Log In

Reviews

Review: Stargate Atlantis – Remnants

Pin it

Stargate Atlantis - Remnants
Série: Stargate Atlantis
Episódio: Remnants
Temporada:
Número do Episódio: 95 (5×15)
Data de Exibição nos EUA: 14/11/2008
Data de Exibição no Brasil: 26/11/2009
Emissora no Brasil: FX

Mais uma vez, um episódio que, visto sob a perspectiva do cancelamento da série, deixou um sentimento ambíguo.

Apesar da sensação de déjà vu que começou a tomar conta de mim lá pelo meio do episódio, e apesar de Remnants ter um pé em Dolpperganger e Phantoms, o que, no final, parecia uma crise de criatividade da equipe, o episódio não teria deixado uma certa impressão de que algo estava fora do lugar, se não tivesse sido exibido neste momento em que a série caminha para o seu final e a expectativa é de que seriam exibidas, pelo menos, histórias com a mesma densidade visual e narrativa de The Prodigal.

O episódio em si funcionou bem. A trama, além de interessante, apresentou uma das características marcantes da série: o desenvolvimento da história implicava um posicionamento diante de um dilema moral.

Em Remnants, uma espécie de Arca de Noé futurista é encontrada por Mckay, o que leva Woolsey a ter que escolher entre a recuperação dos dados que o dispositivo contém, valiosos por se tratarem de informações técnico-científicas produzidas por uma civilização muito mais avançada, o que pode garantir uma boa avaliação do Comitê e a sua permanência em Atlantis, condenando, porém, esta civilização à extinção; ou ajudar a “arca” a chegar a um planeta que proporcione as condições necessárias para que esta civilização volte a se desenvolver. Apesar do final óbvio, a trama serviu para mostrar o abismo entre o Woolsey de SG-1 e o de Atlantis, se pensarmos ainda que certamente haveria pessoas que tomariam a decisão contrária.

Stargate Atlantis - RemnantsO episódio teve também momentos de tensão, protagonizados por Sheppard e Kolya, e sem dúvida acertaram no tom cômico das cenas entre Mckay e Zelenka. Até o fato de que Zelenka era, na verdade, uma projeção do subconsciente de Mckay foi executado de forma convincente.

Mas, apesar de todos os pontos positivos, em minha opinião, Remnants não era para este momento da série e poderia, por exemplo, ter substituído The Seed, fácil, fácil.

No final fiquei com a impressão de que com um episódio como Remnants, a essa altura, a equipe de produção deixou passar uma boa oportunidade para concluir arcos inacabados. Poderiam, por exemplo, ter fechado o arco do tenente Ford, já que até hoje não sabemos que fim o personagem levou.

No fim Remnants, em minha opinião, pode não ter sido um desperdício de tempo, mas acabou sendo um desperdício de espaço.

Séries citadas:

Historiadora e professora não praticante. Adora uma boa história, seja ela escrita ou encenada. Atualmente, em seu coração, dividem espaço Person of Interest e Once Upon a Time. A Guerra dos Tronos? Prefere o livro.

5 Comments

  1. cleide

    Regina simplesmente adoro ler seus reviews, mesmo que em algumas coisas (poucas :p) eu não concorde é sempre agradável ler

    pra mim caiu a ficha de que se tratava de alucinações quando o Kolya decepou a mão do John pois isso era impossível de acontecer em SGA, e foi muito bem tratado cada alucinação

    achei importante este episódio pois foi dado a chance do Woolsey interagir com todos e de que a sua situação como “chefe” ter ficado bem consolidada e enfim ele ter lutado para ficar apesar de uma ajudinha dos alienígenas valeu por esse episódio

    :)

  2. João da Silva

    O Woolsey, tal como a Carter temporada passada, foi muito subaproveitado.

    Concordo que este episódio passou na hora errada. Ele ficaria melhor no começo da temporada.

    Regina, espero que você faça reviews dos episódios de Stargate Universe também.

  3. Regina Monteiro

    Cleide,
    obrigado mais uma vez.
    Quanto a perceber que era uma alucinação, eu sou meio lenta. Sabe que depois que cortarm a mão do Sheppard eu ficava pensando “quero só ver como é que vão consertar isso”. Me senti como da vez em que fui ver O sexto Sentido, só percebi que o cara estava morto no último minuto.

    João
    Eu não seria uma boa opção para fazer as reviews de SGU, porque a não ser o Rush (e mesmo assim em respeito ao Carlyle) e a nave, eu não gosto de nada em SGU.

  4. João da Silva

    É uma pena, Regina. Quando SGA acabar eu sentirei falta de suas reviews.

  5. Fernando dos Santos

    Gostei do episódio.Os roteiristas mais uma vez conseguiram tornar o Woolsey um personagem suportável e só por isso já é uma tremenda façanha.
    Eu confesso que também só descobri o segredo da história no fim, quando tudo foi revelado ao publico.Até aquele momento eu estava achando que iriam submeter o Sheppard a algum tipo de cirurgia semelhante ao de Star Wars quando recolocaram o braço do Lucky Skillwalker.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account