Log In

Reviews

Review – Smallville – Upgrade

Pin it

Smallville - Upgrade

Série: Smallville
Episódio: Upgrade
Temporada:
Número do Episódio: 192 (9×18)
Data de Exibição nos EUA: 16/4/2010
Data de Exibição no Brasil: 4/5/2010
Emissora no Brasil: Warner

Não é preciso entender de estética para concordar que o rococó francês é muito século retrasado, e que a modernidade clama pelo mais simples, e quanto mais simples melhor. Smallville teve seus altos e baixos em sua história, começando com simples enredos, passando pelo rebuscado passado nativo-americano-medieval-kryptoniando até finalmente resgatar os seus princípios novamente. Já dizem por aí, que as melhores coisas da vida são de graça, então eu não vejo o porquê de complicá-las ao ponto de custar caro para série.

Digo isso pois acredito que nunca mais voltaremos a era de ouro da Warner quando um episódio de Smallville custava mais do que toda a nona temporada, e naquele tempo o simples era caro. Agora, a chave do sucesso da série está no preto e no branco, sem orçamentos espetaculares ou coisas do tipo, a chave para o sucesso está na criatividade dos produtores e roteristas. Então eu digo, para quê complicar quando se há boas histórias para serem contadas?

Nessa temporada temos os Kandorians, a Xeque-Mate, e algumas surpresinhas no caminho, como o famoso Toyman e Metallo. Dessa vez, quem volta é o homem do coração de kryptonita, só para não cair no chavão de dizer que ele tem o coração de ouro.

Para quem não conhece a DC Comics, fazer conexões com a origem da série é complicado, para mim, acho complicado ter essas conexões. O Universo DC tem mais dimensões que nem o Stephen Hawking imagina e fica difícil até para o fãs mais apaixonados seguir a linha de raciocínio deles. Mas se há algo comum entre todas a histórias, o que eu chamaria de essência, seria a dualidade dos vilões- que nunca são totalmente maus- o conflito interno de Clark Kent, as peripécias de Lois Lane- que sempre está em perígo por causa da sua vontade de estar no meio da confusão. E foi justamente isso que vimos em Upgrade.

Se há algo glamuroso na profissão de jornalista é trabalhar como repórter investigativo. Isso é o mais perto de James Bond que qualquer um de nós pode chegar um dia. Lois faz isso e muito bem. Fico muito feliz dela ter se aproximado da repórter que todos nós conhecemos, e não chego a ficar chateada quando ela coloca sua profissão acima de todos e de tudo.

Alguém uma vez me contou quantas fantasias Lois Lane já tinha usado na série. Creio que eram mais de dez, e posso até imaginar quais foram as preferidas da galerinha. Para mim, o mais legal dessa brincadeira de faz de conta é que ela consegue sempre as informações que ela quer… ou quase sempre. Também gosto das situações inesperadas, e falando nisso, Metallo salvou Lois Lane.

Adorei a interação dos dois personagens nesse episódio. Isso também mostrou que Lois é a pessoa mais confiável do mundo, quando se precisa de alguém do lado. Como Corben disse, “ela é uma dama”. Exageros a parte, eu já vi Lois ajudando vários vilões como Lana, Zod e agora John Corben e nunca questionou os seus motivos. E Clark deveria realmente tomar isso em conta. Confiança não deveria está na lista de razões para Clark não contar a Lois o seu “segredo”.

Bom, voltando ao lado simples do enredo, introduzir Kryptonita Vermelha é sempre instigante. Clark do Mal é mais legal. É interessante perceber que essa kryptonita não deixa Clark exatamente com as calças viradas, mas simplesmente o deixa sem moral. O que não justifica sair por aí batendo em mulher, viu senhor Borrão!

Enfim, o drama interno de Clark Kent é quase um remake de Dawson’s Creek. Está na hora dele crescer e ver que nem todo mundo está contra ele, que nem todo mundo não o compreende, e que se ele vacilar a mocinha vai abandoná-lo e acabar ficando com seu melhor amigo, nesse caso, seu alterego.

E para acabar, vilões serão sempre vilões, a não ser que você esteja falando de Smallville. Não vejo a dualidade deles como uma coisa ruim. Mostra que dentro de nós, sempre há algo bom e ruim. E aqui não é diferente, Zod… Tess…Chloe… todos lutam por uma causa.

Para o Alto e Avante

Na cama com Lois e Clark. Meu estômago de menininha se desmanchou em borboletas com aquela cena. Isso me levou a odiar mais ainda o celular da Banshee, patrocinado pela Zodphone. Mas o que importa é que ela desligou o aparelho na cara do falso borrão para ir atrás de Clark… mas aí, havia um Metallo no meio do caminho.

Metallo esteve ótimo! Espero que ele volte mais vezes.

Algo me diz que Tess ainda vai enterrar todo mundo. Adoro!

Gostei bastante da tomada da Upgrade Ela deve ter custado todo o orçamento do episódio… mas valeu a pena. Quase deu para ver Metropolis-Vancouver do outro lado do canal.

Vou colocar essa cena no lado bom do episódio. Chloe e Clark na Watchtower. Continuo afirmando que eu acho um absurdo o Clark ter que se desculpar até pelo ar que respira e que eu realmente acho que a Chloe deveria assumir suas faltas, mas essa cena teve algo de promissor, e quem sabe um dia Kelly e Bryan parem com essa tentativa de transformar Chloe Sullivan em algo que ela não é!

Coquetel de Kryptonita

Nosso pequeno Clarkie tem problemas de confiança. Ora, Clark. Cresça.

Não sei se me sinto confortavel com as referências ao Cristianismo que temos nas cenas do Zod. A ideia de que Clark é o salvador da humanidade é louvável, mas…

Faltam cenas de ação em Smallville, ou pelo menos cenas que durem mais do que segundos!

Smallville - Upgrade

Upgrade teve um papel curioso para essa temporada. Esse episódio conseguiu conectar a cocha de retalhos que tem sido a história. Kandorians, Xeque-Mate, Tess, Liga da Justiça, Lois e Clark, o borrão, todos agora fazem parte do mesmo contexto. Agora, os amigos aliens tem poderes e Clark e seus amigos não tem o arsenal de pedrinhas verdes. Quem poderá nos salvar? – eu diria a Lana, mas isso seria motivo de um suicídio em massa.

Upgrade estocou 9 toneladas de Kryptonita. (de 0 a 10).

Escrito por Drew Landis e Julia Swift.

Dirigido por Michael Rhol.

Séries citadas:

30 anos, é formada em jornalismo pela Unesp e em Letras Inglês e Literaturas pela UFRN. No "TeleSéries", já foi colaboradora e editora de Notícias, agora é Editora de Conteúdo e escreve a coluna mensal "Sintonia". Já passou pelo Vírgula e pela Rede BomDia, do DIário de S. Paulo. No tempo livre, vê Bones, Hot in Cleveland, It's Always Sunny in Philadelphia, entre muitas outras séries. Fã do Clark Kent e música country.

Website: http://naliteral.blogspot.com.br/

12 Comments

  1. Bernardo SA

    “Agora, os amigos aliens tem poderes e Clark e seus amigos não tem o arsenal de pedrinhas verdes. Quem poderá nos salvar? – eu diria a Lana, mas isso seria motivo de um suicídio em massa.”

    Eu bem que ia gostar de ver a Kristin de volta *risada de vilão de seriado de quinta* :P

    Bom eps e boa review :)

  2. Fernandi Ricca

    Incriel review, eu gostei desse episódio adoro quando tem kriptonita vermelha, o clark é muito mais legal assim mesmo, Tess mais uma vez deixando o episodio muito melhor, só espero q clark tenha rendenção mesmo, pois ja cansei desse negocio de desculpas a quase 10 anos, mas enfim a temporada esta incrivel.

  3. André

    Apesar de um fã die-hard da Lois, acho interessante a possibilidade da Lana voltar a aparecer, para resolver aquela coisa ridícula de super-Lana.

    Para quem vive reclamando dos episódios em que a Lois está, fica aí mais um ótimo episódio em que ela é essencial. Lois não precisa fazer figuração, ela é demais, hehehe.

    De Pilot a Doomsday eu adorava a Chloe, mas essa santificação dela na nona temporada tá me dando nos nervos.

  4. Pingback: Tweets that mention Comentem - !! -- Topsy.com

  5. vinicius

    Mais uma rewiw chata. È Lois e Lois. Talvez você tenha se esquecido que a série é Smalville e não Lois $ Clark.
    Menos, por favor.
    Mais objetividade e menos romantismo.
    Entendo que você seja fã da Lois, mas tente se controlar. è chato pra caramba.

  6. Maria Clara Lima

    Desculpa Vinicius, mas eu não acho que o que eu escrevo é chato. Coloco muito trabalho nisso, vejo o episódio várias vezes para não deixar escapar os detalhes e coloco muito de mim em cada linha. Não sou fã da Lois exatamente, a coisa é bem maior que ela, mas o que posso fazer se ultimamente ela é a melhor coisa que a série tem? Sinceramente, eu gostaria de ver mais o Clark, mas insistantemente Al e sua turma focam em outras coisas.

    Eu não me rendo a Chloeville, isso não é novidade, e se você espera algo diferente, não conte com isso. Não conseguiria nem se eu tentasse, seria tão forçado quanto a história que o Al e CIA tentam empurrar. Mesmo assim, procuro dar a César o que é de César, sem priorizar muito as minhas preferências.

    Esse episódio foi centrado na Lois Lane, não poderia deixar de falar dela, não é? Se eu focasse em outras coisas, seria tão forçado quanto… você sabe.

    Semana que vem é outro papo. Espero ficar inspirada. =]

  7. antonium

    *”E para acabar, vilões serão sempre vilões, a não ser que você esteja falando de Smallville. Não vejo a dualidade deles como uma coisa ruim.”

    o problema não é a dualidade em si mesma mas a possibilidade de se fazer muita coisa do tipo “ex machina”(resumindo:solução aparecendo do nada,saindo da cartola como um passe de mágica)com a dualidade ou seja colocar a tess como um coringa é interessante se isso conduzir a um resultado coerente e não colocando ela em tudo quanto é conceito (kandorianos,xeque-mate,vida de oliver etc)daqui a pouco vão colocar a tess como uma amiga da familia de lana para reintroduzir o personagem,só para especular um pouco,por exemplo.
    é interessante que os “vilões” tenham personalidades bem construídas e não uma luta entre o “bem e o mal”e eu acho que se smalville tivesse mais preocupação com isso poderia render bons episodios mas smalville tem que atingir todo tipo de publico inclusive adolescentes mas que por causa disso não devem pensar que eles são alienados que só querem o romance e pancadaria.
    talvez algum dia os produtores percebam isso.
    smalville fica devendo no quesito ação porque a enfase é nas relações dos personagens e espero que alguém perceba que deve existir um certo equilibrio entre essas questões.

    *”E aqui não é diferente, Zod… Tess…Chloe… todos lutam por uma causa.”

    é uma causa que não é tão altruísta assim,lida com questões de poder que clark remete pois quem pode controla-lo, de um certa maneira, pode obter muitos benefícios:zod conquista o mundo,tess em sua paranoia se torna a salvadora do planeta,chloe acaba sentido-se vitoriosa por provar para todos que tem um mérito e não é só uma coadjuvante.

  8. Thiago

    Para mim essa nona temporada está muito melhor que muitas, sexta e sétima por exemplo, acho que a décima temporada vai finalizar a série com chave de ouro, afinal a audiência não está tão ruim para a CW, existem séries dando mais dor de cabeça!

  9. lane

    nossa q vacilo da produção a cidade de vancuver ao fundo do papo do Clark e Zod !É aquele celular sei naum viu,so toca em horario improprio aff!

  10. Cristiane Martins

    Clara, não liga para o Vinícius , é difícil homem entender esse lado romantico que as vezes nós mulheres temos, um bom review.
    Adorei o Metalo, fiquei com dó dele quando, se declarou para Lois, um bom personagem, que espero que volte na proxima temporada.
    Mas o Clark quando é afetado pela kriponita vermelha, fica igual criança mimada quando quer doce, não gostei da atitude dele com a Chloe, e pior foi ver ele fazendo aliança com Zod???Aliás esse Zod é muito bonzinho, perto que foi Luthor quando estava possuído pelo corpo dele na 5.temporada, acho que esse negócio de ficar fazendo conchavos com a Tess não me convence ele está apenas usando-a para benefício próprio, e quando for conveniente era mandar ela para outra dimensão, afinal Zod não gosta dela coisa nenhuma.
    Lois desempenhou bem o seu papel de jornalista, e ajudou Metalo na sua fuga.
    Gostei do episódio, mas não acho legal produtores fazerem de Chloe uma sub-vilã, ela é a amiga irmão de Clark desde o início da série, eu gosto dela espero que isso possa mudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account