Log In

Reviews

Review: Roma – Death Mask

Pin it

Cena de Death Mask
Série: Roma
Episódio: Death Mask
Temporada:
Número do Episódio: 19
Data de Exibição nos EUA: 4/3/2007
Data de Exibição no Brasil: 27/5/2007
Emissora no Brasil: HBO

Episódio bastante movimentado, apresentando alguns desfechos e reviravoltas importantes. Comecemos pela disputa entre Servília e Átia. No mundo dos vivos, com a morte de Brutus, Átia saiu-se vitoriosa. Entretanto, sendo uma mulher piedosa, resta a Servília um último trunfo. Quem é aquela por quem os deuses demonstrarão alguma forma de interesse? Não o sabemos ainda.

O episódio tem início com o luto de Servília. Mas a cena é interrompida para dar lugar às bodas de Jocasta. Como Átia previra, a moça após ficar órfã e perder toda sua fortuna, buscara refúgio e proteção em sua casa. Átia acolheu-a, porque já tinha seus planos para casá-la com Posca. Seria uma forma de estreitar os vínculos com o ex-escravo de César que continua servindo Marco Antônio.

A cerimônia de núpcias transcorre tranquilamente quando, de repente, ouvem-se vozes vindas da rua. Átia vai verificar o que se passa e se depara com Servília acompanhada de sua escrava, coberta de cinzas, ajoelhada diante de sua porta, clamando ininterruptamente:

Átia dos Julius, eu clamo por Justiça!

Átia decide ignorar a situação, pensando que Servília desistirá rapidamente de seu protesto. Mas o tempo passa e Servília permanece no mesmo lugar.

A cena seguinte nos prepara para o próximo desfecho. Otávio, Lépidus e Marco Antônio iniciam uma reunião de trabalho. Otávio toma a palavra:

É claro que nós três não podemos mandar juntos ao mesmo tempo. Só vamos nos confundir e contradizer a nós mesmos.

Marco Antônio concorda e Otávio prossegue dizendo que devem então dividir as responsabilidades. Marco Antônio pergunta o que ele propõe. Otávio responde:

Sugiro dividir o território de Roma em três.

Após olhar em direção ao mapa, Marco Antônio admite que a proposta é razoável e levanta-se. Novamente temos uma aula prática de política, ou melhor, de geopolítica. Como governar e administrar um Império?

A metáfora não poderia ser mais perfeita. Tomando a espada de um soldado, Marco Antônio recorta os pedaços do mapa entregando a cada um a sua parte: Otávio ficará com Roma e o Oeste (Europa). Ele, Marco Antônio, ficará com o Egito e as províncias orientais (Oriente Médio). Lepidus ficará com a África (norte da África).

Cena de Death MaskOtávio reage. Fazer os romanos felizes e unidos com um Senado insatisfeito e, ainda por cima, manter os gauleses e germanos desordeiros sob controle é um trabalho duro. Olhando para Marco Antônio lembra-lhe que o dinheiro e a riqueza estão no leste. É de lá que vêm os suprimentos para Roma e a maior parte dos impostos.

Marco Antônio entende a insinuação e tenta acalmá-lo afirmando que toda riqueza arrecadada irá para um caixa único e será dividida em três partes iguais. Na verdade, a divisão que propõe será meramente administrativa. Nesses termos, Otávio concorda e temos assim a formação do segundo triunvirato.

Átia não suportando mais a pressão de Servília, decide ir ao seu encontro, acompanhada de seus familiares, incluindo Marco Antônio e Otávia. A esta altura dos acontecimentos, a figura de Servília é impressionante. Finalmente, diante da presença de Átia, suja, ajoelhada, acompanhada da escrava e rodeada pelos transeuntes, ela proclama solene como uma sacerdotisa:

Pelos Deuses do mundo inferior, eu, Servília, da casa dos mais antigos e sagrados Julius, de cujos ossos, as sete colinas de Roma são feitas. Eu ordeno que ouçam. Amaldiçoem esta mulher. Enviem-lhe amargura e desespero para toda a sua vida. Que ela não sinta nada, mas cinza e ferro. Deuses do subterrâneo, tudo o que me restou. Eu me dou em sacrifício, se fizerem isso acontecer!

Tendo proferido essas palavras e, diante de todos os presentes, Servília puxa seu punhal e se mata. Em seguida, sua escrava faz o mesmo, matando-se com o mesmo punhal, após despedir-se de sua senhora. Átia, como todos os demais assiste a tudo chocada. Muito provavelmente não pensara que Servília pudesse chegar a este extremo.

A vida prossegue apesar do desfecho e das maldições de Servília. Marco Antônio recebe a visita de Herodes, o tetrarca da Galiléia. O objetivo é simples. Herodes quer subornar Marco Antônio para que ele o apóie a tomar o trono da Judéia. O valor do presente é 10.000 kg de ouro. Marco Antônio aceita e o acordo é firmado. Roma apoiará Herodes.

Herodes sai do encontro satisfeito. Mas ele não imagina que a poucos metros, Levi e Timon estão vigiando seus passos. Na perspectiva de Levi, a salvação de Israel depende deles. A estadia de Herodes em Roma é uma excelente oportunidade para matarem-no em nome de seu povo.

Enquanto isso, Posca tenta convencer Marco Antônio a dividir o presente de Herodes com ele. Diante da negativa, Posca decide alertar Mecenas, pedindo-lhe discrição. Mecenas avisa a Otávio que, por sua vez, vai tirar satisfações com o próprio Marco Antônio. Segue-se novamente uma troca de ofensas entre ambos.

Mecenas tenta apaziguar os ânimos e fazer um novo acordo entre eles. Propõe que o presente de Herodes seja dividido em três partes iguais e que, doravante, os três se consultem a respeito de todos os assuntos de Estado. Todo o dinheiro ou recurso obtidos deverão ser recolhidos em um tesouro único que ficará sob a supervisão de um sacerdote. Marco Antônio e Otávio concordam e novamente fazem as pazes.

Átia presente a reunião pede a ambos que apertem as mãos. Após o gesto, Otávio faz menção de voltar ao trabalho. Mas Átia tem outra questão a tratar. Ela sugere que o povo merece uma demonstração mais eloqüente do acordo existente entre eles e, para isso, propõe a celebração de um casamento entre as duas casas. Evidentemente, ela está pensando no seu próprio casamento com Marco Antônio.

Otávio concorda que não é má idéia. A celebração de um casamento entre as duas famílias, de fato, selaria aos olhos da plebe a união e a amizade entre eles. Marco Antônio também concorda, provavelmente pensando a mesma coisa que Átia. Otávio pede então que a mãe se retire lembrando-lhe que uma mulher não deve participar das negociações de casamento. Ela obedece feliz. Finalmente seu sonho se concretizará. Procura pela filha, mas Otávia está com Agripa, com quem vem mantendo um tórrido romance.

As cenas se precipitam e novamente vemos Levi e Timon planejando o atentado a Herodes, que permanecerá em Roma para as núpcias de Marco Antônio. Para Levi a festa será uma ótima oportunidade para darem cabo de Herodes. Timon hesita.

Somos então introduzidos ao casamento de Marco Antônio e Otávia. Sim, leitor, um golpe de mestre de Otávio. Em um canto, vemos Átia e em outro Agripa, dois amantes deixados à deriva pelas circunstâncias da política. Mecenas conversa com Agripa, enquanto Otavio explica à mãe as razões que o levaram a casar Marco Antônio com sua irmã. Em seguida, o próprio Marco Antônio tenta fazer o mesmo. Átia está profundamente ferida.

A festa prossegue. A procissão com os noivos e os convidados é aclamada pelo povo nas ruas. Herodes está entre eles. É hora de Timon e Levi agirem. Mas Timon se recusa a matar Herodes. Não quer mais sangue e violência em sua vida. O conflito entre os irmãos é inevitável. Com seu punhal, Levi decide, ele próprio, atacar Herodes. Timon tenta impedí-lo. No embate que se segue, Levi se fere com o próprio punhal. Morre nos braços do irmão, almadiçoando-o.

Enquanto isso, no Aventino, Irene está grávida de um filho de Pullo, mas Gaia deseja ter Pullo para ela. Ao mesmo tempo, a filha de Vorenus decide trair o pai com um dos homens de Mêmio, líder da gangue rival. As nuvens começam a ficar carregadas. Uma nova tempestade se anuncia para os nossos heróis.

Séries citadas:

10 Comments

  1. Cristiano (Highlander_Master)

    Esse é o da semana passada. O desse domingo é que foi espetacular. Mas esse que vc comentou, também foi bom, a parte da Sevillia foi genial. Roma é genial, Roma merece o emmy. To fazendo campanha pra ela… hehe.

  2. Cristiano Vieira

    Eu também achei esse episódio muito bom. Aliás eu sou suspeito né? Estou até me estranhando. Achando tudo muito bom, Roma, Battlestar, Dexter…

    Mas o desfecho da Servília chegou ao clímax.
    Mecenas cresce.
    Herodes dá a cara.
    E o sexo foi protagonista nesse episódio.

  3. Darth Cesar

    Triste fim para Servilia, para quem tinha tantas ambições… achei mais comovente a morte do Brutus, gostava do personagem.
    Estou me surpreendendo com a atuação do ator que faz o Otavio/adulto, genial, frio e calculista, muito bom tambem o seu lado conservador, o ator adolescente era fera tambem, Roma tem um elenco fabuloso.

  4. Thais Afonso

    Esse foi meu episódio favorito. Muita política, muitas confabulações, eu nem acredito que aconteceu tanta coisa em apenas um episódio. Meu coração quase se partiu junto com o da Átia, apesar de meu cérebro ter concordado com o Otávio.

  5. Cristiano (Highlander_Master)

    O ator que faz o Otávio adulto é muitooo melhor que o anterior…

    Esqueci de falar disso, a morte do Brutus foi genial, honrosa mesma.

    O meu favorito ficam empatados ainda o desse domingo, e o penultimo da primeira temporada.

  6. Lucas Barreto Gomes Leal

    odeio quando posto e não vai!!!

    “Tendo proferido essas palavras e, diante de todos os presentes, Servília puxa seu punhal e se mata. ”
    essa cena foi realmente chocante, eu fiquei de queixo caido, a frieza dela realmente se matar e dela ficar ali dias só pra fazer isso mostra o quanto uma criatura pode odiar outra!

    Cristiano “O ator que faz o Otávio adulto é muitooo melhor que o anterior…”
    é melhor sim, mas a personagem tb ajuda, o Otávio evoluiu mto e agora fica mais facil parecer que o ator é melhor, mas o fato é que esse ator adulto é melhor sim, o que não significa que o outro é ruim, eu to com o Darth Cesar, o ator ‘mirim’ (adolescente) era mto bom tb!!!

    Laura mto bom review, um dos melhores até agora pra mim, parabens!

  7. Laura Gomes

    Cristiano, eu também gostaria muuuuitoooo que ela ganhasse vários Emmys…rs. Lucas, muito obrigado.

  8. katia

    DE TODAS AS CENAS DE SEXO EM QUE O SERIADO EXIBE, ALGUMAS BEM FORTES E APELATIVAS A MELHOR FOI A DE OTÁVIO COM SUA ESPOSA. POR TODA A FOTOGRAFIA E COMPOSIÇÃO FOI MELHOR QUE AS CENAS DE MARCO ANTONIO

  9. Pingback: Sri Yogindra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account