Log In

Reviews

Review: The Good Wife – Boom

Pin it

The Good Wife - Boom

Série: The Good Wife
Episódios: Boom
Temporada:
Número do Episódio: 19br>
Data de Exibição nos EUA: 27/4/2010
Data de Exibição no Brasil: 28/6/2010
Emissora no Brasil: Universal

Antes de entrar nos comentários do episódio, tenho que citar esse hiato que a Universal começou a fazer com as suas séries. Estou achando muito estranho, afinal a 1ª temporada já se encerrou nos EUA em maio. Parece-me desnecessário fazer com que aguardemos tanto tempo por episódios inéditos. Isso quebra o ritmo da série e até afasta parte dos telespectadores. Mas a espera e a paciência valeram à pena. Fomos brindados com um grande episódio.

Já no começo temos o retorno do ex-sócio da firma, Stern, que aparece para criar ainda mais dificuldade para Will e Diane. Essa parte da história acabou sendo tão bom quanto a parte reservada a Peter e Alicia, pois acabou envolvendo muitos personagens. Cary foi o que mais saiu no lucro com esse caso. Acabou descobrindo sobre a manobra de Stern em tentar contratar um grande associado da firma de Will e ainda ajudou a descobrir o verdadeiro culpado pela explosão da bomba no jornal que era o cliente da firma.

Cary acabou sendo manipulado e no final conseguiu manipular a advogada da parte contrária a seu favor, ganhando pontos com Will. Kalinda, como sempre juntando as peças e desvendando o caso, teve a participação de sempre, pontual e relevante. Mas queria ver mais da vida dela fora do trabalho, parece que é um personagem que tem muito mais a oferecer. Alicia, sabendo da condição de Stern, aproveitou para confundi-lo na hora de sua argüição, o que acabou fazendo com que ele próprio acabasse com todas as chances de vencer ao se confundir devido a sua demência.

Mas o mais importante certamente foram as cenas entre Alicia e Peter, afinal eles são o centro da série. A mãe de Peter reapareceu e Eli aproveitou o conservadorismo que ele imaginava que ela teria para fazer com que Peter abandonasse a igreja. Eu ainda não tenho certeza que Peter está querendo mudar ou não. Lógico que o que ele fez, indo a igreja para tentar chantagear um de seus aliados pesa muito contra ele. E tudo flagrado por Alicia. Por um lado, eu acho que Peter não tentaria enganar novamente ela, por que saberia que seria como jogar uma pá de cal em seu casamento.

The Good Wife - Boom

Mas analisando outra vertente, sabemos que Peter ainda continua sendo um homem ambicioso e vai querer recuperar tudo que perdeu. Mas ao ver ele saindo do apartamento pelo menos comprovou que ele realmente quer ficar com Alicia e manter a sua família, disposto até mesmo a arriscar sua liberdade. Agora é saber que consequência essa “escapada”, afinal com essa infração ele pode voltar a prisão. Alicia saiu com Will nitidamente por se sentir novamente traída e para se vingar, mas o que vai rolar nesse encontro dos dois? A trama cresce ao se aproximar de seu final e parece-me que será um final bem intenso.

Séries citadas:

Luiz Marcelo é advogado. Fã de Lei & Ordem, Desperate Housewives, Grey's Anatomy, 24 Horas, The Good Wife e The Shield.

22 Comments

  1. Jorge P. - DF

    Se o Paulo me permite, antes do comentário um agradecimento especial à Anatel e à mentira da banda larga no Brasil, a partir de hoje não tenho mais net em casa porque, apesar de ser um bairro dentro de Brasília, vivemos lá como se estivesse no interior do Amazonas, no meio da floresta (Em São Gabriel da Cachoeira/AM tem net!!!!).
    Dito isto, enquanto tive internet perdi a paciência com o hiato e já vi tudo. Good Wife continua na minha grade em Setembro, com honras militares.

  2. José Roberto

    Esses hiatos vão acabar derrubando séries de qualidade…

    A trama que deveria centrar-se em Alicia, sua carreira e a criação de seus filhos, s.m.j., se perde ao abordar em demasia as ‘peripécias’ de seu (ex?)marido.

    Os produtores perderam uma ótima oportunidade de unir, profissionalmente a princípio e no mínimo, o advogado que trabalhou com ela num dos primeiros episódios e que saiu da trama porque…não tinha a ‘carteirinha da OAB americana’.

    Mas, quem sabe ele não se ‘regulariza’ e retorna para, junto com Alícia, se tornarem o “Casal 20 do Século XXI”?

    E para finalizar, é impressionante a capacidade dos produtores atuais criarem um ‘clima de romance’ entre protagonistas de muitos seriados e não ‘resolverem’ a situação que eles mesmos criaram.
    É assim com Booth e Bones, Castle e Becket, Bonassera e Mac Taylor, Dinozzo e Ziva, MacGive e Abby, Olívia e Stabler e tantos outros. Junta eles logo!!! Ou os mantém somente numa relação profissional.

  3. mauricio

    José Roberto mas é justamente a tensão no ar, a dúvida a possbilidade que mantém a coisa interessante. Se juntar logo os prováveis casais como vai ter clímax? E a Alicia não tem nada a ver com aquele advogado sujo sem “OAB”. Aquilo já foi há muito tempo. Tem coisas bem mais interessantes acontecendo na série.

  4. José Roberto

    Maurício, meu caro, respeitando suas observações, Jennifer & Jonnathan Hart, o famoso ‘casal 20’ dos anos 1980, foi um grande sucesso, exatamente por serem um…casal.

    Considerando que os casos do dia, são as verdadeiras vedetes de qualquer série, o fato das ‘duplas’ de investigadores serem um homem e uma mulher deveria ser irrelevante, entretanto, quando os produtores ‘jogam no ar’ o chamado clima de romance, deveriam levá-lo logo a cabo.
    Especialmente nos casos de Bonnes/Booth e Castle/Becket, é rídiculo que ambos ainda não tenham formado um casal de fato.

    E quanto ao advogado(sujo???) Ryan, que não passou na ordem, sua participação na ocasião foi, claramente, um contraponto à situação vivida por Alicia em relação ao seu (ex?) marido que somente depois passou a ser com Will. Assim, não ficarei surpreso se Ryan voltar num dos próximos episódios na 2ª temporada.

    E a única coisa, verdadeiramente, interessante que ficou para a 2ª temporada foi a passagem de Cary para o ‘outro lado’. Esta situação, sim, se bem explorada, poderá fazer a diferença, visto que as demais tramas periféricas, incluindo a pseudo, irrelevante e inócua homossexualidade de Kalinda, nada tem a acrescentar na essência da série, que trata da vida de uma ‘boa (ex?) esposa’ depois de conturbada ‘separação’.

  5. bia mafra

    Bem, primeiramente, um excelente episódio.
    dois: Marcelo, eu sempre discordando, nao acho que ela saiu com o Will por vingança (ainda que nao esteja claro que seja Will), acho que quando ela viu que o Peter não tava fazendo força para mudar (ou achando isso, porque nao sei se ele não tava mesmo) ela se sentiu livre de vez de continuar martelando naquele casamento fracassado. Não acho que vingança seja uma coisa da Alícia, ela pondera demais para se prender a um ato normalmente tão impulsivo.
    Roberto e Maurício, ainda não acho tão claro assim que ela vá ficar com um ou com outro, tem dois lados bastante fortes nessa história e ainda não sei como vai ficar.
    Cary eh jogador, ele não tem lado. não espero tanta lealdade dele assim.
    E não acho que Kalinda seja homossexual, e concordo que seja irrelevante, mas a Kalinda na verdade me parece ser uma mulher extremamente intensa que doma a sua sexualidade durante o expediente. e dando a ela talvez essa aparencia (ridicula e totalmente preconceituosa) de homossexual. mas acho que a vida particular dela deve ser muito interessante, o histórico familiar, deve render pelo menos um bom arco na segunda temporada. mas tambem, não dá para queimar todos os cartuchos numa única temporada, senao era uma minisérie e não um seriado.

  6. Lara Lima

    Eu entendo o ponto de vista do Jose Roberto porque o clima de romance tem hora que não dá mais: ou fica na amizade ou se relacionam de uma vez. No caso de Booth e Brennan, que eu acompanho, acho complicado virar um namoro depois de cinco temporadas investindo nessa “amizade com clima de romance”, não é sempre que se consegue um bom resultado e que não fruste os fãs. House e Cuddy por exemplo também. Eu quero que eles fiquem juntos porque ela e Lucas não faz o menor sentido pra mim, mas o roteiristas podem errar feio daqui pra frente….é esperar pra ver.

    Mas acho José que em TGW a intenção é trabalhar o casamento de Alicia e como a “boa esposa” está reconstruindo sua vida depois dos escandalos. E o Will entra na vida dela como uma oportunidade de viver aquilo que eles deixaram passar e pra abalar essa estrutura aparentemente perfeita. O advogado sem a carteirinha a que você se refere foi alguém que passou pela vida dela, como acontece com a gente, ele foi necessário para aquele momento e pode até voltar, mas não vejo como falha dos roteiristas.

    Sobre a Kalinda, olha, acho irrelevante se ela é homossexual. Eu, pelo menos, não sou tão fissurada na sua vida pessoal. Agora, acho que as botas, a saia de couro e a jaqueta só atrapalha…como se isso indicasse algo sobre a sua sexualidade…desnecessário.

    E novamente eu discordo sobre Álicia. Ela não saiu com o Will por vingança, ela sabe muito bem que diante da situação ela não precisa disso. Peter tem muito mais a perder. Alicia saiu porque poxa, ela é a única que tenta fazer esse casamento dá certo e tolerar as mentiras e o ciúme de um marido que não tem nenhum direito de agir assim é dose. Ela agiu, como já disse aqui uma vez, por que sentiu vontade, porque tem alguém realmente que a enxerga como mulher e não só como um alguém que vai ajudar a ganhar uma campanha política.

  7. Mônica A.

    Excelente episódio. Minha conexão hoje no trabalho está pra lá de péssima (já tentei escrever um longo texto umas quatro vezes). Então, não vou falar muito.

    Bia e Lara. Concordo em tudo com vocês, meninas. A Alicia jamais vai agir com vingança. Ela não é esse tipo de mulher. E se ela sair com o Will (ou qualquer outro) é porque ela sabe que esse casamento já era.

  8. Luiz Marcelo

    Se não foi por vingança, fazer cíume, ela poderia ter saído antes. Fez por birra mesmo, como qualquer pessoa faria.

  9. Regina Monteiro

    Eu, particularmente, gosto muito desse eterno anti-climax nas séries com parceiros de sexos opostos. Como bem disse o Maurício é a dúvida sobre a possibilidade que deixa a coisa interessante.

    O melhor desse episódio de TGW foi a mãe do Peter. A mulher disse tudo.
    No que diz respeito à Alícia é desejável que o Peter seja um pinguim, mas não um cordeiro.

  10. Lara Lima

    ” Se não foi por vingança, fazer cíume, ela poderia ter saído antes. Fez por birra mesmo, como qualquer pessoa faria.” Você tá brincando né? Não, só pode. Porque ela faria birra? Ela não tem nada a perder se ficar sem Peter! E outra, ela já mostrou que pode muito bem se virar sozinha. Por birra ela não fez não. Aliás, se ela quisesse se vingar dele, ela ia a público se fazer de esposa sofrida ou então acabava de uma vez com qualquer chance dele voltar a política. Alicia nem de longe parece uma mulher vingativa. Uma mulher vingativa acaba com a vida do cara….
    Eu acho que uma vez cometidos os erros que Peter cometeu, é ele quem deve se esforçar o dobro pra esse casamento funcionar…ele precisa mostrar realmente que está mudando e o que ele fez em Bloom foi manipular a igreja e a esposa com a justificativa/desculpa de que o cara estava tramando contra ele. Não interessa! Alicia quer confiar no homem e no esposo que Peter é antes de ser político e na primeira oportunidade ele estraga o pequeno avanço que conseguiu.
    Vingança e birra? Acho que não.

  11. Luiz Marcelo

    Essa conclusão que ele manipulou a igreja e a esposa é muito prematura ainda. Se ele tivesse manipulando a Alicia ele não se arriscaria a sair da casa e voltar para a prisão como fez ao final do episódio. Do mesmo jeito que se por um lado pode-se achar que ele manipulou para benefício próprio, podemos interpretar que ele fez aquilo para evitar novos escândalos e preservar a sua família em um futuro julgamento. E se ela começasse a sair com o Will deixaria o Peter em maus lençois, já que sua liberdade monitorada foi sustentado que ele tinha um lar estável para ficar, fora as consequências políticas que isso teria na vida dele e no seu julgamento.

  12. Lara Lima

    Mas justamente por ele ter manipulado Alicia e a igreja é que ele teve de sair de casa no final do episódio. Era a última cartada que ele tinha de mostrar pra ela que ainda se importa com o casamento dos dois e, além disso, convencê-la de que a família é muito mais importante que a política. E ele manipulou a igreja, no meu ponto de vista vamos deixar bem claro, porque não acredito nem por um segundo que ele esteja arrependido; aliás, a igreja proporciona a ele uma imagem de “homem pecador arrependido” e convence o eleitor de que ele merece uma segunda chance, afinal perdão é divino. Quanto a evitar novos escandalos e preservar sua família isso não prova nada porque ao preservar a família dele, ele se preserva. Ou seja, qualquer intenção dele em preservar sua família e seu casamento antes de tudo tem um viés de mudar sua imagem diante do eleitorado e restaurar sua candidatura. Eu ainda não vi o esposo arrependido das canalhices, até agora o que me consta é sua necessidade de voltar à política. Então eu acho que sua ida à igreja é uma tentativa de manipular a esposa sim. E o próprio diálogo dele e o pastor comprova o que estou falando.

    “E se ela começasse a sair com o Will deixaria o Peter em maus lençois, já que sua liberdade monitorada foi sustentado que ele tinha um lar estável para ficar, fora as consequências políticas que isso teria na vida dele e no seu julgamento.”

    Agora você se contradisse. Um minuto atrás ela tinha saído com o Will por vingança e agora você tá dizendo sobre as consequências políticas que isso causaria? Foi exatamente o que eu disse!! Justamente por Peter ter muito mais a perder do que ela é que não foi vingança. Se ela quisesse se vingar, conseguiria.

  13. Luiz Marcelo

    Não me contradisse, eu apenas apontei que com o namoro de Alicia e Will, o Peter teria algo a perder ou seja, seria uma maneira de se vingar. E muito antes dele descobrir sobre essa testemunha em potencial ele já esteve se voltando para a Igreja, e mesmo Eli pedindo que ele fizesse publicidade desse fato ele sempre negou. Se ele estivesse usando a Igreja (pode estar mesmo, mas estou bancando o “advogado do diabo”), a sua preocupação seria tornar isso público o mais rápido possível, ainda mais com a família ao seu lado como “propaganda”. Quanto a evitar o escândalo, ele realmente se preserva, mas não é nenhum absurdo deduzir que sua intenção é preservar sua família em primeiro lugar. Por isso que eu disse que a conclusão que ele manipulou a igreja e a esposa é muito prematura ainda, pelo menos para mim, por que tanto quem defende ou quem ataca essa possibilidade tem argumentos sólidos para isso.

    E quanto eu me refiro a vingança, me refiro a se vingar do episódio que aconteceu na Igreja, não de tudo que aconteceu anteriormente. Eu não acho que ela iria para a mídia, ela preza demais os filhos para fazer isso. Ela fez algo que ela sabe que atingiria o Peter em um nível mais pessoal. Se ela vai a mídia ela arrasta não apenas ela, mas a família para a lama. Sem contar que para uma firma de advocacia, ver o nome de um dos seus associados novamente na mídia seria terrível. Seria como dar a vaga para o Cary de bandeja. Por isso acho que ela indo a mídia todos acabariam perdendo: Peter, Alicia e os filhos. Mas eu entendo perfeitemente seu ponto de vista.

    Essa série ta rendendo discussões interessantíssimas!

  14. Lara Lima

    Ah Marcelo…você tá se contradizendo sim.

    1. Você mesmo admite que Peter tem muito mais a perder se Alicia quissese se vingar. Mesmo assim, você ainda acha que marcar um jantar com Will é vingança? Jura? Acha que se ela quissese se vingar ela marcaria um jantar? Independentemente de se vingar por isso ou por aquilo, não é vingança de maneira nenhuma. Inclusive, Marcelo, seu erro está em separar as coisas, em achar que ela estaria se vingando apenas pelo o que aconteceu na igreja, quando na verdade se ela realmente fosse se vingar seria por tudo, pela humilhação, pela traição, etc etc etc

    2. Essa sua desculpa de que ela levaria os filhos e perderia o emprego pra Cary não me convence. Pelos filhos, talvez você tenha razão, ela se sacrificaria e não iria pra mídia. Agora, ficar com medo de perder o emprego? E outra, ela nem precisa fazer muito não, ela pode muito bem atestar que ele não tem um lar estável pra ficar e só com isso a mídia já fazia o restante!

    3. Sobre Eli e pedir que ele não fizesse propaganda, sejamos honestos, não estamos falando de uma criança, mas de um homem já calejado nessa vida que sabe muito bem que esse “desejo” de preservar sua família ia surtir o efeito contrário. É ele tentando evitar propaganda e os acessores fazendo propaganda. Aliás, na primeira oportunidade que ele foi à igreja fez o quê? Se encontrou com alguém que o ameaça. E o culto (missa ou sei lá) ??? Onde ficou? E a vontade de se aproximar de Deus? É a fome com a vontade de comer! Ele vai restaurar o casamento e ainda por cima se colocar na política novamente e encontrou um lugar neutro pra resolver seus problemas.

    4. Eu não disse que é um absurdo ele querer preservar sua família, eu disse que não se pode acreditar que sua intenção seja puramente isso. E por isso eu bato na tecla de que ele está manipulando sim.

    E sim, a série tá rendendo discussões, mas muito mais os seus reviews srsrs.

  15. Luiz Marcelo

    1. Não vejo como erro, até mesmo por que se ela fosse se vingar de tudo o que aconteceu antes ela não toparia ter ele em casa ou já teria feito algo lá atrás. Indiscutivelmente, a Alicia sofreu muito mais com a traição que ele. Mas para o Peter sempre ficará aquela dúvida, por mais que ele confie nela, qualquer coisa que ele faça de errado pode virar motivo para Alicia “dar o troco”. Dessa sensação tão cedo ele não escapa. Para mim é vingança após este episódio, até mesmo por que ela não marcou o jantar antes, e justamente agora resolve fazer isso? E do mesmo jeito que a Alicia se sentiu traida por tudo que ele fez, ele também se sentiria traido, em um certo nível, por ela sair com o Will tendo em vista que ele já percebeu que ele não tem apenas um sentimnto de amizade e já teve boatos inclusive que eles passaram a noite juntos em um hotel. Ou só as mulheres sentem cíumes? :P

    2. Mas ai ela poderia correr o sério risco dos filhos ficarem contra ela. E mesmo assim ela é advogada, precisa de um nome a zelar para continuar sua carreira, independentemente de ser em uma firma ou em seu escritório.

    3. Mas o Eli também é um homem calejado. Não iria sugerir isso se não tivesses benefícios substanciais para Peter. E mesmo se ele tivesse mudado, ele se encontraria com essa pessoa, por que mesmo mudado ele ainda teria o instinto natural de proteger a sua família.

  16. Lara Lima

    Cristo, o sangue sobre quando leio seus comentários, srsrs sério..srsrsr

    1. Olha, você mesmo acabou de dizer que se ela quissesse se vingar ela não o teria recebido em casa lá trás, então concordamos que ela não fez nada por vingança ou birra, correto? Incluse porque você mesmo disse que Peter vai ficar por um bom tempo com a sensação de que ela pode dar o troco…então…o jantar com o Will não foi vingança.

    Depois você tá perguntando porque justamente agora ela resolve sair, certo? Alicia falou no episódio que cansou de se importar ou de acreditar que ele quer mudar! É simples assim Marcelo: ela confiu pelo menos no esforço que ele está fazendo pra mudar e ele jogou fora o pouco de confiança quando marcou um encontro na igreja…e claro, ela vem suportando muita coisa e um errinho dele é motivo pra chutar o balde.

    Sobre o ciúme, é claro que ele tem ciúme, eu nunca disse que ele não sente não! Mas aí a gente vai voltar na mesma discussão de episódios passados em que eu te disse que é muita hipocrisia o cara se achar no direito de cobrar fidelidade!!Evidentemente Alicia não pode trair só porque foi traída, mas a minha reclamação é a ele se fazer de vítima, até porque ela está com ele desde o início, então esse casamento só depende dele, se ele realmente mudasse ela não estava saindo com Will.

    2. Ual, mas os filhos ficarem contra a mãe que foi traída e humilhada públicamente….como diria minha mãe “eles saíram da barriga do pai?” Mas ok, eles podem ficar sim, mas aí é a hora dela ser mãe e explicar pra eles que uma coisa é o fim desse casamento e outra completamente diferente é a relação de Peter com seus filhos. Cabe a ela explicar que a sua escolha de se separar não implicar na relação deles com o pai.
    Quanto ao nome a zelar, me desculpa, mas tenho certeza absoluta que isso não a preocupa.

    3. Tá legal, onde é que estava esse “instinto natural de proteger a família” quando ele traiu a mulher e as fitas vazaram para a mídia? E quando ele falava para as prostitutas o que a mulher dele não fazia na cama? Onde tava?
    E é lógico que Eli sabe dos benefícios, ele não sugeriu esse pastor porque quer que Peter mude, mas porque o eleitorado (feminino e negro se não me engano foi o que ele disse na igreja) diminuiu.

    XD

  17. Mônica A.

    Lara e Luiz Marcelo, esse debate está ótimo!

    Não vou entrar muito na discussão porque já vi a temporada completa e fico com receio de soltar algum spoiler sem querer. Mas independente do que vai acontecer minha opinião é mais parecida com a da Lara. Afinal, como ela disse: onde é que estava esse “instinto natural de proteger a família” quando ele traiu a mulher e as fitas vazaram para a mídia? E quando ele falava para as prostitutas o que a mulher dele não fazia na cama?[2]

  18. claudia

    Concordo com a Monica, e mais o Peter somente quer manter a Alicia porque agora ela é uma mulher trabalhadora, independente, íntegra.Ele quer manter a imagem de bandido regenerado, familia feliz para poder recuperar sua imagem de volta.A atitude dele em sair do apartamente foi somente para se vingar da saída de Alicia e expô-la frente aos filhos colocando Peter mais uma vez numa posição de vitima,e baixando a crista da Alicia.
    Peter não é vitima é o bandido da estoria.

  19. Luiz Marcelo

    1. Não, eu disse que ela se vingou pelo episódio na Igreja. Portanto meu raciocínio começa daí. Ela não acordou de manhã, foi com o Peter a Igreja e depois disse: “pô, preciso sair com o Will agora”. Claro que ela fez isso com a cabeça quente, querendo dar o troco, se vingar.

    2. Ficariam contra a mãe se ela prejudicasse ele deliberadamente, do mesmo jeito que a filha estava contra o pai nos primeiros episódios. Nada mais normal.

    3. A traição dele é o mote da série. Esse “erro” dele seria obrigatório acontecer para a série existir. Até por que não sabemos como era a vida de Alicia e Peter antes deste episódio para tecer comentários mais profundos, só ficamos sabendo do escândalo e do ponto de vista dela. E Eli sugeriu que ele tornase pública essa aparição e ele recusou. E ele pediu uma ida a Igreja. Não entrar de cabeça na religião. Tem argumento para todo mundo!

  20. Lara Lima

    1. Olha, Alicia não daria o troco “só” por conta do episódio na igreja nem se ela tivesse doze anos de idade. E de cabeça quente ela não estava porque se estivesse ela tomava banho, colocava um vestido e um salto alto e saía com o Will. E não deixaria instruções para o jantar do marido! :p

    2. Depois, eu não vou nem te dizer nada sobre “se ela prejudicasse ele deliberadamente”….porque só de pensar nisso eu tenho vontade de afogar os adolescentes, srsrsr. Mas só pra ficar claro, a filha não ficou contra o pai no início ‘deliberadamente”, vamos combinar. Mas ficou porque ele era um herói para ela, alguém reto, de caráter, que nunca faria tamanha canalhice e ela se decepcionou.

    3. Você está dizendo que o instinto dele falhou pra série existir?! OK. Mas me permita duvidar desse “instinto”, por favor, já que ele tem botão de liga e desliga. Não vou confiar que agora só porque Peter foi uma vez à igreja, nem porque ele diz que precisa tomar decisões difíceis, mas necessárias (como se encontrar com o cara na igreja) para preservar sua família.

    E por fim, Eli pediu que ele fosse a igreja pra melhorar sua imagem com o eleitorado, correto? Apenas isso? Quer dizer então que ele gostou tanto da palavra do pastor que acabou se convertendo? Não, muito pelo contrário. Ele foi apenas porque o lugar era o melhor que tinha no momento para se encontrar….e ele recusou a propaganda já pensando que sua esposa acreditaria aquilo era uma mudança…e foi por isso, exatamente por isso, pela quebra de confiança, que Alicia saiu com Will.

  21. Luiz Marcelo

    1. Tanto deu o troco que deixou explicito para ele que estava marcando o encontro com o Will quando ele entra na cozinha, além de ser irônica falando sobre a janta. Ela não tem 12 anos mas ainda é um ser humano.

    2. Do mesmo jeito que o pai é um modelo, a mãe tmbém é. E sendo um modelo ela não se rebaixaria e faria algo que ela sabe que iria ferir os filhos indiretamente.

    3. Bom, eu acho que ele pode ter mudado, mas não boto a mão no fogo. Você já se decidiu que ele não mudou, então como eu disse, os dois lados tem argumentos para sustentar a suas tteses, tanto que essa discussão está rolando a vários posts. Quanto o motivo da Alicia ter saído com o Will já expliquei no ítem 1. E deixa eu parar de comentar esse episódio que agora vou ter que ver o episódio da semana que vem :p

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account