Log In

Reviews

Review: Smallville – Reunion

Pin it

cena de ReunionSérie: Smallville
Episódio: Reunion
Temporada:
Número do Episódio: 115
Data de Exibição nos EUA: 26/10/2006
Data de Exibição no Brasil: 5/12/2006
Emissora no Brasil: Warner

Um dos aspectos mais legais de Smallville é poder ver a personalidade de Lex Luthor em formação. De filho incompreendido à vilão. De empresário à inimigo do homem mais poderoso do planeta. Desde o seu início, a série fez questão de estabelecer que Lex não nasceu mau. É o meio que o transforma naquele que todos conhecemos, seja pela educação recebida pelo seu pai, seja pelo trauma de perder a mãe e a irmã durante a infância, seja pela sua amizade com Clark Kent que se deteriorou ao longo dos anos.

Alguém lembra das boas ações que ele praticava nas primeiras temporadas? Ele faz aquela força para que Clark e Lana ficassem juntos (a ironia é que agora ele está com ela), fez um projeto mirabolante para que seu pai não fechasse a fábrica da Luthorcorp em Smallville e até mesmo mostrou para uma amiga que seu namorado a estava traindo – e assumiu a culpa de um assassinato apenas para protegê-la (Zero).

Não seria inapropriado pensar, portanto, que a adolescência de Lex, no período da High School, tenha sido difícil para ele (garotos carecas não devem ser muito populares). É esse o tema de Reunion, que através de flashbacks recria esse momento da vida do personagem. O episódio tinha tudo para ser brilhante, mas parece qua a série está a fim de se auto-sabotar nessa temporada.

Uma confraternização é realizada para celebrar os dez anos de formatura da turma de 1996 – o que confirma a teoria de que Lex é cinco anos mais velho que Clark. Lex reencontra com seus ex-colegas, Oliver Queen entre eles. O problema é que misteriosos assassinatos começam a acontecer entre os veteranos da turma. Enquanto isso vemos cenas do passado, onde Lex e seu único amigo era motivo de chacota para Queen e seus companheiros – justamente os que estão morrendo.

Lex é o principal suspeito dos atentados até que tentam atacá-lo, mas quem acaba ferida é Lana. Clark vai tirar satisfações com Oliver, que conta o que realmente aconteceu. Lex e seu amigo Duncan acabam discutindo (o carequinha queria se enturmar com Queen e sua patota). Ele, em um acesso psicótico, aplica uma sova no garoto. É o próprio Oliver quem precisa separá-los. Duncan, ensangüentado, sai pela rua xingando Lex quando é atropelado por um carro em alta velocidade. Ok, vamos as falhas graves:

cena de Reunion1) Então Lex sempre teve um gênio maléfico, a ponto de esmurrar seu único amigo por causa de um motivo estúpido? Parabéns, Gough e Millar, vocês jogaram anos de desenvolvimento do personagem no lixo. (E não venham dizer que esse “trauma” contribui para a formação da personalidade dele, pois esse incidente nunca foi citado antes – Lex já teve sua memória apagada e recuperada – porque esse acontecimento nunca foi citado antes?)

2) A cena do atropelamento repentino já é um clichê das cenas de atropelamento repentino. E pior, a seqüência é lembrada por ser cômica, o que tira boa parte do impacto dramático desejado. Alguém aqui se recorda do final de Todo Mundo em Pânico? Ou então, daquele vídeo de Jesus andando pela rua ao som de “I Will Survive” (para vê-lo, clique aqui). O pior de tudo é que o diretor do episódio é Jeannot Szwarc, veterano do cinema, que já dirigiu filmes excepcionais como Em Algum Lugar do Passado – um dos melhores da década de 80. Como ele foi fazer uma besteira dessas?!

Na verdade, Duncan não morreu. Desde o acidente, ele é mantido vivo com o soro. Adivinhem de que é composto o soro?

3) Isso mesmo. Além de todas as implicações óbvias que isso implica (não dá pra deixar de pensar que esse é mais um episódio filler, apesar de ter uma historinha um pouco mais elaborada que a média), a habilidade do vilão nem é original. Lá na primeira temporada, Clark já enfrentou um oponente com poderes telecinéticos. Ele era interpretado por Seth Cohen antes do estrelato. Ou seja, até o poder do freak é reciclado.

Os melhores momentos do episódio ficam pros momentos finais: Ooquebra-pau entre Lex e Oliver, interrompido por uma flecha lançada por causa dos poderes do próprio Duncan (a flecha continha um forte Pulso Eletromagnético, desligando os aparelhos que o mantinham vivo); a conversa de Lex e Lionel (“Devemos olhar para o futuro!”, “Então coloque o relatório das experiências que você fez com ele amanhã na minha mesa”.); e a cena final, onde Chloe (e seu famoso sorriso onde ela coloca a língua no canto da boca) entrega para Clark fotos de satélite mostrando alguém muito familiar que chegou à Terra no mesmo momento que Clark. É Raya, guardiã da Zona Fantasma que havia salvado a vida de Clark. Final nada ruim para um episódio que quase destrói a mitologia de um dos personagens mais importantes da série.

Até semana que vem (com Raya!)

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

24 Comments

  1. Kravis

    Talvez tenha sido esse evento que tenha começado a levar o Lex pro lado do mau, e o Ollie pro lado do bem, já que antes disso, eles eram o contrário.

    Mas é estranho ver o Lex ainda tão fisicamente diferente, já que os eventos no episódio se passam apenas 5 anos antes da série começar… Quando é que ele teve todo aquele tempo para ser um jovem sacana e incosequênte em Metrópolis?

    Uhm.. Whatever.

    Você vê nego andando de costas, ou em direção a rua sem olhar, você já sabe. CARRO (ou ÔBINUS) nele! De com força (como se pudesse ser de outro jeito…)! Já aconteceu em Felicity, Premonição e uma porrada de outras séries e filmes. É um clichê, mas ver isso nunca fica velho!

    Porra, a cena daquele cara sendo empalando foi linda. Foi rápida, mas foi linda. Primorosa!

    E espero ansiosamente pelo episódio da Raya. Vai ser uma das minhas melhores legendas de Smallview!

  2. Maurício

    Concordo plenamente com o seu texto Juliano. Nunca gostei das abordagens maniqueistas feitas no passado a respeito do Lex. Principalmente aquelas colocadas no filme em que ele éra mal, muito mal, mal mesmo. Sem motivo nenhum. Não se importa com nada nem ninguém.

    Sempre gostei da abordagem na qual ele e Clark eram grandes amigos e depois se tornaram inimigos. Acho apenas que Smalville deveria ter colocado, de alguma forma, que eles tivessem a mesma idade e ambos se conhecessem desde criança. Estudando na mesma escola.

    Nunca gostei da abordagem dos filmes de colocar o Lex de maneira cômica. Um inimigo ridiculo. Um herói se gabarita pelos inimigos que ele derrota. Quanto maior o inimigo maiór é o herói. É como nos esportes, um atleta é tão grande quanto os inimigos que ele derrota. Como o Ayrton Senna que na minha humilde opinião foi maior que o alemão. Pois correu numa época contra carros que não eram tão inferiores e bateu Alan Prost, que corria na mesma equipe. Numa das mais históricas rivalidades da F1.

    Mas….voltando. É isso que quero dizer. O Lex tem de ser um oponente a altura. E concordo plenamente com essa estratégia de ir construindo o personagem. Mostrar que o meio irá torná-lo mal. Talvez já tenha pré-disposição a isso. Porém como não ser revoltado se tudo sempre lhe empurra para isso.

    Vc tem razão em lembrar que ele sempre tentou ser bacana e amigo. Lembrem que ele chegou a arrematar a casa dos Kents num leilão por dividas e a deu de volta a família. Mesmo tendo sido extremamente mal tratado pelo JonaTHAN. Desde que chegou.

    Sempre admirei mais o Lex que o próprio Clark. Que teve uma boa família, amigos, poderes. O Lex não teve pai, mãe. Passou por tragédias traumatizantes. Era incomodado no coléguio. Para quem acha isso pouco….vejam como afeta as pessoas a ponto de casos como Columbine ocorrerem. Sempre foi tratado como riquinho, doutorzinho. Todo mundo sempre de pé atrás com ele.

    Ele pesquisou a VIDA do Clark sim. Os meteoritos e tudo mais. Mentiu sim. O Clark tb não mente???? Além disso ele foi afetado pela vida do Clark….ficou careca e tudo. Quem não teria curiosidade de saber mais???

    Bom!!!! Desculpe ao site por me alongar demais. Sou prolixo mesmo!

    Valeu a paciência!!!!

  3. Vinicius Antunes

    Concordo plenamente com vc Maurício. O Lex não se tornou mau do acaso,foi uma sucessão de fatos que o levaram a se tornar um vilão. E Clark parece ter herdado o jeito do pai adotivo, de achar que tudo de ruim que acontece na série ser culpa do Lex. Mesmo o Lex ter demonstrado amizade sincera inúmeras vezes ao Clark, que retornou com ingratidão.
    Eu, como fã da série, me arrisco a dizer que Smallville não teria tanto sucesso sem Lex. E q um herói não é nada sem um vilão.

  4. João da Silva

    Na verdade, o vilão desse episódio possui o poder de projeção astral, e não de telecinese. Num episódio da saudosa The X-Files, havia um vilão com poder similar. A diferença é que o episódio de The X-Files foi mais bem escrito.

  5. sandra

    Vcs perceberam com o Clark, realmente parece ser o personagem coadjuvante?

  6. sandra

    Vcs perceberam como o Clark, realmente parece ser o personagem coadjuvante?

  7. Rodrigo

    Hum…acho que todo mundo tem seu lado “negro”. Mesmo o Lex só tendo desenvolvido o seu bem depois do acontecido. E, pelo amor de Deus, que nã tem caráter já nasce sem.

    Odiei a cena do atropelamente…qualquer um podia adivinhar…

  8. Custódio

    Gostei do episódio, mas não tô gostando da temporada em si. Era pra mudarem “Smallville – As Aventuras do Superboy” para “Smallville – As Aventuras de Oliver Queen”. Ele tá tendo muito destaque, mais até que o Clark. Não gostei disso.

  9. Maurício

    Oi Rodrigo! Blz?

    Concordo que exista uma pré-disposição genética e psicológica que faça com que determinadas pessoas sejam boas ou más.

    Porém acredito quecaráter é uma coisa que se aprende. Seja com a família, seja na religião, seja no colégio ou até na marra. E vamos e convenhamos….O Lex não tem nenhum incentivo a ter caráter. Talvez pela Lana daqui para frente.

    Agora….se analisarmos dentro da trama e abstrairmos a realidade. Veremos que essa é a mensagem da serie. Lembrem do episódio de Natal em que ele via o futuro. Ele estava feliz em contente. Mesmo renunciando a riqueza. Ele só voltou atrás e se revoltou quando viu que a Lana morreria.

    Por essa ambiguidade é que acho o Lex um personagem muito mais interessante que o próprio Clark.

    É claro que a série é sobre ele. Sem dúvida. Eu mesmo sou leitor voraz de quadrinhos. Porém acho que a abordagem feita dele nessa série não é boa. Parece muitas vezes um menino mimado e egoista. Burro ao extremo. A maioria dos problemas que ele possui é pela própria incapacidade de ou8vir e cumprir com a palavra. Sempre choramingando. Nunca tomando uma decisão de verdade. Nem com relação as três gatas que o cercam.

    Se não fosse o Lex….brilhantemente interpretado pelo Michael. Acho que essa serie já teria acabado. Não acho que por admirar o Lex mais que o Clark eu tenha manifestado um lado sei lá o que. É só uma constatação do que é mostrado. Acho até o Oliver melhor que o Clark. Nunca aopiaria os crimes que o Lex venha a cometer. Só acho que todos ali são culpados por ele trilhar esse caminho.

    Bom….me expandi de novo.

    Tb achei a cena do atropelamento mal escrita e fraca.

    Valeu !

  10. Rodrigo

    Eu acho que na realidade o Lex sempre foi o cara mal, que seu pai é bonzinho perto dele. O que ocorre é que a série nos leva através da visão do Clark perante as pessoas, a série molda o futuro homem de aço e não o Lex. Clark ,no começo da série, via em Lex um grande amigo , mas com o tempo ele vai percebendo o quanto estava enganado, ou seja, Lex acaba não só enganando-o mas enganando a todos nós.

  11. Marcos Almeida

    Como Smallville não tá lá essas coisas, eu até gostei desse episódio. Mas não tinham um atorzinho melhor pra ser o Duncan? Até eu já tava me irritando com ele. Outra coisa: quero a Chloe mais envolvida nos episódios, ela tá aparecendo muito pouco..quase sempre como uma quebra-galho do Clark e só.

    Ahh, duas pequenas correções: o Lex não teve foi um irmão chamado Julian? No texto acima tá como se fosse irmã. E pelo que entendi do diálogo entre Lois e Clark no hospital, o Duncan passou por uma série de tratamentos desde o acidente e só passou a tomar a nova droga experimental (que envolvia os meterioritos) no dia da primeira morte.

  12. Maurício

    Rodrigo

    Infelizmente acho que a sua visão não é corroborada pelo que a série nos mostra! Basta ver o episódio natalino ao qual me referi.

  13. Kravis

    Smallview pode ser incoerente com tudo mais da DC, mas em uma característica do Super-Homem sempre se manteve infelizmente fiel. O moralismo extremamente irritante e imbecil do Clark. É como o Vinicius disse, o Clark já está pré-disposto a culpar o Lex.

    Mas pra quem tá reclamando do Ollie, ao menos ele não vai aparecer no próximo episódio, já que ele é todo dedicado a mais do “lance kryptoniano”, com alinda Raya voltando a aparecer! Bem que o super-Bobão podia pegar ela, já que teve as manhas de perder 3 mulheres lindas pra 3 caras diferentes AO MESMO TEMPO…

  14. Victor Hugo

    Eu gosto muito de Smallville, assisto desde da 1 temporada e o modo como mostrou Lex e Clark como amigos até agora que eles já não mais amigos….
    Mas o episodio de ontem foi fraco demais…tive uma sensação de Deja Vu…. pois ja tinha visto algo muito parecido em X men 2…. Além da cena do atropelamento foi ridicula..o carro bate em alta velocidade e com força e o corpo do Ducan cai tão proximo do portão….francamente…
    Espero muito pelo episodio que vem Fallout que tem Raya….

    Obs: Alguem sendo atropelado…passou tbm em Supernatural…. concidencia…não!

  15. paulo fiaes

    boa coluna juliano gostei
    velho, eu ja disse q lex eh o personagem de smallville, espero q antes da serie acabar eles n façam a loucura de deixar lex como o idiota dos filmes de superman, sinceramente, ali eh ridiculo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account