Log In

Reviews

Rookie Blue – The Rules

Pin it
Série: Rookie Blue
Nome do Episódio: The Rules
Número do Episódio: 3x11
Exibição nos EUA: 23/08/2012
87
4.3
3

Depois de seis episódios maravilhosos – especialmente o trio que antecedeu The Rules Rookie Blue deu uma acalmada no coração e voltou para o básico. É, assim como os policiais, os roteiristas desceram das viaturas e voltaram a patrulhar a pé. E o resultado, assim como na delegacia, foram bons números. O episódio foi bacana, fechadinho. Mas não se pode esperar de uma patrulha a pé a mesma emoção de uma perseguição com viaturas.

Dov, o garoto encrenca, levou uma surra. Merecida. Quando Dov vai colocar a cabeça em cima dos ombros e agir como pessoa responsável? Aqui vocês poderão me dizer, “ah, mas ninguém manda no coração”. Concordo, em gênero, número e grau. Mas além de não ser amor o que o une com a imrã da vítima, Epstein tem que levar em consideração que coloca à moça em risco, e a ele mesmo. Além disso, está prejudicando a menina, que rompeu com a família toda. E certamente esse namorico trará problemas para Dov, quando descoberto por seus superiores. Enfim, zica total.

E já que comecei falando de Epstein, vale mencionar que o episódio foi dirigido por Gregory Smith, que fez um trabalho bem legal na condução de seus colegas. Se Dov é meio trapalhão e faz escolhas bem equivocadas, aparentemente Smith passa bem longe disso. Ponto pro moço.

Andy está tentando seguir adiante, e se recusou a chorar. Mas toda garota precisa de estratégias para esses tempos de rompimento, não? E o que melhor que um livr de auto ajuda para despertar sua diva interior e um amigo de término fofo pra mais de metro? Nick só sobe em meu conceito. Ele sobe tanto que estou deixando morrer meu shipper Dias/Peck, e já acho que ele e Gail foram um – peculiar – lindo casal.

Amei as cenas entre Nick e Andy. De verdade, e espero que se repitam. Foram leves, divertidas, e ainda assim de alguma profundidade. E foi legal ver que Andy – cujo drama fica pequeno, digo novamente, perto da situação vivenciada por todos – contando com um dos amigos para passar pelo pós-término. Novamente.

E se Andy contou com Collins, Diaz fez o papel de abrir os olhos do Swarek, aquele idiota – mais alguém teve vontade de socas a cara dele quando ele disse que precisava falar com Mc Nally e pediu AS CHAVES do carro?. A dica de Chris foi muito valiosa. Sam precisa enfrentar seus sentimentos de uma vez por todas, antes que algo realmente ruim aconteça. Porque ficou bem evidente o grau de descontrole do policial nas abordagens que ele fez. Quem sabe o bonitão não escuta a voz da experiência em idiotice, Luke, e corre atrás de McNally antes de perder a garota definitivamente? Eu torço por isso.

Luke anda bem amarguinho, e que sair correndo de perto da 15ª. E eu entendo ele. Deve ser difícil encarar Andy todos os dias e lembrar o quão estúpido ele foi.Mas mesmo do alto do seu ressentimento ele foi um bom suporte para Traci, e acabou ajudando ela a perceber que seu lugar, agora, é ao lado dos detetives. Ainda que a menina problema – e que vai voltar a aparecer na série, podem apostar – não tenha enternecido o coração com a abordagem de Nash. Ou de Gail, que alternou momentos de bom e mau policial. Adorei.

A pergunta que não quer calar é: quem serão os escolhidos para a operação de Luke? Eu queria muito ver Andy nessa força tarefa, acho que ela merece. Gail, Noelle e Epstein, pelo que passaram recentemente, acho que estão fora do páreo. Sam é sempre o escolhido, então acho que dessa vez será diferente. Então, aposto em Chris ou Oliver, além de McNally.

Agora, só mais dois episódios antes do encerramento da temporada. E a julgar pelas season finales de Rookie Blue, podemos ter certeza que o encerramento será com chave de ouro. Então, até lá.

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

2 Comments

  1. Anderson Narciso

    Apesar de ter achado injusta a sua nota, gostei da review. O episódio merece uns 4,5 pela condução do Gregory que foi muito boa! Gostei muito também da interação entre Andy e Nick. O Sam que está começando a ficar chatinho. E se eu pegar antipatia dele, não há ‘Sandy’ no mundo que vai me fazer gostar dele de novo. Acho que surpresas vão aguardar este final de temporada, principalmente se for para Nash. A personagem dela promete fortes decisões!

  2. Tatiana Da Silva Siqueira

    Mari eu gostei bastante do episodio, apesar da minha vontande louca de socar o Sam, entendo a dor que ele está passando e tal, mas agir como idiota não dá…….quem tem motivos para agir assim não está agindo(Gail e Nash) Cresce SAM….

    Outro que precisa tomar vergonha na cara é o DOV…..em que planeta ele achou que ele iria ajudar a irmã do cara que ele matou e que tudo iria ficar lindo e maravilhoso e no domingo todos iriam sentar na mesa e comer Macarronada…….serio?????? Surra mais do que merecida, e merece uma suspensão tbém.

    Fala serio que não tem como não se apaixonar pelo Nick fofo demais e gostoso tbém. Além de super amigo, adorei a amizade dele com a Andy e espero que fique assim sem romance.

    Enfim vamos aguardar o que vem por ai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account