Log In

Reviews

Review: Torchwood – End of Days

Pin it

Torchwood - End of Days
Série: Torchwood
Episódio: O Fim dos Tempos (End of Days)
Temporada:
Número do episódio: 13
Data de exibição na Inglaterra: 1/1/2007
Data de exibição no Brasil: 27/11/2007
Emissora no Brasil: People+Arts

Apenas entre você e eu, este foi um final brilhante. Só teve basicamente um defeito: Abaddon. Que monstro mais chinfrim! Mas há várias referências ao episódio The Satan’s Pit, de Doctor Who (segunda temporada), onde o nome Abaddon é mencionado pela primeira vez. E o próprio Bilis comenta que Abaddon é “Filho da Grande Besta”, que aparece no citado episódio de Doctor Who, e que também foi aprisionado antes mesmo do nascimento do tempo.

Mas referências à Doctor Who à parte, End of Days é um episódio que mexe com todos os membros de Torchwood e mostra-os mais tridimensionais em suas emoções. Bilis é o grande vilão, que consegue mexer com os sentimentos mais profundos dos membros do grupo para ludibriá-los e fazê-los reabrir a fenda. Vale lembrar que a fenda foi aberta graças ao Owen (e, portanto todas as reprimendas que o Jack lhe deu durante todo o episódio foram muito apropriadas). E é novamente graças ao Owen que atira sem dó nem piedade no Jack, que a fenda é reaberta e o caos é instaurado. Se não fosse a vida (quase) eterna do Jack, era uma vez planeta Terra…

Esse episódio também foi recheado de referências aos episódios passados, mostrando que nada acontecia por acaso e que tudo estava interligado em Torchwood. Eu gostei particularmente das duas vezes que Jack joga na cara de Owen que foi ele o culpado da fenda ter aberto e zoado com o espaço-tempo e gostei ainda mais quando ele cuspiu na Gwen a hipocrisia da ex-policial.

Infelizmente para eles, Bilis tocou na ferida de cada um (visões de Lisa, da mãe de Tosh, Diane implorando para abrir a fenda, pois ela encontrava-se perdida, e por fim a morte de Rhys) e levantaram um motim. O interessante aqui é que Owen não sabia que Jack é imortal, então o tiro foi pra valer, o que torna a reação dele ao seu próprio ato e o perdão do Jack no final, ainda mais especiais.

Sorte deles que Jack não pode morrer e tinha vida em excesso para desperdiçar com Abaddon…

Eu particularmente achei a cena do Rhys morto lindíssima. O desespero da Gwen também, apesar do tapa com luva de pelica que o Jack dá na ex-policial logo em seguida. E o egoísmo do Owen é sem tamanho. Ele mente para si mesmo que abriu a fenda para trazer Jack e Tosh de volta. Tudo o que ele queria era ter Diane mais uma vez. E ao ser confrontado com a burrada que cometeu, simplesmente jogou nas costas do Jack toda a responsabilidade. Juro que quis dar uma surra em Owen boa parte do episódio (mesmo assim ele foi um dos personagens mais interessantes da trama final).

A dispensa que Jack dá em Owen foi perfeita. Owen não apenas questionava a autoridade de Jack, mas incitava os outros contra o chefe, e isso é inadmissível. Acho muito bom a cena que Jack fala que não tem resposta para o problema que estão enfrentando, porque aquilo nunca deveria ter acontecido. E ele sabe do que fala. Jack nasceu no futuro e conhece a história que está vivendo atualmente. Infelizmente o orgulho e egoísmo de Owen não dão voz à razão e o médico continuou culpando Jack episódio afora. Mas me pergunto se Jack iria realmente usar retcon em Owen. Acredito de verdade que Jack só usaria a pílula se percebesse que o conhecimento estivesse destruindo a vida e a sanidade do subordinado.

Torchwood - End of DaysE dentre todos, Jack era o único que enxergava o que estava por trás de toda a maquinação de Bilis. Mas ele, ao contrário dos outros, não teve visões de pessoas queridas implorando para abrir a fenda. E como ele mesmo disse, apenas “o tipo certo de Doutor” o teria convencido. (a propósito, mais uma vez o People & Arts traduziu Doctor como médico. Que coisa mais descabida!)

Algumas coisas que achei interessante:

• Andy se referindo ao Jack e à Gwen como Mulder e Scully. Alguém aí também era fã de Arquivo X?

• Ianto segurando o sobretudo de Jack, quando pensa que ele está morto. Uma alusão óbvia a Brokeback Mountain.

• A menção de Ianto de que a base tinha nove níveis de celas em uso e mais alguns desativados (definitivamente profunda a base).

• A loja de Bilis. Não foi a intenção do episódio, tenho certeza, mas me lembrou muito de um episódio de The Collector, onde havia um personagem (interpretado pelo Peter Wingfield) que usava um cronômetro para ficar ‘fora do tempo’.

• E todas as menções ao ‘great devourer’ me fizeram lembrar do final de Buffy. As palavras utilizadas, o mal antigo, o grande destruidor vindo das trevas mais profundas….impossível não fazer a co-relação.

E então veio o fim. Gostei muito das últimas cenas. Jack finalmente voltando à vida. O reencontro com o grupo. O abraço de Toshiko, o abraço e o beijo em Ianto (comprovando o relacionamento mencionado sutilmente em They Keep Killing Suzie – embora o P&A tenha cortado o beijo mais uma vez) e o perdão ao Owen. Deu uma sensação de unidade a eles. Achei realmente linda a cena. Toda essa história com o Abaddon irá mudar com certeza a forma como eles vêem uns aos outros, mas principalmente como eles vêem Jack. Até então somente Gwen sabia da imortalidade do capitão.

Mas o melhor mesmo foi o “vworp” da TARDIS aparecendo no final, enquanto a mão dentro da jarra (que já comentamos ser a mão do Doutor que foi cortada no especial de Natal de 2005) brilhava insanamente. O sorriso do Jack ao ver o brilho da mão e o barulho da TARDIS foi indescritível. Ele tem vivido há séculos esperando por esse dia, e finalmente a hora chegou.

Jack desapareceu e o mistério ficou nas mãos dos membros restantes.

Quanto ao Jack? Meu conselho: mesmo que vocês não acompanhem Doctor Who, façam um esforço e assistam aos três últimos episódios da temporada (Utopia, The Sound of Drums e Last of the Time Lords). Utopia começa no ponto exato onde End of Days termina, fazendo um crossover há muito esperado pelos fãs do capitão Jack Harkness e do Doutor.

Utopia vai ao ar pelo People & Arts às 18h do dia 12 de dezembro (se tudo correr bem, é claro).

Torchwood - End of DaysE a temporada terminou, após muitos cortes e inúmeros palavrões censurados (esse último episódio mesmo foi grotesca a coisa toda), mas meu amor pela série continua intacto e aguardo com ansiedade a segunda temporada. Sabe Deus quando ela virá ao Brasil, por isso, imagino eu, iremos demorar um pouquinho a nos encontrar em um próximo review. Mas esses 13 episódios foram maravilhosos para mim e poder colocar aqui um pouquinho da minha visão de uma série que eu gosto muitíssimo foi realmente especial.

Séries citadas:

Michele Reis Martins, a Mica, é advogada e mantém o blog Esperando o Esperado. Fã de Arquivo X, Highlander, Buffy, Doctor Who e sci fi em geral.

23 Comments

  1. Luis Trigo

    Oi Mica

    Ótimo review, só um pequeno erro “sorriso do Jack ao ver o brilho da mãe “, na verdade é o brilho da mão.
    Sou um fã de arquivo X, inclusive o episódio Capitão Harkness me lembrou muito o episódio em que o Mulder se perde em um navio no triangulo das bermudas e aparece na 2ªGuerra.
    Quanto ao Tardis, em Torchwood parece que ele se materializou no subsolo, mas em Dr Who vemos que ele surge ao nível da rua.Então seria difícil aquele vento dentro da base.
    E Mica, por que você não continua a fazer o review destes 3 episódios? O Jack fica mais legal quando aparece no Dr Who.

  2. Mica

    Hahaha…e olha que eu reli o texto inúmeras vezes e não percebi o erro :D
    Também era fã de Arquivo X, Luiz. Não tinha pensado no episódio Triângulo, mas agora que você mencionou de fato há semelhanças.

    O local de aparecimento da TARDIS é o maior erro de continuidade da história, hehehehe. Seria bem mais interessante se a TARDIS tivesse se materializado ali dentro mesmo, principalmente porque o Jack desaparece de dentro da base (gostaria muito de saber por onde ele saiu), mas…(explicação chula) vai ver que a TARDIS começou a se materializar ali, mas terminou aportando realmente no nível do solo. Sei lá.

    Até gostaria de fazer o review dos últimos episódios de Doctor Who (apesar de que o último eu perderei. Graças a Deus que eu já assisti e tenho gravado), mas seria meio estranho aparecer review de uma série somente em seus últimos três episódios, né?

    Esqueci de comentar no review, mas alguém mais ficou irritado com a super-exposição da Gwen? Com tanta coisa acontecendo, precisava ser sempre ela a estar em todos os acontecimentos?

  3. Antonio Carlos Braga

    Oi, Mica.
    Foi graças a você que eu, um velho fuçador, vim a conhecer o Doctor Who. Não acredito que nunca tinha ouvido falar. Pois foi amor à primeira vista e confesso estar baixando tudo da internet. Já vieram as três temporadas da fase nova (2005; 2006 e 2007) e agora estou tratando das jurássicas; desde os anos 60; o que sobrou, já que até a BBC apagava fitas. Nada como uma série inglesa, com roteiros inteligentes, bem costurados e cheios de inside jokes. Muito obrigado ! Gostaria, porém, de fazer uma pequena correção: Dr. Who e Jack dividiram vários episódios, desde seu encontro em 1941. Então não fazem tantos séculos assim.
    Luis. O TARDIS pode se materializar em qualquer lugar. Já esteve dentro de várias naves espaciais, salas de prédios e até o apartamento da mãe da Rose.

  4. Mica

    Mais uma coisa…sobre o Jack ficar mais legal quando está em Doctor Who…acho que quem o conhece só de Torchwood até vai estranhar, hehehehe. Ele fica tão mais solto, mais sorridente, menos preocupado. É muito mais fácil deixar as coisas na mão do Doutor e simplesmente aproveitar o momento sem ser a pessoa com quem todos contam. Além, é claro, de possibilita-lo de exercer seu lado ‘sedutor’ com mais propriedade, hehehehe

  5. Mica

    Antonio, em Utopia o Jack esplica desde quando ele não vê o Doutor….e são séculos sim.
    E fico feliz que eu tenha apresentado Doctor Who à você ~_^.

  6. Regina

    Pessoal, em Utopia o Jack fala que quando saiu do satelite 5 (ano 200.100) ele foi para em 1869. Então foi até a fenda em Cardiff para esperar uma versão do Doutor que o conhecesse, ok
    Quanto aos tres ultimos episodios de DW, realmente podemos ver o Jack mais solto e galanteador. Como ele não é mais o responsavel pela equipe ele está mais leve e fica mais parecido com o Jack da 1a. temporada de DW.
    Sem contar as muitas informações que nos são dadas sobre o Jack, que são muito importantes para entender o perosnagem. Informações que nunca foram reveladas em TW.

  7. João da Silva

    Ótimo final, embora o Abaddon tinha uma certa cara de monstro de Power Rangers (ao menos gostei da forma como ele foi derrotado), e a censura passou dos limites aqui no Brasil.

  8. João da Silva

    O destaque dado à Gwen foi normal, já que ela e o Jack são os dois personagens principais da série, então é normal que tudo acabe girando ao redor deles.

  9. Darth Cesar

    A revista Scifi news tem umas fotos incriveis da atual temp. do Dr.Who, o problema de assistir é o horário… complicado tambem pra Torchwood.

  10. Mica

    Yeap, não apareceu. Basicamente eu dizia que já procurei a Sci-fi desse mês mas não consegui encontrar :-(
    E que Doctor Who PRECISA URGENTEMENTE DE REPRISES!!!

    E que o destaque à Gwen não é normal, não importa que ela seja supostamente uma das protagonistas. Quase todo mundo com quem conversei concordou comigo, ou melhor, manifestaram-se antes mesmo que eu. particularmente eu gosto muito da Gwen, mas enche o saco de ver somente ela o tempo todo sendo desenvolvida. Eu quero Tosh! Eu quero Ianto!! (graças a Deus que pelo menos no Owen eles mexem…mesmo que seja para todo fã querer matá-lo depois, hehehe).

    E estou louca de vontade que venha logo Utopia para poder discutir com o povo sobre o episódio ^_^.

    Olga, se você aparecer por aqui, minha net está ruim e não consegui abrir o outro tópico. Viu minha pergunta sobre você ter assistido o Runaway Bride (especial de Natal de 2006) ou não?

  11. Luis Trigo

    Mica, não seria estranho não. Basta você considerar estes 3 episódios como um crossover de DW com TW. Afinal no ano que vem vc vai fazer um resumo destes 3 episódios para começar o novo ano de TW?
    Antonio, o que eu quis dizer é que em TW o TARDIS se materializa no interior da base, e em DW ele surge na rua.
    E Mica, eu quero MENOS Owen e Gwen.

  12. Regina

    Não acho que a Tardis se materializa dentro da base em TW. Acho apenas que os produtores queriam demostrar, do jeito que conhecemos, a nave se materializando proxima, que é o som e uma leve pertubação no ar ao redor.
    Pois tem muito mais a ver para nos fãs do que aquela mão brilhando e borbulhando.

  13. fernando dos santos

    Quem acompanha Torchwood deveria assistir os episódios da primeira temporada de Doctor Who onde o Jack aparece, pois eles são uma boa apresentação do Capitão.Alias acho que o espectador de TW deveria assistir sempre a série do Time Lord porque ela ajuda a entender um bocado de coisas que acontecem e/ou aparecem no seriado da Gwen.

  14. Paulo Roberto

    O último episódio da temporada de Torchwood, tal qual como toda a série em geral, só merece um adjetivo: fantástico!!!

    A série se superou nesse episódio. Mesmo não tendo tanta exposição quanto a dupla Jack/Gwen, os outros personagens tiveram uma interação excepcional, o que, ao meu ver, aumentará ainda mais a união deles, no futuro.

    As cenas de confrontamento de Jack e Owen foram demais! Jack culpando Owen, Owen tentando se explicar, Jack impotente para apaziguar o medo que cada um sentia diante da situação ímpar, a incapacidade de inspirar confiança em seus liderados, a perda de controle e a demissão de Owen, demonstraram que a sua liderança sobre o grupo estava em xeque. Já não era mais o Jack que entregou a menina para os seres estranhos de Small World e que cada membro respeitava e confiava cegamente, apesar de não concordar com aquela atitude… . Ou seja, num momento em que o medo impera no mundo, Jack, ao invés de demonstrar compreensão e incentivar a união, causa a desagregação e a brecha que iria desencadear num dos momentos mais fortes da temporada: Jack frente a frente com sua nêmesis, na pele de Owen, que o enfrenta e diz que retornou para abrir a fenda… Ianto, Toshiko e Gwen seguindo seu novo líder, o desespero de Jack, ao perder a ascendência sobre eles, jogando no ventilador as fraquezas de cada um e o Owen o matando e tomando para si a liderança do grupo. Foi um momento culminante de Owen, que vinha subindo de produção desde o episódio Out of Time. Definitivamente, ele é a personalidade mais intrigante da série…

    Agora, o que era aquele Abaddon, minha gente???? Sinceramente, quando ele apareceu, já não sabia se era Cardiff ou Tóquio… já estava esperando aparecer um carrinho com a sigla MAT, ver Ideki Go correndo e gritando e aparecer o Ultraman!!! Ou então, ver o Kenji gritando para os céus: Dominantes, transformação!!! e aparecer o Spectreman… só faltou mesmo o Dr. Gori e o Karas…

    As cenas finais também foram muito emocionantes. Mesmo vendo que Jack havia revivido após ser morto por Owen, a galera ainda não havia se tocado que ele é imortal. Só a Gwen, ficou dias a fio esperando que ele retornasse, enquanto os outros membros arrumavam suas coisas. A volta do Capitão foi muito emocionante: Toshiko correndo para um abraço, Ianto oferecendo a mão e Jack o abraçando e, finalmente, os dois personagens mais fortes de Torchwood: Jack e Owen. O olhar de Owen, ressabiado, pedindo perdão e o “Eu te perdôo!” do Jack, acompanhado pelo choro de desabafo do Owen foi mesmo de arrasar. Acho que agora, Owen continuará sendo a nêmesis de Jack, mas o seu respeito e admiração pelo Capitão e vice-versa subiram, pelo menos, uns mil pontos na escala.

    A cena final, quando os integrantes procuram por Jack e não o acham e a câmera subindo e os mostrando num plano geral foi definitiva: agora, os membros de Torchwood não são mais um bando ou indivíduos isolados olhando para seu próprio umbigo: depois de toda essa experiência, tal qual povos que se uniram para se tornarem nações de verdade, a galera de Torchwood é uma equipe. Com ou sem Jack Harkness… mas que venha a segunda temporada e o Capitão de volta…

  15. Olga Nogueira

    Escrevi um monte de coisas mas meu comentário sumiu. Sem chances de escrever tudo de novo… Arre…

  16. Mica

    Poxa, Olga…queria saber o que você pensa, heheheh

    Gente, não vou comentar os comentários dos outros, porque estou numa lan house e meu prazo expira em dois minutos (e vou viajar final de semana e a chance de usar a internet é mínima), mas li tudo o que todo mundo disse, viu?

    Só para dizer…dependeria do Editor do Telesérie o review dos três últimos episódios de Doctor Who e não da minha vontade apenas.

  17. João da Silva

    Leia isto, Mica: você está fazendo um ótimo trabalho, seus reviews são excelentes.

  18. Olga Nogueira

    Vou assistir a reprise de Torch daqui a pouco para ver o que, por motivos tão misteriosos quanto o sumiço do loooongo comentário que fiz aqui, não vi ou seja: não vi a TARDIS no final, não vi o vento, não vi a mão… mas vou ver! HOJE! Daqui a pouco!

    No decorrer da conversa acabo falando de novo tudo que pensei do episódio. Comprei hoje a SciFi para ver o Doutor. Eles falam sobre a volta de Babylon 5 também.

  19. Olga Nogueira

    Mica, eu não assisti Runaway Bride. O People não passou né?

  20. Olga Nogueira

    Ah! Eu também quero ler suas reviews dos 3 últimos de Dr Who, Mica. Será o nosso crossover!

  21. Elis

    Mica, graças a você conheci TW e me apaixonei de tal forma que até posso suportar a cara de monstro japonês do Abaddon.

    Agora estou desvendando e adorando Doctor Who…ui, minha vontade é correr para os três epis da 3ª temporada logo…

  22. Mica

    Ok, falei com o Editor e ele deu o ‘pode’ para o review dos últimos três episódios de Doctor Who. Então….para os que só acompanham Doctor Who, se quiserem assistir e depois comentar, meu review estará aqui ^_^.
    (mas já aviso que provavelmente não assistirei pelo People & Arts, porque já terei viajado antes do final de Doctor Who, snif, snif).

    A propósito, Olga, o People & Arts não passou o Runaway Bride, mas é nele que aparece a Donna, a próxima acompanhante do Doutor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account