Log In

Reviews

Revolution – Home

Pin it
Série: Revolution
Episódio: Home
Número do episódio: 1×15
Exibição nos EUA: 29/04/2013
85
4.2
2

Em Home, Miles e Monroe novamente têm seus passados cruzados. Depois que os rebeldes começam a atacar, junto com as forças da Geórgia, a Milícia Monroe sofre muitas perdas e Sebastian é obrigado a colocar em prática uma estratégia. A ideia é matar Miles – como se fosse simples. Monroe obriga o amigo de infância a se apresentar sozinho na cidade natal dos dois, do contrário a Milícia matará toda a comunidade do local.

A estratégia até não seria tão equivocada se o alvo não fosse Miles, que mesmo sozinho é capaz de acabar com um exército inteiro. Se não sozinho, pelo menos ele sempre tem pessoas que se importam com a sua causa e podem aparecer a qualquer momento. Aqui, lê-se Nora, Charlie e Jim Hudson (Malik Yoba), especialmente. A chegada de Miles na cidade foi muito fácil, dá dó de ver os coitados da Milícia Monroe. Não deveriam ter sido treinados por Miles? Pareceu que não. Não conseguiram nem manter Miles dentro do prédio em chamas e, além disso, ele conseguiu tirar de lá toda a população da comunidade. Virou herói local.

A situação de Monroe ficou ainda pior depois desse episódio. Além de não ter conseguido matar Miles, nunca mais será bem recebido na sua cidade natal e nem poderá visitar o túmulo de sua família sem um exército na retaguarda. Monroe ainda foi atingido por um disparo de Dixon (Joe Knezevich), descobriu que tem um filho solto por aí e Emma morreu antes que pudesse revelar onde a criança se encontra.

Monroe afirma que aquele Sebastian que Emma conheceu não existe mais. No entanto, a informação de que ele tem um filho mexeu muito com o general da Milícia e agora suas prioridades podem mudar. Quem também foi afetado pelos acontecimentos do episódio foi Miles, sua raiva de Monroe cresceu consideravelmente depois da morte de Emma. Quem o diga o capitão Dixon.

Todo esse triângulo amoroso adolescente foi um pouco chato demais, mas os atores que fizeram as versões jovens foram ainda pior. Revolution é a série que pior recruta atores para fazerem versões mais jovens dos personagens do seu elenco. No momento, não lembro de ninguém menos parecido com o Billy Burke que o jovem Miles, interpretado aqui por Casey Jon Deidrick. O jovem Sebastian Monroe (Patrick Johnson) até passa por primo do ator David Lyons, mas os dois atores que fizeram Miles e Emma jovens não chegariam a ser parentes de terceiro grau de Billy Burke e Annie Wersching.

Além de Monroe, quem se deu muito mal em Home foi Aaron. Depois de ficar anos pensando em reencontrar a esposa, ele achou Priscilla acompanhada do marido na Nação das Planícies. Aaron acabou descobrindo que o marido na realidade era um caçador de recompensas e assim ele acabou conseguindo salvar a esposa das garras de Steve. No entanto, quando tudo parecia feliz, Priscilla conta que tem uma filha de onze anos e precisa voltar para a família. Tragédia total. Bonito foi ver Rachel bancando a amiga compreensiva, mas com vergonha alheia.

Home foi um episódio que trouxe muitos elementos que serão trabalhados ainda ao longo da primeira temporada de Revolution. Além do filho desconhecido de Monroe, Tom Neville vai voltar à ativa. Dssa vez como homem de confiança da presidente da Geórgia, Tom vai a campo ao lado de Miles, e nem é preciso pensar muito para imaginar no que vai dar essa “parceria”.

A série apocalíptica da NBC começou a sua primeira temporada de forma duvidosa, mas desde a volta do seu hiato Revolution mostrou um ganho no trabalho de roteiro e crescimento de seus personagens. Não dá para imaginar que a série fique entre as melhores estreias do ano, mas além de escapar do cancelamento, Revolution conseguiu dar corpo para seu enredo.

Séries citadas:

é Jornalista, Publicitária, Gaúcha, Capricorniana de 84. Além de escrever no TeleSéries, trabalha como coordenadora de imprensa na Prefeitura de Taquari e assessora de imprensa no Campeonato Gaúcho de Rally 4x4. Fã de cinema, esportes, literatura, música e séries de televisão. Começou a assistir seriados com E.R. e Arquivo. X. Gostaria de ter estudado em Hogwarts, jogado quadribol e tomado cerveja amanteigada, mas se contenta com um gol do Grêmio e uma Heineken. Nunca ganhou um prêmio importante, mas já levou pra casa um Kikito de chocolate de Gramado/RS.

Website: http://www.alineben.blogspot.com

1 Comment

  1. Pingback: Destaques na TV – Terça, 11/6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account