Log In

Reviews

Review: The Tudors – Episódio 2×02

Pin it

The Tudors - Episódio 2×02
Série: The Tudors
Episódio: Episódio 2
Temporada:
Número do Episódio: 12 (2×02)
Data de Exibição nos EUA: 6/4/2008
Data de Exibição no Brasil: 4/9/2008
Emissora no Brasil: People+Arts

The Tudors consegue ficar melhor a cada episódio! Pessoalmente, este episódio 2 é um dos meu favoritos, porque além de ser por si só de uma qualidade ótima, dá bastante foco para o relacionamento do Henrique com a Ana (ok, posso dizer que essa é a principal razão para que eu adore tanto esse episódio!)

É Natal na corte! Agora a Ana Bolena toma o lugar da Catarina nas festividades, e é rainha em tudo, menos no titulo. E embora a Catarina esteja longe, ela manda uma taça de presente para o Henrique. Ele, que tem os nervos à flor da pele, fica completamente irritado, mas é logo acalmado pela Ana. Interessante essa dinâmica que os dois têm nessa temporada, eles só querem ser felizes, mas com essas tentativas de felicidade acabam mudando muita coisa e é quase como se fossem eles dois contra o resto do mundo.

Ana descobre a “profecia” que (daquele doido que quer matar ela) é deixada em cima da mesa: Henrique e Catarina como rei e rainha e Ana com a cabeça cortada fora. A expressão dela é o máximo! Bravo Natalie!

Charles Brandon é expulso da corte, por que ele acredita que a Ana já tinha dormido com o Wyatt. Mesmo sendo seu melhor amigo, o Rei não deixa contarem mentiras sobre sua amada. Dê um jeito ou de outro, Charles acaba voltando para a corte mais tarde no episódio.

Finalmente, o Rei pergunta ao clero de quem eles são suditos? do Papa ou dele? (Sem pressão nenhuma. Só não se esqueça de que se você se opor, você vai para a Torre sofrer maldades!)

No parlamento, o clero se submete à vontade de Sua Majestade. Agora está tudo, literalmente, nas mãos dele. Como é bom ser rei ;) !

Thomas More se afasta do cargo se Chanceler e da vida publica, em serviço se Deus. More ainda pede que o rei volte para a Igreja Católica e para a Catarina de Aragão. Embora as palavras do Henrique sejam para confortá-lo, a gente sabe como acaba.

Na minha cena preferida do episódio, Henrique nomeia Ana Marquesa de Pembroke com direito a terras, dinheiro, capa e coroa! Ela é a primeira mulher a ganhar um titulo que não seja hereditário. Junto com isso, ela inda ganha as jóias da coroa, que eram da Catarina (e que, aliás, vão ser de todas as esposas do Henrique).

Thomas More tem umbrilhante momento junto à sua filha, dizendo a ela que a familia já devia se preparar caso ele precise virar um mártir do cristianismo. Mesmo ele sendo teimoso em relação à religião, precisa mesmo fazer com que a familia sofra com essa teimosia dele?

O assasino misterioso está à ativa mais uma vez, e agora vai para a França junto com o rei e sua Lady. Quem será ele??

The Tudors - Episódio 2×02O rei da Inglaterra e a Marquesa de Pembroke visitam a França para apresentá-la oficialmente como futura esposa do Henrique e futura rainha da Inglaterra. Não só para isso, mas tambem para conseguir apoio sobre o casamento dos dois.

Terminamos o episódio com aquilo que a Ana e o Henrique queriam tanto: consumar o relacionamento, e para mais tarde, um filho. Eu achei que a cena foi muito bem filmada e muito romântica, afinal, nada mais justo depois de tantos anos de espera.

Infelizmente, como a gente sabe, as coisas depois não saem como planejado…Porém acho que por enquanto eu posso me contentar com essa felicidade e a promessa de um mundo dourado.

Notinha Aleatórias (e um pouquinho de história):
• Alguem notou ‘Greensleeves’ tocando no fundo da festa de Natal? Diz a lenda que o Henrique escreveu para a Ana no inicio do relacionamento deles, quando ela era aia da rainha. Agora ela é praticamente rainha! Muito irônico para o momento.

• Quem é essa “Lady Elizabeth”?? E por que o Wyatt fica “apaixonado” por ela repentinamente?

• Ana Bolena foi feita, na verdade, Marquês de Pembroke, já que a marquesa é a mulher do marquês, e marquesas não tinham terras próprias.

• Que tipo de padre diz que o os cães vão lamber as feridas do rei e que ele ia acabar casando com uma prostituta?

• Que “segredos” a Ana teria com o rei da França?? Hã? Fiquei sem entender nada! Na verdade, por mais mulherengo que o Francisco fosse, ela sempre arranjava um jeito de deixar ele de mãos vazias. Isso que é uma garota esperta ;)

Séries citadas:

12 Comments

  1. Paulo Antunes

    Oi Ana Luh!
    Faltou comentar a “mãozinha” que a Ana deu pro Rei, rerere! Foi a cena que ficou na minha cabeça depois do episódio! Aliás, ficou tão marcada que pra mim tirou o romantismo da transa real no final do episódio. Mas acho que foi proposital. Os roteiristas não fazem questão de que o telespectador tenha qualquer identificação com a Ana e o Rei. Aliás, é isto que eu não gosto do roteiro e da direção da série. A série não busca identificação e aproximação com o público. Nesse ponto ela é de uma frieza britânica!

  2. Mica

    Eu gostei do episódio (apesar de ter perdido bem o iniciozinho pq estava assistindo Mad Men). Engraçado como eu sempre fui fã do Rhys(coisa de looooonga data), mas The Tudors está me fazendo ‘cansada’ da cara dele. Já a Natalie…eu a acho lindíssima, mas tenho sérios problemas com a boca torta dela. Atrapalha um pouco as expressões faciais.
    Mas deixando de lado comentários sobre o físico dos atores, eu acho que perdi a maioria das cenas com o Thomas More. E, infelizmente, eu não ‘sei como acaba’ essa história. Ele morre?
    Mas achei normal ele colocar a família no mesmo barco que ele, assim como achei interessante o sermão do padre. Me lembrou das reprimendas de João Batista a Herodes, ou do próprio Elias a Acabe e Jezebel (que, inclusive, foi a quem o padre comparou Henrique e Ana).

    Achei estranho as cenas do Wyatt com a Lady Elizabeth (que eu também não sei de onde surgiu). O que isso trará à história? Curiosidade…

    Eu disse isso esses dias, mas repito: foi só na semana passada, ao assistir o filme Elizabeth – A Era de Ouro, que me dei conta que a famosa Rainha Virgem é filha de Henrique com Ana Bolena.

    Assim como o Paulo eu também gravei muito mais a cena da Ana dando um agradinho para o rei do que a própria noite dos dois. Verdade seja dita, eu tinha esquecido completamente que a Ana tinha finalmente se entregado ao Rei. Vc que me lembrou, Ana Luh ^_^.

    A minha pergunta é: Ana não era virgem coisa nenhuma, né?

  3. Thiago FLS

    Eu não me lembro de ter visto essa cena de Thomas More com a filha dele. O People + Arts cortou ou é minha memória que está falhando?

  4. Ana Boleyn

    Paulo e Thiago,
    A cena foi brutalmente decepada pelo P+A! Assistam à versão cortada, acho que vai aparecer!
    É uma pena que eles tenham cortado, porque é uma cena muito boa.

    Mica,
    Nada de spoilers! hehe, desculpe, mas talvez assim fique mais interessante! :)

    Acabei sem saber se colocava a “mãozinha” ou não no review. Achei que já estava beeem grande!

    Achei essa “Lady Elizabeth” muito estranha…acho que acrescentaram ela para que o Wyatt não ficasse perdido demais na série!

    Olha, se a Ana era virgem, só ela ia saber, mas a maioria das pessoas aceita o fato dela ser, porque ela era muuuito religiosa (não do tipo freira) e porque ela viu como a irmã dela terminou…

  5. Paulo Antunes

    Ana,
    Eu também não lembro desta cena? Não será no próximo episódio?

  6. Ana Boleyn

    (Esqueci de escrever)

    Paulo,
    Sobre o fato da aproximação, eu acho que as pessoas acabam se aproximando da série, e não ao contrário (Eu por exemplo, chorei horrores nos ultimos episódios, devido ao fato de ter me aproximado tanto assim!)

  7. Vania.

    Lá no comecinho, se não me engano, quando planejavam que uma mulher seduza Henrique, O Garanhão, que vivia tendo amantes, a fim de afastá-lo da Rainha e da Igreja Católica, escolhem Ana, porque é linda, inteligente, e alguém disse, acho que o próprio pai, que ela devia pôr em prática as coisas que aprendeu na França.
    Não creio que ela fosse virgem, devido a esse comentário, mesmo porque ela pede ao Rei Francisco que não comente com Henrique o passado dela, entretanto, muita coisa pode se fazer sem ser o ato em si, né? :P
    Achei a cena dela nua na cama muito linda, sensual, e ele também transpirou sensualidade ao olhar e se aproximar.
    Sinceramente, nota dez, a estória, apesar de conhecida nos prende numa teia mistério. A reconstituição da época, perfeito.

  8. Thiago FLS

    Quer dizer que agora eu tenho que acompanhar a versão “cortada” da série para não perder cenas que foram limadas da versão “integral”? Esse People + Arts é dose…

    Obrigado pelo esclarecimento, Ana.

  9. Ana Luh

    Thiago,
    É…precisar não precisa,mas algumas cenas fazem falta. Eu aconselho um download ao invés de assitir às duas versões!
    o P+A realmente deveria voltar a exibir como exibiu da primeira vez (mas sem aquele horario horrivel: domingo às 23h!), que não tinha cortes nem comerciais, do jeito que é exibido no Showtime!
    Não dava para ser perfeito né?! Ao menos não tem dublagem, vinhetas em espanhol ou mudança da grade de uma hora para outra! (Y)

  10. Elaine

    Ana,
    O People+Arts está fazendo como na 1ª temporada, passando num dia a versão mais “hot” e em outro a versão “light”? como nunca consigo ver no domingo, estou vendo na quinta. Há alguma diferença?

  11. Arthur

    É claro que ana bolena assim como Thomas More
    mesmo escrevendo a Utopia ,acaba morto indo contra os interesses do Rei.

    OBS.: Thomas More (Tomás Morus em portugues) foi um herói da revoluçao comunista,pela sua obra A utopia, ganhando uma estatua na URSS (atual Russia) mesmo sendo catolico fervoroso e os comunistas em geral ateus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account