Log In

Reviews

Review: Studio 60 on the Sunset Strip – The Focus Group

Pin it

Cena de The Focus Group
Série: Studio 60 on the Sunset Strip
Episódio: The Focus Group
Temporada:
Número do Episódio: 3
Data de Exibição nos EUA: 2/10/2007
Data de Exibição no Brasil: 2/8/2007
Emissora no Brasil: Warner

O Programa é bom. Muito bom! Semana passada me foquei demais em uma razão pra ele ter sido cancelado e pouco elogiei sua direção, suas atuações e seu roteiro. Farei diferente: no 3ª episódio, Studio 60 conseguiu mostrar de maneira convicente a apresentação de seu show fictício. Rob Reiner não é exatamente alguém muito popular, mas teve seu destaque como host. E o melhor: o elenco também deu show.

O criativo quadro “Ciência ou Demência” foi algo digno de Saturday Night Live – que já teve momentos mais brilhantes. E o seriado iniciou sua maneira correta de apresentar o show fictício: em partes. Não ficamos com a dúvida de algo “não sensacional” ou “sem graça”. A trilha sonora, os aplausos… tudo foi mágico. E eles conseguiram a melhor audiência da NBS em 14 anos. Conseguiram convencer à nós, telespectadores, que o show produzido é bom mesmo. Pena que os números da NBC, o canal de verdade, foram diferentes dos da ficção.

Semana passada, disse que o insucesso do show poderia ter sido a prepotência do criador Aaron Sorkin. Deixem-me ser o prepotente agora: o show só falhou porque era inteligente demais pra TV. Curioso que isso foi citado de maneira direta, afinal, um dos quadros do programa foi avaliado como “tedioso”, “sem graça” e… “inteligente demais”. Televisão é entretenimento, eu sei. Também sei que inúmeros outros programas inteligentes conseguem emplacar várias temporadas. Negócio que com Studio, infelizmente, não deu . Posso estar sendo chato ao ficar batendo na mesma tecla, mas não consigo esquecer o fato de The Bachelor ter sido o responsável pela mudança de The West Wing das noites de segundas para o mórbido domingo.

Studio 60 não conseguiu vencer Horacio Craine em CSI: Miami. Não estou rebaixando a importância do derivado de CSI! Mas entre os investigador de óculos escúros e a dupla Matt e Albie… Bem, só tenho a lamentar.

Apesar da correria, todos os personagens conseguem seu espaço na tela. Amanda Peet, que causa um brilho em meus olhos cada vez que aparece na tela (ela é linda demais, pô!) é a idealista com um passado sujo que vem à tona graças um ex-marido. Harriet é a católica cosciente que tenta levar na boa a piada dos colegas, assim como luz e trevas ao estúdio. Jack é o empresário linha dura que quer resultados, mas num seriado onde os personagens são complexos, provavelmente tem seu fundo de bondade. E Matt e Albie são tão bons que são um só.

Cena de The Focus GroupStudio 60 deve ter sido a mais divertida seção de terapia de todos os tempos, pois a análise que Aaron Sorkin faz de si a todo momento é impressionante. A dupla Matt e Albie é ele. Um deles gosta de controlar o roteiro. O outro tem problema com drogas. Foram demitidos do canal anos atrás… assim como Sorkin, que após brigas de bastidores e o envolvimento com drogas, conseguiu perdeu o controle de The West Wing, série que havia criado. Mas isso é assunto pra outros textos – claro, se o ânimo inicial for mantido e estas reviews não serem canceladas. Pro seriado, fica pelo menos o consolo de que ele termina por cima: não em número de temporadas ou ibope, mas de qualidade. Eu adorei. Prepotentemente, é isso que me importa.

Eu não sou de esteriotipar. Muitas séries inteligentes conseguem sucesso. Muitas séries duvidosas são logo canceladas. Negócio que Studio ficou no limbo entre essas duas. Não sou de esteriotipar! Mas, vendo este vídeo, consigo imaginar porque esta série não deu certo…

Séries citadas:

17 Comments

  1. Carina Medeiros

    Thiago, sou da mesma opinião que vc: não entendo o motivo da série não ter dado certo, é muito boa! A química entre Matt e Albie é muito forte, Harriet é maravilhosa… todos os personagens que compõem o seriado por menos tempo em tela que eles apareçam, o fazem de forma cativante. Talvez o fato de expor a luz e as trevas de uma produção de tv tenha incomodado alguns, não agradado a outros… difícil achar explicação. A única certeza de que ficaremos órfãos em breve de uma ótima série, snif.

  2. JORDAN BRUNO

    não é a toa que NBC só vence a CW na audiencia americana … e neste episodio até a Amanda Peet esteve (relativamente) bem …

    Thiago,

    talvez o show seja/fosse inteligente demais para a tv aberta americana, eu imagino se Studio 60 fosse exibida no Showtime ou na HBO…

  3. Alvaro Vianna

    Eu acho que além da questão de ser um seriado inteligente, Studio 60 prende o telespectador de uma forma diferente da que o público americano está acostumado, já que entre os programas mais vistos estão Grey’s Anatomy, que prende o telespectador de uma maneira que só ela consegue, e CSI e suas franquias….que apresentam uma trama policial e te deixam curioso para descobrir o assassino…. Ou seja, foi só surgir uma coisa fora desse estereótipo americano, que logo foi rejeitada…. E fora também o erro da NBC que a colocou pra concorrer com CSI Miami, que eu não sei porque agrada tanto….Acho que se Studio 60 fosse exibida agora no Verão, onde só tem série ruim, seria um grande sucesso, e não teria sido cancelada!

  4. George

    Studio 60 não é uma série de povão
    poderia ao menos ter migrado pra outro canal, uma pena mesmo!!

  5. Ricardo

    “talvez o show seja/fosse inteligente demais para a tv aberta americana, eu imagino se Studio 60 fosse exibida no Showtime ou na HBO… ” – Jordan Bruno

    É interessante essa observação, a televisão paga americana é mais alternativa. Coloque “The L World” da Showtime na grade da ABC, será cancelada rapidinho. Primeiro porque ninguém assistirá, segundo porque não serve para a TV aberta e terceiro, a ABC é conservadora demais para um programa assim.
    Como medida de comparação, é que nem colocar “Irritando Fernanda Young” na grade da Globo: não funciona. Está ótimo no GNT, que tem programas alternativos e específicos para um público-alvo. Na TV aberta, o programa é feito para agradar à maioria, enquanto na TV paga há mais liberdade.
    Studio 60 é um programa bem específico, é inteligente e refinado, e por isso não agradou à todos… talvez porque não o entendiam.

  6. Daniel

    concordo com o numero 6!
    As vezes eu acho q os americanos nao gostam de series como essa….tipo inteligente, otimo roteiro, direçao e atuaçoes e d uma forma mais real!
    Mas eu nao entendo pq foi cancelada….

  7. Rafaelly

    Concordo com vc Ricardo…Quem dera mudassem Studio 60 pra tv fechada…

  8. Mica

    Engrossado o grupo que concorda com o Ricardo ^_^.
    E…fiquei pasma com o video do you tube. Meu Deus! Santa estupidez!

  9. sil

    meu deus!!!!!!!!!que video é esse????? to ate agora de boca aberta….e ainda se acham donos do mundo,deveriam para de gastar tanto dinheiro com guerras e investir mais em educação…

  10. Thiago FLS

    Gostei do episódio, mas já começo a enxergar um dos defeitos mais criticados da série: os esquetes sem graça.

    Sorkin escreve diálogos impagáveis, mas para mim o estilo de humor dele não se aplica bem a esquetes.

  11. Rafaelly

    Gente…a do triângulo foi demais…idiotice demais!Seriously???
    Incrível esse povo…sem comentários…

    Quanto aos esquetes,posso estar falando besteira pq vi poucos SNL,mas pra mim parece estar no mesmo patamar…Nunca vi graça no SNL…
    Será q eu posso morrer por esse comentário?Até pq o programa tá há tanto tempo no ar,eu devo ter problemas…hehehe…SNL, Dexter, Lost, Desperate Housewives…Sei não…acho q sou do contra, pq não gosto de nada disso!hehehe

  12. Eduardo Sales Filho

    Concordo com tudo que disseram.
    A série é fantástica e os americanos são estúpidos.
    Só quero fazer uma correção.
    A dupla é Matt Albie e Danny Tripp. E não Matt e Albie.

  13. judah

    “Não sou de esteriotipar!”

    a palavra que deu origem ao verbo é esterEótipo.

  14. Ricardo

    MAS QUE VÍDEO É ESSE?
    Estou me matando de rir, meu Deus. Não tinha assistido ainda, só fui me dar conta de assistí-lo agora.

    Mostrei para o meu pai. Coitado, ele ficou com os olhos mais arregalados que os do Ben em “Lost”. Toda hora me cutucava com aquele som “Shhh”, tentando passar uma mensagem subliminar: “Como isso pode acontecer?”
    O vídeo do filme é ainda pior.
    E os americanos pensando que a França é na Oceania?

    É triste. Uma amiga da minha irmã foi morar em Miami e realmente, ela não aprende Geografia na escola. Não há essa matéria no currículo.

    LAMENTÁVEL
    LAMENTÁVEL

  15. Dina*

    Baixei toda temporada e já assisti. É uma serie rápida, um pouco difícil de acompanhar no inicio devido a rapidez dos diálogos e a estarem inseridos no estilo humoriscaticamente americano. Comecei a pegar o jeito lá pelo capitulo 5 e achei q ela começou a ficar boa mesmo ou seja, a ter uma historia lá pelo capitulo 10 quando começam a mudar o foco saindo do show e indo para a vida pessoal dos atores do show. Dei otimas risadas em alguns momentos. Tambem começam os romances, as brigas, as pazes, o show em cima cai para um segundo plano. É uma serie interessante, inteligente. Com tiradas ótimas mas ao mesmo tempo muito americanas. Não diria que era uma seria tipo exportação pq traça muito o americano em si com piadas locais e nacionais. De qq forma na minha opinião não pegou pq é inteligente demais para um publico que não chega junto! O elenco é fantástico, tem química, tem gancho.
    Criticas Harriet parece ser mais velha que Albie e o cabelo de Matt é muito artificial da um ar de tigrao que não se conforma a envelhecer seria melhor deixar como era em West Wing.

  16. Paula Ferreira

    É claro que a série é maravilhosa e eu nem acho q é preciso ser tão inteligente assim para apreciá-la. Os temas são corriqueiros, mas tratados com requinte, claro! (Esse é o charme!) Mas há um ponto que me deixou intrigada no primeiro episódio, antes mesmo de saber que a série não continuaria. Ao que parece, Matt e Albie teriam deixado o Show há alguns anos graças a algum comentário mal sucedido no programa sobre o 11 de Setembro. Vocês viram isso??? Quando vi aquilo, pensei, aí melou! Acho q ganhou antipatia dos americanos de cara!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account