Log In

Notícias

Senador americano quer cancelar reality show da MTV

Pin it

Com a aproximação do fim do reality show Jersey Shore, que terá seu episódio final no dia 20 de dezembro, a emissora MTV já tinha um outro reality em mente para substituir o show, que mostrava oito pessoas em uma mesma casa na rotina típica de moradores da Nova Jersey. Entretanto, a escolha por Buckwild gerou um problema que saiu da TV e chegou ao campo da política.

Buckwild é um reality show cituado na Virgínia Ocidental, onde teria nove adultos vivendo em duas regiões do estado (Sissonville e na capital, Charleston). Os participantes mostrariam o amor que têm pela vida americana de cidade pequena e como conseguem aproveitar a vida rural ao seu redor.

NOTÍCIAS | Membros do ‘Jersey Shore’ organizam programa em apoio às vítimas do Furacão Sandy.

O fato é que o senador da Virgínia Ocidetal, Joe Manchin, escreveu uma carta para a  MTV exigindo que o reality fosse cancelado mesmo antes de ir ao ar. Motivo para o cancelamento? Buckwild estaria, supostamente, ‘sujando’ a imagem do estado e dos jovens virginianos.

Em uma carta obtida pelo jornal americano Washington Post, Manchin diz que escreveu formalmente para “parar o travesti chamado Buckwild”. “Em vez de mostrar a beleza do nosso estado, vocês persuadiram-os em um estado vergonhoso e agora estão lucrando com isso. Este show é um estereótipo incorreto sobre as pessoas da Virgínia Ocidetal.” continua o senador na carta.

Do outro lado do rio, o produtor executivo de Buckwild, John Stevens, disse em uma entrevista à EW que o reality serviria para as pessoas olharem friamente e analisarem. “Não é como olhar um acidente de trem, há uma certa frieza para o show. Eu acho que vai fazer as pessoas comentarem e mudarem suas perspectivas.” diz Stevens.

Essa polêmica envolvendo a estreia de Buckwild não foi a primeira em relação a política intervir na história de um reality show. Assim que foi lançada a ideia de Jersey Shore, o senador da Nova Jersey, Chris Christie, também se mostrou inquieto mas não chegou a pedir o cancelamento. Christie disse que o show retratou o estado “em uma luz negativa. Embora não tenha pedido o cancelamento, o senador vetou um crédito fiscal de $ 420 mil que o reality receberia do Estado de Desenvolvimento Econômico, em 2011, argumentando que asseguraria que os contribuintes não pagariam uma taxa por um programa que nada mais mostrava que equívocos sobre o estado.

Com informações do Huffpost TV.

Séries citadas:

Futura professora, 20 anos, estudante de Letras da UFF, monitora de Português do Colégio e Curso pH e amante de uma boa literatura. No TeleSéries é editora de reviews e reviewer de Castle e Bad Judge. É viciada em séries e dizem por aí que shippa praticamente tudo que se move. Fã incondicional de Roberto Carlos, ama também falar em 3ª pessoa.

Website: http://minhaasconfissoes.blogspot.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account