Log In

Notícias

Sarah Paulson fala sobre suas personagens em ‘American Horror Story: Freak Show’

Pin it

Depois de interpretar uma médium, uma escritora alvo de um serial killer e uma bruxa que ficou cega devido a um “banho” de ácido, Sarah Paulson encontrou mais um novo desafio. A atriz indicada ao Emmy 2014 interpretará na nova temporada de American Horror Story as gêmeas siamesas Bette e Dot, que são descobertas por Elsa Mars (Jessica Lange), gerente de um freak show.

Em entrevista ao Entertainment Weekly, a atriz admite que esse papel tem sido um dos mais difíceis de se lidar. Mas, apesar das dificuldades, ela considera ele como um dos mais divertidos.

Confira um trecho da entrevista:

Como Elsa encontra as gêmeas?

Sarah Paulson: Bom, digamos que elas não veem a luz do dia com muita frequência.

Ryan [Murphy] disse que Bette e Dot serão responsáveis por atos macabros.

Sarah Paulson: Sim. Bette e Dot deverão ser responsáveis por alguns atos macabros. Quando elas são descobertas, pode parecer que isso poderá salvá-las do que pode acontecer devido a ligação com coisas macabras. Parece que Elsa vai oferecer uma alternativa para as moças.

Elas têm personalidades diferentes?

Sarah Paulson: Não é simples como o bem e o mal. É mais complicado no verdadeiro estilo de Ryan Murphy. Uma terá mais escuridão, mas não será uma escuridão de maldade – será uma escuridão depressiva, sobre o que há no mundo. A outra é mais inocente. É inocente e cínica. Apesar de ambas dividirem o mesmo corpo, elas têm diferentes cérebros e corações. Elas têm experiências diferentes uma da outra.

O processo de criar essas gêmeas parece muito intenso.

Sarah Paulson: Há tantas formas para fazer com que elas existam que não há uma coisa só. Não é só um efeito visual, não é só o efeito de ter duas cabeças. É uma combinação de várias coisas. A parte mais difícil é quando nós estamos fazendo os efeitos visuais. Eu achei que poderia fazer tudo o que seria necessário para Bette, de um ponto de vista da câmera, e depois mudar para a Dot e vice-versa. Mas, o que acontece é que os efeitos precisam ser os mesmos, a câmera precisa pegar as duas personagens. Basicamente, eu tenho que fazer a Bette e a Dot no enquadramento de cada câmera e eu tenho que ir e voltar para cada uma das meninas a todo momento que eles mudam as lentes. Então, eu não tenho nove takes como uma única pessoa. Eu tenho que ir e vir, ir e vir. Elas têm o mesmo estilo de cabelo, mas com adereços de cores diferentes. Toda vez que eu tenho que ir e voltar, cinco pessoas aparecem em cima de mim. Nós até mesmo transformamos isso numa ciência – eu posso fazer isso até mesmo enquanto durmo.

Esse é papel mais desafiador de American Horror Story que você fez até agora?

Sarah Paulson: Ele é o mais desafiador. Há a realidade de que eu não tenho duas cabeças, então, nós estamos convidando a audiência para juntar-se conosco nessa jornada. Nós estamos convidando todos que são fãs do show, que acompanham o programa, então eu tenho uma certa ansiedade. Eu queria que isso tudo funcionasse para que as pessoas esquecessem que estão assistindo algo que eles sabem que não é real. Eu queria que eles acreditassem nisso e continuassem conosco. Eu acho que é por isso que essas duas moças parecem criaturas difernte. É difícil achar todas as variantes e nuances. É difícil atuar como uma única pessoa só quando essas coisas estão acontecendo. Obviamente é duplamente diferente fazer isso, enquanto você tenta caracterizar duas personagens.

O relacionamento entre Elsa e as gêmeas é maternal?

Sarah Paulson: Para mim, é mais uma reminiscência de Jude/Lana, e certamente entre Dot e Elsa. Entre Bette e Elsa, Elsa representa muito glamour e tanta beleza que Elsa, para Bette, é como se fosse a coisa mais glamourosa que ela já viu. Bette é muito inocente. É um tipo de relacionamento totalmente diferente.

E qual a relação entre Bette, Dott e o grupo? Você será uma ameçada ao freak show? Ou será bem vinda?

Sarah Paulson: A trupe precisa de uma nova energia e uma nova atração para chamar a atenção das pessoas na cidade. Quando eles veem as gêmeas eles sentem uma animação de que algo mudará e será bom para o grupo.

Você já teve que fazer outras coisas malucas, como colocar cobras em cima do seu corpo ou ter sangue de cabra em cima de você?

Sarah Paulson: Sim. No primeiro episódio. Eu tenho duas cabeças… é como se não precisasse que outra coisa acontecesse para que isso fosse a coisa mais maluca que eu já fiz. Mas há algo que acontece no primeiro episódio que é bem maluca, que marca a cena para o resto da temporada.

American Horror Story: Freak Show  estreia no dia 8 de outubro nos EUA, no canal FX.

Com informações do Entertainment Weekly.

Séries citadas:

22 anos, jornalista formada pela Unesp de Bauru. Suas primeiras séries foram: Lois & Clark, Veronica Mars, Gilmore Girls e Smallville. Atualmente acompanha: The Big Bang Theory, The Middle, além dos Top Chefs e Master Chefs.

1 Comment

  1. Pingback: Sarah Paulson fala sobre suas personagens em ‘American Horror Story: Freak Show’ » TeleSéries - Portal Quetau - TV - Notícias, fofocas, informações, curiosidades e muito mais!

  2. Pingback: Ryan Murphy afirma que a nova temporada de ‘American Horror Story’ pode ser assustadora demais » TeleSéries

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account