Log In

Reviews

Review: True Blood – New World In My View e Frenzy

Pin it

True Blood - New World In My ViewSérie: True Blood
Episódio: New World In My View e Frenzy
Temporada:
Número do Episódio: 22 (2×10) e 23 (2×11)
Data de Exibição nos EUA: 23 e 30/8/2009
Data de Exibição no Brasil: 20 e 27/9/2009
Emissora no Brasil: HBO

New World In My View é com certeza um dos episódios mais engraçados de True Blood, é impossível não rir com as confusões de Jason, aí me juntam a ele, com um Andy bêbado e um Sam desesperado, e o resultado só poderia ser cômico.

Sookie só está atraída por Eric por causa de seu sangue, afinal a primeira pessoa que vem a sua mente ao acordar na caminhonete de Jason é Bill. que está no caixão da Anubis. Chegando a Bon Temps eles vêem o caos que está a cidade e se preocupam ao ver as pessoas com os olhos negros, procurando por Sam. Ao irem a casa de Bill eles encontram Jessica fraca e irritada por não dormir e Hoyt discutindo com Maxine, que está enfeitiçada e só se controla jogando Wii. Jason vai para o Merlotte’s, enquanto Bill vai com Sookie até sua casa.

Andy e Sam que estavam escondidos se preocupam com uma ligação de Arlene e correm para o restaurante onde caem em uma armadilha preparada por Terry. Os dois ficam presos no refrigerador, mas são salvos por Jason, que mais parece um Rambo 2.0, e em seguida também cai em uma armadilha.

Sam resolve se entregar mas,antes de ser levado,Jason finge ser o Deus que eles esperam e castiga Sam, que vira uma mosca e foge. Terry, Arlene e até mesmo Andy e Jason acreditam que ele morreu mesmo. Depois que todos correm para Maryann, Sam aparece pelado usando um avental e promete lhes explicarem o que houve.

Maryann, Carl e Eggs preparam o ninho onde Sam será oferecido a Dionísio/Baco, mas ela pede para eles irem buscar a carne mais cara que encontrar. Sozinha, Maryann recepciona Sookie, que fica chocada com a situação de sua casa. Uma briga acontece, Bill quase morre por causa do sangue da mênade, mas Sookie usa um novo poder, o que deixa Maryann curiosa e em êxtase sobre o que é Sookie.

Lafayette:

Jesus e eu concordamos em sair com outras pessoas, mas não quer dizer que não nos falamos as vezes.

Lafayette liga para Sookie e conta que Tara e Lettie estão em sua casa. Eles rezam na tentativa de fazer Tara voltar ao normal, mas é em vão. Bill e Sookie chegam e para fazer Tara voltar a si acabam combinando suas habilidades. Ela abraça a todos e pede desculpas por tudo, pois viu o que fez nos flashs de Sookie.

Sookie conta a Bill sobre a música grega que ouviu na cabeça de Tara e ele se lembra de um livro onde leu sobre Baco. Ela pergunta se tem como matar alguém imortal e ele diz que precisará viajar. Sookie fica com medo.

Bill chega a casa da rainha e fica paralisado ao vê-lá ensangüentada.

Por mais que uma guerra épica ainda não tenha acontecido, lembrem-se que a série é um drama e isso ela tem de sobra. Muitas pontas ficam em aberto, mas fiquei estou curioso pela história de Bill (o que será que houve com a rainha?) e a de Jessica e Maxine.

* * *

Diferente dos episódios anteriores, em Frenzy a série se focou em aprofundar nos dramas dos personagens, deixando a ação e as reviravoltas de lado para que cada personagem fosse melhor trabalhado e compreendido. Isso não foi ruim, de forma alguma, mas a um passo do fim da temporada pode ser um tiro no pé.

Sophie-Anne:

Você é um esnobe. Eu odeio esnobes. Pequenas, pequenas almas, ou pênis, ou ambos.

True Blood - FrenzyBill vai até a rainha de Lousianna, Sophie-Anne, e a encontra se alimentando de uma mulher, que mais tarde descobrimos ser Hadley, prima de Sookie. Ali eles têm uma conversa interessante sobre as mênades, como elas surgiram, que os deuses existem, mas que nos ignoram, como a fé pode evoluir um ser, e tudo mais. No fim das contas ele descobre o que queria e corre para Bon Temps, e encontra Sam.

Sam, depois de ser deixado para trás por Jason e Andy, encontra os filhos de Arlene, Coby e Lisa, e lhes dá abrigo. Além de tudo ele vai ao Fangtasia pedir ajuda a Eric, que vai falar com a rainha – ele acaba tendo um encontro cabuloso com Bill, que lhe chantageia, ou deixa Sookie em paz, ou ele contará a rainha que ele está traficando V-Juice.

O casal mais contagiante foi desfeito, Jessica realmente mordeu Maxine e isso deixou Hoyt furioso, o que o faz abandoná-la ali sozinha. Mas em casa ele ouve barbaridades de sua mãe que abre seu coração e desabafa, contando que o pai dele nunca foi um herói, pois ele não morreu em um assalto, mas sim suicidou-se com um tiro na cabeça.

Andy e Jason vão até a delegacia em busca de armas. Enquanto Jason segura Rosie, Andy dança com o xerife Dearborn. Na saída, Andy leva um tiro de Kevin, mas por sorte ele está com um colhete. Na caminhonete os dois colocam as rixas de lado e focam na guerra que irão enfrentar.

Jason :

Você acha que o Sam poderia se transformar em uma galinha e por o próprio ovo?

Lettie não agüenta a pressão e solta Tara, mas o melhor dessas cenas foi ver Lafayette se borrando de medo e tendo a visão de Eric usando o vestido de sua tia. Tara corre para ajudar Eggs, mas é enfeitaçada novamente por Maryann e descobrimos o que a trouxe a Bons-Temps: por mais que Miss Jeanette fosse uma charlatã, ela fez um ritual com Tara.

Sookie e Lafayette correm para lá se separam depois de um encontro com Arlene e Terry. Ele é pego por Maryaan, mas não sem antes matar Carl e descobrirmos que balas não resolvem contra ela.

Sookie tem um contratempo com o legista Mike, mas logo se desvencilha dele e corre para seu quarto, onde se surpreende ao ver Eggs e Tara destruindo tudo para montar um ninho para um ovo gigante. Sookie se apavora ao ver que Lafayette também foi pego pelo encanto de Maryann.

Episódio muito bom, mas dou uma nota 8,5. Agora, que diabos era aquele ovo que Tara e Eggs tomava conta? Estranho isso, também fiquei curioso com as possibilidades que a rainha traz para a série, mesmo sabendo no que isso só se dará na próxima temporada. Só mais uma coisa, achei muito boba a reação de Andy e Jason ao descobrirem que Sam é um metamorfo, esperava mais, apesar de que eles já estão vendo de tudo nessa cidade. Ah! E temos uma nova referência a Lobisomens, agora é esperar para verem serem inseridos na série.

Abraços e até o próximo episódio comentado.

* * *

Textos publicados originalmente no weblog Episódios Comentados (aqui) e (aqui).

Séries citadas:

4 Comments

  1. Junior Delduque

    New World in My View, tem um dos melhores finais de episódio de True Blood. Adoro a canção do King Britt.

  2. Paulo Serpa Antunes

    Eu assisti a estes dois episódios e a finale de uma sentada, em uma maratona neste final de semana. Vou ser direto, todo este arco de Bons Temps é muito divertido, mas é total cine trash, rede Bandeirantes na madrugada.

    A série se focou na conclusão da trama da temporada e o fez privilegiando a ação – mas deixou de lado todo e qualquer desenvolvimento psicológico, subtexto e outros elementos que a faziam ser um objeto de culto.

    Convenhamos, esta temporada não merecia nenhum prêmio mesmo. Tenho minha dúvidas até se ela será indicada ao Golden Globe em janeiro de 2010.

  3. bia mafra

    Eu amei os episodios, mas eu sou fã de filme trash…
    e acho que tem mais por vir, fiquei surpreendida por estarmos no penultimo episódio já, deveríamos ter mais alguma coisa, apesar de já termos uma idéia de como a maryann vai encontrar o seu Deus. Agora o lafayette, um negão daquele tamanho com medo eh uma cena para lá de hilariante….

  4. Fernando dos Santos

    “New World In My View é com certeza um dos episódios mais engraçados de True Blood, é impossível não rir com as confusões de Jason, aí me juntam a ele, com um Andy bêbado e um Sam desesperado, e o resultado só poderia ser cômico.”(2)

    Concordo totalmente.Eu considero este episódio a mais perfeita tradução da proposta de True Blood.A série é diversão descompromissada,trash,terrir,terror B.Não se leva a sério e nem deve ser levada a sério.
    Gostei muito de New World.Destaque para a cena da velhinha tentando “violentar” o Jason e depois descarregando sua fúria no Wii.Não da pra não rir.

    “Tenho minha dúvidas até se ela será indicada ao Golden Globe em janeiro de 2010.”(2)

    Eu também.Aliás, penso que a intenção de seus realizadores nem é fazer uma série que vá ganhar baciadas de Emmys e Golden Globes, mas sim entregar ao publico uma produção pop e despretensiosa.

    Em Frenzy eu achei a rainha uma personagem meio chata.Se a intenção era mostrá-la como uma personagem engraçada, a execução ficou devendo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account