Log In

Reviews

Review: Stargate Atlantis – Search and Rescue

Pin it

Stargate Atlantis - Search and RescueSérie: Stargate Atlantis
Episódio: Search and Rescue
Temporada:
Número do Episódio: 81 (5×01)
Data de Exibição nos EUA: 11/7/2008
Data de Exibição no Brasil: 20/8/2009
Emissora no Brasil: FX

Eu gostaria de poder dizer que Search and Rescue veio para provar que Atlantis não deveria ter sido cancelada. Infelizmente não posso.

Esta foi a pior season premiere da série, a começar pela repetição do erro que parece persistir entre os roteiristas: juntar dois episódios em um único. O título já diz tudo. Na primeira metade do episódio uma equipe liderada pela Coronel Carter procura os sobreviventes entre os destroços da instalação do Michael; na segunda, Teyla é resgatada. Não restou nem o consolo de ver essa dinâmica utilizada com competência, como fizeram Joseph Mallozzi e Paul Mullie no roteiro de The Last Man. The Last Man fluiu. Search and Rescue arrastou-se entre o óbvio e o improvável.

Na esteira da estrutura do episódio os erros foram se sucedendo.

Assim, sem mais, ficamos logo sabendo quem sobrevivera à explosão: Sheppard, Ronon, Mckay e Lorne! (Nem um único pobre coadjuvante?!). Não passamos nem pela expectativa de imaginar se mais um personagem principal teria recebido o mesmo destino da Dra. Weir em Lifeline ou de Carson Beckett no histórico Sunday.

Mckay e Lorne são retirados dos destroços sem imprevistos ou dificuldades. Nem um desmoronamento. Nada! Fácil demais. Neste instante Michael chega ao planeta e uma situação que poderia ter gerado certa tensão, não foi motivo nem para nos preocuparmos. O segredo já havia sido revelado: nós sabíamos que ele estava a caminho; a equipe da Coronel Carter sabia que ele estava a caminho. Tudo graças a um disco rígido que sobrevivera ao impacto, à poeira e aos destroços gerados pelo desmoronamento do prédio. É claro que se houvesse alguma coisa aproveitável no meio de toda aquela confusão Mckay ia descobrir. Nonsense foi haver alguma coisa aproveitável em meio àquela confusão e Mckay, por um golpe de sorte excepcional, ter tido acesso a ela.

Carter e sua equipe se refugiam nos jumpers enquanto os híbridos chegam ao planeta. Para alívio da equipe, já que está em desvantagem de três jumpers para 20 dardos; e da audiência, que finalmente espera ver pelo menos um pouco de ação, a Daedalus chega e o confronto com o cruzador wraith parece iminente. E… nada! Teyla pode estar a bordo. Resta, portanto, à Daedalus resgatar os sobreviventes que ainda estão sob os destroços. Sheppard e Ronon! Nem mesmo a equipe de Atlantis convenceu ao demonstrar surpresa e alívio. Parecia óbvio demais até mesmo para eles.

Acaba neste ponto a primeira parte da história e embora a qualidade do restante do episódio não tenha se alterado muito, deixou menos a desejar. Lembrou um pouco o ritmo dos anos anteriores, ainda que se tenha configurado situações improváveis mesmo para Atlantis, como Sheppard liderando uma equipe de resgate apesar de ter perdido sabe-se lá quanto sangue, precisar de transfusão e cirurgia, ou a possibilidade de Michael ter fugido no jumper que estava camuflado e só pode ser pilotado por pessoas que possuem o gene lanteno, isto sem nem ao menos tentar levar Teyla com ele.

Stargate Atlantis - Search and RescueApenas duas cenas se salvam neste episódio. Michael tentando convencer Teyla de que não lhe faria mal e o parto feito por Mckay. A primeira porque depois de toda a sutileza das insinuações construídas entre os dois personagens na temporada passada o comportamento de Michael ainda envolve um certo mistério, uma interrogação sobre sua relação com Teyla, uma possibilidade de um vir a ser. A segunda porque é com esse tipo de cena insólita que o talento de David Hewlett se destaca.

De qualquer forma, parodiando o general O´Neill, foi um desperdício de uma ótima oportunidade de mostrar porque a série não deveria ter sido cancelada. E uma pena que dentre tantas emoções que o episódio poderia ter despertado (tensão, ansiedade, expectativa) ao final tenha se sobressaído a decepção.

Para o restante da temporada, esperamos que Richard Woolsey adeque-se melhor à Atlantis do que a Coronel Carter, que durante toda a temporada passada pareceu incomodamente deslocada.

Séries citadas:

Historiadora e professora não praticante. Adora uma boa história, seja ela escrita ou encenada. Atualmente, em seu coração, dividem espaço Person of Interest e Once Upon a Time. A Guerra dos Tronos? Prefere o livro.

7 Comments

  1. Fernando dos Santos

    Concordo que este foi o season premiere mais fraco destes cinco anos de Atlantis, mas não achei o episódio ruim.O fato é que nos inícios e finais de temporadas a gente sempre espera episódios melhores, mais interessantes e neste sentido Search and Rescue ficou devendo mesmo.

    Eu não vejo a entrada do Woolsey com bons olhos.Se a Samantha que era uma personagem carismática não se saiu muito bem em Atlantis, então o Woolsey que é um chato arrisca agradar ainda menos.Espero estar enganado.

  2. vinicius

    Realmente, lembro de após ter assistido The Last man no Fx mal pude esperar por esse episódio, baixei da net mesmo, fiquei decepcionado, tão distante de um premiere de SGA e pulei logo pro Enemy at the gate, sensacional series finale, mas apesar disso acho aque ainda vale tentar ver Ghost in the machine, não?

  3. João da Silva

    O problema em relação à Samantha Carter é que os roteiristas esqueceram de usar as habilidades dela desenvolvidas ao longo de SG1.

  4. Marcos Almeida

    Ainda não vi, pois estou tendo aula a noite. Reprisa em outro horário ou terei de baixar?

  5. Regina Monteiro

    Vinicius
    Dos 20 episódios da 5ª Temporada, somente 5 são uma completa bobagem.O restante ficou legal, ou porque fecham algum arco ou porque são boas histórias mesmo.

    Marcos Almeida
    Acredito que o episódio exibido no domingo às 12:00 seja reprise da 5ª temporada. Mas não tenho certeza. Vou confirmar isso amanhã.

    Resposta do Editor: Regina e Marcos, é isto mesmo. A série reprisa aos domingos, ao meio-dia.

  6. Marcos Almeida

    Putz, domingo ao meio-dia ninguém merece! hauhauaha
    Mas a partir de semana que vem vai ser o jeito. No entanto, como também perdi a reprise, vou baixar esses dois primeiros episódios.
    Obrigado, Regina e Paulo.

  7. Cesar Adriano

    Não achei ruim, só faltou mais tensão mesmo.

    A Teyla era tão importante, carregava o Muadib da galaxia(?!) e foi tão fácil leva-la, sei la muito incoerente isso, agora, estranho mesmo é o Michael fugir na geringonça dos Antigos.

    Melhor momento mesmo foi a piadinha da Dra., me acabei!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account