Log In

Reviews

Review: The O.C. – The Heavy Lifting (episódio 66)

Pin it

cena de The Road WarriorSérie: The O.C.
Episódio: The Road Warrior
Temporada:
Número do Episódio: 67
Data de Exibição nos EUA: 9/3/2006
Data de Exibição no Brasil: 29/3/2006
Emissora no Brasil: Warner

O episódio começa com uma ótima referência a séries teens, especialmente aquelas que usuam narrações em off de um personagem no começo de cada episódio. Summer encontrava-se no dilema sobre qual biquíni escolher e após ser abordada por Marissa percebemos que ela estava escutando a própria voz, na tentativa de ficar parecida com a das mocinhas dos seriados. Outro ponto interessante nessa cena é quando Marissa pergunta se as vidas deles deveriam ser mais dramática e Summer diz “não a sua”, evidenciando o excessivo número de problemas pelos quais ela enfrentou desde a 1ª temporada.

Vemos ainda a volta do Seth desajustado ao qual estamos bem acostumados, assediado por Marissa e Summer na banheira num dos momentos mais cômicos do episódio. Ryan e Sadie estão cada vez mais próximos e nesse episódio, para fugir dos problemas com Marissa, ele a acompanha numa jornada para conseguir o dinheiro que o pai de Johnny devia à família.

cena de The Road WarriorJá Marissa se encontra no meio de outra investigação policial: dessa vez sobre a morte de Johnny. Após encontrarem a carta na qual Marissa terminava com as esperanças do surfista, ela se torna foco das averiguações. Toda a situação não se estende além desse episódio e somente serviu para não liberarem o dinheiro do seguro, forçando Sadie a sair a procura de seu tio. Também serviu para finalmente ficarmos sabendo o que literalmente Marissa havia escrito para Johnny naquela noite.

Summer está preocupada com seu pai já que, depois de seu segundo divórcio, ele parecia estar usando o trabalho como válvula de escape. Mas o que ela não sabia é que a distração de seu pai nem sempre são suas cirurgias, mas sim Julie Cooper. Neste episódio, através de Taylor, ela descobre o novo affair de seu pai e tenta abortar esse romance, mas quando percebe o quanto Julie faz seu pai feliz ela decide não mais interferir. Não podemos deixar de lembra a ótima atuação de Julie, com direito a cruzada de pernas como Sharon Stone em Instinto Selvagem, tentando se adaptar as exigências feitas por Summer quando tenta incluir Neil como cliente na New Match.

Uma linha que está tomando forma e que está chamando a atenção é a transformação de Sandy em um empresário inescrupuloso lutando apenar pelo sucesso, assim como era seu tão criticado sogro. Essa sua nova faceta que está aflorando e o que suas conseqüências causar a série me intrigaram e conseguiram finalmente atrair minha atenção para a trama adulta. Mas algo que ainda me incomoda é o não aproveitamento de Kirsten no show. Além de alguns conselhos, Kirsten não têm feito nada de interessante. É uma pena, pois tanto a personagem quanto atriz têm muito a oferecer e é triste ver todo esse potencial sendo desperdiçado.

E finalmente Ryan e Marissa terminam. O relacionamento deles já não agradava nem aos fãs do casal e depois de todas as turbulências que eles passaram além das inseguranças de Marissa, a melhor opção foi separá-los mais uma vez. Dessa forma a trama pode tomar rumos diferentes e mais interessantes, principalmente com o acréscimo de Volchok à história, que para se vingar de Ryan começa a perseguir Marissa e já percebemos nesse envolvimento uma possível ligação entre eles no futuro. A cena em si foi bastante triste e significativa, com Forever Young de trilha (musica também usada no episódio 3.04 como a música do casal) e uma breve ligação telefônica, evidenciando ainda mais a distância entre os dois.

Enfim, outro bom episódio, mas me pareceu somente preparar terreno para o que está por vir. Resta-nos esperar pelo que virá e ansiar que novas e melhores histórias ocorram em Orange County.

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

6 Comments

  1. Victor

    Depois de começo de temporada morno, The OC encontrou o rumo com esse episódio!!!A Summer narrando no começo foi hilário!!Mas eu ainda sofro pela saída da Kaitlin!!

  2. Cesar

    Concordo que foi um bom episódio. E, como é tradicional em The OC, foram criados ganchos para novos conflitos. Vamos aguardar no que vai dar.
    A única coisa que me pareceu estranho foi o rápido envolvimento do Ryan com a Sadie. Mas…coisas de séries teens, facilmente assimilável.

  3. Paulo Antunes

    A narração em off da Summer no início do episódio foi demais! Maior tiração de sarro com One Tree Hill que, na boa, já encheu o saco com aquelas citações do Lucas – nem parece que ele é culto, só que ele comprou um livro de frases, rerere.

  4. Vanessa

    Gostei muito do episódio, adorei o Rayan ter terminado com a Marissa, pois ela não sabe o que quer da vida!! Ela está uma chata( como em todas as temporadas!) o que sala é a Summer e o Seth.

  5. Eudes

    Realmeente esse episódio naum foi tão ruim.E achei mto bom Ryan terminar com Marissa.Summer no começo do episódio estava mto engraçada.E o Seth voltou aos bons tempos(mais será que ele naum vai mais fumar maconha?Será que foi só pra levantar a audiencia?).

  6. fabiano

    perceberam que walt(lost),sempre que aparece fala um dialeto um tanto familiar:ele simplesmente fala ao contrário,na primeira aparição ele fala que não faz mal apertar o botão, e na segunda aparição ele diz que eles estão perto…..
    confiram…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account