Log In

Reviews

Review: Smallville – Hypnotic (episódio 104)

Pin it

cena de HypnoticSérie: Smallville
Episódio: Hypnotic
Temporada:
Número do Episódio: 104
Data de Exibição nos EUA: 30/3/2006
Data de Exibição no Brasil: 18/4/2006
Emissora no Brasil: Warner

Pessoas controlando mentes em Smallville? Já vi esse filme. Muitas vezes, diga-se de passagem. Hug, Delete, Magnetic, Unsafe, entre tantos outros tantos episódios já exploraram esse tema muitas vezes e de maneira muito melhor. Até a explicação pros poderes da antagonista ficou capenga, a ponto de eu preferir que a explicação usada fosse a clichê: infecção por kryptonita. Esse plot já foi tão usado que até os personagens ficaram acostumados. Tanto Lex quanto Lana estão prontos para perdoar os deslizes de Clark, pois sabem que ele estava fora de si. (Chloe, em certo momento, diz que em Smallville, ter uma crise de identidade é um rito de passagem. O que se aplica perfeitamente a série).

Lex, por sinal, nunca foi tão maltratado pelo script quanto em Hypnotic. Reparem na cena em que ele é atacado por Clark. De repente, Chloe chega carregando uma kryptonita, salvando Lex. O problema é: como Lex não viu Chloe usando a kryptonita? Não há nenhum indício de que ele tenha conseguido ver, o que seria o óbvio ululante. Ou é um erro grotesco do roteiro, ou um equívoco grave de marcação de cena. Ou ambos.

Mas nem tudo foi um desastre. Como que o episódio em que Clark e Lana finalmente terminam seu namoro pode ser considerado ruim? Eu só lamento eles terem feito uma história tão besta, só com esse objetivo. (No início do episódio, Clark e Lana estão aparentemente bem, a despeito do desentendimento que eles tiveram no fim do episódio anterior. Mas lembrem-se, Hypnotic foi exibido nos EUA quase dois meses depois de Cyborg, tempo suficiente para os dois se entenderem). E não me entendam mal: o casal Clark-Lana, pelo menos nas primeiras temporadas, era adorável. Mas agora já ‘tava ficando maçante a coisa.

A cena do “break-up” propriamente dito é muito bonita (existe série com um pôr-do-sol mais bonito do que Smallville?) e bem menos melosa do que poderíamos supor, levando em conta os diálogos deles nos episódios anteriores. O desabafo de Lana é perfeito: Não quero outro pedido de desculpas de Clark Kent. O elo mais fraco é (mais uma vez) Tom Welling. Quando comparamos o momento onde ele diz “eu não te amo” para Lana com vários outros, onde ele diz o contrário, veremos que a expressão facial e a entonação dele não são muito diferentes. Uma pena.

E aquela conversa que Martha tem com Clark no final do episódio, apesar de levantar uma questão bem óbvia, não deixa de ter seus méritos. Se Clark preferiu terminar seu relacionamento com Lana ao invés de contar seu segredo, será que ela é o amor da vida dele? A resposta nós já sabemos, mas Clark ainda não.

Clark fazendo Lois desmaiar com um peteleco foi engraçado. Um pouco. Mas, se a hipnose da personagem apresenta um efeito aparentemente natural, porque Martha ficou tão afetada depois de ser hipnotizada? Annette O’Toole apresenta uma certa tendência ao exagero quando sua personagem foge da personalidade habitual. Se em episódios como Spirit, isso funciona muito bem, aqui é o extremo oposto. E Chloe reproduzindo uma das gags mais famosas de Clark (sair em alta velocidade, deixando o interlocutor falando sozinho) foi divertido.

Ah, foi Lex quem recrutou a tal garota (cujo nome nem faço questão de lembrar) para descobrir algo sobre Clark e minar a relação dele com Lana. Mas ela diz a Lex que não descobriu nada sobre Clark e ele acredita (ou, se não acredita, parece que não vai fazer nada a respeito)! E a garota levar um tiro que passa exatamente por seu colar, no trajeto, me pareceu uma desculpa esfarrapada para inserir mais um efeito especial no episódio.

cena de cena de HypnoticA melhor coisa do episódio foi a subtrama de Brainiac (Sim! Ele Voltou!) que se passa em Honduras. O que raios ele está planejando com o tal vírus? A nave também foi parar lá, assim como Lex. Será que ele sabe mais do que disse a Fine? Aparentemente sim, apesar daquele incidente envolvendo kryptonita nos faça acreditar no contrário. Eu sempre gosto quando a série “viaja” para algum lugar, as ambientações são sempre bem-feitas. A lista inclui: Egito, França (ambas em Crusade), Pólo Norte (Commencement) e China (Sacred, onde a parte da cidade foi um pouco mal-feita, mas a região dos templos ficou ótima). No final ele ainda se multiplicou em vários! O personagem poderia virar fixo.

Frase do episódio: Então a moral da história é nunca olhar para os olhos de uma mulher sedutora que use uma relíquia brilhante em volta do pescoço. A menos que seu nome seja Lana Lang, é claro.

Chloe é sensacional. Merecia uma série só dela. Se bem que…Essa série já existe. Passa toda terça na TNT. Assistam. É ótima.

A cena final, com um close no rosto de Lex, dizendo para Lana que ela confiou na pessoa errada é o cúmulo da canalhice/ hipocrisia/ ambigüidade do personagem. Amo muito tudo isso.

Nota: 6 (chega a ser irônico, tudo funciona relativamente bem MENOS a trama principal).

Até o próximo episódio.

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

11 Comments

  1. João da Silva

    O nome da antagonista é Simone, provavelmenteu ma referência implícita ao filme de mesmo nome. Acho que a única coisa que se salva no episódio é a beleza da Nichole Hiltz, que interpreta a Simone. De resto, o episódio é um desastre.

    Acho a Chloe uma personagem extremamente limitada e pouco carismática se comparada à Veronica Mars. Sem contar que a Kristen Bell (que interpreta a Veronica Mars) é muito mais bonita e muito mais talentosa que a Allison Mack, que interpreta a Chloe.

    Mas, em termos de desenvolvimento, dentro da série Smallville, a Chloe só perde para os Luthors.

  2. Juliano Cavalcante

    “Acho a Chloe uma personagem extremamente limitada e pouco carismática se comparada à Veronica Mars. ”

    Discordo veementemente. Embora nos últimos episódios, Chloe não esteja sendo aproveitada como deveria.

    “Sem contar que a Kristen Bell (que interpreta a Veronica Mars) é muito mais bonita e muito mais talentosa que a Allison Mack, que interpreta a Chloe.”

    Aí tudo bem…mas isso não significa que a Alison seja feia e/ou sem talento.

  3. Anderson Vidoni

    A Chloe é pra mim a melhor coisa da série e concordo com o Juliano e adoro a comparação com a Veronica.

    Agora o que me incomodou no episódio foi a Lana e o Clark, quando pensei que tava quase acabado o negocio começa o episódio como se nada tivesse acontecido, o resto o foi bem abordado no texto.

  4. Marcos Almeida

    Já eu não suporto Veronica Mars…acho um porre. Se for assim, espero que Chloe continue só em Smallville mesmo :) …a série anda desandando, mas Chloe continua ótima.

  5. Juliano Cavalcante

    Anderson:

    Eu dei uma (provável) explicação do porque de Lana e Clark começarem o episódio bem.

  6. marcelo

    acompanho esta série desde o começo e sinceramente acho que ela atingiu o fundo do poço. séries boas são Veronica mars e a saudosa buffy, onde o que acontecia entre os personagens ecoava nos outros episódios. não esqueço de um episodio de smaleviule onde clark fica chateado com o seu melhor amigo (esqueci o nome dele). no seguinte, eles agem como se nada tivesse acontecido. triste.

  7. Paulo Fiaes

    concordo com Marcelo, em smallville nao existe continuação, existe uma coisa agora, dois minutos depois ja foi esquecido, triste isso, mas pra mim essa temporada de smallville é a melhor ou pelo menos fica no nivel da primeira. outro coisa, a chloe é muito bonita, a kisten bell tb, agora a segunda é a personagem principal da serie dela enquanto a primeira aperece uma vez ou outra, não dar pra comparar. gostei da coluna juliano, continue assim.

  8. almir

    Foi o pior episódio dessa temporada.
    Muito fraquinho.
    A Chloe pra mim é sem dúvida a melhor personagem.
    Sou super fã dela.

  9. Paulo Ricardo Ferreira Carvalho

    Smallville é uma das séries mais ricas abordando a vida de clark kent e sem dúvida nenhuma, o ator americano Tom Welling é super parecido com o saudoso Christopher reeve, e fica adica os produtores no final de Smallville produzirem o filme com ( Superman ) sendo Tom Welling o ator principal, aí meus queridos a saga do homem de aço estaria completa aqui neste mundo, sendo o maior super herói de todos os tempos.

  10. Valéria

    Uma pergunta que não quer calar… por que a Lana que é uma chata fatura todas e todos e a Chloe que pra mim é o melhor personagem da trama vive uma paião impossivel e nunca é realmente feliz? em cinco temporadas ela foi a única que não teve um relacionamento sério… será que ela vai esperar pelo Clark pra sempre?

  11. Joana

    Acho Clhoe a melhor personagem sem duvidas! Se não fosse por ela eu nem assistiria a serie.
    Soube que na sexta temporada vai rolar em fim um romance entre ela e o Clark. Será que isso é verdade? Se for vai ser incrivel!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account