Log In

Reviews

Rookie Blue – Heart & Sparks

Pin it

Série: Rookie Blue
Episódio: Heart & Sparks
Temporada:
Número do Episódio: 2×04
Data de Exibição nos EUA: 14/07/2011

Como foi anunciado no TeleSéries durante a semana, Rookie Blue foi oficialmente renovada para a 3ª temporada. E, além de comemorar a renovação, os fãs puderam assistir a mais um bom episódio.

Logo no início de Heart & Sparks vimos que Callaghan está se recuperando bem dos tiros que levou. Pelo menos fisicamente. Fica evidente que, apesar dos esforços de Andy, Luke está descontente com a situação. E esse descontentamento pode complicar as coisas entre eles.

Mantendo a linha leve para os inícios de episódios, também vimos Diaz e Epstein perseguindo garotos que roubaram um fofo filhotinho. Essa cena serviu para mostrar o quão simpático – e vulnerável -, Chris é. E, na sequência, mais uma clássica cena da ótima dupla Dov e Gail, que, mais uma vez, interagiu bastante no episódio. E essa interação, como já está se tornando comum, rendeu cenas divertidíssimas, e outras mais ‘emocionais’.

O caso da semana foi bastante interessante, ainda que meio piegas: no final das contas, o dono da lavanderia, buscando dar uma vida melhor para a esposa, que conheceu num site de relacionamentos, pediu ao amigo para iniciar um incêndio em seu estabelecimento, a fim de receber o dinheiro do seguro. O que o amigo não imaginava é que o dono da lavanderia estaria lá dentro, propositalmente, para que sua amada recebesse, também, o dinheiro de deu seguro de vida.

A resolução do caso envolveu praticamente todo o time da 15ª. Shaw comandou os oficiais no local do crime. Já Traci foi a responsável pela captura da suposta criminosa – uma adolescente decidida a chamar a atenção do pai, um todo-poderoso advogado -, e também acabou conseguindo uma confissão da menina. Epstein, Gail e Chris ficaram responsáveis pela tomada de depoimentos, enquanto que MacNally deveria apenas vigiar a entrada do prédio e impedir a entrada de pessoas nele, já que a estrutura poderia desabar.

Gail e Diaz interrogaram um dos vizinhos da lavanderia, que, para desgosto de Chris, havia sido seu padrasto. A história mexeu bastante com Chris, e Gail acabou descobrindo que a infância do namorado não foi nada fácil, já que sua mãe era desestabilizada emocionalmente.

Enquanto isso MacNally, que não conseguiu impedir a entrada da esposa do dono da lavanderia no prédio, acabou, mais uma vez, correndo sérios riscos. Mas, apesar de todo perigo que a situação envolvia, do cadáver completamente carbonizado, e do completo descontrole da viúva, Andy seguiu as instruções de Swarek e Rosati, e ainda conseguiu manter sua companheira a salvo. Boa, MacNally!

Na delegacia, Barber e Tracy mostraram que estão, realmente, afinados. Foi bem divertida a cena do interrogatório, mas os dois mostraram a seriedade necessária na sequência.

Ah, e não posso deixar de falar do embate entre MacNally e Rosati, e da troca de gentilezas entre essa última e Swarek. Depois de Sam claramente se posicionar à favor da ideia de Andy, elogiando seus instintos, e da tese de MacNally se confirmar correta, a Detetive Rosati assume sua faceta mais ‘bandida’ e manda um recado direto pra Andy. E pudemos perceber que Jo, quando promete, cumpre. Com isso, acho que o fim do noivado forçado entre Andy e Luke está próximo. E tenho certeza que a coisa não acabará pacificamente. Isso abrirá brechas para a aproximação de Swarek, que deixa seu amor por Andy cada vez mais evidente, o que ficou claro no dialogo entre ele e Shaw (PS: fiquei muito curiosa pra saber quem são os n°s 1 e 2 na discagem rápida do Sam!).

Para o final do episódio, restaram cenas bem marcantes, que levantam histórias que vem por aí. Noelle voltou ao assunto da gravidez, e das conseqüências que isso pode trazer para sua carreira. Nash e Barber, que inclusive levou um soco do ex da amada, poderão assumir seu romance – resta saber se irão. Dov, dizendo para Gail, sem vrincar, que acha ela maravilhosa – e meio desconfortável ao presenciar o carinho de Peck com Diaz. E Jo e Luke estão cada vez mais próximos e afinados.

Enfim, nos resta elogiar a equipe de roteiristas de Rookie Blue, que está fazendo um bom trabalho nessa 2ª temporada. E torcer para o nível dos episódios continuar assim!

E se você, assim como eu, ficou irritado com o fim do episódio, não deixa de olhar a promo legendada do próximo episódio aqui. Garanto que essa irritação só vai aumentar!

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

2 Comments

  1. Lara Lima

    Eu não acreditei quando McNally pede a esposa do falecido pra esperar ali e sai. Simplesmente sai. Tipo, ela viu o estado da mulher, sem dúvida ela entraria no prédio. É por conta de atitudes assim que acho Rookie Blue deixa a desejar. O resto foi sem sentido pra mim, só conseguia pensar que era bem feito pras duas se o prédio desabasse. 

    Odeio a Jo. Aquele sorriso falso, aquela risada pra falar as coisas. Detesto. E realmente, to trocando de time e torcendo por Sam. Luke é muito criança.

    Mas foi um bom  episódio. O que mais gostei foi da Noelle sendo chamada pra um encontro! Ri alto!! 

  2. Mariela Assmann

    Então, sobre a entrada no prédio, acho que é justamente esse tipo de atitude que faz a série ser o que é. É como em Grey’s, quando eles faziam as coisas mais idiotas, como furar um coração ou derrubar um rim no chão. Por serem ‘novatos’, esse tipo de coisa acaba acontecendo. O interessante é que essa 2ª temporada já mostra um amadurecimento dos policiais. Antes, a Andy, além de deixar a mulher entrar no prédio, estragaria tudo lá dentro, também.

    Enfim, é óbvio que são erros primários, mas não acho que sejam eles que prejudicam a série. Pelo contrário. São essas atitudes que, pra mim, dão a tônica do seriado, por mais irritantes que sejam.

    Quanto à Luke e Andy minha opinião é: Vai, Swarek! =)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account