso ir com ele, mas não garanto que vou ficar perto dele quando chegar lá.

MATT: [Ao Telefone] Sam? Eu vou levar a Alley pra minha casa, você poderia levar a Rebecca o parque? [Sorri] Combinado.

MATT desliga o telefone. BECKY se constrange com o olhar de reprovação que Alexia desfere.

[MÚSICA FADE OUT]

 

CENA 24 – INT. CASA DOS MACKENZIE – QUARTO DE ANNA

ANNA está terminando de se aprontar para ir à festa. A garota se olha no espelho por um tempo e fecha os olhos.

[FLASHBACK]

[MÚSICA FADE IN – DANCING WITH MYSELF, THE DONNAS]

ANNA [Criança]: Eu não convidei você para a minha festa.

Ela fala com um menino parado em frente à sua porta.

PHILL [Criança]: Olha, pirralha. Você não convidou, mas alguém convidou. E os meus pais me obrigaram a vir. Você acha que eu iria perder tempo com festinhas de criança?

ANNA [Criança]: Pelo menos você trouxe um presente.

A menina toma o embrulho da mão do garoto e abre a porta por completo.

[FIM DO FLASHBACK]

ANNA escuta uma buzina e acorda de seu transe. A garota pega uma bolsa e sai do quarto.

ANNA passa pela mãe na sala ouvindo música e bebendo.

ANNA: Estou indo, mãe.

KATHERINE: Indo onde Mary Anna?

ANNA: Para a festa na casa do Phillip Danes.

KATHERINE: Se for dirigir não beba.

ANNA: Eu não tenho permissão para dirigir, mãe.

KATHERINE: Ah, não?

[MÚSICA FADE OUT]

ANNA pega as chaves de casa e sai. Do lado de fora MELISSA à espera dentro do carro.

MEL: Vamos logo! Eu tenho que devolver o carro antes da meia noite.

ANNA apressa-se e entra no carro.

 

CENA 25 – INT. CASA DOS DANES

[MÚSICA FADE IN – ALCOHOLIDAY, TEENAGE FAN CLUB]

MATT e REBECCA ajudam ALEXIA a descer as escadas. Ele dá a chave do carro para BECKY.

MATT: Abre a porta pra mim, por favor.

BECKY: Claro.

ALEXIA: [De olhos fechados] Eu consigo andar sozinha.

MATT: Segura em mim.

ALEXIA se apóia em MATT. PHILL, que está do outro lado da sala conversando com algumas pessoas, vê a irmã saindo com o namorado e corre até eles.

PHILL: Ei, ei! Pra onde você pensa que vai com a minha irmã?

MATT: Para a minha casa. Ela está doente.

Algumas pessoas que estavam por perto se aproximam para escutar a discussão.

PHILL: Vocês acham que me enganam? Tudo não passa de um planinho pra ela ir dormir na sua casa. Você pensa que eu sou otário?

MATT: Você está sendo agora.

ALEXIA: Phill, não faça um escândalo.

MATT anda na direção da porta deixando PHILLIP com muita raiva. As pessoas que estavam por perto riem do dono da festa que volta para onde estava. ALEXIA ri com dificuldade.

 

CENA 26 – EXT. CASA DOS DANES – NOITE

MATT e ALEXIA chegam ao carro, onde BECKY espera por eles. ALEXIA coloca a mão na cabeça e faz cara de dor.

ALEXIA: Eu acho que estou doente.

REBECCA olha para a amiga com um sorriso irônico na boca, enquanto ALEXIA se senta no banco de trás e deita a cabeça no colo da amiga. MATT entra no carro e olha para trás.

MATT: Está tudo bem aí?

BECKY: Está sim.

MATT: Então podemos ir.

ALEXIA: Matt…

MATT: O que foi?

ALEXIA: Eu deixei a minha nécessaire no quarto.

MATT olha para ALEXIA. Aparentemente ele não gostou muito da idéia de voltar no quarto dela.

MATT: Volto já!

Ele sai do carro, e corre até a porta da casa.

[MÚSICA FADE OUT]

MEL para o carro no meio da rua. A garota estaciona com uma rapidez incrível, mas longe da perfeição. Ela deixa o carro quase em cima do canteiro derrubando uma lata de lixo.

MEL: Ops.

As duas saem do carro rapidamente. Olham para o veiculo mal-estacionado e começam a rir.

MEL: [Para Anna] Não olhe para mim, você nem ao menos sabe dirigir. Eu vou voltar lá e tentar estacionar direito.

ANNA olha para a amiga com ar de hesitação.

ANNA: Eu acho que vou indo lá na festa e…

A garota morde o canto da boca

MEL: Pode ir. [Rindo] Eu não vou demorar.

 

CENA 27 – INT. CASA DOS DANES – SALA

[MÚSICA FADE IN – BAD CASE OF A BROKEN HEART, THE ATARIS]

MATT já havia pego a coisas da namorada e estava abrindo a porta para sair quando deu de cara com ANNA, que iria tocar a campanhia.

MATT: Você aqui?

ANNA: Er…oi…

MATT: Anna Mackenzie na festa do Phillip Danes!

ANNA: [Séria] Eu fui convidada.

MATT: Eu fico tentando imaginar qual é o seu jogo.

ANNA: Jogo? Eu não estou jogando, eu estou vivendo.

ANNA tenta passar, mas MATT se põe na frente dela.

MATT: Eu não conheço mais você … não sei por que me surpreendo!

ANNA: E eu não sei por que estou aqui batendo boca com você sendo que eu poderia estar lá dentro com pessoas que tem ao menos um pingo de educação comigo!

MATT ia responder quando vê MEL se aproximar

MEL: Matt?!

MATT: Você também?

MEL: Matt, espera aí…Eu só…A gente só…

MATT: Que seja, Melissa! Divirtam-se vocês duas.

MELISSA hesita em ir atrás do amigo. Ela o assiste sair da casa dos Danes, entrar em seu carro. Ela nem percebe quando SCOTT se aproxima.

SCOTT: Ora, ora, ora. É o fim do mundo!

ANNA: Scott…

SCOTT: Ouvi dizer que você mudou…

ANNA: E eu ouvi dizer que você continua o mesmo.

SCOTT coloca a mão no coração.

SCOTT: [Fingindo dor] Ai.

[MÚSICA FADE OUT]

[MÚSICA FADE IN – SAM DIMAS HIGH SCHOOL FOOTBALL TEAM RULES, THE ATARIS]

PHILL se aproxima dos três com uma corda na mão.

PHILL: [Bêbado] Eu sabia que você viria. [Encara Mel] Melissa, certo? Como você está … diferente.

MEL sorri com desprezo.

PHILL: Fiquem a vontade … a casa é de vocês!

ANNA: Na verdade, não vamos ficar, já estamos indo!

MEL: Estamos?

PHILL: Ah! Não estão não!

MELISSA olha para a corda na mão do rapaz. PHILLIP percebe e sorri.

PHILL: Não se preocupa que eu não vou amarrar vocês não. Porque eu sou legal!

SCOTT: É, o Phillip é legal!

ANNA franze a sobrancelhas.

ANNA: Fica pra próxima, ok? Vamos, Melissa.

MEL: Vamos.

MEL não parece está com cara de quem quer ir embora. A festa está bastante animada, a música alta e muita gente dançando, correndo pelos espaçosos jardins da mansão. A garota sorri para alguns rapazes bêbados, mas somente por pura gozação. PHILL se coloca na frente das meninas bloqueando a passagem. SCOTT faz o mesmo, imitando o amigo.

ANNA: Divirta-se Phill.

A garota pega a ruiva pelo braço e a puxa para fora da casa. SCOTT olha para o amigo e começa a rir. PHILL dá um soco no braço do amigo, que fica quieto imediatamente.

PHILL: Vamos logo com isso.

PHILL balança a corda em sua mão.

[MÚSICA FADE OUT]

 

CENA 28 – INT. CASA DOS GRAHAM – SALA – NOITE

LOU entra na sala escura de sua casa. Ela percebe que MATT havia saído e respira fundo. A mulher, aparentemente cansada, joga as suas coisas em cima do sofá e senta em um das poltronas da sala. Ela tira suas botas e põe os pés em um pufe.

LOU: Pensei que esse dia não fosse acabar.

Ela solta o cabelo e inclina a poltrona para trás.

LOU: Eu preciso de um banho quente, cheio de espuma. Espuma bem branquinha. Eu poderia me casar com uma espuma agora… Vamos, Lou. Deixa de conversa maluca e levanta. Não consigo me mover. Agora, levanta! No três. Um, dois, três!

Ela faz um grande esforço e se levanta da cadeira. Pega suas coisas e vai para seu quarto.

 

CENA 29 – EXT. CASA DOS DANES – PISCINA – NOITE

Os garotos gritam ao ver que PHILL estava em cima da árvore. Todos da festa observam o dono da casa amarrar a corda em um dos galhos. Ele espera por alguns segundos antes de pular na piscina. Ele nada até a borda e sobe até a superfície.

PHILL: [Grita] Quem vai ser o primeiro?

Nenhum voluntário se manifesta.

PHILL: Ora, não é tão difícil. É só fazer igual ao Tarzan.

O garoto se pendura na corda e grita, caindo dentro da piscina. As pessoas aplaudem. PHILLIP volta para a superfície novamente e aponta para SCOTT.

SCOTT: Não, não.

PHILL: Que é isso, cara? Vai amarelar agora?

SCOTT: [Ri nervoso] Eu passo.

PHILL: Eu “passo”. Que papo mais idiota é esse?

A multidão começa a vaiar. PHILL puxa o coro e todos começam a gritar.

TODOS: Covarde! Covarde!

SCOTT olha para a corda, apreensivo.

 

CENA 30 – EXT. ESTRADA – NOITE

MEL: Divertido, não?

ANNA: Desculpa ter estragado a sua noite. Ainda quer ir ao parque?

MEL: Não, não. É melhor eu ir para casa.

ANNA: Desculpa pelo Matt, eu não imaginava que ele estaria lá.

MEL: Nem eu. Mas eu não quero falar dele, ok?

ANNA: Tudo bem.

 

CENA 31 – INT. CASA DOS GRAHAM – QUARTO DE MATT – NOITE

MATT entra com ALEXIA nos braços. BECKY trazia as coisas da amiga e ajuda MATT a instalá-la em seu quarto. MATT coloca ALEXIA na cama e a cobre. Um carro chega do lado de fora, o garoto olha pela janela.

MATT: [Fala baixo] É o Sam.

REBECCA pega sua bolsa e suspira.

BECKY: Cuida bem dela.

MATT: Pode deixar. Becky?

REBECCA que já se dirigia a porta, para e olha para MATT.

BECKY: O quê?

MATT: Obrigado por sair com o Sam.

BECKY sorri timidamente.

BECKY: Isso não é um favor.

A garota sai do local.

 

CENA 32 – EXT. CASA DOS GRAHAM – NOITE

REBECCA se aproxima do carro, SAM tenta esconder seu nervosismo. Ele abre a porta para a garota entrar, ela agradece com um sorriso desconfortável.

 

CENA 33 – INT. CASA DOS GRAHAM – NOITE

LOU entra no quarto do MATT e encontra seu sobrinho sentado em uma cadeira do lado da cama. Ela estranha ao ver ALEXIA deitada na cama, e faz um sinal para que ele venha até ela. MATT levanta-se e empurra a TIA para fora do quarto.

MATT: Eu posso explicar.

LOU: Então explique.

MATT: A Alley não estava passando bem, então eu achei melhor trazê-la para cá.

LOU faz uma cara de que não estava muito convencida.

LOU: Você precisa melhorar suas desculpas, Matt.

MATT: Não, Lou. Não é mentira. Os pais da Alexia viajaram.

LOU mostra-se incomodada quando o garoto menciona os pais da namorada.

MATT: E o irmão dela resolveu dá uma festa. E a Alley não podia ficar lá, ela tá com dor de cabeça, febre, um pouco enjoada.

LOU: Não acha melhor levá-la ao médico?

MATT: Achar eu acho, mas ela faria um escândalo. A Alley não gosta de hospital, e ela é muito teimosa para aceitar que tem que ir a um.

LOU inclina a cabeça para o lado.

LOU: Tudo bem. Mas você não vai dormir na cama com ela, ouviu?

MATT sorri e concorda.

LOU: Agora eu vou dormir.

MATT: Cedo assim?

LOU: Vamos dizer que o dia foi muito longo e que no meu mundo, “cedo” foi há cinco horas atrás.

Ela passa a mão na cabeça do sobrinho e sai.

 

CENA 34 – EXT. CASA DOS MACKENZIE – NOITE

MEL estaciona o carro na frente da casa dos Mackenzie. ANNA acena ao sair do carro e espera na frente da sua casa o carro desaparecer na escuridão. ANNA olha para a porta e olha para a rua.

 

CENA 35 – EXT. CASA DOS DANES – NOITE

SCOTT olha nervoso para os lados. Todos estavam apontando para ele e pedindo para que ele repetisse o gesto do PHILLIP.

PHILL: Vamos, Scott. Mostre que você é homem de verdade.

SCOTT se aproxima de PHILL e cochicha.

SCOTT: Você sabe que eu não gosto de altura.

PHILL: Vai ser legal, cara, como montar um cavalo. Você sente a adrenalina.

As pessoas ficam olhando para os dois.

 

CENA 36 – EXT. ESTRADA – NOITE

[MÚSICA FADE IN – BEAUTIFUL SOUL, JESSE McCARTNEY]

SAM e BECKY estão no carro. Ele olha discretamente para REBECCA, que estava com a cabeça encostada na janela. A garota percebe que SAM estava olhando para ela e sorri.

BECKY: Ouvi dizer que você toca guitarra.

SAM olha para a estrada rapidamente.

SAM: [Nervoso] É… sim, toco violão, flauta, várias coisas.

BECKY: Legal.

Os dois voltam a ficar em silêncio.

BECKY tamborila com os dedos na janela.

SAM: Você gosta de montar?

BECKY olha para Sam assustada.

BECKY: O quê?

SAM tenta se explicar.

SAM: [Nervoso] De montar cavalos. Os seus pais têm um haras, não?

BECKY: Ah, sim, eles têm. Mas eu não gosto de montar.

SAM: Ah…

BECKY fica olhando para SAM.

BECKY: Você poderia tocar para mim algum dia.

SAM sorri.

BECKY: O que foi?

SAM: [Sorrindo] Nada.

BECKY: Fala. Eu disse algo errado?

SAM olha para BECKY.

SAM: Eu toco o que você quiser.

Os dois se olham por um momento, mas BECKY desvia o olhar.

BECKY: Olha só, chegamos.

SAM estaciona o carro perto do parque e REBECCA mal espera o carro parar e sai do carro. Ela dá alguns passos e olha para trás. A garota vê SAM vindo em sua direção, ela suspira e para de andar.

SAM: Você quer alguma coisa? Eu posso pegar para você.

BECKY: Na verdade sim. Eu queria muito algodão doce.

SAM sorri, ainda nervoso. Os dois caminham até a entrada do parque. BECKY olha para a roda gigante.

SAM: Fica aqui na fila que eu vou comprar o algodão doce.

BECKY: Ok.

REBECCA sorri ao perceber a gentileza de SAM.

BECKY: É… acho que isso não vai ser tão ruim assim.

 

CENA 37 – EXT. RUA – NOITE

[MÚSICA FADE OUT]

ANNA está andando sozinha no escuro, ela apressa o passo e olha para os lados. O local era deserto, e havia apenas uma casa no local. ANNA se aproxima de um imenso cercado branco, onda há um grande portão de madeira. A garota abre o portão e entra no local, respirando fundo antes de continuar sua caminhada. Ela olha para a caixa de correio escrito Graham, e fica visivelmente apreensiva, enxugando o suor de suas mãos na roupa antes de tocar a campanhia. ANNA afasta-se alguns passos da porta, e percebe que a luz do quarto de MATT acendeu. O garoto coloca a cabeça para fora e fica parado olhando para ANNA. Ele entra novamente em seu quarto e apaga a luz. A garota baixa a cabeça e olha para os lados. Ela dá uma risada e balança a cabeça.

ANNA: Você esperava o que, Anna?  Que ele descesse correndo?

A garota se prepara para deixar o local quando alguém abre a porta. Ela se vira e vê MATT olhando para ela.

 

CENA 38 – EXT. PARQUE DE DIVERSÕES – NOITE

SAM encontra BECKY e entrega o algodão doce para ela. REBECCA sorri e os dois se olham por alguns segundos.

GAROTA: [Taylor Cole] Re-be-cca!

REBECCA e SAM se assustam com o grito dado pela garota.

BECKY: Christy?

CHRISTY: Você e o cara da banda da escola? Eu não acredito!

Outras duas garotas que acompanhavam CHRISTY começam a rir.

CHRISTY: O que você está fazendo com essa criatura?

A garota aponta para SAM, ignorando todo e qualquer sentimento que o rapaz possa ter. SAM olha com raiva para CHRISTY, mas antes de esboçar qualquer reação REBECCA toma a frente da situação.

BECKY: [Nervosa] Eu não estou com ele! Você acha que estou louca?

BECKY olha para SAM e vê que o garoto olha para ela com desprezo.

BECKY: Ele só estava me fazendo um favor.

A garota pega o outro algodão doce da mão do rapaz.

BECKY: Muito obrigado… como é seu nome mesmo? Sam? Depois eu te pago.

As três meninas riem de SAM.

SAM: Eu pensei que você fosse diferente.

Ele balança a cabeça e sai do local.

GAROTA 2: Eu acho que ele vai chorar!

CHRISTY: Agora sim, Becky. Pensei que você tinha vindo com aquele retardado pro parque!

BECKY: Eu e o Sam?

REBECCA sorri para as amigas e olha SAM ir embora. A garota para de sorrir e olha para o algodão doce.

 

CENA 39 – EXT. CASA DOS DANES – NOITE

SCOTT: Eu não acredito que eu vou fazer isso.

PHILL dá uma tapinha cordial nas costas do amigo.

PHILL: [Grita] Senhoras e senhores, Scott Sawyer vai pular!

As pessoas que estavam no local batem palmas e SCOTT se dirige até a árvore vagarosamente. Ele tenta sorrir ao se aproximar, segura a corda com força e dá alguns passos para trás. Ele corre e fecha os olhos.

 

CENA 40 – EXT. PARQUE DE DIVERSÕES – NOITE

REBECCA está saindo da roda gigante com as amigas, quando seu telefone toca.

BECKY: [Rindo] Alô?

A garota muda de expressão imediatamente. Seus olhos se enchem de lágrima.

BECKY: [Nervosa] Onde que ele está?

SAM está sentado em um banquinho, observando BECKY de longe com suas amigas, ele vê que a garota se distancia um pouco, parecia estar falando com alguém no telefone. Ela desliga, parecia um pouco nervosa, ela fala alguma coisa para as amigas e sai do local totalmente atordoada. REBECCA para ao vê SAM sentado no banco.

SAM: Você está bem?

BECKY: Meu irmão…sofreu um acidente! O Scott [Gaguejando] eu… ele, eu…

SAM se levanta e pega a chave do carro em seu bolso.

SAM: Vamos, eu te levo.

REBECCA olha para SAM, como se não acreditasse no que ele estava fazendo mesmo depois de toda aquela cena que ela fez.

BECKY: Eu… Sam… Obrig…

SAM: [Friamente] Olha, não fala nada. Me diz onde ele está e eu te levo lá.

REBECCA concorda e vai com SAM até o carro.

BECKY: Obrigada.

SAM não responde.

 

CENA 41 – EXT. CASA DOS GRAHAM – NOITE

[MÚSICA – DEEP INSIDE OF YOU, THIRD EYE BLIND]

ANNA se aproxima de MATT; o garoto fecha a porta e encosta na parede.

ANNA: Matt, olha. Não fala nada. Por favor me escuta.

O garoto respira fundo e cruza os braços.

ANNA: Eu não queria que as coisas fossem assim, mas a vida toma caminhos que nem sempre a gente aceita. Nós éramos tão felizes. Você me completava, e eu completava você, e apesar de sermos apenas crianças entendíamos que nós éramos uma só pessoa. Você não imagina o quanto foi difícil ter que me separar de você e toda essa minha resistência só me causou mais dor. Minha mãe sempre sabotou qualquer possibilidade de eu vir para cá. Eu esperava que algum dia uma mágica me trouxesse de volta para sua vida… até que minha infância e inocência foram ficando para trás, e a realidade foi consumindo qualquer esperança que eu tinha. Eu mudei, me tornei uma pessoa fechada, insegura, fria. Eu não seria capaz de sofrer tudo de novo então resolvi que jamais me apegaria a alguém novamente. Você sempre foi o único amigo verdadeiro que eu tive. Não foi mágica que me trouxe de volta à Tulsa e sim o divórcio dos meus pais. Apesar disso eu estou feliz por ter voltado, estou começando a reconquistar o que eu perdi, e eu vim aqui pra te dizer que eu quero meu melhor amigo de volta. E eu vou conseguir.

MATT tenta falar algo, mas desiste, apenas olha para ANNA. A garota sabia que era hora de ir embora. MATT apenas observa a garota saindo pelo portão de sua casa, vai até a porta, olha para trás e entra.

[MÚSICA FADE OUT]

CONTINUA …

ELENCO
Jonathan Bennett como Matthew Graham
Natalie Portman como Anna Mackenzie
Mena Suvari como Rebecca Sawyer
Lindsay Lohan como Melissa Baker
Austin O´Brian como Scott Sawyer
Joseph Gordon-Levitt como Samuel Wood
Kate Bosworth como Alexia Danes
Brad Renfro como Phillip Danes
Marisa Tomei como Lou Graham

ATORES CONVIDADOS
Paula Cale como Katherine Mackenzie
Todd Field como Wilson Danes

PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS

Taylor Cole como Christy
Justin Riordan como jovem Phillip Danes
Keaton Tyndall como jovem Anna Mackenzie

MÚSICA TEMA
Promises, Lillix

TRILHA SONORA

Turn, Travis
Lost Without Each Other, Hanson
Powerless, Nelly Furtado
Something I Never Had, Lindsay Lohan

ESCRITO POR
Clara Lima
Sarah Lima

DIRIGIDO POR
Clara Lima

GRÁFICOS POR
Clara Lima

CRIADO POR
Clara Lima
Sarah Lima

DISTRIBUIDO POR
TVSN

® 2004-2006

Séries citadas:

Os textos assinados pela Redaçao TeleSéries são textos de autoria coletiva ou notícias escritas por um redator anônimo, mas sempre revisadas com a máxima precisão jornalística.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account