Log In

Reviews

Review: Private Practice – In Which we Meet Addison, a Nice Girl from Somewhere Else

Pin it

Private Practice - In Which we Meet Addison, a Nice Girl from Somewhere ElseSérie: Private Practice
Episódio: In Which we Meet Addison, a Nice Girl from Somewhere Else
Temporada:
Número do Episódio: 1
Data de Exibição nos EUA: 26/9/2007
Data de Exibição no Brasil: 3/11/2008
Emissora no Brasil: Sony

Quem assistiu o “piloto” da série no ano passado, num dos episódios de Grey’s Anatomy talvez tenha ficado com um pé atrás ao descobrir o destino que a Addison teria no Oceanside Wellness Group (eu confesso – fui uma dessas pessoas!)

Mas agradeço à Shonda Rhimes por mudar de idéia e fazer um episódio bem melhor dessa vez. As comparações com Grey’s nunca vão ter fim, isso eu tenho certeza, mas posso dizer que se Grey’s é um drama com comédia, Private Practice é uma comédia com drama.

No Oceanside Wellness nós temos Naomi, a especialista em fertilidade que coloca as mágoas do divórcio em bolos; Sam, um clinico-médico que se comunica com todos, menos com a ex-esposa; Violet, a psiquiatra que “persegue” o ex; Cooper, pediatra viciado em sexo; e Pete, o “guru” da medicina alternativa que impressiona mais a Addie por outras qualidades que não as medicinais. Livre do Seattle Grace Hospital, Addison vai livre leve e solta para Los Angeles, onde o sol brilha, os passarinhos cantam e…e ninguém na clínica sabe que ela trabalha lá agora.

As coisas são beeeem diferentes em LA se comparadas com Seattle. Addison não faz mais cirurgias, os partos são feitos numa sala, a equipe é basicamente o ela e o Dell e fazer vários partos ao dia é apenas lembrança. Hm…nada muito animador.

No meio disso, Naomi atende um casal que quer filhos, onde o modo “tradicional” não estava funcionando. Enquanto “enchia” o copinho de esperma, Wilson tem um derrame. Quando ele chega no hospital, já é declarada a hora de óbito. Agora vem a parte creepy – Leslie que o esperma de dentro do corpo gelado que há vinte minutos era o namorado dela. \0/ Isso que é querer ter filhos eim…

Finalmente chega uma paciente para a Addie: Lucy, uma menina grávida de 17 anos (Tá, eu fiquei desapontadíssima com esse caso, clichê demais para o meu gosto, mas anyway…). Bill, pai de Lucy, não é exatamente um cara…gentil.

Como tem que ter casos para todo mundo, Violet é chamada por uma loja porque sua paciente estava contando os ladrilhos do chão obsessivamente.

De volta para o hospital, Naomi e Sam conseguem que Leslie fique com o esperma de Wilson, mas há um problema: a ex-esposa de Wilson também quer o esperma (!!!!!). No final das contas, ela percebe que toda essa história de esperma do homem morto é loucura e permite que Leslie fique com a doação de Wilson.

Enquanto Addison e Pete começam o parto da Lucy, ela sofre uma distenção jugular venosa (por favor, não me perguntem o que diabos é isso!). Como a ambulância vai demorar muito tempo para chegar e pode matar a mãe e o bebê, eles são forçados a fazer uma cirurgia meio MacGyver usando medicina oriental para anestesiá-la e procedimentos normais para uma cesárea. Por mais insana que tenha sido a cirurgia, tudo dá certo, Lucy fica bem e até o pai dela mostra alguns sentimentos. Aww!! ;)

Private Practice - In Which we Meet Addison, a Nice Girl from Somewhere ElseCooper chega para salvar o dia na loja e ajudar Violet com a paciente que ainda está contando os ladrilhos. Tudo foi um caso de descontrole quando Jenny lembrou-se do filho que teve câncer cerebral, fazendo com que ela perdesse o controle e para se “organizar”, começou a contar os azulejos no meio da loja.

No fim do dia, ainda estão todos furiosos com a Naomi por empregar a Addison sem que ninguém soubesse. Addie agora quer mesmo é ficar e pouco importa a “votação” deles.

I’m a world-neonatal surgeon and I’m here to stay. Welcome to the new Oceanside Wellness.

Para um episódio piloto, foi bem bom. Private Practice ainda não é uma maravilha, mas acho que está no caminho certo ;)

Séries citadas:

17 Comments

  1. ana melo

    Não vicia , ta mais pra diversão , ou seja perder um outro não faz diferença … mas gostei

  2. Davi Garcia

    Perfeita tua definição sobre a diferença entre GA e PP, Ana. A série da Dra. Addison (que aqui é uma personagem bem mais leve que aquela do Seattle Grace) começou dando umas patinadas, mas para quem segue firme acompanhando as histórias a recomepensa é garantida. A 2ª temporada aliás, já tá rolando nos EUA e mostra que a série já adquiriu fôlego próprio embora vá ser sempre comparada com GA como você bem destacou.

  3. Paulo Antunes

    Pois é, pois é, pois é…
    Ana, fiquei meio decepcionado com Private Practice. Achei os três casos muito bobos. E eu não consegui entrar em nenhum dos casos. E nem nos personagens. O garoto parteiro, o casal que se divorcia mas segue trabalhando junto, o pediatra que eu não entendi muito bem (achava pelo piloto que ele não tinha sorte com mulheres, agora parece que ele é simplesmente pervertido). Perto de Grey´s me parece tudo tão superficial.
    Espero que melhore.

  4. Mayara

    Foi um bom piloto, bem melhor do que a apresentação horrorosa da série em Grey’s… não é imperdííííível, mas Kate Walsh continua maravilhosa e o elenco é competente. Principalmente a Violet e o Dell.

  5. Sofia

    Não gostei mas também não desgostei achei as histórias meio bobinhas sem sal,mas tomara que dê uma boa melhorada,quem sabe…

  6. anita mendes

    qualquer historinha agua com açucar vale a pena para ter a linda kate wash na tv.

  7. Aline

    Achei os três casos muito bobos. E eu não consegui entrar em nenhum dos casos. E nem nos personagens. [2]
    ITA!

    Mas tanto a cena da Violet conversando sobre o filho da paciente quanto a Addison dizendo que estava lá pra ficar foram bem boas.

    Tô acustumada a ver séries por causa dos atores, então vamos ver no que dá. Pelo menos Addison e Pete tem boa química.

    Na verdade, com quem Kate Walsh não tem química?!?! É uma coisa impressionante essa mulher O.o

  8. ~vivi

    Odiei.
    Nem parece que foi a Shonda escreveu porque os diálogos parecem mais uma versão do Grey’s que não deu certo. Totalmente forçado.
    Addie é uma cirurgiã de quarenta anos se comportanto como uma garota, que ridículo! Parece um Gossip Girl velho.
    Foi a hora mais mal gasta da minha semana…

  9. Alessandro

    Tô assistindo a segunda temporada e, acreditem, a série melhora muito! Não desistam! Esse primeiro episódio é fraquinho mesmo mas depois fica muito bom!

  10. Tati Siqueira

    Concordo com o Alessandro, não desistam a série fica boa mesmo…..

  11. thiago machado

    A série melhorou muito na 2a. temporada, tem potencial. Se bem que eu acompanho a Addison em qualquer série, até se voltar pra Grey`s…

  12. Gilberto Dutra

    Só vi por causa da Dra. Addison, mas espero que melhore, e muito, pois achei fraquinha demais….

    São tantas séries para ver que não podemos perder tempo com séries mais ou menos….. Mas vou dar outra chance…

  13. Géssy

    Não gostei… a Addison é uma medica e tanto e naquela clínica… sei não. Estou com os dois pés atrás…

  14. Mica

    Olha, antes de eu ler qualquer comentário, deixe-me dizer que eu odiei. Não, acho que fui dura demais, eu apenas não gostei do episódio. Achei fraco, frouxo, tolo e sem graça. Do episódio inteirinho, a única cena que eu gostei foi da psiquiatra, o Cooper e a paciente no chão da loja falando do filho da paciente. Só desta cena. De resto, puro besteirol.
    Fiquei morrendo de pena da Addison. Isso que eu chamo de regredir na carreira. Sair de um super hospital e ir para uma super clínica particular alternativa onde se terá pouquíssimos “clientes” é de matar. É jogar todo o conhecimento no lixo. Fique ali uns 10, 12 anos, que ela será uma cirurgiã medíocre.
    E eu, como paciente, jamais teria coragem de fazer meu parto em uma clínica onde nem ao menos uma sala esterelizada e uma enfermeira tem. Socorro!!! Tudo bem que o local é para partos normais, mas todo mundo sabe que muita coisa pode acontecer em um parto, inclusive complicações que não raro acabam em óbito. É pedir muito querer uma efermeirazinha e alguns equipamentos mais adequados?
    A psiquiatra e o Cooper continuam sendo os personagens que eu mais gosto, e o Pete (esqueci o nome do ator, que vergonha) continua gostoso como sempre, e a Addison é adorável em qualquer lugar, mas o episódio foi um tédio só. Aquele caso bizarro e absurdo do esperma…socorro! Quero dizer, até entendo ela querer o esperma do namorado morto, mas o hospital pode dar assim, sem mais nem menos? O cara não tem filhos do casamento? Ou outros familiares para encrencar?

    Bom, opinião mesmo só dá para ter depois de assistir mais episódios, mas o primeiro eu já digo, para mim foi decepcionante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account