Log In

Reviews Spoilers

Review: The Tudors – Episódio 4×02

Pin it

The Tudors – Episódio 4×02

Série: The Tudors
Episódio: Episódio 2
Temporada:
Número do Episódio: 30 (4×02)
Data de Exibição nos EUA: 18/4/2010

I’m going to tell you a secret: nunca imaginei quão sombria e perturbadora essa temporada ia ser até terminar de assistir esse episódio. Sim, porque logo de cara temos o Culpepper dando em cima da Jane Rocheford (eww!), Henry Howard dando uns olhares assanhados para o lado da Judy, e Creepy Culpepper sendo stalker da Kitty.

Mas a Kitty é mesmo do Henrique, como a gente escuta depois. Bom, não só a audiência, mas parece que todo mundo no castelo consegue escutar esses dois. Temos a Joan e a Jane escutando tudo, sendo que a primeira está rindo à socapa. Como a mala da Jane não sabe tirar o nariz gigante de onde não é chamada, ela quer mais é saber sobre o passado sombrio e tenebroso da Kitty. E como a burra da Joan não sabe ficar de boca fechada, ela conta (quase) tudo o que não devia. Vejam e aprendam: o passado sempre volta para nos assombrar. Tipo os filmes “adultos” da Xuxa.

Oh que meigo! Começa a nevar, Kitty ganha presentes e descobre que a Anna de Cleves vem comemorar o Natal/Ano Novo com eles. Mas é claro, porque isso não vai ser nada estranho (sarcasmo off).

Eu gosto muito dos episódios de Ano Novo/Natal. Porque tem vestidos vermelhos bonitos, festa e música, e acaba tirando um pouco do clima tenso que se segue no resto da série. Anyway, começa a festa: temos a Bloody Mary (wtf? Cadê a Elizabeth nessas horas?) chegando e a Anna de Cleves. Agora, vem me dizer que não pintou aquele climão entre ela e o Brandon? Preciso parar de ler fanfic.

The Tudors – Episódio 4×02

Bom, ela entra com Brandon e fica batendo um papo “cabeça” com a Kitty. Eu gosto muito da Anna, não me perguntem porque mas eu fiquei feliz com ela ali. Agora, o que não dá para negar é: o que diabos o Henrique estava pensando quando convidou ela? Sim, ela é legal e cumpriu com a palavra dela, mas… Convidar a sua ex para passar o Natal com a sua esposa de 17 anos? WTF?

Fora isso, a Mary falando mal da Kitty (quero é novidade) com o Chapuys, Thomas Seymour e a Judy em um climão (seriously? Tua cunhada?), o Henrique saindo da balada por causa daquela úlcera linda que ele ganhou karmicamente no fim da segunda temporada, e o Culpepper dando uns pegas na bêbada da Jane (eww! Eww! Meus olhos queimam!)

Sick and twisted: Judy e Thomas Seymour. Não sei o que o Michael Hirst bebeu na hora que escreveu isso, mas convenhamos que esse FDP do Thomas Seymour é capaz de qualquer coisa (papo sério: nos anos seguintes ele foi capaz de praticamente molestar a Elizabeth, mas disso eu falo depois).

Catfight entre a Kitty e a Mary. Isso me lembra os tempos de colégio, das catfights entre as meninas na hora do recreio, xingando uma a outra. Mas por mais que a Mary diga que o Henrique só casou com a Kitty por causa do ovário dela, não tem como negar que a Kitty está certa quando diz que é inveja porque ela está casada, e a Mary vai ficar para titia. Tá, eu me senti mal por ela por 0,5 nano segundo, mas life goes on.

Jantarzinho básico com o Henrique, sua ex e sua esposinha atual. Nada mais normal. E cãezinhos de presente! Nossa, o Henrique dá o mesmo presente para todas as esposas? Já ouviu falar em lista de casamento, onde se dá coisas (in)úteis?

Ugh, realmente achei que não dava para ficar pior do que a Judy com o Thomas Seymour, mas a coisa piora um milhão de vezes: Culpepper e JANE ROCHEFORD! EW EW EW! MEUS OLHOS ESTÃO QUEIMANDO! EW! Eu realmente podia viver sem ter visto essa cena! E sabe o que mais? Ele esta usando a Jane para chegar até a Kitty. UGH. Vou precisar de umas boas pílulas para que isso não venha me perseguir nos meus pesadelos.

Mais uma vez, a úlcera karmica por todas as ações terríveis do Henrique ataca, tendo que fazer uma mini-cirurgia para resolver o problema. Antes ele tivesse sido uma pessoa melhor, assim a úlcera karmica não existiria né?!

Como o Henrique está mal, alguém precisa satisfazer a libido gigantesca da Kitty, então a Jane faz um plano do mal para que eles se encontrem, já que esse é o objetivo de vida dele. Então ela concorda e ele a visita com uma musiquinha sinistra tocando no fundo. I always see dead people.

Notas de rodapé:

• Não sei se essa temporada vai ser exibida no Liv. Acredito que sim, porque dava muita audiência ao People+Arts. Talvez não porque não é lá uma série “feminina”, nos padrões do Liv. Only time will tell.

• Esse é o ultimo ano de The Tudors. Se por um lado eu queria que continuassem com o Edward, a Elizabeth e até mesmo a Mary, ia ser meio difícil continuar nesse clima sexo, vinho e rock’n’ roll com eles. Mas por outro lado, no ano que vem temos a estréia de The Borgias. (para quem não viu, dois clipezinhos aqui). Confesso que eu não sei quase nada sobre eles, mas se o Mario Puzo criou O Poderoso Chefão com base nessa família, a gente sabe que a coisa vai ser boa.

Séries citadas:

2 Comments

  1. Fernando dos Santos

    Felizmente o Michael Hirst não vai nos deixar orfãos por muito tempo.Além de The Borgias ele também está preparando Camelot, ambas encomendadas pelo Showtime que pelo visto deve estar muito satisfeito com o resultado de The Tudors.

  2. Chelsea

    Adooooooooooooro seus reviews, nao preciso nem dizer. E, sério, climao entre Charles e Anna de Cleves, tá na cara (o Sr. me ensinou a jogar cartas, tá, to sabendo).
    Mas o Henrique anda mesmo sem criatividade. Cachorrinhos pra todas as ex? Por que nao, sei lá, porcos, gatos e até galinhas? E Culppeper realmente assusta. Acho que ele pode comecar a ser o mais sinistro (sombrio) logo.
    Quanto a The Borgias, eu li o livro, e dá pra fazer uma coisa até mais foderosa que em The Tudors, caso sigam o livro. Sinistrao mesmo (e o César deixa o Culppeper no chinelo no quesito ruindade.). Só uma coisa: Já saiu a escalacao? Eu sei que o Jeremy Irons vai fazer o Rodrigo Borgia, mas e o resto?
    Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account