Log In

Reviews

Review: Smallville – Doomsday

Pin it

Smallville - DoomsdaySérie: Smallville
Episódio: Doomsday
Temporada:
Número do Episódio: 174 (8×22)
Data de Exibição nos EUA: 14/5/2009
Data de Exibição no Brasil: 2/6/2009
Emissora no Brasil: Warner

E chegamos ao fim de mais uma temporada de Smallville. Aos bravos e corajosos que permaneceram fiéis até o fim, eu os parabenizo. Aos que decidiram abandonar o barco após esse episódio, mando minhas sinceras simpatias. Mas para aqueles que assistiram Doomsday, mesmo putos da vida com o rumo da história, e mesmo assim decidiram em dar uma chance para a série e esperam ansiosos por setembro, para esses, eu digo: para o alto e avante, irmãos.

O vigésimo segundo episódio da oitava temporada simplesmente não teve nada de tão grandioso quanto o titulo, mas também não foi tão ruim assim. O único problema é que se você analisar toda a temporada, simplesmente chega-se a conclusão de que Smallville não passou de uma grande enganação.

Vamos dividir as coisas em duas partes. A primeira metade da temporada foi perfeita, a segunda foi uma avalanche mortal. A primeira parte desse episódio foi bem bacana para alguém que não esperava tanto, a segunda parte foi uma avalanche mortal provocada por um terremoto.

Smallville - DoomsdayVamos ao episódio. Cosmic Boy em Smallville nunca é demais. A primeira cena foi perfeita, até deu alguma esperança de que as coisas iriam funcionar. Mas para algo escrito pela dupla PS (Peterson e Souders) esperança nunca é o bastante. Enfim, quando vi a Chloe e o Davis olhando as estrelas, o sentimento de coerência no roteiro me fez sorrir. Será? Será? Será que Doomsday ia ser bom? E na próxima cena, Lois Lane. As chances estavam aumentando, e a expectativa apareceu tímida quando Lois e Clark conversaram pelo telefone. Chegamos ao alto da montanha ao ver reunida quase toda a Liga de Justiça! Ah! Bart Allen… é tão bom tê-lo de volta.

Aí começamos a descer a montanha e nada conseguiu nos frear. Lois foi para o futuro? O que foi aquilo? Reforço para a teoria-ridídicula-chlois? Eu não sei. Pior que isso só matar Jimmy Olsen. Ah, não. Pior que isso é descobrir que o Jimmy não é o nosso Jimmy Olsen. Não, não, pior que isso é esperar pela tão famosa batalha com o Doomsday e a coisa toda durar apenas alguns segundos. Não, pior que isso é ver o Clark com crise de identidade.

Bom, pior que tudo é esperar pela nona temporada.

Smallville - DoomsdayPara o Alto e Avante

Tom Welling estava muito bem em seu papel. Sério? Consegui até sentir alguma emoção ali.

Coquetel de Kryptonita

Eles mentiram para nós! Venderam a alma pela nona [e provável décima] temporada!

Até a próxima, pessoal.

Texto publicado originalmente no weblog Guia de Seriados.
Clara Lima está substituindo interinamente o colunista Hélcio Moreira Jr.

Séries citadas:

30 anos, é formada em jornalismo pela Unesp e em Letras Inglês e Literaturas pela UFRN. No "TeleSéries", já foi colaboradora e editora de Notícias, agora é Editora de Conteúdo e escreve a coluna mensal "Sintonia". Já passou pelo Vírgula e pela Rede BomDia, do DIário de S. Paulo. No tempo livre, vê Bones, Hot in Cleveland, It's Always Sunny in Philadelphia, entre muitas outras séries. Fã do Clark Kent e música country.

Website: http://naliteral.blogspot.com.br/

18 Comments

  1. Victor Hugo

    Eu vi a season finale e foi Ok..como disse a primeira parte da temporada de Smallville foi muito boa depois disso foi cheia de altos e baixos. Não gostei da atitude de Clark ao final do episodio. Realmente não sei o que esperar da nona temporada mas verei já que a CW quer de uma vez por todas cancelar a série já que pos o seu top show na fraca sexta feira… com isso Smallville terminará a sua jornada com cerca de 196 episodios..quem diria!

  2. Ariston

    A sensação foi de broxada… Doomsday??? Cadê? Parecia que os produtores não tinham grana para fazer a luta que eles prometeram durante TODA a temporada. Aliás, eles poderiam ter feito algo pelo menos do nível do episódio do casamento de Chloe. A sensação de “paumolecência” foi total ao final desta temporada de uma série que parecia ir para o seu auge… Uma pena.

  3. Carlos Iago

    Me desanimou ainda mais só a descrição.
    Vou ver Beast hj ainda. Vejo Doomsday em duas semanas.

  4. Aline

    Pior que isso é ver o melhor amigo da Chloe dando as costas pra ela quando o marido dela tinha acabado de morrer e a prima estava desaparecida. Que tipo de melhor amigo faz isso? Ainda mais depois de tudo que a Chloe fez por ele, tudo que ela sacrificou. Não adianta nada ter um amigo com super poderes que pode te livrar das enrascadas, se quando você mais precisa ele não tá lá pra te apoiar. Ninguém merece esse Clark egoísta e emo :/

    No mais, concordo plenamente com a review! É uma pena que depois do 15º episódio tudo desandou, a temporada estava tão boa. Mas o episódio não foi de todo ruim, teve suas partes boas, como a Chloe conversando com o Jimmy. É só que antigamente tínhamos grandes SFs… mas depois da do ano passado, estamos até no lucro esse ano.

  5. luly*

    Bom texto, conseguiu expressar tudo o que eu tbém senti com relação a esse episódio. Teve grande potencial no começo, mas daí vem de novo aquelas histórias malucas e pela milésima vez tem Clark com crise de identidade e, como sempre, preferindo seguir pelo caminho fácil (ficar de biquinho) a usar tudo o que aconteceu e amadurecer.

    Eu não entendi uma coisa: o fofo do começo do episódio falou que o Clark morreria no dia seguinte. OK. Mas ele não disse naquele episódio que tava junto com os outros do futuro que a inspiração deles formarem a Legião de heróis era pela vida que Clark tinha, de salvar o mundo e tal?
    Me explica: era esse exemplo de ‘herói’ que Clark ‘é’ que os inspirou????

    P.S. vi em algum lugar que a nona será a última temporada da série mesmo. Ainda mais com o horário das sextas, a audiência talvez baixe. Fora que nem os atores aguentam mais a história! E com Zod de volta, putz grila! Eles deviam ter encerrado nesse episódio a série, com um grande confronto entre o Clark e o Doomsday. A história tava boa, dava pra fechar a série. Mas se a CW tem lucro com ela, melhor mantê-la se não o canal vai falir de vez. rsrs

    Ah. Tbém odiei a morte do Jimmy. Era um personagem interessante? Não. Mas tinha potencial de melhorar, ainda mais sabendo sobre Clark. Aí matam ele. Em parte, eu preferia que tivesse sido a Chloe.

  6. Diogo

    O episodio qnd vc ve pela primeira vez dá sensação de vazio, mas vc vai vendo mais,e vai gostando mais

    realmente a cena Clark x DD foi terrivel

    Para aqueles que falam que o começo da temporada tava otimo e foi decaindo eu acho q tenho uma explicação…acho q até Bride – eles acharam que ia ser a series finale, qnd descobriram que não, encheram de linguiça pra dar pra mais temporadas

    isso é achismo né, mas se olharem bem, é bem logico, pra mim pelo menos ._.’

    com relação a Jimmy, fiquei triste pela morte dele, mas adorei o jeito dos produtores pra se aproximar da mitologia nesse ponto xD

    e que venha a nona temporada *-*

  7. Cyssa

    Talvez se o episódio fosse dividido em duas partes ficaria melhor. As coisas não se resolveriam de forma tão rápida como foi da metade para o final.

    Concordo com tudo, principalmente: “Pior que isso é descobrir que o Jimmy não é o nosso Jimmy Olsen.”

  8. Carol

    Eu não acompanho a série. Só vejo episódios que têm algum tipo de destaque, tipo, algum envolvendo a Lois e o Clark… Tb ñ acompanho os quadrinhos nem os filmes… A única referência que eu tenho é a série Lois e Clark.

    Assim, tenho uma dúvida: como vcs descobriram que o Jimmy não é o tal Jimmy Olsen? E vcs têm alguma idéia de quem é o Jimmy Olsen?

  9. Patrícia

    Carol, o verdadeiro Jimmy provavelmente é o garotinho pra quem a Chloe deu a máquina fotográfica, que é irmão daquele que morreu… isso faz mais sentido porque nos quadrinhos o Jimmy é um garoto que está começando a carreira como fotógrafo no Planta Diário, enquanto Lois e Clark já são jornalistas, mais velhos e tal… pelo menos é isso que eu acho… se alguém acha outra coisa, fala aí, porque não sou especialista na história original do Superman.

    Quanto ao episódio, concordo plenamente com a review, final decepcionante…

  10. Diego Cardoso

    Foi como descreveu o amigo lá em cima: BROXANTE!!! A oitava temporada foi muito boa na minha opinião, mas a série começou a desantar nos ultimos episódios da temporada. E aquilo que a temporada tanto prometia, o aguardado embate entre Clark e Doomsday foi uma coisa ridícula e broxante que nem acreditei que aquela briguinha de rua foi o embate entre os dois. Tudo se resolveu rápido demais, a cena foi muito curta e mal direcionada dentro do episódio.

  11. Marcelo

    Smallville peca pela rapidez dos desfechos de seus episódios em que as vezes boas estórias se tornam sem sentido, falta mais TO BE CONTINUED…

  12. João Dias

    O que falta a Smallville é ter Lex Luthor de volta com ele a trama fica mais interessante e não decepciona

  13. Hélcio Moreira Jr.

    Excelente review, Clara!
    Queria muito te agradecer por segurar as pontas aqui para mim enquanto resolvia uns problemas pessoais.

    Concordo com boa parte do que você escreveu. A batalha entre Clark e Doomsday foi a coisa mais anticlimática vista numa série sci-fi nos últimos tempos, desbancou até alguns episódios de Heroes neste quesito.

    Como vocês sabem, nunca me importei de mudarem a mitologia do Super-Homem se isto servisse para o bom desenvolvimento da trama e fosse bem realizado, até porque as histórias do Homem de Aço são escritas em quadrinhos e não em pedra e um releitura inteligente de uma obra querida é sempre interessante. Mas infelizmente Smallville não tem side exatamente inteligente nestes últimos anos.
    Confesso que depois do choque inicial, achei corajosa a decisão de matarem Jimmy Olsen, mas na cena seguinte, os produtores se acovardam e decidem que aquele era apenas o irmão mais velho do verdadeiro Jimmy Olsen. Umm… tá certo.

    A metáfora que a Clara usou para analisar o episódio serve muito bem para toda a temporada. Ela começou surpreendentemente bem e se manteve positiva até Lana aparecer, “aí começamos a descer a montanha e nada conseguiu nos frear” e Doomsday foi o túnel no pé desta montanha.

    Mais uma vez, obrigado Clara, obrigado Paulo!

  14. Fernandi Ricca

    E lá vamos nós, o episódio teve partes boas e ruins, eu gostei muito do episodio mas teve partes q poderiamos ter sido melhor aproveitadas, como a luta q nos prometeram a temporada toda e durou apenas alguns segundos aquele criança idiota chorando fala sério? Adorei o cara da legião ter voltado, e a liga da justiça tb claro, adorei o jimmy ter morrido pq ele sempre foi um personagem sem graça, mas se tornar a Amy amyhouse, fala sério foi o fim mesmo, foi com Deus, não gostei de terem transformado o Davis num assassino louco, pq ele sempre lutou compra isso e depois q separam ele, o cara surtou, não entendi nada mas enfim, adorei a lois ter sumido tomara q continue no futuro rs, e finalmente o clark viu q colocou humanos sempre em pedestais e não era bem assim, espero q ele volteimas maduro e adulto na 9 temporada

  15. ROBERTO MIRANDA

    Eu esperava mais da CW. O final de temporada que eu esperava seria assim: Doomsday e Clark travam uma luta sem igual que duraria um episódio inteiro. Mas uns dois episódios antes, Smallville é assediada por OVNIS que planejam capturar o ser mais poderoso do planeta e levá-lo para a Arena, no planeta bélico de MOGUL.
    Cena final: Clark tomba com as forças exauridas e seu corpo Kriptoniano entra em um estado latente para economizar energia, e os terráqueos, desconhecendo a fisiologia alienígena acreditam que está morto. Doomsday está combalido, mas ainda é uma ameaça. O exército atira tudo o que tem ao constatar a morte de Clark e acontece do OVNI raptar o monstro alçando vôo para o espaço sideral.
    Prelúdio da nona temporada: O OVNI chega ao planeta bélico e Doomsday desembarca na Arena de lutas. Ele solta grunhidos ameaçadores para a platéia exaltada. Um borrão vermelho e azul o cerca. O confronto é destruidor. Doomsday apanha, e apanha até que cai sem forças para continuar em pé. Durante um segundo, volta a ser o pacato paramédico. Então, o seu algoz se aproxima para o golpe fatal. Davids o encara e diz: ” Não. Por favor. Eu peço sua clemência. Eu não posso controlar isso.” E o estranho gladiador, que não pode ver direito o seu rosto por que esta contra a luz, trajando um uniforme azul com um emblema no peito responde: “Nesta arena não poupamos a vida de perdedores.” E dispara uma rajada óptica que incinera Davids.
    O publica se empolga e começa aclamr o vitorioso gritando o seu nome: ” Ka-El! Ka-El! Ka-El!”.
    E assim a misteriosa face do gladiador é revelada mostrando um Kriptoniano com a face descarnada, efeito da radiação da guerra travada em Kripton. Então ele alça vôo e sai de cena.

  16. Icaro

    O Problema da maioria é não saber o que torna uma série em algo ótimo de se ver, muitos visam somente o poder do Clark, a ação, e poucos visam o roteiro o desenrolar das temporadas…. voltemos para a 1ª temporada, lembrando de quando Clark era um adolescente apaixonado sem qualquer preocupação na vida até aquele louco acordar do coma e atacer meia duzia na sua vingança absurda e sem sentido, após isso se dá inicio a jornada rumo ao heroismo, verdade que durande algum tempo os produtores se perderam na historia ou até mesmo em temporadas completas. Mas se Smallville fosse somente Ação, efeitos especiais e pancadaria sem sentido, tal atitude (ou falta dela) dos produtores seria inperdoavel, só que a série não é de Ação e sim DRAMA, o que faz com que a historia fica mais interesante do que a ação, se a pancadaria final do 22X8 foi rapida, paciencia o que vale no final é como a historia foi escrita até ali, e como tudo se deu até o presente momento…. Para quem é fã não só do Smallville mas com de varias séries seba do que estou tentando falar, para aqueles que pensam saber o que é série… vão procurar outra coisa para fazer… pois vocês não passam de uns palhaços.

  17. Cesar Adriano

    Icaro, você deve ter adorado Superman o Retorno, eu adorei, pois lá a estória é investida no personagem, na sua solidão, e não na ação, (ninguém gostou…azar, grande filme!).

    Doomsday não vi ainda, mas, umas das marcas de Smallville, é a pauleira, a ação, e o Tom Welling sempre se saiu melhor nesse quesito do que bancar o chorão estilo Grays Anatomy.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account