Log In

Reviews

Review: The O.C. – The Secrets and Lies (episódio 70)

Pin it

cena de The Secrets and LiesSérie: The O.C.
Episódio: The Secrets and Lies
Temporada:
Número do Episódio: 70
Data de Exibição nos EUA: 30/3/2006
Data de Exibição no Brasil: 19/4/2006
Emissora no Brasil: Warner

The O.C. aparentemente parece nunca cansar de se reinventar. Com outra grande reviravolta na trama, vemos novas problemáticas surgirem em The Secrets and Lies, que prometem boas seqüências para os próximos episódios. Nessa metade final, o ritmo da série sai do slow motion e vemos diversas coisas acontecerem em um episódio só, como costumava ser nas temporadas anteriores.

Eu, apesar de gostar muito do casal Ryan e Sadie, acho que a hora deles já está chegando. Com o passar do tempo minha afeição pela personagem só cresceu, mas acho importante tirá-la da série antes dela se tornar um novo Johnny. Eles juntos tem seu charme, mas a característica mais marcante da Sadie é justamente a falta de problemas e, no fim das contas, acaba faltando algo a mais na relação.

Não entendo esse apelo dos produtores de sempre que o Ryan termina com a Marissa e se envolve com alguém, ele melhora seu humor em 100%. Mesmo com todos os problemas que ele passa quando está com a Cooper, ele a amava, mas nunca aparentou toda essa animação para com ela. Algo importante nesse episódio é a conversa entre ele e Volchok, na qual Ryan explicita que Marissa não é mais problema dele e que agora Volchok é quem deve tomar conta dela. Parece que Jess serviu para alguma coisa e acalmou o complexo de salvador de Ryan.

Marissa, além de ter voltado a beber, começa a andar com a turma de Volchok. Este comportamento já é usual da personagem, que em todos os momentos de crise, passa a beber e a se autodestruir. Ao final, quando Marissa depois de finalmente ter feito algo que preste nesse episódio, impedindo Sadie de partir e “proporcionando” a Ryan toda a felicidade que ela mesma não conseguiu dar, ela tenta arranjar algo para beber e, por não conseguir, acaba usando cocaína, em mais uma fuga de seus problemas.

Todo esse furacão preocupa Summer que acaba finalmente enfrentando Marissa e colocando-a em seu lugar. Esse foi o momento que todos nós esperamos durante a maior parte da temporada. Alguém que dissesse:

You’re just the saddest girl in the whole world. Grow up!

Gostei de toda a cena e de suas seqüências, principalmente quando Marissa chama Summer de Veronica Mars, muito cômico. A cena da batalha do café da manhã também foi ótima e a Julie no final falando: “sisters…”. Completou todo esse plot. Foi legal quando Marissa cita que a única vez que elas já tinham brigado anteriormente: quando a Summer era noiva do Luke na infância e Marissa sentou com ele no ônibus, algo já citado na primeira temporada, em The Model Home.

A interação entre Summer e Seth no começo do episódio, quando eles narram as expressões corporais dos casais foi ótima. É impressionante o quão boa é a química entre eles e toda cena, por mais pequena que seja, marca o episódio com seus diálogos. Não temos uma cena romântica propriamente dita, pois Summer se encontra preocupada com Marissa enquanto Seth dá atenção para sua mãe.

Finalmente, e digo isso com muito prazer, Kirsten tem alguma história importante a envolvendo desde a saída de Charlotte. Depois de nove meses de sua intervenção no The Dearly Beloved, fomos levados a uma reunião de alcoólicos anônimos da qual Kirsten vinha freqüentando em off durante toda essa temporada. Em um diálogo emocionante a vemos convencer Seth a ficar e assistir a reunião e depois, em uma cena ainda mais tocante, vemos Kirsten explicar que Seth foi a razão dela ter começado e se mantido sóbria durante todo o tratamento. Sinto que tenham esperado tanto para termos algo relacionado a isso, pois essa foi uma das melhores e mais comoventes cenas de toda a temporada.

cena de The Secrets and LiesNo Newport Group, Sandy demite Matt e esse, numa reacionária atitude, chantageia o próprio Sandy e o pai de Maya, Dr. Griffin, para não sair dessa sem nada. Como recompensa, acaba levando uma big surra de uns capangas de Griffin que acabam com o seu apartamento. Sandy chega logo após o acontecido e naquela usual cena do “o que aconteceu? como se você não soubesse!” percebemos que Sandy se arrepende por suas atitudes e vê tudo o que seus novos princípios ou a falta deles vem causando. Apesar de achar Matt um dos personagens mais insossos da série, gosto dos rumos desse núcleo e espero ansiosamente pela resolução dos caminhos dessa linha.

E por fim, temos o retorno de Julie e Dr. Roberts. E pelo que tudo indicava, ele acaba a pedindo em casamento durante o cruzeiro. A cena na qual ambos ligam para suas filhas e as duas estão juntas no trailer foi muito engraçada. Outra da qual Julie fez parte é quando ela conversa em espanhol com a secretária da casa, que diz ser das Filipinas. Mas sinto pela forma como Neil acaba tratando Julie ao final do episódio, quando percebe que Marissa não está se ajustando bem a essa nova família e que eles deviam tratar esse noivado como um teste. Mesmo depois de tudo, a Julie merece algo de bom em sua vida. Ela com certeza é um dos melhores personagens atualmente e segurou a série durante seus fracos episódios.

Boas histórias, novos rumos, ótima trilha sonora. Aparentemente, The O.C. está de volta a sua velha forma.

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

8 Comments

  1. Renata

    Otimo review, otimo episodio.
    Acho que o Ryan nao deve voltar com a Marissa tao cedo. Ela tem que aprender a se virar sozinha e como a Summer mesmo disse ela tem que crescer. Mas to interessada no rumo que ela vai tomar.
    Eu adoro a Sadie mas nao importa o quanto ela me cativa, ela eh so mais um personagem com prazo de validade jogado na trama. Pena mas eles sao necessarios. E como ela ficou bonita desde o “Aos Treze”!

  2. Victor

    Ótimo review mesmo!!Também sinto pena da Julie, e adorei a Kirsten ter tido alguma cena importante nesse episódio.Só senti um pouco de falta da Taylor.Ela junto com o Seth e a Summer rende as cenas mais engraçadas!!

  3. Anderson Vidoni

    Grande Heitor, mais um ótimo review.
    A Kirsten tava merecendo essa atenção que teve, eu adorei, e também estou bem interessado no que vai acontecer no núcleo do Newport Group com o Sandy. E a Summer e o Seth também ajudaram a série nos momentos fracos. Agora vamos ver a resolução da faculdade no proximo episódio.

  4. Cesar

    Bom episódio, que rendeu post bem legal!
    A série voltou a ter a carga dramática que precisa. Espero que não exagerem nos clichês nem nas obviedades no final da temporada. Os últimos episódios elevaram o nível da temporada.

  5. Juliana

    Mtu bom o review e o episódio.
    Adorei quando a Sum brigou com a marissa. Ela tava merecendo.
    E Ryan e Sadie super fofo!

  6. Léo

    Perfect Review
    e esse final de temporada promete
    cada epi ficando mais emocionante
    ^^

  7. Victor

    Esse episódio de quarta oi fantástico!!!A Taylor com aquele garçon são hilários!!
    Pena que a Summer e o Seth brigaram….

  8. Rodrigo

    Eu gostei desse episódio.
    Finalmente uma briga entre o quarteto fantastico que não envolva problemas amorosos.
    Parabéns pela coluna!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account