Log In

Reviews Spoilers

Review: True Blood – Bad Blood

Pin it

True Blood - Bad Blood

Série: True Blood
Episódio: Bad Blood
Temporada:
Número do Episódio: 25 (3×01)
Data de Exibição nos EUA: 13/6/2010 na HBO
Data Prevista de Exibição no Brasil: 27/6/2010 na HBO

Eu acho que sou uma das pessoas que conheço que menos se empolga com True Blood. Eu adoro a série. Poucas coisas são tão cool, e Alan Ball é matador quando se trata de one-liners. Mas depois de uma segunda temporada que em grande parte eu considerei fantástica, eu sinto que voltei para aquele relacionamento que eu tinha com a série no primeiro ano. Ainda é diversão de primeira linha, o subtexto ainda é apreciado (apesar de ter sido tão pouco sutil que dificilmente requisitava qualquer leitura nas entrelinhas), e o elenco continua genial, mas eu não consigo me juntar a multidão que acha que True Blood é a ‘última bolacha do pacote’.

O longo episódio pareceu passar em um minuto, e isso não é exatamente um elogio. Entre as diversas tramas que precisaram ser continuadas/iniciadas, não deu tempo de eu me sentir conectada a qualquer coisa que estava acontecendo. Resultando em um entretenimento eficaz, mas vazio.

Como eu já havia expressado lá em cima, a questão do preconceito contra os vampiros retorna, mas eu achei os diálogos em torno disso um pouco forçados. Convenhamos, se não soubéssemos que Bill foi de fato sequestrado, também não acharíamos a histeria de Sookie um tanto quanto ridícula? Bill é um vampiro, e apesar de haver maneiras de humanos dominá-los, ele ainda leva uma vantagem colossal sobre a maioria das pessoas. Isso torna um pouco difícil se preocupar com ele e o fato de eu não conseguir gostar de nenhum dos dois personagens também não ajuda.

Não sei se é o roteiro, o Stephen Moyer ou ambos, mas fico um pouco frustrada que Bill seja o único vampiro de quem eu não goste. Jessica e Pam me deixaram animadíssima a cada cena, e minha única decepção é que elas não tenham se cruzado ainda. Já que o Bill está ocupado demais, Pam deveria colocar Jessica debaixo de suas asas e nos agraciar com a genialidade das duas.

Mas por enquanto a dupla mais excitante da série ainda é Eric e Sophie-Anne, mesmo que eu tenha achado a trama deles boba. Então Sophie-Anne precisa de dinheiro e de repente, depois de toda aquela preocupação com Bill, ele não importa mais?

True Blood - Bad Blood

Porém, se nem Zeljko Ivanek chegou a me entediar, apesar da participação dele em True Blood não ser muito diferente em construção de todos os outros que ele faz, e evocar uma certa apatia, não seriam Alexander Skarsgård e Evan Rachel Wood que o fariam.

Infelizmente, do lado humano, ocorreu justamente o contrário. Com exceção de Lafayette e Jason, que sempre estiveram entre os meus preferidos, os personagens tem me irritado um pouco. E Tara em especial não anda vivendo uma fase muito boa. Toda essa depressão, apesar de justificada, já encheu. Eu espero sinceramente que o luto dela por Eggs não dure muitos episódios.

Quanto a Sam, ainda não tenho uma opinião formada. Sua trama pode vir a ser muito boa, e eu gosto muito do ator. Mas acho que fiquei distraída demais por aquele sonho erótico.

Vou torcer para os próximos episódios se aproximarem da segunda temporada. Porque, por enquanto, não compartilhei da empolgação geral pelo retorno da série.

Séries citadas:

É estudante de comunicação. Não vive sem The Good Wife, Parks and Recreation e 30 Rock. Ah, e Gossip Girl, que apesar do bom senso, ainda nao conseguiu largar.

14 Comments

  1. Thiago

    Eu só acho que True Blood apela muito para as cenas de sexo! Deixa cair um pouco a qualidade da série, ela não precisa disso ou de bundas peladas para ter audiência!

  2. cleide

    que bommmmmmmmmmmm \o/
    vou ver neste domingo no HBO, depois volto e comento :))

    a série foi renovada para uma 4a. temporada \o/

  3. Mica

    Eu gostei desse retorno de temporada, principalmente depois da temporada inconsistente que foi a segunda (a trama chatíssima da Maryann está entalada na minha garganta até agora), mas não achei a última temporada do pacote também.
    No meu caso, entretanto, é porque leio os livros e a série é tão aquém que fica até injusto comparar. Por isso tento (com todas as minhas forças) separar um do outro na minha mente, já que as diferenças são inúmeras. Mas as vezes fica difícil, principalmente quando lembramos o quanto o Bill é melhor nos livros (embora eu também não seja fã dele lá) e o quanto a Sookie é superior nos livros. A Sookie na série é a coisa mais chata do mundo.
    Concordo com você em relação ao histerismo dela. Fala sério…ela ficou frente a frente ao Eric e conseguiu agir como se ele fosse ninguém, desesperada por causa do Bill. Mas eu já tinha achado ridícula aquela cena dela saindo do banheiro gritando que aceitava.
    Aliás, acho engraçado como o casal Paquin e Moyer tem pouca química em tela. Mas acho que volta e meia isso acontece com casais de verdade né? Funcionam na vida real mas não na ficção.
    Seja como for, Bill estava mais tolerável nesse episódio. Espero que ele e Sookie fiquem separados a temporada inteira, pois os dois funcionam muito melhores como personagens quando separados.
    Achei a cena do carro e do povo lambendo o Bill de muito mal gosto, mas gostei do restante.
    Particularmente adorei a cena do Sam e do Bill. Acho que a química do Bill com o Sam é muito maior do que do Bill com a Sookie, hehe.
    Eu adoro o Sam, sou fã mesmo, por isso adorei vê-lo em tela. Muito melhor ver o Sam do que a chata da Tarda que, se dependesse de mim, nunca teria existido (odiei desde o início) ou matariam o mais cedo possível. Fiquei indignada com a reação dela com a Sookie. Aquele Eggs não merecia um tisco do pensamento dela, mas, pensando bem, ela não é digna da amizade da Sookie (que eu não gosto, mas que é muito mais mulher do que Tara).

    Ao contrário da maioria, eu não gosto dessa rainha. Mas nesse caso é porque eu a conheço dos livros (diferente dos outros personagens que eu conheci na série primeiro e pude amá-los ou odiá-los independente de uma idéia prévia). E, sério, Sophie-Anne nos livros é tão melhor, tão mais digna, cara de criança e atitude de mulher, uma verdadeira rainha, mais poderosa, milenar, e que tem a lealdade dos seus servos e não apenas o medo. Essa rainha da série tem cara de mulher, mas atitude de criança petulante. Mas espero grandes histórias desse negócio de tráfico de sangue, nem que seja para eu ter mais presença de tela de Eric e Pam (essa sim, digna de representar a raça ^_^).

    No geral fiquei feliz com o retorno, mas é porque eu realmente sentia saudades da série e confiava que teria uma terceira temporada decente, depois do fiasco que foi a segunda.

  4. fabio

    eu nao sei porque o povo paga pau pra true blood e elogia tanto o roteiro e a considera A serie qdo se trata de vampiros. talvez seu forte seja apenas o lado erotico, ja que vampiros tem um erostimo bem forte e enorme. porem no resto, personagens chatos, irritantes, temas e cenas bizarras, forçadas e a série PIRA demais.. os textos me soam tao fracos, mal escritos. parecem escrito para adolescentes entenderem sem muito esforço.

    enfim nao gostei mesmo. mas bom ver um texto assim sobre a serie.

  5. Paullo kidmann

    Gente adooro True Blood, adoorei essa Premier na verdade eu gostei mais dessa do que a Premier da 2° (mesmo tendo plena conciência de que a ségunda temporada foi tudo de bom!!), Discorto total da Review Adooro o bill heheh; mais ao mesmo tempo concordo em algumas coisas como a dupla pam (adoorei a cena dela com o lafayet hahah) e jessica (achei idiotisse deixar o corpo apodrecer em casa, se eu fosse ele interrava haha), e que foi um pouco de exageiro da Sokie; em relação aos “humanos” só gosto do sam mesmo e concordo que a trama dele pode vim a ser muito boa. gosto do lafayet mais ele não fez muito nesse epi, também espero q esse luto da Tyra passe logo pq ja ta enchendo ( detalhe mal começou neh?!), fico Feliz em saber que a série foi renovada amo true blood e tava ansioso que começase logo e que bom q já começou
    XOXO

  6. MARCELO

    SÉRIE BEM LEGAL APESAR DA APARIÇÃO DE INÚMERAS CRIATURAS SOBRENATURAIS( O DIA QUE APARECER A MULA SEM CABEÇA OU O SACI PERERE PARO DE ASSISTIR).
    FORA ISSO TEM QUALIDADE EM TODOS ASPECTOS DE UM BOM PROGRAMA.

  7. Fernando dos Santos

    Até pode ser que haja boa parcela do público da série que considera True Blood ‘última bolacha do pacote’.
    No entanto acho que a maioria dos que acompanham TB consideram a série como escapismo,entretenimento puro sem maiores pretensões,guilty pleasure.
    Sempre que assisto tenho a sensação que o Alan Ball e sua equipe tem por objetivo fazer um show que não se leva a sério e só quer entreter.E consegue.
    Nesta avalanche de melodramas teen vampirescos, True Blood com seu humor escrachado e jeitão trash é o antídoto ideal.

    P.S.:O Teleséries poderia ter deixado pra postar o review na semana que vem após a estréia na HBO do Brasil.

  8. Alessandra

    Os roteiros de TB são superiores a de praticamente todas as séries de sci-fi que estão no ar atualmente. Não conheço nenhuma que se iguale a ela no momento, em termos de roteiro. Os personagens são bem construídos, creio, e assumem posturas coerentes com sua própria personalidade. Acho que é por isso que as pessoas estão entretidas em seguir esta temporada.
    E o roteiro é bom. Ora, sobre o desaparecimento de Bill, vampiro ou não, se meu noivo sumisse de um restaurante depois de eu ter ido ao banheiro e tudo o mais no ambiente estivesse revirado, como a Sookie encontrou, eu também estaria tão desesperada quanto a Sookie. Afinal, ela já viu que o Bill, apesar de vampiro, pode se machucar de verdade (vide episódio final da primeira temporada, aquela cena dele incendiando no sol me dá arrepios até hoje). Não entendi a resenha ter classificado a histeria dela como ridícula. Eu ficaria tão nervosa quanto ela…
    E nossa, o Bill e a Sookie não têm química? Putz…bom, é questão de gosto. Só acho que o episódio que eles transam pela primeira vez foi uma das cenas de sexo mais sexys que eu já vi. Está pau a pau para a cena em que eles transam de noite ao ar livre, após o Bill ter se recuperado na terra da explosão naquela casa…
    Comparar o livro com a série é injusto. São dois veículos completamente diferentes, e ambos têm seu mérito. Não fosse o Alan Ball, não teríamos a Jessica, que não existe nos livros; a trama de outros personagens, como o Lafayette por exemplo, também é completamente diferente da trajetória do livro.
    Quanto aos personagens principais, eles, na minha opinião, estão tentando criar suas próprias características com a série, independente da postura que detinham nos livros. Afinal, se seguissem tudo à risca como está nos livros, a trajetória de TB seria absolutamente previsível.
    E previsível é algo que TB não é. Não acho que seja a melhor série de ficção de todos os tempos; para mim, este posto continua com a minha velharia do coração, Star Trek. Mas ela tem sim seu mérito, e em um momento em que somos todos abalroados com tramas parecidas com a da saga Crepúsculo, True Blood, a série, conseguiu transportar para a telinha um universo totalmente crível e diferente de imitações dos livros de Stephenie Meyer que vemos por aí (mesmo porque, os livros da Sookie vieram antes de Bella e Edward). Ponto para True Blood, na minha modesta opinião.

  9. CAZ

    Alessandra, parabéns, assino embaixo; os seus comentários estão bem melhores e superiores que os da review, acima, muito vazios e sem sentido. Gosto muito de “TRUE BLOOD”, acompanho desde o início, e são das poucas séries com criatividade na TV americana atual.

  10. Luciano Cavalcante

    Para mim, True Blood vai fica sempre como símbolo da queda da HBO na era pós-Sopranos e, portanto, não sou tão fã assim.

  11. Mica

    Não é uma questão de comparar livro e série (embora seja inevitável quando se lê um e vê o outro, mesmo que se tente diferenciá-los na mente, ela automaticamente faz o comparativo), pois eu sei que são bem diferentes e a cada dia o Alan Ball irá se afastar mais e mais dos livros (ele mesmo já disse isso). O problema é quando personagens que deveriam ser fantásticos (e tem potencial para isso) são cansativos e chatos. É o caso da Sookie e do Bill. Acho os dois insuportáveis, não gosto da personalidade deles e quando eles estão juntos ficam ainda mais difíceis de aturar (e eu os conheci bem antes de começar a ler os livros, ou seja, minha antipatia foi por eles mesmo e não uma comparação. Aliás, quando comecei a ler os livros fiquei surpresa do quanto gostei da Sookie e simpatizei com o Bill, embora nem lá eu goste dos dois como casal). E isso é um incômodo quando os dois são os protagonistas da série. Mas gosto dos outros personagens o suficiente (assim como das histórias) para continuar amando True Blood.
    Já a Rainha, como eu mencionei, ela parece uma criança petulante e mimada. Não consigo imaginar como ela chegou a ser rainha. Eu, que sou eu, não a respeito, imagino um vampiro como Eric, que tem milênios a mais que ela. Godric, que era o Godric não era rei, como essa criança chegou a ser rainha? Não consigo me conformar!

    vixe, o povo do trabalho começou a falar comigo e eu perdi o fio do raciocínio. Droga, isso sempre acontece quando estou comentado alguma coisa :-(

  12. anderson

    True Blood pra mim é o “pornô chanchada” moderno.HBO já foi melhor.

    “True Blood vai fica sempre como símbolo da queda da HBO na era pós-Sopranos” (2)

  13. Fernando dos Santos

    Na minha opinião a queda da HBO na era pós-Sopranos é simbolizada pelos fracassos retumbantes(e merecidos) das pretensiosas Tell Me You Love Me e John From Cincinatti.É simbolizada também pelos cancelamentos prematuros de séries de grande potencial como Deadwood,Roma,Carnivale e The Comeback.Simbolizada ainda pela recusa em produzir Mad Men que como todos sabem acabou virando um grande hit na concorrente AMC.

    Considerando tudo isso, não vejo problema na HBO arriscar produzir uma série pop como True Blood.

  14. Pingback: Nova temporada de True Blood estreia este domingo » TeleSéries

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account