Log In

Reviews

Review: One Tree Hill – Touch Me I’m Going To Scream, Part 1

Pin it

One Tree Hill - What Comes After The BluesSérie: One Tree Hill
Episódio: Touch Me I’m Going To Scream, Part 1
Temporada:
Número do Episódio: 107 (6×01)
Data de Exibição nos EUA: 1/9/2008
Data de Exibição no Brasil: 16/9/2009
Emissora no Brasil: Fox

É curioso que ao analisarmos a história de One Tree Hill percebemos que toda vez que a série ganha elogios e deixa os fãs com uma certa expectativa, acaba na temporada seguinte metendo os pés pelas mãos.

Depois da primeira temporada, considerada por muitos uma das melhores da série, se não a melhor, veio um segundo ano que dividiu opiniões. A terceira foi muito elogiada, principalmente após o já clássico episódio With Tired Eyes, Tired Minds, Tired Souls, We Slept que foi seguida por uma quarta temporada criticada. E enfim tivemos a quinta temporada, surpreendendo a todos com ótimas historias e atuações.

E tivemos o início da sexta temporada, Assim como quase todos os fãs da série, estava ansioso, e assim como muitos, fiquei decepcionado. O episódio foi ruim? Não, não foi. E qual foi o erro? Os mesmos de sempre.

Gostei das cenas de Lucas e Peyton, mas como li em algum lugar, ficou muito forçado eles estarem tão bem depois de tudo que passaram na quinta temporada. Por mais óbvio que parece, a pessoa que Lucas deveria ter ligado era Lindsey e caberia a ela querer ir ou não ao encontro dele. Mas essas cenas de Lucas e Peyton juntos não chegaram a estragar o episódio, tivemos ótimos diálogos, como sempre ocorre na série – incluindo aquele do senhor idoso que diz para Lucas que ele não pode encontrar o amor, e sim o amor que encontra ele. Os problemas de Lucas e Peyton só anunciavam que o pior estava por vir.

Sobre Dan, meu amigo e colaborador do site, Vinicius Silva falou:

Esse “acidente” de Dan deveria ser o fundo do poço dele, o carma que a série já chegou a explorar em outras ocasiões cobrando de Dan todas as ações destrutivas dele para os outros. Mas não, Mark Schwahn resolve NOVAMENTE trazer uma psicopata pra série, personagem esta que já não havia agradado na quinta temporada, por justamente ter uma obsessão repentina por Nathan e Jamie.

Sim, estou falando da Babá Carrie. E pior do que essa historia sem pé nem cabeça dela, foram as forçadas de barra que ocorreram nas cenas dela. Dan gravemente ferido sendo jogado com tudo ao chão, e não ocorrendo seqüelas? E o coração que ele iria receber? E eles dois no meio do nada para que ela o torture a seu bel prazer? Infelizmente, a série decepcionou novamente.

O que eu não consigo entender de Mark é justamente isso, porque insistir no que nunca deu certo na série? Quando a terceira temporada estava fraca, ele fez com que um aluno desesperado colocasse em risco a vida de todos na escola e assim cada personagem da série teve que olhar para dentro de si mesmo e perceber os erros que vinham cometendo não feriam apenas a eles, mas sim a todos ao seu redor, isso é um problema universal que Mark retratou muito bem.

Quando a quarta temporada trouxe o Psycho Derek, eu disse: é um ótimo personagem, mas muito mal trabalhado. Ele era um personagem que alertava sobre o problema de nos expormos demais na Internet. Porém o que era pra ser mais uma ótima cartada de Schwahn, acabou se tornando o pior plot da série de todas as temporadas.

A quinta temporada só foi ao ar por que a CW não tinha mais nada pra colocar no lugar, tanto que a série estreou na mid-season daquele ano. O que nem o canal esperava foi a resposta positiva que a série teve, superando em números a “grande” aposta da CW, Gossip Girl. Quase sem nenhuma divulgação, One Tree Hill dá um retorno de audiência pro canal de, em média, 3 milhões de telespectadores por semana.

One Tree Hill - What Comes After The BluesEntão porque cometer o mesmo erro novamente? A série não agradou com a historia da babá Carrie, bastava ir a qualquer fórum da série pra descobrir. E principalmente, a série sempre, e pra ser mais claro, “SEMPRE” teve seus melhores episódios quando se focava no dia a dia dos personagens, seus dramas pessoais, seus desejos de crescimento tanto pessoal quanto profissional, e além de tudo, o amor que move a vida deles, seja pelo basquete, ou pela musica, ou pela amizade, ou de um homem e uma mulher, então por isso não consigo entender, porque cometer os mesmos erros?

Ainda bem que o episódio teve mais coisas, como o triângulo Skills, Deb, e Nathan, que promete rende muita risada. Além disso temos o drama de Nathan sentindo dores ao tentar se reaproximar do basquete, o que provavelmente o leve ao mundo das drogas. Clichê? Sim, é. Mas por favor, quem assistiu One Tree Hill até agora, sabe que a série volta e meia nos solta um clichê, reclamar disso não vale a pena, e, sendo bem trabalhado, ‘tá valendo.

Tivemos uma ótima briga vindo por ai, Brooke podendo perder tudo por causa de sua mãe, e novamente, pode parecer clichê, mas até agora está sendo bem trabalhado, e depois de tudo que ocorreu na temporada passada entre as duas, essa briga era inevitável. E tivemos Mouth se despedindo dos amigos para trabalhar em outra cidade, e Millicent que não queria deixar Brooke sozinha contra sua mãe, acaba sendo aconselhada pela própria Brooke a seguir o amor de sua vida.

Novamente, não foi um episódio ruim, apenas criou plots que assustam e muito o futuro da série, só espero está enganado enquanto a isso.

Séries citadas:

13 Comments

  1. Gabriela

    Realmente, o plot dessa Carrie é péssimo e, a esta altura, o Mark Schwahn já deveria ter percebido que historinhas como essa não agradam e não funcionam em OTH…
    Na verdade, o que está me movendo a assistir esta nova temporada é justamente a Brooke, minha personagem favorita! Tô louca pra descobrir o desenrolar desta confusão com a “Clothes over Bros.” E, vale destacar, Sophia Bush e Daphne Zuniga estão impecáveis!
    Só não gostei dessa história da Deb com o Skills… Too weird! Mas, depois de um Dan na vida, hei de admitir que a Deb merece um pouco de diversão! haha…

  2. Pedro

    Desculpa mais a 5 temporada é considerada uma das piores da serie junto com a 2 e gostei do episodio

  3. Lucas

    Falar que a 5 temporada foi boa é piada a 5 foi horrivel surprendeu o caramba os ultimos seis episodios foram os piores de toda a serie do 5×13 até o 5×18 a maior inrolação e basicamente não acontecendo nada e achei bom essa estreia da sexta so achei ridiculo a baba de novo

  4. Luisa

    depois da quinta temporada fraca espero que essa sexta recupere a serie começou bem acho que a primeira temporada foi f… a segunda horrivel a terceira foi bem a quarta tambem e a quinta horrivel junto com a segunda e concordo quando o Paulo diz da historia da baba

  5. Camila

    Digo e repito…

    Pior temporada ever… Episodios bons e emocionantes virão? Sim pois isso ainda pe One Tree Hill… Mas 98% foi lixo descartavel pra serie.
    Eu pensei seriamemte abandonar a serie depois dessa temporada

  6. Thiago Monteiro

    A 5ª temporada foi boa no começo, quando parecia novidade o avanço de 4 anos no tempo. Mas logo a temporada acabou não saindo de lugar algum. Ao terminar de vê-la me deu a impressão que foi muito papo furado para absolutamente NADA acontecer, nem mesmo o episódio 100 (que para uma série que fez episódios magnificos como: 3×16, 3×17, 4×09,4×10,4×13)Valeu a pena. Esperava no mínimo algo nesse padrão, não um casamento sem vergonha com um clichê dos mais desgastados, que é o abandono no altar na última hora.

    A verdade é que à partir daí nada mais me empolgou em OTH, acabou as tramas, acabou os personagens que me faziam refletir no pouco que falavam (Mouth e Skills) para se transformarem em personagens para lá de descartáveis, com plots pra lá de ridículos, e infelizmente a série hoje para mim se tornou apenas um passatempo, não algo que eu ansiava para ver, e digo isso não somente pela 5ª terrivel temporada, mas do que acompanhei até o inicio da 7ª.

  7. Daniela Oliveira

    Bom,

    Eu gostei da 5ª tempora, mas gostei mais ainda da 6ª. Aliás, pra mim, a pior temporada de OTH foi a segunda. Outro dia tava revendo, não gostei muito. Prefiro as outras.

    Sobre o episódio, achei bom. Nada de extraordinário, mas gostei. Só teria ficado MUITO irritada se a escolhida tivesse sido a Brooke. Essa seria a escolha mais absurda. Pra mim tá tudo muito coerente. A reação de cada um diante das coisas depende cada um. Não acho forçada a felicidade do Lucas e Peyton. Ele não gostava da outra, e sim da Peyton, e tudo que ela queria está acontecendo… Não poderia esperar nenhuma outra reação.

  8. Sawyer

    Não tinha lógica o Lucas escolher a Brooke. Não depois de tudo o que eles passaram. E além disso, acho que a Brooke aprendeu a lição dela e não cometeria o mesmo erro duas vezes.

  9. ly

    O nome desse episódio é “Touch Me I’m Going To Scream, PT 1″,”What comes after the blues” é o nome do season finale da 5 temporada.

    Resposta do Editor: Ly e Eudes, erramos em não atualizar a ficha do episódio. Foi corrigido.

  10. eudes junior

    Paulo Fiaes,
    No número do episódio tá escrito(5×18) Não deveria ser 6×01? Adorei este episódio! Fora a Nanny Carrie, esta história dela ser psicopata é mto chata.

  11. Vicente

    Que bom ter “One Tree Hill” de volta à minha rotina semanal depois de tanto tempo de ausência. Mas, melhor ainda é tê-la de volta acompanhada dos reviews do Paulo Fiaes, aqui no Teleséries… Fico feliz de que vc não tenha desistido de escrevê-las, como chegou a ameaçar!

  12. Vitor

    Eu ja assissti até o final da 6 temporada.Para mim a pior temporada de one tree hill foi a 2 com certeza mais a 5 tá colada na 2.

  13. Flávia

    Gente, e o que era aquela roupinha de enfermeira sexy da babá Carrie? Os caras compraram em sex shop, só pode ser. Patético. Mas adequado à pior personagem que já passou pela série. Essa vence até o psycho Derek.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account