Log In

Reviews

Saving Hope – The Flight

Pin it
Série: Saving Hope
Episódio: The Flight
Número do episódio: 01×04
Exibição nos EUA: 28/06/2012

Saving Hope retornou esta semana aos mesmos pés dos episódios passados. Tudo bem, eu confesso, esta mesmice enjoa, mas olha os médicos do Hope Zion já me cativaram, infelizmente. Não vou reclamar caso a série seja cancelada, mas confesso que, ela serve para tapar o buraco muito bem da temporada do meio do ano.

Para variar um pouco o ambiente, entretanto, tivemos uma festinha de aniversário para o neurologista, o Dr. Shahir. E mais alguém ficou surpreso em descobrir que ele é gay? Nem desconfiava… Enfim, o namorado do médico monta uma festa bem ‘drag’ para ele, em que todos do hospital estão convidados. Lá, temos algumas situações paralelas e sem graça, como Maggie e seus dois amores. Para mim, tanto faz, ela continua uma chata sem sal. Ela podia se juntar com o Dr. Gavin e viverem no feliz mundo da chatice, deixando Goran brilhar sozinho na série.

Enquanto isso no Zion, temos novamente como base dois pacientes que dividem a cena. No mesmo esquema, um interage com Charlie e outro com Alex. Um deles, é um jogador de hóquei que chega ao hospital por causa de umas costelas, mas acaba descobrindo, que devido a várias lesões, ele desenvolveu aneurismas que podem estourar a qualquer minuto. Ele enfrenta a opinião da médica, que tem a difícil missão de convencer um paciente a abandonar a sua carreira de esportista em prol da sua saúde. O paciente, inclusive, repudia a ideia, desmerecendo a médica e sua esposa – apenas para levar um sermão de Alex que diz que sorte é a dele de ter alguém acordado o apoiando! Hum…paciente que reflete na vida do médico, acontece nas melhores séries médicas!

Mas o grande caso da semana ficou com Eddie, um gangster que chega ao hospital baleado. Digo que, até agora, a história dele foi a mais legal, rendendo até outras histórias. Ele chega a “morrer” na cirurgia, e encontra Charlie, mas devido a não aceitação do paciente, ele retorna para o corpo e vive. Depois de um tempo, ele entra em coma, e aí sim, temos a dinâmica moribundo – paciente. Eddie passa o episódio inteiro inconformado por estar ali, e querendo se vingar do outro gangster que fez isso com ele.

Aliás, a vingança não demora tanto, já que seus amigos resolvem travar um tiroteio dentro do hospital com a outra gang (Shonda Rhimes, é você?). Uma das balas atinge uma paciente aleatória, causando para Goran um desafio de fazer uma cirurgia arriscada. Ele até convence o marido e a paciente a fazerem, mas na hora H ele volta atrás. Ele prefere que a mulher passe mais tempo com o marido – já que era de alto risco o procedimento. E Goran mais uma vez se mostra o melhor personagem da série. Nem tudo é cortar, ele reflete e ainda completa – “Era o que Charlie faria”.

Enquanto isso, na sua luta por tentar voltar, Eddie acaba convencendo Charlie de que ele não está lutando para voltar – já que ele tem pneumonia e o risco de morte aumenta ainda mais. Charlie discorda, claro, mas depois que vê que Eddie acorda do coma ele começa a suspeitar de que talvez, ele esteja mesmo desistindo. E olha, eu tenho de concordar. Ele é muito tranquilo para quem ta ali, quase morrendo. Ele aparenta um estado de aceitação, e isso me incomodou desde o primeiro episódio. Não sei se é porque ele é medico, mas mesmo assim não é uma atitude normal.

Mas o melhor de Saving Hope continua sendo os flashs dos finais de seus episódios. Charlie e Alex tem uma química do caramba. E ela o questionando se eles não fosse médico, será que eles estariam para ele, foi uma prova de amor do cara… E ele a amolece contando pequenos detalhes que ele nota nela, como ela franzir a testa antes de acordar. Ele prova que olha para ela além da grande médica. E assim, minha torcida aumenta mais para ele acordar logo, e eles poderem ficar juntos…

A péssima noticia? A audiência caiu ainda mais esta semana. E conhecendo a NBC, é quase certo que ela vai passar o facão logo, logo. Como será que esta história vai se desenrolar ? Charlie vai acordar, e Alex vai poder viver a vida com seu amado? Semana que vem tem mais…

PS: Este episódio teve quase nenhum reflexo da luz azul. Todos comemoram!

Séries citadas:

Mineiro, professor e aficionado por séries. No TeleSéries resenha as séries Hawaii Five-0 e Saving Hope. Mas também é apaixonado por Grey's Anatomy,'CSI, Rookie Blue, The Vampire Diaries, The Good Wife, Homeland, The Walking Dead e muuuitas outras...

1 Comment

  1. Bruno

    Teve poucos reflexos da luz azul, realmente. Mas ainda houveram!

    Então basta o espirito QUERER COM VONTADE E XINGAMENTOS que volta ao corpo? Interessante idéia… Charlie não pareceu muito empolgado “tentando se convencer” mas pelo menos a febre baixou.

    Não entendi a da Maggie, por que ela ficou dando bola para o psiquiatra? Será que está querendo um “threesome”?

    Parece que toda série agora “precisa” de um casal gay…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account