Log In

Reviews

Rizzoli & Isles – Over/Under e No More Drama in My Life

Pin it
Série: Rizzoli & Isles
Episódios: Over/Under e No More Drama in My Life
Número dos Episódios: 3x14 e 3x15
Exibição nos EUA: 18/12/2012 e 25/12/2012
85.571428571429
4.2
7

Rizzoli & Isles chegou ao final de mais uma temporada. Em junho, o seriado retorna para uma quarta temporada que, espero sinceramente, será melhor que esta terceira.

Não que a 3ª temporada tenha sido ruim. Foi mediana, talvez. Especialmente esses episódios pós-hiato. Mais lentos, menos empolgantes, com casos menos legais. Sorte que Over/Under e No More Drama in My Life foram episódios mais bacanas que os três anteriores, especialmente o último.

Como era esperado, o drama de Casey voltou à pauta nesse finalzinho de temporada. Eu não shippo ele e Jane – não shippo ninguém em Rizzoli, acho. Shippava Tommy com Isles, mas esse não rolará -, mas também não desgostaria se eles fossem um casal. E é angustiante acompanhar o drama de um militar com graves sequelas, que tenta seguir a vida após retornar da guerra. Achei tocante ele falando para Jane que ficar do jeito que estava não era uma opção, já que ele nunca seria um “homem completo” para ela. Eu não esperava que o gancho para a 4ª temporada fosse ser a saúde – ou até a vida, quem sabe – de Casey, mas aprovei a jogada. Contudo, é estranho que R&I tenha acabado assim, sem uma cena muito impactante, sem uma pendência aterrorizante. As duas season finales anteriores foram MUITO mais eletrizantes, e a espera, dessa vez, certamente não será tão angustiante.

Outra indefinição que ficou para uma 4ª temporada é sobre a situação familiar de Maura, já que sua afetuosa mamae retornou à cena em No More Drama In My Life. Isles vai doar o rim para a meio-irmã, e não quer que a garota saiba de nada. Certamente, eventualmente essa história virá a tona, e haverá mais drama e desconforto para Isles superar. Espero, sinceramente, que ela encontre pelo menos um mínimo de afeto na mãe, já que Hope é tudo aquilo que ela sempre sonhou. Nossa médica fofa merece a felicidade familiar.

E por falar em família, os Rizzoli estão cada vez mais legais e engraçados. É bom ver Tommy de volta, melhor ainda com o pequeno T.J. Adorei que os dois tenham corrido risco de vida, foi uma forma inteligente de colocá-los no centro dos acontecimentos sem apelar para o óbvio dramalhão que envolve os recém-nascidos. Acho que Tommy e Lidya acabarão formando uma família na próxima temporada, e devem aparecer, se não sempre, pelo menos com alguma regularidade.

Angela acabou a temporada solteira, mas logo ela e Cavanaugh deverão continuar sua história de amor. O que é ótimo, porque gostei muito desse plot. Aliás, gosto muito de todos os plots da Mama Rizzoli, Angela é ótima e Lorraine Bracco faz um ótimo trabalho em todos os episódios.

Também gostei do ênfoque que Frost recebeu nos dois episódios. Em Over/Under, pudemos conhecer a mãe dele, e sua companheira. Foi tocante e divertido acompanhar o processo de “saída do ármario” da mãe de Barry, especialmente por causa do mau jeito de Frankie e Jane. E em No More Drama in My Life Frost esteve no olho do furacão. Cheguei a pensar que nos despediríamos do detetive, mas ele acabou são e salvo.

Se Frost recebeu atenção, Korsac ficou um tantinho de lado, especialmente na season finale. Mas isso é compreensível, já que não há como desenvolver igualmente todos os personagens de um seriado, e o detetive expert teve sua vez mais cedo nessa temporada. Na próxima temporada, deve continuar esse “rodízio” de destaque, e isso é saudável para a energia do seriado se manter sempre em alta.

Em relação à amizade de Isles e Jane, continuo achando ela, disparado, a melhor coisa de R&I. A dinâmica delas aumenta a cada episódio, se é que isso é possível. Como não rir de cada implicanciazinha delas, achar fofo cada momento de “estou aqui por você” e adorar cada papo cheio de olhares de “isso é tão óbvio” por parte de Isles e de “meu Deus, como você é irritante” por parte de Jane? Elas são, pra mim, uma das maiores e mais deliciosas amizades dos seriados. Disparadérrimo.

E é por isso, mais do que por qualquer outra coisa, que acompanharei a quarta temporada do seriado. Não imagino a Summer Season sem minha duplinha querida. Então, nos vemos lá, pessoal!

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account