Log In

Reviews

Review: The Tudors – Episódio 3×01

Pin it

The Tudors  - Episódio 3x01Série: The Tudors
Episódio: Episódio 1
Temporada:
Número do Episódio: 21 (3×01)
Data de Exibição nos EUA: 5/4/2009
Data de Exibição no Brasil: 9/8/2009
Emissora no Brasil: People+Arts

The Tudors é a minha série preferida. Adoro a história, os figurinos, os personagens, a musica, etc etc… Se as duas primeiras temporadas foram o meu paraíso, a terceira definitivamente foi meu inferno. Se as minhas expectativas já estavam baixas antes do inicio da terceira temporada, isso só se confirmou depois que assisti ao primeiro episódio. Verdade seja dita, tenho pouquíssimos elogios à essa temporada.

O fato é, antes desse papo de “saga das seis esposas”, as primeiras temporadas foram construídas, principalmente, em volta do relacionamento da Ana Bolena com o Henrique. Agora que a Ana já se foi, como é que a série consegue manter o mesmo nível, sem a presença, não só da Natalie Dormer, mas também da Maria Doyle Kennedy, do Jeremy Northam, do Nick Dunning, do Padraic Delaney?

Bom, começamos a temporada exatamente onze dias depois do finale do ano passado, com o casamento da Jane e do Henrique (você vê como ele era um cara com sentimentos, casando sem que nem o corpo da Ana tivesse frio…). Voltando ao assunto, temos festa, comida, vinho, dança, todos felizes, e finalmente a chegada de dois novos personagens, Sir Francis Bryan (mais conhecido como Eyepatch!) e Lady Ursula Misseldon (submundo entre parênteses – Eyepatch é primo da Ana, que vem para a corte, e Lady Misseldon vem servir a Jane, mas é um personagem completamente fictício. Não adianta colocar no Google, porque não existe uma Ursula Misseldon histórica).

Em Yorkshire, ninguém está interessado em festas e casamentos, já que o maior problema é a dissolução dos monastérios, onde Crommy manda colocar a baixo tudo o que ainda tenha ligação com a fé católica, o que definitivamente não deixa o norte da Inglaterra, em especial, muito feliz. Como não querem ver suas igrejas e fé destruídas, vários camponeses se reúnem para discutir o que pode ser feito e lutar para defender seus ideais. Essa é a “Peregrinação da Graça” que começava a tomar forma. Dois camaradas, Robert Aske e John Constable, são escolhidos pelos rebeldes para liderar a peregrinação.

Como nós já vimos na temporada passada, Cromwell quer instaurar o Anglicanismo por toda a Inglaterra, nem que seja a força. Ou seja, a revolta não vai fazer ninguém feliz, ainda menos quando o mar de sangue começar.

Muitíssimo ao contrário da Ana, Jane tenta ser a esposa ideal e agradar a todos, seja o mala do Chapuys, Jane Parker (porque eu me recuso a incluir ela na família Bolena), e até a little Elizabeth (e por sinal, onde está essa menina? Preciso disso e de flashbacks da ultima temporada, tipo, agora!)

Agora, uma das pirralhas mais chatas e desagraveis da TV, Bloody Mary dá o ar de sua desgraça. Implorando feito um cachorro para que papai a aceite de volta. Sexy eyepatch vai cuidar do caso com todo o amor e carinho. “if you were my daughter I would smash your head against the wall until it was a soft as a boiled apple, you understand?” Mas como ela é chata e desagradável ela se recusa a assinar o juramento. Querida, perca o temperamento ou perca a cabeça! A escolha é sua.

Anyway, Henrique e Jane têm lindos jantares românticos, fazendo planos para a suposta coroação dela. Aww que meigo! Alguém me dá um balde, por favor? Tô precisando vomitar.

Mesmo assim, conseguir dar uma das gargalhadas mais histéricas da minha vida quando o Henrique diz que não está satisfeito, já que a pobre Jane ainda não está grávida :P *Boleyn Smirk*

Mas ele recompensa ela com um cãozinho, já que não tem nada melhor para ganhar de presente de casamento. Tudo bem que eu espero que ele tenha sarna e que a melhor opção seria, uh, jóias da coroa, mas tudo bem :P

The Tudors  - Episódio 3x01Ahá! Finalmente um pouquinho de ação! A peregrinação começa a realmente tomar forma, reunindo um “exercito” gigantesco, pronto para lutar o quanto precisar. Como nosso amigo Aske já disse, desafiar a vontade do Rei é desafiar Deus, e fazer uma rebelião contra a supremacia e a Igreja Inglesa é querer ir dessa para uma melhor, mas acho que eles esperavam por isso…

Bloody Mary finalmente se submete as vontades de papai, o que ainda não faz dela uma herdeira legitima, mas um passo de cada vez. Mas ela e a Jane criando laços? Seriously Michael Hirst, você tá tentando me matar né?!

Para acabar com a festa er, rebelião, Henrique manda Brandon para o norte, levando um exercito, achando que vão voltar em dois dias. Ah se eles soubessem…

Bom, acho que no final das contas, dá pra melhorar, e muitíssimo, o nível dos episódios, porque nem foi tãão emocionante assim. Mas melhor mesmo era só se a Jane parisse aquela criança nos 10 primeiros minutos do próximo episódio e colocassem a Ana para assombrar o Henrique. Mas não dá pra ter tudo :/

Séries citadas:

11 Comments

  1. ~vivi

    HUAHUAHUA EURI!

    Mas então, eu sabia que seria meia boca o epi sem a Ana Bolena, mas o que mais me irritou foi trocarem a esposa dele. Ela é super insossa e consegue ter menos química com o JRM do que a outra Jane.
    E eu tenho certeza que o Eyepatch é muito importante pra trama, mas como o apresentaram na season premiere parece que ele só tá ali pra sexyzar mesmo. huahuahua
    Enfim, foi fraco. Eu só gostei porque tava mesmo com saudade do Henry e do Crommy. Aguardemos pela próxima semana pra ver se melhora então.

  2. Silvia_05

    Assisti as 3 temporadas de uma só vez. Então, prá mim The Tudors é uma coisa só. É claro que a Ana Bolena marcou bastante a série, mas não acho que as outras 2 esposas comprometeram a satisfação de conhecer o restante da história de Henrique. Pelo contrário. Fiquei com gostinho de quero-mais e vou ter que esperar até 2010 prá saber o final da história.

    Também quero ver Brotherhood, mas não tem legendas prá todos os episódios. SNIF!

  3. Lena

    Ana, seu review tá bem engraçado, mas poxa, o episódio foi legal sim. Sei que vc sente falta da Ana Bolena, mas tentemos ser imparciais, né? :)

    Perguntinha básica: a Jane Seymour era (ou tentou ser em alguma época) realmente aquele doce de pessoa?

  4. Renata

    Conheço bem a história de Henrique VIII e posso dizer que Jane Saeymor foi a esposa mais dócil e amada que ele teve. Ela realmente fez o possível para reconciliá-lo com suas duas filhas e trazer de volta o catolicismo à Inglaterra. Como teve um reinado tragicamente curto, nunca atingiu plenamente seus méritos.
    Concordo com a Lena! O review está bem completo e muito engraçado, mas podia ser um pouquinho menos imparcial ;)

  5. Ana Boleyn

    Vlad, Maria Regina e Vivi:
    Obrigado ^___^

    Lena:
    Imparcialidade não é meu forte :P
    Anyway, sim, a Jane era um anjo, a bondade em pessoa (até porque a bondade é sempre loira). Ela queria é que tudo ficasse em plena paz, nada de discussões, nem entre ela e o Henrique nem sobre politica. Até porque ela evitava tocar nesse assunto.
    Não que o Henrique não colocasse uma pressão (ele vivia lembrando ela do que tinha acontecido com a Catarina e com a Ana), mas a Jane preferia manter a cabeça baixa e ficar fora desse tipo de coisa.

  6. João da Silva

    Ótimo review. Foi bom ter a série de volta, após tanto tempo.

    E foi bom rever a atriz Charlotte Salt, que interpreta a Ursula.

  7. Aline

    Huahauhua, Ana, tava com saudades das suas reviews. Morri de rir aqui.

    Pois é, a segunda temporada foi tão boa e esse episódio realmente não chega aos pés dos da 2ª temporada. Mas também não achei ruim. Eu tenho um pouco de antipatia pela Jane porque não gosto de gente boazinha demais, pelo menos não em séries u.u Mas achei legal ela ter mandado vender a jóia pra ajudar little Elizabeth.

    E sabe, dá até pra entender porque a Mary virou a Bloody Mary. Ela nunca teve carinho na vida. O da mãe ela foi privada e o pai nunca realmente se importou com ela. Aquele beijo foi a coisa mais falsa ever. Chegou até a me dar pena.

    No mais, episódio sendo bom ou não, é sempre ótimo ter Cavill e Rhys Meyers na minha TV :P

  8. Marta

    quando e onde vai dar a terceira temporada de Os Tudors em portugal?

  9. Sath

    Pior que eu tambem não consigo apreciar essa Jane Seymour ela é muito fraca no pior sentindo da palavra, ela é daquelas esposas que simplesmente aguentam tudo e muito mais para ser na concepção masculina uma boa esposa, por favor isso dá uma vontade de vomitar.

    Ela não tem personalidade própia isso sim. E o Henrique simplesmente adora isso ele não tem uma esposa e sim um bichinho de estimação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account