Log In

Reviews

Rizzoli & Isles – We Don’t Need Another Hero e Living Proof

Pin it

Série: Rizzoli & Isles
Episódios: We Don’t Need Another Hero e Living Proof
Temporada:
Número dos Episódios: 2×01 e 2×02
Data de Exibição nos EUA: 11/07/2011 e 18/07/2011

No último episódio da 1ª temporada de Rizzoli & Isles, a coisa ficou realmente tensa.  Investigações envolvendo tráfico de drogas, policiais corruptos matando outros policiais, tiroteio, ferimentos e mortes. E, no final de toda a ação, Frankie e Jane sairam bastante machucados. Agora, após 10 meses de espera, descobrimos o que aconteceu com os irmãos Rizzoli.

We don’t need another hero começou mostrando a festa anual que a polícia de Boston faz para saudar seus heróis. Jane é uma das homenageadas da noite, já que feriu a si mesma para possibilitar a morte de Marino, o policial traidor. A outra homenageada era Abby Sherman, que foi ferida em uma emboscada à seu pelotão, no Afeganistão, mas ainda assim conseguiu salvar 3 de seus colegas.

Logo no início do episódio fica evidente que todos os envolvidos no tiroteio da Central estão tentando lidar com seus traumas. Jane, que não quer ser vista como heroína, recebe a ajuda de Maura, que tenta incentivar a amiga a comparecer na cerimônia, e aceitar o fato de que suas atitudes salvaram vidas.  Mas Jane prefere homenagear Maura, que salvou a vida de Frankie, do que levar o mérito por suas ações. E, durante a festa, Rizzoli ainda precisa digerir a notícia do divórcio dos pais.

No final da cerimônia, quando todos estão indo embora, Abby morre, quando uma bomba explode o carro que ela ocupava.  Isso motiva Rizzoli a voltar para o trabalho, ainda que ela não esteja pronta para encarar a pressão inerente à sua função.  Auxiliando no caso, Jane descobre que, durante a estadia de Abby no Afeganistão, ela foiatingida por fogo amigo, mas ocultou a informação. Duas explosões depois, Jane e Maura descobrem que Campbell, o ex-namorado de Abby, foi o responsável pelo tiro. E mais, bolou as explosões que vitimaram Abby e Forman, já que ele estava descontente pelo fato deles terem formado um casal. Quando confrontam Campbell, Casey (o militar bonitão ex-namorado de Rizzoli) e Jane conseguem conduzir bem a situação, e acabam prendendo o soldado.

E, além de ter detido o suspeito, Jane conseguiu superar o medo de falhar, o que possibilitou que ela voltasse completamente à ativa.

O segundo episódio da temporada, Living Proof, começa com Jane e Maura em um Spa, em um momento de relaxamento (ou seria em um momento de troca de ideias e discussão?). Só que sua sessão de embelezamento na lama é interrompida por pedidos de socorro. Rizzoli e Isles socorrem, então, uma mulher esfaqueada. Apesar de não conseguirem salvar a mulher, Maura consegue fazer um parto de emergência, e salva o bebê da vítima.

A partir daí, Jane e Maura precisam não apenas encontrar o assassino, mas também uma família para o bebê. Ou melhor, decidir entre as duas família interessadas, já que a vítima era na verdade uma “barriga de aluguel”.

As investigações levaram à culpada: a doadora dos óvulos, que andava rondando o berçário. E a cena da “captura” da criminosa foi fofa, já que Maura e Jane paparicaram o bebê, e conseguiram impedir que a culpada fugisse com ele e fizesse mais vítimas. Por fim, tudo acabou exatamente como começou: com Jane e Maura nas banheiras de lama, em mais uma divertida troca de ideias.

Enfim, dois bons episódios, com um ritmo agradável, e que, além de concluírem a trama da ‘Season Finale’ da 1ª temporada, introduziram novas tramas, como o divórcio do Sr. e Sra. Rizzoli, e a tentativa de Frankie de ser detetive. Pena que, apesar da qualidade, esses dois episódios tiveram as piores audiências da série até agora. Contudo, como a diminuição foi pequena, e esse 2° episódio já deu uma recuperada, creio que ainda não há motivos para os fãs se preocuparem. E, como sempre, qualquer notícia sobre a renovação, você verá aqui no TeleSéries.

PS: Angela foi responsável por inúmeros momentos engraçados nesses dois episódios. No 1°, ela flagrou Rizzoli com Casey, durante seu ‘revival’: “muito doente para lavar os pratos, mas nem tão doente para fazer sexo?” Já em Living Proof foram tantas cenas cômicas que nem lembro de todas. Menção honrosa para as “lancheiras animadas” que ela preparou para os filhos, e para o bazar que ela organizou.

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

2 Comments

  1. Emília Sarah

    eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee! R&I de volta e já chegou bem! adorei os dois primeiros episódios! Você vai continuar fazendo os reviews aqui? adorei os comentários!

  2. Anônimo

    assisti o s02e01 e gostei, agora vou pro 2o ep!

    valeu pela dica. :o)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account