Log In

Reviews

Review: Smallville – Apocalypse

Pin it

Smallville - Apocalypse
Série: Smallville
Episódio: Apocalypse
Temporada:
Número do Episódio: 150 (7×18)
Data de Exibição nos EUA: 1/5/2008
Data de Exibição no Brasil: 20/5/2008
Emissora no Brasil: Warner

Pois é, eis o episódio de número 150 de Smallville e não só especial no número, mas pelo diretor, Tom Welling! Ele não se conforma só em aparecer como Clark Kent… Bem, já de primeira, o que vocês acham melhor: o Tom Welling por trás ou na frente das câmeras???

Se em parte o episódio guardava toda essa expectativa dos fãs de ver se o Tom ia mandar bem, parece que ele esqueceu foi de se preocupar com sua atuação! Eu sempre achei o ator cheio de caras e olhares (que nervoso da sobrancelha!), mas fala sério, ele tava muito, mas muito ruim!!! Felizmente, eu consegui desviar da cara dele e me concetrar somente nos fatos, mas que ele estava horrível, ah, estava!

Bem, vamos à história: depois do Clark descobrir sobre a “viagem do tempo” da prima e do Brainiac, ao invés dele fazer algo, não, fica mais uma vez se lamentando sobre sua existência! Ah, caramba! Só faltou a pobre Chloe chorar e implorar para Clark tomar uma atitude! Ele demorou tanto a pensar, que Jor-El decidiu primeiro e decidiu lhe mostrar como seria a vida sem Clark Kent. Nessa vida sem ele, descobre que seu pai está vivo e com filho chamado também, Clark Kent. Chloe está noiva e muito feliz, Jimmy tá de gravata borboleta e Lana está casada com dois filhos. Ah, e Lois até dá em cima dele!

Mas, nem todas as descobertas trazem algo de bom, já que Clark descobre que seu presidente é nada mais, nada menos que Lex Luthor! Pra piorar, Kara é irmã adotada de Lex e trabalha para ele. Ela prende Lois e Clark corre atrás de descobrir o porque da prisão da amiga, até reencontra a ex-xerife (P.S. nem percebi quando ela sumiu, alguém aí se lembra? Ela morreu? Boiei…) e consegue salvar Lois na corridinha e agora ela pensa que ele é um infectado. Falar neles, Lex virou herói depois de prendê-los. Então, Lois mostra a Clark os planos de Lex explodir uma bomba nuclear. Quando C.K. vai ver, quem é o conselheiro do presidente? Milton Fine, o Brainiac. Felizmente, Clark percebe a burrada que fez ao dizer que sua vida não valeu de nada.

Nisso, Clark consegue se infiltrar dentro de onde Lex está (é a mansão dele pintada de branca?) e dá de cara com Kara (!) e tenta contar sobre os planos de Brainiac. Mas a priminha já tinha falado com Lex, mas óbvio que o próprio estava por trás disso. Para resumir: Clark e Kara são priminhos igualmente burr…ingênuos ao tentar convencer Lex de não continuar com a bomba, mas de nada serve já que levam tiros de meteoro e as bombas rolam soltas. Jericho?! Brainiac aproveita para destruir Clark, sem antes dizer que Lex ficará bem por ser o hospedeiro, Zod está vivo e Kara ajudará a repovoar a nova Krypton na Terra e ainda fala com um vozeirão “Você não pode mudar o curso da história Kal-El”. Infelizmente nosso querido Clark descobriu isso tardiamente, ou não, já que do nada ele aparece envolto numa luz forte, levando um papinho com o papai nervoso e paciente, Jor-El, que logo diz que ele não terá uma segunda chance caso faça mais uma burrada!

Depois da bronca, Clark toma tendência e avisa a Chloe que vai impedir Brainiac. E eu doida pra ver Clark voar, que nada, ele chegou em Krypton sei lá como pela Fortaleza. Kara tá quase se dando mal, mas Clark chega para acabar com Brainiac, mas toma um empurrão (e ele é o Superman). Mas Kara consegue parar Fine e Clark coloca sua versão baby na nave. Depois a prima diz ter matado Brainiac. Eis a questão: a cara dela estranha, só deu a idéia dela ter amassado o vilão, será que matou mesmo? Bem, apesar disso, quando Clark volta a Terra, descobre que Lana tá é pior! Lex até tentou dar uma de espertinho para ver se Clark falava o real motivo do estado de Lana, felizmente C.K. não deu mole pro vilão! Ufa! Só faltava essa, contar seu segredo ao vilão por causa da chata da Lana! Mas, pensando bem, Clark já tá deixando isso acontecer ao nem se lembrar das chaves nas mãos de Lex, né? Mas já tá tarde demais…

Enfim, Clark tá lá no Planeta Diário mais uma vez, até parece que qualquer um pode ir entrando na redação do jornal e mexer nos computadoresm né? Bem, nisso, Lois tenta consolá-lo, mas ela não consegue muito não, e o chama para sair e afogar as mágoas. Até na vida sem C.K. ela já havia chamado ele pra sair… Adoro essas cenas deles! Ainda mais porque a gente já sabe no que vai dar. No final, Kara está tomando seu leitinho da madrugada quanto sente muita dor de cabeça e cai no chão, depois ela faz um olhar meio “assustador” pra deixar a gente curioso para saber o que ela viu pra fazer aquela cara.

Smallville - ApocalypseEntão, esse foi o episódio. Na minha opinião, de quem não entende bolhufas de direção, acho que o Tom se saiu bem fazendo ‘mais um’ episódio da série, que a gente nem notaria as mãos dele por trás, se não tivesse lido por aí. Não vou dizer que foi ruim, mas regular, e melhor do que o da semana passada. Foi interessante que tudo ia dar certo por um lado, e errado por outro, sem Clark na Terra. Foi chato não poder rever o Jonathan e a Martha! Mas, enfim, vamos seguir a, se não me engane, dois episódios restantes da temporada!

P.S. Não poderia deixar de agradecer ao apoio da galera aos meus textos sobre a série! Ressaltando que tô aceitando críticas, construtivas, e sugestões, elogios, enfim, a opinião de vocês! Valeu e até a próxima!

Séries citadas:

18 Comments

  1. Fernando Carvalho

    Eu esperava muito mais desse episódio quando ele foi anunciado.

    Foi uma decepção para mim, e olha que sempre gostei de histórias que mostram realidades alternativas e isso vale para gibis, séries e filmes.

    Alguns pontos valem ser ressaltados:

    1) Um outro rapaz estava na fazenda, seu nome Clark Kent. Jonathan e Martha queriam ter um filho, então como Clark não caiu na terra eles adotaram outro garoto, ou tiveram biológicamente. A Martha pode ter conseguido algum tratamento e tido um filho. Que, ao que tudo indica, era mais novo que Clark, Clhoe e companhia, já que usava a jaqueta de jogador da escola;

    2) Sei que eles teriam de pagar aos atores pela participação, mas teria sido bacana ver Jonathan e Martha no episódio;Eles poderiam até morrer por causa da destruição promovida pelo “Presidente Lex”, mas, com certeza teriam tido uma vida mais tranquila até aquele momento;

    3) O Lex sem a influência de Clark durante os sete anos de convívio já chegou na Presidência????? Essa história de um Presidente tão jovem e com tanto poder a ponto de destruir o mundo sem ninguém que o impeça, opinião pública, imprenssa, setores do governo e oposição…muito forçado;

    4) E uma moça tão jovem quanto a Kara ocupando um Ministério…FORÇADOO!;

    5) Gostei de ver a Chloe casando e feliz, gosto muito do personagem dela;

    6) Eu me lembrava da Xerife Celia, ela apareceu vários episódios e depois morreu, na casa do Lex quando uns ex-policiais queria matá-lo e ele ficou preso num quarto do pânico com a Lana.

    Lu Lima. Gostei do seu artigo. Só acho que vc deveria ter se concentrado mais em expressar sua opinião acerca do episódio e menos em narrar o que houve.

    Episódio bem ruizinho. E acho que não vou ver a próxima temporada sem a Kara!!! Essa não…

  2. Carlos Iago

    A Xerife morreu na 5ª Temporada, tomou um tiro!
    Esse episódio me decepcionou um pouco, mas até que foi legal, gostei!!
    E a Kara!? Será que ficou igual a Lana!?!?!?!

  3. Fernando Carvalho

    Eu achei esse episódio péssimo.

    Sei que coloquei minha opinião no post anterior mas não consegui me expressar direito.

    Puxa Vida! É o episódio número 150 da série. Deveria ser um episódio muito legal para celebrar uma marca difícil de ser alcançada na TV americana, independente do público alvo e da emissora. 150 episódios não é para qualquer um.

    Que eles queriam mostrar uma realidade alternativa em que o mundo seria piór sem o Clark eu entendo e acho bacana. Mas fizessem uma coisa direita. Tivesse participações do Jonanthan, Martha, do Peter, e aparecessem os verdadeiros pais do super, a Lara (reaparecesse) e o Jor-el. E não estragassem o momento da explosão com ele mesmo se colocando na nave. Que ele aparecesse lá, beleza, mas seria bem mais legal se ele visse seus pais biológicos o colocando nave.

    E que coisa mais idiota aquele lance do Brainiac ter de eleger o Luthor presidente para que este acionasse o arsenal nuclear. Um computador ultra avançado de um povo com tamanha tecnologia que lhes permite transcender tempo e espaço não poderia ele mesmo invadir os sistemas? Se até a chloe invade o que quer a hora que quer?

    Na minha opinião….um episódio absurdamente idiota e que em nenhum momento foi divertido.

  4. Lu Lima

    “E não estragassem o momento da explosão com ele mesmo se colocando na nave. Que ele aparecesse lá, beleza, mas seria bem mais legal se ele visse seus pais biológicos o colocando nave”

    É mesmo Fernando, cadê os pais dele alí? Vai dizer que a nava saiu sozinha com o Clark colocado automaticamente dentro dela? Teria mesmo sido legal ver os pais dele.

    Ah, eu disse minha opinião sim, puxa, é que tinha muitos acontecimentos, aí fui falando e explicando, para não ficar um post imenso, se não ninguém iria ler. Mas tudo bem, vou prestrar mais atenção no que vc disse.

    seriesmusicafilmesetc.blogspot.com

  5. Cyssa

    O Tom Welling já dirigiu antes.
    Primeiro foi o episódio “Fragile” (da menina que quebrava vidros e do beijão entre Lana e Lex no final).
    O outro foi “Hydro” (com a Tori Spelling de “Barrados no Baile” como a repórter que se transformava em água e tem aquela cena legal da Lois beijando o Clark vestido de Arqueiro Verde diante do próprio Oliver Queen – muitos acham que, pelo Tom estar dirigindo, a atriz Erica Durance beijou mesmo foi um dublê).
    Até acho o Tom Welling melhor diretor do que ator, mas nada disso adianta para Smallville. O que falta é roteiro bem definido e um bom texto.

  6. Mônica A.

    O episódio não foi dos melhores, mas também não foi ruim assim. Já vi bem piores.
    Também adoraria ter visto ao Martha e o Jonathan. Eles fazem muita falta.
    Agora, acho que a visão do Clark sem ele na Terra, se passa bem depois da época em que ele está no inicío do episódio. Além do Lex ser presidente, a Lana já casou e tem dois filhos e a Lois tem até um Pulitzer. A tal visão deve ter sido ao menos uns cinco anos à frente.
    O episódio foi bem dirigido, mas embora eu concorde com a maioria e ache o Tom Wellingo um ator de regular a ruim (às vezes ele fica bem), ao menos ele é muito bom de se ver. ;)

  7. Lu Lima

    Cyssa, não sabia que ele havia dirigido antes não! Diga-se de passagem que os episódios que vc disse que ele dirigiu antes, foram ótimos:
    “Fragile” e “Hydro”

    Mônica A.,
    “Põe bom de se ver nisso! Ele é lindo, bem que podia ser bom ator tbém!

  8. Thiago Sadoco

    Algumas considerações:

    – Tom Welling dirigindo não acrescenta nada à série. Qualquer outro diretor de Smallville faz igualou até melhor (James Marshall é um).
    – Cyssa, mesmo na direção ele pode atuar. Um exemplo é Clint Eastwood, que dirigiu e atuou em “Menina de ouro”. O diretor nem sempre manuseia a câmera. Pra isso existem os câmeras.
    – Em Krypton, se não to enganado e, se estiver me corrijam, Clark não é Superman por causa do Sol Vermelho, que tira seus poderes.

  9. Darth Cesar

    Pra um episodio de número tão importante ficou bem abaixo, mas não foi dos piores, o engraçado é que os roteiristas criaram na realidade alternativa algumas coisas que já tinham que ter encaminhado na realidade presente do Clark, por exemplo, a cena do Clark disfarçado de óculos foi boa, e me pergunto: quando é que ele vai se interessar por jornalismo? A Lois e o Olsen alternativos ficaram melhores pela proximidade com os filmes.
    Quando vi as fotos na internet da Kara vestida de executiva e ao lado do Lex, pensei em algumas coisas das HQ, pois tem uma fase, se não me engano que ela trabalha para o Lex, o que seria até interessante… até entendo a ingenuidade dela como adotada pelos Luthor, mas a derrota do Brainiac foi muito fácil, ainda mas com os primos sem poderes, mas afinal, por que o Brainiac queria tanto a Kara? Pra abrir um stargate pra Kripton? Ou pra matar ele no fim?

  10. Rubens

    Só uma pequena correção: A expressão não é “tomar tendência”, e sim “tomar tenência”…

  11. Lu Lima

    Thiago Sadoco,
    Bem, pelo que vi no episódio teve isso do Clark e da Kara sem poderes lá em Krypton. Agora se isso é real, não sei.

    Outra coisa: tbém achei muito fácil aquela derrota do Brainiac, não gostei não.

    Rubens,
    valeu, é o meu jeito de escrever mesmo.

  12. Darth Cesar

    Reforçando: Em Kripton, eles são normais (até que ponto não sei), pois o que da poderes aos kriptonianos é o nosso sol amarelo.

  13. Marcio

    Reforçando mais um pouco: nos quadrinhos, o Super mantém os seus poderes por um tempo, sem a presença do sol, até eles irem se esgotando progressivamente com o uso. Mas na presença de um sol vermelho, ele é zerado de imediato, daí o fato dele ser tão normal lá em Krypton.

    Episódio mediano, com muuuuitas coisas forçadas demais, mesmo levando em conta que foi tudo “na imaginação” criada por Jor-El.

  14. Joelma

    Lu, eu não lembro de ter assistido o episódio em que aparece o Pete Ross… ele passou no Brasil? ou eles pularam o episódio?

  15. Lu Lima

    Joelma,

    se vc está falando do episódio desta 7º temporada, passou na Warner sim. O nome do episódio é “Hero”, o 13º episódio e passou aqui no Brasil dia 15/04.

  16. Mica

    Bom, só assisti o episódio hoje (e por isso ninguém vai ler meu comentário, hehe), mas eu realmente gostei do episódio. Talvez pq eu tenha ficado uns dois meses sem assistir a série, sei lá.
    Adorei as cenas da Terra alternativa (sem Clark Kent, mas com Clark Kent ‘visitando’), mas um dos grandes motivos foi justamente o fato da vida de todos terem andado para um rumo muito melhor e principalmente pq Lois pode ser Lois..e tratar o Clark exatamente como ele merece ser tratato.
    Também gostei da Kara nessa versão, e mais uma vez Lex mostrou que para ele os fins justificam os meios, mas que apesar de tudo o que ele realmente deseja é o bem estar da humanidade (de uma forma meio estranha, mas deixa quieto).

    Curiosamente as melhores cenas do episódio foram na versão alternativa. Quando a coisa se desenrolava na versão original tudo degringolava (em especial as lamentações do Clark, o absurdo dele ter chegado a Krypton pela Fortaleza, para que brainiac precisava da Kara mesmo?, o não aparecimento dos pais verdadeiros do Clark lá em Krypton…). Mas gostei da cena do Lex com o Clark no celeiro.

    Pq a Kristin Kreuk não aparece nos últimos episódios?

    Particularmente gosto muito mais do Tom dirigindo que atuando.

  17. Josiane Azevedo

    Ola eu acho q so saberemos se o tom welling é ou naum um bom ator quando ele sair das sobras de SMALLVILLE, ele tem que atuar num filme de drama, romance etc… ta na hora dele fazer mais filmes, afinal eu acho q ele tem mto pra mostrar ainda, so precisa sair um pouco do clark kent… i love you tom…kiss

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account