Log In

Reviews

Review: One Tree Hill – You’ve Dug Your Own Grave, Now Lie in It

Pin it

One Tree Hill - You’ve Dug Your Own Grave, Now Lie in ItSérie: One Tree Hill
Episódio: You’ve Dug Your Own Grave, Now Lie in It
Temporada:
Número do Episódio: 111 (6×05)
Data de Exibição nos EUA: 29/9/2008
Data de Exibição no Brasil: 14/10/2009
Emissora no Brasil: Fox

Caro Mark Schwahn,

Você não me conhece, talvez não conheça nem meu país, mas mesmo assim queria deixar claro que sou um fã seu. Te considero muito inteligente, e com um gosto musical de fazer inveja a grandes produtores do meio. Você me parece ser gente boa, como aparentou ser nos poucos episódios da sua própria série que você participou. Bom Mark, poderia falar mais coisas que penso ao seu respeito, mas é melhor eu ir ao assunto pra não ficar parecendo um puxa saco que não fala nada com nada.

Eu queria sinceramente tentar entender o porque você insiste tanto em sabotar One Tree Hill. Desculpe-me se estou pegando pesado, mas olha Mark, o que foi na quarta temporada aquele Psycho Derek? Sei que foi uma época difícil para nós (sim, me considero membro da família), pois a série corria o risco de ser cancelada, mas você simplesmente achou que isto mudaria colocando em cena um psicopata tirado dos filmes de Pânico?

Bom, eu até entendo sua visão, o assunto que você queria abordar era importante atual – e na verdade ainda é, pois vivemos na época dos blogs, twitters e podcasts, e muitas pessoas perderam o medo de se expor. E basta alguém um pouco desequilibrado se identificar com algum texto pessoal pra correr os mesmos ricos que a Peyton correu. Bom Mark, entendi sua idéia, mas ela não foi bem executada mas, pra nossa sorte, a CW continuou apostando em One Tree Hill e você conseguiu dar a volta por cima.

Aí, na quinta temporada, você resolve trazer a babá Carrie, apelidado carinhosamente por alguns de nós de Carrie, A Estranha. Dessa vez Mark parece que você aprendeu um pouco com os seus erros, pois mesmo ela sendo um erro, não manchou a temporada.

Mas eis você de novo. Parece que gosta de nos irritar. Mas isso é o de menos, você não deve escrever pensando no que seu publico vai achar, eu que escrevo às vezes, penso no que me agrada, gosto de pensar que sigo a linha de raciocínio dos músicos do Metallica, não me prendo ao que vão achar do que faço, apenas faço e se gostarem ótimo, senão, azar… deles, não meu. Bom Mark, mas então você tinha sumido com Carrie, A Estranha na quinta temporada e volta com ela nessa sexta temporada, por quê?

Desde que descobrimos que ela foi responsável pelo atropelamento de Dan e tivemos aquelas explicações e cenas absurdas pra ela ter removido o corpo dele pra uma casa “abandonada”. E sabíamos que o pior viria. E veio. O que foi este episódio You’ve Dug Your Own Grave, Now Lie in it?

Este expõe que existem dois Marks que aprendemos a identificar. Um deles cria histórias fantásticas – como a de Nathan sofrer mais uma desilusão. Pois, a vida é difícil para todos, e você consegue captar isso com seus personagens de forma excelente. Além da historia de Nathan, tivemos boas histórias também co mo Luke e Lindsey, e mais um mérito seu, sabe escalar atrizes bonitas e, sem ironia, talentosas. Tudo bem, pra não parecer que sou machista, acredito que as mulheres gostam dos atores que você escala para a ala masculina, mas Kevin Federline? Fala sério.

Temos Peyton e Luke, e parece que o rapaz finalmente se decidiu – logo agora que virei fã de Brooke. Mas novamente, a historia é sua, não se prenda aos meus gostos pessoais. Agora preciso ser franco, você assassinou a Peyton, quer dizer, talvez não seja nem sua culpa. Geralmente, o casal principal da série se torna o casal mais odiado pelo publico, como Dawson & Joey, Ryan & Marissa, Jack & Kate, entre outros. Bom, parece que Luke e Peyton entraram nessa lista, até porque estão faltando plots mais interessante pra loirinha, porque já cansou essa historia de toda temporada aparecer um familiar dela, e olha que estou gostando dessa historia dela com seu pai músico. Mas sei lá, sendo sincero, cada vez mais acho que o destino de Peyton deveria ser jogada no mundo, vivendo de uma maneira rock’n’roll por assim dizer, combina com ela.

E por falar em Brooke, colocá-la na terapia foi jogada de mestre, e não vou mentir, quando a terapeuta pergunta pra ela porque ela fala tanto de família, amigos, mas no final insiste em seguir sozinha, eu fiquei me fazendo essa pergunta também. Porque insistimos agir de uma maneira que não queremos viver?

One Tree Hill - You’ve Dug Your Own Grave, Now Lie in ItMas há seu outro lado Mark, e olha que dessa vez você tentou humanizar a babá Carrie com a morte do filho dela, mas já era tarde. Cara, você não entende, você não podia ter voltado com ela. Vou ser franco contigo, aquelas cenas finais, dela derrubando Haley, correndo atrás de Jamie, Deb acertando ela com a garrafa, ela voltando dos mortos – parte I e voltando dos mortos – parte II foram péssimas, e olha que eu era fã dos filmes da série Pânico.

Sabe, foram péssimas por dois motivos:

1- Que todo, e sendo bem taxativo, todo fã da série que assistiu ao episódio sabia que aquilo ali não daria em nada. Deb, Jamie, Haley e Dan não morreriam. Por isso não houve suspense, foi fraco, muito fraco, e entrará pra história como mais uma mancada da série.

2- O segundo motivo é que o episódio até esta cena estava indo muito bem. E por favor Mark, está na hora de você aprender que você é talentoso quando quer retratar os problemas da vida, não que na vida não tenha psicopatas, entre outras coisas, mas as histórias que você cria dessa forma são fracas, rasas, e só servem pra te queimar. Eu até gostaria que uma série abordasse o porque de uma pessoa que deveria ser boa, como todas as outras, resolve tentar matar alguém, ou se torna obsessiva por alguém. Mas infelizmente não espero disso de você Mark, que falhou nas duas vezes que tentou, e se tentar novamente, é capaz de eu abandonar a série.

Então Mark, aprende com seus poucos erros, lembro que houve uma época que você errou com Dan Scott o transformando em um vilão caricato e hoje ele é o personagem mais complexo que já existiu no universo teen. Faz isso com o restante, deixa essa sua fixação por psicopatas de lado e nos dê boas lição de vida, como no filme Treino para a Vida ou melhor, nem preciso ir longe, nas excelentes primeira e quinta temporadas de One Tree Hill, ou até mesmo nas medianas segunda e terceira tempoada. Mark, até na quarta e sexta temporada tivemos episódios ótimos. Então, aprenda com seus erros, é para seu próprio bem, porque não ligar para o que seus fãs pedem é inteligência, mas insistir nos seus erros é burrice. Pense nisso.

Séries citadas:

9 Comments

  1. Flávia

    Eu jpa gostei muito de One Tree Hill. Mas desisti na temporada passada. Ver a babá Carrie, e ainda por cima dublada, foi demais para mim. Saber que a criatura voltou só reforça minha certeza de que parei de ver na hora certa. Uma pena, porque a série teve momentos memoráveis.

  2. Daniela Oliveira

    Aff! Que review estranha… mas de fato foi péssimo com Carrie a estranha. Ainda bem que passou…

  3. Lucas silva

    Excelente 5 temporada o Paulo ta de brincadeira a 5 temporada foi horrivel junto com a segunda foram as piores da serie.Estou gostando dessa 6 temporada agora vai melhorar mais ainda com a saida da baba

  4. Daniele

    Paulo gostei da review, acho q mta gente gostaria de mandar um e-mail para o Mark com o texto exatamente igual! Ainda bem q passou mesmo!!!

  5. Luly*

    Nossa, realmente pensei que eu (e meu amigo tbém) estávamos sozinhos neste mundo! Porque quando faço reviews reclamando dessa temporada de OTH, me chamam de louca! Mas agora vi que se sou ‘louca’, não tô sozinha.

    Vc resumiu tudo o que eu penso (escrevendo bilhões de vezes melhor que eu, óbvio)! Essa retorno da Carrie foi a pior coisa que vi nessa série. Me fez virar ‘fã’ do psyco-Derek!!! Terrível, e tosquice pura aquela cena final. Eu nem consegui rir de tão triste que foi!

    Tbém sou uma das pessoas que achou a 5º temporada bem melhor em comparação a esta, pelo menos até agora. Acho tbém que as histórias de Peyton acabaram e até tô gostando dela e Lucas juntos, nas poucas vezes que aparecem. Estranho o fato do Dan estar cada vez mais forte, mesmo doente (meio Superman, não?) e acho a única história interessante e de Nathan. E nunca fui lá fã dele.

    Só o pequeno Jaime pra me salvar da frustração de ver cada episódio de OTH desta 6º temporada, que dou certeza que será a minha última mesmo. Espero mesmo que com o fim dessa historinha tosca da babá louca, venha episódios melhores.

  6. gess

    Sempre torci por Peyton e Lucas e fico triste ao ver a minha personagem preferida estar tão sem história…

  7. Cyssinha

    Paulo:
    não querendo pegar carona no seu texto (e já pegando), aonde que eu assino?
    Sempre acompanhei OTH e posso dizer que você está absolutamente certo!
    Esse texto deveria ser enviado para o Mark.

  8. bia mafra

    eu achei que tinha sido enviado, juro!!!!
    realmente o one tree hill está pecando em alguns pontos, to com tanta raiva da peyton que praticamente to torcendo para que ela saia.
    mais uma vez a Brooke está roubando a cena, tanto na atuação como nas histórias. ela e o jamie eh que ainda fazem valer a pena assistir one tree hill.

  9. marcia

    A babá “morrendo” 2 vezes foi o fim mesmo!
    Espero que melhore.Sou fã e assisto desde a primeira temporada.
    Brooke está maravilhosa nessa temporada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account