Log In

Reviews

Review: The Tudors – Episódio 3×05

Pin it

The Tudors  - Episódio 3x05Série: The Tudors
Episódio: Episódio 5
Temporada:
Número do Episódio: 25 (3×05)
Data de Exibição nos EUA: 3/5/2009
Data de Exibição no Brasil: 6/9/2009
Emissora no Brasil: People+Arts

Se eu pudesse escolher uma palavra para definir este episódio seria vinho. Taças e taças de vinho forte. Por que convenhamos, o Henrique definitivamente deve ter acabado com as adegas de Londres!

Henrique fica todo emo e solitário, imagine quem iria aparecer para alegra-lo? Os fantasmas das três primeiras esposas Will Somers, o bobo do Henrique.

You find the perfect wife. She’s sweet, pliable, she even has good tits. On top of that she gives you the son you’ve always wanted and you let her die… And she’s not the only one, poor abandoned Catherine. And that other one, who’s name escapes me…As her head escaped her.

É, eu gosto dele. Naquela época “difícil” de se conviver com o Henrique, Somers era o único que tinha a permissão de falar com ele.

Minhas notas sobre o comportamento do Henrique ao decorrer do episódio: Obviamente não foi só com a morte da Jane que ele estava sofrendo, mas pela perda da Catarina e da Ana também. I mean, até aquele ponto, nenhum dos casamentos tinha sido o que ele esperava, e com a Jane batendo as botas, tudo fica mais “real”, ele começa a ter “consciência” que as coisas estão indo muito mal. Mas depois dessa fase, começa a loucura geral e a bebedeira.

Começamos com a fase do “palácio inigualável”. Tem-se registros de diversos desenhos feitos pelo Henrique, de um castelo majestoso, gigantesco e no melhor estilo castelos da Disney. Reza a lenda de que o tal lugar existiu, porque ele exigiu a construção, mas quando ele passou dessa para uma melhor, colocaram tudo abaixo por causa dos altos custos de manutenção.

Eyepatch e Thomas Seymour ainda estão viajando para caçar o Pole. Só que ele é (bem) mais esperto do que aparenta, deixando os dois, além de furiosos, perdidinhos.

Tudo bem que o Edward é o único filho homem do Henrique, mas precisa manter o garoto numa bolha?! Escovar as paredes três vezes ao dia, lavar tudo o que ele tocar?! Só falta colocar essa criança para ferver e tirar o germes!

Como dá para notar, a casa ta caindo pro Cromwell, e as coisas pioram, e muito. O que é über irônico, já que por causa dele a Ana e o Wolsey caíram. What goes around, comes around.

The Tudors  - Episódio 3x05Henrique re-escreve os 10 mandamentos e a Oração do Senhor. É isso ai mesmo. Como eu disse, vinho, muito muito vinho. Mas o que não dá para negar é que essa cena foi muito bem filmada, com a voz do bispo no fundo, Pole na missa e momentos quentes do Henrique com a Ursula (que no final das contas foi uma personagem bem sem sal, esperava mais dela.)

Claro que as mudanças não são lá muito boas, já que essa é a Igreja Anglicana, mas são colocados rituais Católicos. Ou seja, é quase como se toda a Reforma tivesse sido em vão. Talvez tenha sido o único momento em que eu tenha simpatizado com o Crommy (ai como eu vou me arrepender dessas palavras depois), já que ele fez de tudo para vive-la plenamente e agora vai tudo por água abaixo :(

Agora a cena mais assustadora do episódio, Will sentado no trono, com aquela risada maléfica e creepy. Muitos já disseram que seria como uma “representação” do Henrique no futuro, maluco e gagá. Vendo como as coisas terminaram, acho difícil de discordar.

Séries citadas:

5 Comments

  1. Mica

    Admito que estou meio enrolada com esta temporada. Vi o 1º episódio e depois esse (foi sem querer que eu assisti, ainda pretendo ver tudo na ordem). Achei bem enfadonho esse episódio. É triste ver a decadência do Henrique.
    O mais engraçado é que eu estava assistindo A Outra e parei para ver o episódio de The Tudors, então percebi bem a diferença entre os dois Henriques, do Eric Bana e do Rhys. É incrível como o Rhys deu um toque odiável ao Henrique. Por mais bonito que ele seja, dá raiva, nojo, ódio, medo, opressão e mais um pouco ao vê-lo. Mesmo em seu estado de embriaguez/sofrimento/depressão/loucura.
    Eu senti pelo Cromwell, mas senti principalmente pela Reforma. Depois de tanto sacrifício, vem o louco do Henrique e põe tudo abaixo. Mas gostei da frase do cara lá (foi o Cromwell ou o outro? Nâo lembro), de que o Henrique era sobretudo um católico em seu coração, mas o que ele não queria era ser submisso ao Papa e a pessoa alguma, mas sim ser o senhor supremo nesta Terra (arrogância pouca é bobagem).
    A cena com o bobo no trono foi definitivamente perturbadora.

  2. Claudemir Antonio Zamproni

    O episódio é bom demais, assim como toda a temporada, e deu uma amenizada naqueles baldes de sangue que só estava faltando começarem a escorrer pela tela, tamanha demasia!!!

  3. Aline

    Pela segunda semana consecutiva perdi o episódio. Affe. Joss entra no próximo episódio?

  4. João da Silva

    É isso aí, Aline. A Joss Stone participou do episódio que será exibido semana que vem, assim como dos dois seguintes.

  5. Jorge P. - DF

    Aline, não perdeu nada. Adoro estes reviews, que me salvaram quando perdi o 3º episódio. Mas apesar do ótimo review, foi o episódio mais fraco que assisti de todas as temporadas. Muita enrolação e só.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account