Log In

Reviews

Saving Hope – The Law of Contagion

Pin it
Série: Saving Hope
Episódio: The Law of Contagion
Número do episódio: 01×11
Exibição nos EUA: 30/08/2012
85.333333333333
4.2
3

O episódio desta semana de Saving Hope conseguiu prender o telespectador do início ao fim. Mais um excelente episódio para coletânea que vem acumulando desde a metade da temporada. E revelações e momentos esperados aconteceram no desenrolar da trama de The Law of Contagion.

A ordem neste episódio foi quarentena. Isso porque, no hospital chegou um vírus letal através de um paciente contaminado, disfarçado com sintomas que não alardearam os médicos. O vírus mata o paciente assim como um médico que estava junto no mesmo avião. A partir daí, o Hospital emite um alerta e deixa todo mundo sem entrar nem sair. Os mais afetados nesta situação são Alex, Joel e Victor, o enfermeiro namorado do Dr. Shahir. Aliás, foi o momento do personagem na série, que tem uma briga feia com o neurologista que admite ter vergonha do rapaz com a mãe por ele ser enfermeiro. Logo depois disso, Victor acaba ficando muito mal, devido aos sintomas do vírus, e começa a correr risco de vida. O personagem entra em desespero, por não querer morrer sem antes se desculpar com Shahir (Mas a meu ver, quem tinha que se desculpar era o Shahir, que aliás é um personagem bem irritante).

Na mesma sala, Alex e Joel tem o seu momento decisivo da temporada. Alex desabafou tudo o que tinha para desabafar com o rapaz, e minha gente, não é que ela guarda rancor de quando os dois namoraram na faculdade? Será que rola um sentimento? Bom, se rola, ela com certeza com gostou do beijo que o Dr. Goran roubou dela, apesar dela ter demonstrado um repúdio. Joel depois de ouvir que foge sempre das coisas termina com Maggie dando fim a um das casais mais chatos do Hope Zion. Mas podem fazer o que quiser, continuarei shippando Alex com o Charlie até o fim. Aliás, falando em Charlie, este também foi um dos grandes pontos do episódio. Devido a uma tentativa de tratamento com pulsos eletromagnéticos, afim de forçarem uma resposta do cérebro do rapaz, o moribundo passou por uma nova experiência – desta vez ele teve acesso a memórias que antes estava ocultas. E ele descobre nada mais nada menos que estava no acidente de carro que matou os seus pais. Emocionante a cena e sinceramente, nos pegou de surpresa. Mas o que teria levado Charlie a esquecer isso? Curtiria se os roteiristas explorarem mais este lado obscuro do personagem.

Quem teve chance no episódio foram Maggie e Gavin. Os dois tratavam uma paciente que além de seu problema clínico, sofria de uma espécie de “toque”, e tinha várias supertições. Mas o isolamento desviou um pouco o tratamento da paciente, e colocou Maggie e Gavin no mesmo leito que ela. Enquanto ela dormia, os dois puderam também colocar as coisas em pratos limpos. E agora que ela está solteira, a moça admitiu ter sido babaca com o rapaz. Mas Gavin deu um tapa de luva nela, e disse que o beijo entre eles não deveria ter acontecido e não vai mais acontecer. Mas a quem estou querendo enganar? Ele gosta dela, e parece que ela começa a demonstrar um sentimento por ele. Os dois dividindo a cama do quarto para descansarem e ficando abraçados foi até “meigo”. Ok, mais um episódio e eu começo a shippar oficialmente os dois.

Mas o melhor do episódio foi sem dúvidas a reação de Charlie. No momento em que ele descobre do acidente, e vivencia o momento de impacto, ele abre os olhos assustado e se mexe, sem ninguém por perto. E as tomadas ainda demoraram a mostrar o desfecho da cena, só para fazer o telespectador ansiar ainda mais. Mas acabou que o médico voltou a ficar inconsciente. Mas Alex viu que ele havia mudado de posição, e que houve uma resposta ao tratamento eletromagnético. Então, há ainda esperança para o personagem. Por um momento achei que a história ia tomar outro rumo com ele acordando, mas parece que ainda vamos ter de aguentar este coma de Charlie.

Será que os roteiristas guardam alguma surpresa para os dois episódios finais desta temporada? Espero que sim. E mantenham o nível por favor, porque estão acertando em cheio. Faltam dois episódios para o final da temporada, e começo a crer de verdade que infelizmente não veremos Charlie acordar antes do final. E vocês o que acham? Esperando ansiosamente por semana quem vem. Até lá!

Séries citadas:

Mineiro, professor e aficionado por séries. No TeleSéries resenha as séries Hawaii Five-0 e Saving Hope. Mas também é apaixonado por Grey's Anatomy,'CSI, Rookie Blue, The Vampire Diaries, The Good Wife, Homeland, The Walking Dead e muuuitas outras...

1 Comment

  1. biancavani

    Nossa, aconteceu TUDO naquele hospital! Foi muita tensão mesmo. Ficamos esperando alguém “sair do corpo” (rs) para bater um papo com Charlie, mas foi ele quem deu uma saidinha para encontrar os pais. Humm, ele ESTAVA no acidente…

    Sempre fiquei curiosa para saber os detalhes (sórdidos) do que havia realmente acontecido entre Alex e Joel. Agora já sei: no Brasil temos um termo para isso: galinhagem. Muito bonito, sr. Joel, agora vai ter de encontrar outra Alex na vida… e então fazer tudo certinho. De qualquer forma, Maggie fez uma abordagem bem sem compromisso com Joel, mas depois começou a cobrar. Vá entender.

    A, eu acho que a premissa básica da série é Charlie ficar em coma, enquanto vai conhecendo uns quase mortos pelo hospital, Alex vai tentando salvá-lo, os casos habituais de hospital vão acontecendo, idem as relações pessoais. Porque, se ele sair do coma, qual seria o outro grande tema?

    Lógico: o casal Alex e Charlie é perfeito. E os dois ficarão juntos, felizes para sempre no final da série. Pode ser que no decorrer, pela demora de Charlie sair do coma, Alex acabe se envolvendo com alguém, mas no fim ficarão juntos. A menos que fosse uma série muito inovadora e tudo virasse de cabeça para baixo. Bem, é o que acho…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account