Log In

Reviews

Review: Private Practice – Nothing to Fear

Pin it

Private Practice - Nothing to FearSérie: Private Practice
Episódio: Nothing to Fear
Temporada:
Número do Episódio: 22 (2×13)
Data de Exibição nos EUA: 22/1/2009
Data de Exibição no Brasil: 20/4/2009
Emissora no Brasil: Sony

Peter Finch, enfim tem uma atividade médica mesmo que isso signifique ajudar um médico com câncer a morrer. Ele quis ajudar não porque com ou sem a ajuda dele Alexander morreria, mas sim porque nunca um paciente lhe deu uma visão tão clara e possível do próprio futuro.

Depois de perder a esposa, Pete banca de garotão esperto e é o único personagem que até agora não disse a que veio, aliás, o que sabemos dele de relevante é a morte da esposa. E mesmo que essa temporada não tenha chegado ao final, é evidente o crescimento de alguns personagens, mas Peter continua o mesmo do episodio piloto, até Dell teve espaço na serie. Esperemos pra ver se isso muda. Fato é que foi triste ver uma pessoa comer 16 comprimidos de Alprazolam, mais 12 de codeína em pó, relaxantes, soníferos e um resto de LSD que sobrou de uma festa em 1972.

Do outro lado, a relação de Kevin e Addison por fim se resolve, os dois não estavam bem desde Archer, mas adiaram a conversa, ou esperaram pra que Addie tomasse a atitude que sempre toma quando um homem a deixa entediada: trair. É incrível que a “mocinha” sempre encontre motivos para justificar, e é mais incrível ela achar que está certa e que a culpa do relacionamento ter chegado a este ponto é de Kevin. A pergunta é: há alguém que se encaixe no mundo de Addison F. Montgomery?

Enquanto isso, ela cuidou do bebê de Judy, a paciente que alguns episódios atrás decidiu dar seu filho para adoção. A criança precisava de cirurgia e como os pais adotivos não quiseram tomar nenhuma decisão, Judy teve a oportunidade de ser mãe, pelo menos uma vez, o que a fez questionar se seria o certo entregar a criança. Eu estava torcendo pra que isso não acontecesse, mas ela realmente não tinha condições e fez o que era melhor para o bebê.

Private Practice - Nothing to FearOutra parte muito boa do episódio foi Violet descobrindo que está grávida e Charlotte pedindo Cooper em casamento. Sobre a Violet não saber quem é o pai só digo o seguinte: espero que não seja do Pete porque ainda acho que Shonda Rhimes quer vê-lo com a Addison e seria demais ele estar com ela e ser pai do filho de Violet. Sobre Charlotte, estava claro que ela não estava em perfeito juízo e Cooper agiu certo ao dizer não, mas é lógico que isso vai abalar a relação dos dois já que ela é insuportavelmente orgulhosa demais pra entender e aceitar.

Bom, para aqueles que não sabem, Jay Harrington encerrou sua participação no episodio passado porque está em outra série agora. Ou seja, só serviu de “Ricardão”. E está de volta Grant Show, para o então esperado crossover.

Séries citadas:

Bacharel em Direito e servidora pública. Já chegou a ver mais de 30 séries, mas hoje prefere ter vida social. Atualmente acompanha Arrow, The Good Wife, The Voice e Scandal.

11 Comments

  1. tiago

    estou junto com os eua, e é incrível como Private Practice cresceu depois do crossover com Greys

    tá muito boa!

  2. Paulo Serpa Antunes

    Eu acho tão divertido ver como você se irrita com a Addison, Lara! Rerere. A questão é que a grande inovação que a Shonda trouxe pra televisão americana foi desenhar duas séries onde as heroínas não são nada virtuosas. Meredith é cheia de complexos de infância, Addison é simplesmente mimada.

    A experiência de assistir este episódio na Sony foi muito rica pra mim porque na sequência o canal passou o episódio de Grey’s Anatomy que aparece a mãe do Derek. E tem lá um diálogo muito legal onde ela diz que ele tem que ficar com a Meredith – porque ela complementa ele, diferente da Addison. No contexto achei isto muito, muito legal – um episódio justificando a declaração do outro.

    Ah, e fui eu que selecionei as fotos que ilustram a coluna – e sei que o mais correto era colocar uma foto da Addison, ou da Violet. Mas eu postei a foto do paciente para deixar avisado: este é o episódio que vai dar a primeira indicação ao Emmy de Private Practice.

    Podem anotar: um dos cinco indicados a melhor ator convidado em drama será o Joel Grey.

  3. Roosevelt Barros

    Eu particularmente não gosto de Grey’s Anatomy e pra mim não seria interessante acompanhar uma cria (ou spin-off como queiram) da mesma, mas como terça-feira foi feriado e estava de bobeira comecei a ver (do meio para o final) este episódio de private pratice e gostei bastante, mesmo não entendendo muito bem o universo dos personagens. Então gostaria de saber da opinião do pessoal do teleséries: Vale a pena acompanhar a série?

  4. Mônica A.

    Vale muito à pena acompanhar Private Practice, Roosevelt. É muito melhor que Grey’s Anatomy.

    Esse episódio foi muito bom. Já o vi há um tempinho, mas lembro de quase tudo. Concordo com você, Paulo. A participação do Joel Grey vale um indicação ao Emmy.

    Acompanho a série junto com os EUA. Já se sabe o sexo do bebê da Violet, mas ainda não sabem quem é o pai. Também acho que seja o Sheldon. E, como a Lara, também acho que a Shonda que juntar o Pete e a Addison.

    Cada vez mais adoro o Cooper e a Charlotte. Não gostava dela no começo, mas agora é uma de minhas personagens preferidas. Torço muito pelos dois.

  5. Giselle

    Assiste sim Roosevelt.
    Concordo com a Mônica é muito melhor que Grey’s Anatomy.
    Adorei este episódio.
    Chorei junto com o Pete.
    Também gosto muito do Cooper com a Charlotte e achei que ele tomou a decisão certa.
    Quanto a Addison acho ela muito indecisa. Aff !!!
    E adorei a Naomi dando uns pegas no irmão da Addison ahahahahah !!!!!

  6. Isabela

    Cada vez mais adoro o Cooper e a Charlotte. Não gostava dela no começo, mas agora é uma de minhas personagens preferidas. Torço muito pelos dois. [2]

  7. ana paula legramandi

    Eu particularmente, gosto muita dessa serie.Só penso q se ela Alison foi p Los Angeles, esquecer o passado em Seatle, como q ela faz a mesma coisa traindo o namorado policial, com médico? não da p entender!OBRIGADA.

  8. Dani

    Eu amo as duas series,Private Practice e Grey’s Anatomy .E acho que Peter Finch vai ser o pai do bebe da Violet.

  9. Camila Oliveira

    Amo Private, mas ainda prefiro Grey’s, whatever…

    Também torço para que o pai do bebê da Violet seja o Pete, acho que os dois tem mais química do que ele e a Addison.

    Cada vez mais adoro o Cooper e a Charlotte. Não gostava dela no começo, mas agora é uma de minhas personagens preferidas. Torço muito pelos dois. [2]

    Episódio muito bom. Torci para o bebê ficar com os pais adotivos que tinham mais condições de cuidar dele e gostei de terem ajudado o paciente terminal a morrer.

  10. Aline

    Nossa, pra mim o melhor episódio de PP. E o mais torturante. Meu avô teve câncer pancreático que se espalhou pra outros órgãos, então ver o cara definhando me trouxe muitas lembranças desagradáveis. Mas gostei muitíssimo dessa história e tudo que ela trouxe a trama: o conflito sobre a eutanásia e o Peter se ver no seu paciente. A cena que o velhinho morre nos braços do Pete foi muito emocionante, atuações muito boas. Chorei junto.

    E a Violet grávida. Não gostei, não mesmo. Por mais que eu goste do Cooper com a Charlotte ainda tenho esperanças que ele fique com a Violet em algum momento e acho que essa gravidez ferrou com tudo. E como tristeza pouca é bobagem, capaz ainda do filho ser do Pete (o que é muito provável por toda essa história dele não ter ninguém e blá blá blá) o que vai ferrar com o que poderia ser um romance entre ele e Addison. Mas ao mesmo tempo não queria que o filho fosse do sem graça do Sheldon porque a Violet merece alguém melhor.

    Mas pelo menos tudo isso rendeu ótimas cenas nas quais a Amy arrasou. Em meio a toda a carga pesada do episódio foi ótimo rir junto com ela enquanto ela conversava com o Cooper.

    Que a Charlotte queria casar por causa da morte do pai era bem óbvio; mas não imaginei que fosse porque ele não poderia levá-la ao altar. Sinceramente espero que isso não faça com que ela termine com o Cooper, de novo. Ela precisa de alguém ao lado dela para ajudá-la a superar esse momento difícil.

    Detesto ver a Addison virando coadjuvante no seu próprio show. Vamos ver se sem o Kevin isso melhora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account