Log In

Reviews

Review: The Tudors – Episódio 2×08

Pin it

The Tudors - Episódio 2x08Série: The Tudors
Episódio: Episódio 8
Temporada:
Número do Episódio: 18 (2×08)
Data de Exibição nos EUA: 18/5/2008
Data de Exibição no Brasil: 16/10/2008
Emissora no Brasil: People+Arts

Essa é a parte da história que eu não gosto. Tudo começa a dar realmente errado, o conto de fadas não ganha o final feliz, tudo desmorona. Essa é a parte da história que me deixa deprimida e me faz chorar feito uma condenada, mas disso a gente fala depois.

Tinha melhor começo do que a Ana e a Jane? “Papi” Seymour traz a Jane para ser uma das aias da Ana. Deixem eu traçar um paralelo interessante entre as duas: A Ana viveu do bom e do melhor. Os Bolena eram, no inicio, uma familia de pouco destaque na corte, mas tinham lá um pouco de dinheiro. George, Mary e Ana tiveram bons professores e foram bem educados, foram para as cortes Francesas e Hapsburgas, falavam em francês fluente e sabiam muito bem escrever e ler (tanto em inglês quanto em francês). Enfim, tiveram tudo o que precisavam. Agora, e quanto a nossa pobre e insignificante Jane Seymour? Jane passou a vida aprendendo a costurar e a cozinhar, a cuidar dos irmãos (sete irmãos, diga-se de passagem) e varrer a casa. Não vou dizer que ela era burra (por mais que eu esteja segurando a língua para dizê-lo), mas ela mal sabia assinar o próprio nome. A Ana era passional, a Jane era passiva. Diferenças maiores? Sim, mas eu digo depois.

Mal a nossa pobre Jane chega na corte, o Henrique já coloca os olhos nela (que diabos ele viu naquela garota?). Pior, na frente da Ana, sem nem mesmo se dar ao trabalho de disfarçar (ele nunca foi mesmo um cara muito sentimental, e escolheu a dedo o dia do casamento com a Kitty Howard, sua “esposa numero 5”: o mesmo em que o Cromwell teve a cabeça decepada na Torre).

Cromwell agora adora os espanhóis, e quer que o Imperador faça uma aliança com o Henrique. Claro que tudo tem suas condições. Chapuys diz que o trato só será feito se a (Bloody) Mary for considerada legítima ao trono inglês. Mas é obvio que isso não vai dar certo, não vai fazer o Henrique muito feliz (nem a Ana, diga-se de passagem), porém algo precisa ser feito, ou a Inglaterra vai ficar isolada na Europa! \O/

There are some at court who would like to see the queen…replaced.

Thomas Seymour é “O” mestre dos marionetes. Ainda mais do que o Thomas Bolena, porque pelo menos o Bolena não queria chutar a Catarina do trono (pelo menos no início dos tempos), ele só queria denunciar o Wolsey. Só pior que ele é a Jane.

Are you saying that I should be…. queen?

Não queridinha! Ele está dizendo que EU deveria….aff ¬¬’ (Calma Ana… vai ver que o espartilho dela era muito apertado, não levando oxigênio para o cérebro!)

Nada mais clássico que uma luta de justa! Henrique VIII sempre foi famoso por ser um ótimo cavaleiro, porém dessa vez as coisas não saem como planejadas. Ele cai do cavalo, formando um ferimento que não deixava ele andar no fim da vida e que cheirava feito um gambá morto! Ele fica inconsciente, mas ninguem podia fazer nada, até porque nem sabiam o que ele tinha.

Tudo isso chega na corte e é recebido de diversas maneiras: Cromwell começa a preparar a coroação da Elizabeth, Thomas Bolena se depara com a possibilidade de ser Lorde Protetor (porque uma menininha de quase três anos não pode governar). E a Ana? Ana entra em estado de choque e desespero. O que ia acontecer com ela se o Henrique morresse?

A Ana ama e se importa com o Henrique, por mais que ele seja um imbecil. Ela rezando foi muito tocante, e eu me perguntei como o Henrique podia se livrar dela tão facil, se ela ama ele acima de tudo?

No fim das contas, Henrique acorda e pelo visto acredita piamente que foi a Jane (!!!) que salvou-o da morte certa na justa (Oh! Quão novela mexicana!)

Como a Jane foi a “responsavel” por salvar do Henrique, ela cai nas boas graças do Rei: se senta com ele, até que ele a puxa para um beijo. Mas que beijinho mais sem graça foi aquele? Qualquer um que tenha visto a primeira temporada (ou mesmo o comecinho da segunda) sabe como era entre a Ana e o Henrique. Tinha paixão, fogo e intensidade. Agora com a Jane….Blah! Um beijo tão sem gracinha que passou batido para mim. Querem ver a diferença? Jane e Ana, percebem? Pois é…

The Tudors - Episódio 2x08A Ana entra pela porta bem no meio desse beijo sem sal, e tem um ataque de fúria (e ela tem mais do que razão!). A primeira coisa que o Henrique faz é tentar acalmar a Ana colocando as mãos na barriga dela. Nada pior nesse momento do que perder o bebê. O que é claro, não funciona muito.

Mais tarde naquela noite, as aias escutam a Ana gritando de horror: outro aborto. Ouvir ela desesperada falando “my boy….” e colocando as mãos entre as pernas para parar com tudo aquilo quebrou meu coração. De repente eu senti umas lágrimas solitárias no meu rosto.

Perder o bebê não significava só isso. Era perder a posição dela e perder mesmo o Henrique.

O pior mesmo ainda estava por vir: Como de costume, Henrique e sua incrível falta de tato.

You’ve lost my boy…[…] But I see now that God will not grant me any male children.

Ana:

It’s not all my fault! You have no one to blame but yourself for this. I was distressed to see you with that wench, Jane Seymour. Because the love I beare you is so great, it broke my heart to see you loved others. …

Agora sim eu sentia ainda mais lágrimas no rosto….

Demorou muito, mas agora eu odeio 100% o Henrique:

I made this marriage seduced by witchcraft and for that reason, I consider it to be null and void and the evidence is God will not permit us male issue. So now I believe with all my heart that I will take another wife.

Nessa hora eu até me perguntei se ele realmente tinha amado a Ana ou se ela era só mais uma peça no tabuleiro, de quem ele queria só um filho homem.

Aos meus leitores, preparem-se para ler o review da semana que vem, pois ele virá cheio de lágrimas. O próximo episódio é de matar. Literalmente.

Séries citadas:

12 Comments

  1. FerNanda

    Confesso que na 1° temporada eu odiava a Ana e seu sorrisinho torto, mas nessa 2° eu comecei a ter simpatia por ela e a cena dela deitada rezando foi bem Catarina.

  2. Jessica

    Ana, seus reviews são ótimos. Não perco a série por nada, mas ontem não pude assistir. Depois de ler isso, espero ansiosa pela reprise no domingo.

    Grande abraço.

  3. João da Silva

    Eu posso ver o que o Henrique VIII viu na Jane (ao menos no quesito beleza).

    Foi mais um bom episódio. E a série está rumando para o final de temporada.

  4. liége chiarelli

    O Henrique é um boçal,mas Ana Bolena esta tendo o que merece,provando do proprio veneno.

  5. Mica

    Não acredito que perdi o episódio, snif, snif. E perdi outro aborto da Ana. Arf!
    Eu sempre odiei o Henrique…mas sempre odiei a Ana também.
    Foi bom ler seu review, pq pelo menos fiquei inteirada da historia, mas tentarei assistir quando voltar de viagem.

    Não sabia que o Cromwell teve a cabeça decepada. Aff, ninguém estava a salvo ao lado de Henrique…socorro!!!

  6. Vania

    Mas Ana, sua xará não foi lá muito boazinha na sua ascensão, né? Não foi no penúltimo episódio que ela sugeriu a morte de Catarina e Mary? Não concordo com a forma que Henrique tratou a Ana, mas o que poderíamos esperar de uma pessoa que separou a mãe da própria filha e a privou de tudo? Por incrível que pareça, esse déspota jogou um pouco de luz sobre a idade das trevas. Sem querer, certamente.

  7. Ana Boleyn

    Mica,
    No fim da vida, o Henrique era um sociopata!(Na real, ele era um Stalin da vida antiga!)
    O Cromwell teve a cabeça rolando em 1540 (se eu não me engano) porque ele não apoiava o casamento do Henrique com a Kitty Howard (quase como o Wolsey não apoiava a Ana). E olha a ironia da coisa – A Ana pelo menos morreu com um julgamento.
    Alguns anos depois, o Cromwell colou uma lei no parlamento que (eu não lembro o nome agora), mas que quem fosse preso por traição não tinha neeeem direito a julgamento. Pior: O Henrique colocou um carrasco inexperiente de propósito. Ele deu umas 3 machadadas no pescoço do Cromwell antes que ele morresse. Morte lenta e dolosora…

    Baixe o episódio! Está muuuuuito bom!
    Downloads são amigos, não pirataria! ;)

    Vania,
    A minha xará (olha, eu tenho o maior orgulho de ser Ana por causa dela!) historicamente falando, nunca quis a Catarina e a Mary mortas. Não sei por que diabos o Michael Hirst colocou isso, mas… whatever…
    Esse video aqui: http://www.youtube.com/watch?v=3RbaOsD6PBY explica muitissimo bem como era o relacionamento entre a (Bloody) Mary e a Ana.
    Aliás, o Henrique também separou a Elizabeth da Ana. A Mary foi criada DENTRO da corte, como mandava o figurino na peninsula ibérica. Mas como a Ana era inglesa, ele não demorou em colocar a Elizabeth para uma casa só dela, também pelo fato que com ela longe, ia ter mais “tempo” para que ela gerasse um filho, não ficar se preocupado com a filha.

    Jessica,
    Nossa! Obrigado mesmo! Eu fico até vermelha porque achei que o review não estava lá essas coisas! Obrigado ;)

    (Nossa isso que é comentário grande! \o/

  8. Lena

    A Ana Bolena era uma bitch total, fez de tudo para chegar onde chegou e passou por cima de todos, planejando até a morte da Catarina e Mary… mas apesar disso tudo, até eu fiquei com pena dela nesse episódio! A cena dela descobrindo a traição e depois o aborto… nossa, foram muito fortes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account