Log In

Reviews

Rookie Blue – Blink

Pin it
Série: Rookie Blue
Episódio: Blink
Número do Episódio: 5x01
Exibição no Canadá: 19/05/2014
90
4.5
4

Tudo muda em um segundo, em um piscar de olhos. E na season premiere da 5ª temporada de Rookie Blue lidamos com as consequências de uma dessas piscadas.

A trama de Blink continuou praticamente do ponto no qual You Can See the Stars. E confesso que fiquei um tantinho decepcionada com o episódio. Não que ele tenha sido ruim, longe disso. Mas Rookie Blue veio em um crescente tão legal no final da 4ª temporada que estava esperando um pouco mais da série.

O maior acerto do episódio foi ter colocado fim às indefinições amorosas. Agradando ou desagradando, pelo menos tivemos desfechos. E isso evita o mimimi prolongado e aquele “vai-não-vai” que não faz bem, na maioria das vezes, aos seriados.

Andy confessou o seu amor por Swarek no episódio anterior, e através de uma conversa dela com Dov descobrimos o porquê dela ter feito isso, mesmo estando feliz e bonitinha com o Nick. Ao ver Swarek morrendo, a policial se deu conta de que não conseguiria viver sem ele. E todo aquele sentimento que ela havia se obrigado a represar, em razão de Sam ter sido meio jackass na temporada passada e da existência de Marlo retornou com força.

E ela já colocou um ponto final no namorico com o fofo do Nick no final do episódio, o que permitiu que ela ficasse ao lado de Sam até ele acordar. E sorrir para ela e nos fazer esquecer de toda sua idiotice e de toda a fofura do Nick. McSwarek tem química, e isso é inegável. Mas espero que os roteiristas desenvolvam melhor o Sam, e que ele seja mais honesto e aberto com a Andy. Aliás, com a irmã dele por perto, quem sabe o passado dele seja melhor trabalhado, o que só tem a acrescentar. Quero crer que a irmã de Sam veio para ficar, já que Nick foi tão longe – e colocou sua carreira em risco – para buscá-la.

Rookie Blue - Blink 2

Espero que o Sam fale mais e mostre mais. E que McNally seja feliz, enfim, porque ela merece. E se não for pedir demais, quero que o Nick não fique muito devastado e que continue pela 15ª. Seria uma pena vê-lo partir.

Outro casal que se acertou foi Chloe e Dov. E dou graças por isso, já que a garota é um ótimo par para o Dov. Foi ótimo que os roteiristas não tenham alongado a história dela com o Wes. E, além do mais, Chloe propiciou as cenas mais divertidas (com o Oliver) e também mais dramáticas (quase achei que ela morreria sob o olhar do Dov) do episódio. Um baita trunfo para os roteiristas.

Holly e Gail também vão bem, obrigada. Mas Gail não está nada bem. A loira está perturbada por ver os seus amigos morrendo e por ter se atirado para fora do armário. E destruiu com seu cabelo por causa disso. Holly foi fofa e compreensiva e conseguiu colocar um pouco de juízo – e amor – na cabeça – e no coração – da namorada. E a cena final delas foi muito bacana. Só não estou aceitando o novo corte de cabelo. Foi tipo “ei, você namora uma menina agora. Vamos reforçar os estereótipos”. Não curti mesmo.

O outro Peck da série continua na sua cruzada para conquistar nosso coração e ele está fazendo tudo certo. Nash irá enfrentar dias difíceis com o ex-marido lutando pela guarda de Leo (que comeu fermento) e contar com o auxílio do namorado nesse processo certamente será um ganho. Ainda mais quando ele é um detetive super bem relacionado e zeloso. Só boas notícias.

Não tão boas assim são as notícias para Frank. Realmente a 15ª Divisão é meio bagunçada, e sobram dramas pessoais por ali. E por causa disso o Inspetor John Jarvis chegou para colocar ordem no recinto. E a 15ª tem um novo chefe… por enquanto. Vamos ver quais consequências isso trará para nossos dramáticos policiais.

O caso da semana foi bacana, apesar de bem forçado. Não o caso, em si, mas a situação. Baixou a Shonda Rhimes na Tessie Cameron e ela decidiu que a tragédia acompanhará os personagens em todos os lugares possíveis. E também achei meio falha a abordagem da Andy e do Dov. Mesmo desarmados eles poderiam ter imobilizado a garota com a arma em várias oportunidades, evitando a morte do garoto. Mas, por outro lado, o caso serviu para mostrar que os dois amadureceram como policiais, já que antigamente eles teriam enfiado o pé na jaca tão fortemente que não teria sobrado ninguém vivo para contar a história. Pontos positivos por isso, então.

Espero que a 5ª temporada de Rookie Blue siga a tendência de crescimento que a série demonstrou sempre, e que os 22 episódios que a temporada terá não interfiram na qualidade da trama. Quem aí está preparado para voltar às rondas? Eu estou o/

P.S.1: Marlo poderia ter aparecido. Espero que ela não suma, simplesmente.

P.S.2: só para variar Luke não apareceu… de novo.

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

5 Comments

  1. Bruna Sobral

    Gostei de tua avaliação. Mas não senti o corte de cabelo de Gail como você sentiu, que tem a ver tem, pode ser pode não ser. Que comecem as rondas. o/

  2. Márcia

    Puxa , concordo com você se por um lado foi legal a definição dos casais, por outro também achei o corte do cabelo da Gail o reforço de um estereótipo totalmente desnecessário.. Espero que não, mas acho que pode acontecer com Nick o que rolou com Luke vai sumir ao longo da temporada ( tipo voltar pra guerra ou se infiltrar novamente), achei que ele ficou muito pouco com a Andy e nem tem como ele e ela retomar aquele clima leve das brincadeiras até porque vamos combinar Sam não tem esse perfil compreensivo. Estou ansiosa para ver o que os roteiristas vão fazer com o Sam/ personagem torná-lo mais romântico?, sensível?, ou seja , dar o que todos que torcem pelo casal querem….

  3. Gustavo

    O corte de cabelo foi bem forçado, e eu curto bastante a Gail (Alem da atriz ser bem bonita) a Holly tem sido uma personagem e tanto, acho que ela vai conseguir suprir o que a Gail sente tanta falta. Queria que tivesse um pouco mais de Nick e Andy, mas infelizmente nao vai rola e estou ansioso pra saber como isso afetara ele ja que estava completamente apaixonado por ela.

    O Sam, com aquele discurso de “nao quero ser mais triste” aparentemente vai remodelar o personagem, veremos como isso ira se desenvolver. No geral, episodio bom ;)

  4. paty

    Já esta manjado este lance de quase morte pra se dar conta de que se ama.Andy e Sam poderia acontecer de outra forma,preguiça dos roteiristas,ta parecendo novela.Poderia ter sido trabalhado de outra forma,queria que o Nick tivesse mostrado um perigo real para o Sam,coisa que nao foi mostrado na serie,faltava amadurecer o casal Nick e Andy como namorados da mesma forma de como fizeram com a amizade deles.Enfim,vamos ver no que vai dar..O casal que curto mesmo é o Dov e a menina lá que quase morreu,casal divertido,gostoso de ver na tela.Não curti o corte da Gail,pra que isso?!..Mas tô feliz no geral porque a serie voltou.

  5. coelho rebelde

    – Eu sou do Teen NICK e ANDY.
    Antes queria a ANDY com o LUKE mas des de que o NICK apareceu com sua cara linda e seu jeito fofo e correto me ganhou pra sempre espero k ele ainda tenha chance com a ANDY .
    – SAM e ANDY me cansa , principalmente pk é sempre a ANDY km tem k ceder,e entender
    o jeito Ogro do SAM (k não vai mudar).
    – AMO o DOV mas não gosto da guria com km ele está , ela não morreu mas com o “negócio” k ela tem na cabeça pode acontecer a qualquer momento.
    -Fiquei loco de pena do guri morrendo no chão da lanchonete , aliás não sei quem é o ator mas fez um trabalho ótimo.
    – NASH e “PECK MAN ” kkkk …adoro esse casal em formação .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account