Log In

Reviews

Review: One Tree Hill – Remember Me As a Time of Day

Pin it

One Tree Hill - Remember Me As a Time of DaySérie: One Tree Hill
Episódio: Remember Me As a Time of Day
Temporada:
Número do Episódio: 130 (6×24)
Data de Exibição nos EUA: 18/5/2009
Data de Exibição no Brasil: 3/3/2010
Emissora no Brasil: Fox

Eram quatro da manhã, estavam todos reunidos quando ele chegou com a notícia:

Senhores, está na hora de eu abrir o jogo com vocês.

E então, ele começou a explicar o que ficou subentendido desde a quinta temporada, a começar pela saída de Hilarie Burton, a Peyton. Ela o havia informado que só ficaria no máximo até a sexta temporada, depois disso iria dar um novo rumo pra sua carreira. E, ou ela saía, ou a CW teria que pagar um fortuna para mantê-la. Era iminente que não teriamos Peyton na sétima temporada e, com esse grande prazo (a série ainda estava na quinta temporada), ele imaginou aquilo que seria o terceiro grande evento da série, a morte de Peyton Sawyer.

Até então, One Tree Hill poderia ser teve dois grandes marcos: a morte de Keith Scott e o salto no tempo de quatro anos. Com Hilarie falando que não ficaria na série depois da sexta temporada, algumas medidas pra que o show pudesse continuar já havia sido colocadas em práticas – como Brooke assumindo cada vez mais o posto de Keith, o braço direito de seus amigos e aquela que ama calada o namorado de sua melhor amiga. Era nítido também que mesmo Lucas escolhendo Peyton, era com Brooke que ele se sentia seguro – a cena do inicio da sexta temporada com ele dizendo ao senhor no areoporto que havia feito a escolha correta, e o senhor respondendo que ele ainda seria surpreendido pelo coração corrobora perfeitamente minha linha de raciocínio.

E sendo mais claro sobre o que quero dizer, a série se arrastou nos plots na quinta e sexta temporada, Nathan e Haley querendo realizar seus sonhos, Brooke com medo de entregar seu coração a alguem e se machucar de novo, Lucas e suas indecisões amorosas (Lindsay? Peyton? Brooke?). Além disso, personagens importantes se perderam pelo caminho (Mouth), outros ficaram na eterna promessa de boas histórias (Skills), outros não agradaram (Millie) e infelizmente tivemos mais dois momentos jump the shark (Babá Carrie e o homem que agrediu Brooke).

E o fato era que One Tree Hill precisava terminar de novo (assim como queriam que terminasse na terceira e depois da quarta temporada) e agora imaginem, se Peyton morre depois de ter filho, o que mudaria na série?

– Nathan aceitaria convite de Europa ou da propria NBA e com isso deixaria seu irmão sozinho (o mesmo que sempre ficou ao lado dele desde que se tornaram amigos)?

– Lucas cuidaria do filho com o auxilio de Brooke (Keith e Karen)? Lucas culparia seu filho pela morte de Peyton (Dan)?

– Brooke iria atrás de Julian, ou ficaria na cidade pra cuidar de Lucas, ou do filho de Peyton, ou dos dois?

Então era mais do que simples, ou a série terminaria, ou somente uma reviravolta como esta para ela seguir novos rumos, e acabou que nem uma coisa nem outra aconteceu, e é aí que o entra Chad Michael Murray.

O protagonista de One Tree Hill sabe que é limitado, mas era sua oportunidae de fazer seu pé meia, e a série tem um público leal que apesar de pouco, se destacou como uma das melhores audiências do canal.

O passo em falso de Mark Schwan foi renovar antes do elenco, o que o deixou de mãos atadas. Se Chad era limitado, seu personagem era rico em conteúdo – vejam que a histórias nessas seis temporadas (especialmente nas cinco primeiras) giram ao redor de Lucas Scott e é interessante vermos que ao mesmo tempo que ele é o porto seguro de todos, ele não possui a mesma segurança em relação a sua vida amorosa.

Outra coisa que é bom destacar, que mesmo que ele não seja o personagem favorito da maioria dos fãs, muitos se indentificam com um ou outra característica do personagem. Não dá pra culpar o ator por querer ganhar mais – Tom Welling que possui ainda mais limitações técnicas e está ganhando muito dinheiro com a CW. Chad achou que se forçasse a barra acabaria conseguindo. Ele apenas se esqueceu que pra contar Smallville é necessário ter o Superman.

One Tree Hill - Remember Me As a Time of DayBom, quem chegou até aqui deve está se perguntando porque não falei nada sobre o episódio Remember Me as a Time of Day, a season finale desta sexta temporada. Ao meu ver não há necessidade. O que precisa ser dito é que esta foi a segunda series finale da série, Brooke se reaproximou da mãe e conseguiu abrir seu coração pra Julian, Nathan conseguiu entrar na NBA, Haley está cada vez mais envolvida com o mundo da música, Dan já se redimiu, mas agora precisa se perdoar, Peyton e Lucas casaram e tiveram sua filha e Mouth e Skills continuam sendo coadjuvantes de luxo.

E tudo que falei acima sobre da morte de Peyton são apenas hipóteses que minha mente criou, porque tantos anos assistindo a série me faz acreditar que o Mark Schwahn tinha realmente isso em mente… Mas como o Chad também não renovou, seus planos foram por água abaixo. A verdade ainda está por ser revelada.

No início me senti traído por, depois de tantos anos assistindo a série, vê-la continuar sem seu casal de protagonistas. Ela parecia estar indo contra tudo que a série sempre nos mostrou, que são valores e sonhos acima do dinheiro ou qualquer outra coisa que possa ser até necessário, mas não é essencial. Nós não assistimos a série porque queremos saber com quem Brooke ou Lucas irão ficar, e sim porque é uma das poucas série que soube nos mostrar a importância da amizade. Por tudo isso, se Lucas não iria continuar, One Tree Hill deveria ter terminado.

Eu particularmente gostei dessas duas temporadas depois do pulo de quatro anos, e fica nitido da metade pro final da sexta temporada que Mark já havia começado a trabalhar caso perdesse Lucas e Peyton, fazendo cada núcleo de personagens terem suas hitsórias independentes.

Ainda acho que os produtores não foram felizes ao renovar a série antes de renovar com o elenco, mas depois de um tempo (a nova temporada já está quase no final nos Estados Unidos) não podemos duvidar de que se tem alguém que se importa e muito com a série este alguém é Mark Schwan. Sobre a nova temporada, o que posso dizer sem ser spoiler é que me agradou surpreendentemente. Mas, digo também, não é One Tree Hill.

One Tree Hill - Remember Me As a Time of DayOne Tree Hill que conhecíamos terminou nesta season finale, e agora temos um spin-off da série com quase todos os personagens da série principal. Maluquice minha? Sem dúvida. Mas esta foi a única forma que eu consegui encontrar para me desligar de tudo que a série representou pra mim nas seis primeiras temporadas, assim como perdoar a possível traição que foi feita comigo e com os demais fãs da série.

E se alguem for assistir a setima temporada com o pensamento de que One Tree Hill mudou, talvez acabe gostando dessa nova série chamada One Tree Hill.

Séries citadas:

8 Comments

  1. Paulo Serpa Antunes

    Paulo, Paulo, por um instante achei esta review seria uma daquelas viagens herméticas dentro do teu cérebro :) mas fui surpreendido pela tua lucidez.

    Eu larguei One Tree Hill na quarta temporada – 50% por culpa da Fox que escondeu o seriado no Fox Life, 50% por culpa do Psycho Derek. Não me arrependo. Mas lendo a conclusão do teu texto, mesmo sem ver mais a série, tenho certeza de que se ainda assistisse assinaria embaixo.

  2. Victor Hugo

    Concordo q OTH terminou na sexta e q a setima é um spin off da série que não esta me agradando e espero que a CW não renove pois a série já deu o que tinha dar.

  3. lucas

    bom pelo que entendi foi totalmente o contrario o chad não quis renovar e então o mark tirou a hilarie para que Lucas e Peyton tivessem o felizes para sempre que tiveram ou o mark e a hilarie tomaram essa decisao para não estragar o fim de leyton.Ja se tinha noticias desde setembro de 2008 que o chad não iria renovar

  4. Thiago

    Eu sempre quis que a Peyton tivesse morrido, não porque não gosto dela, pois a adoro, mas para a dinâmica da série teria sido muito bom que a sétima temporada, Lucas estivesse tentando superar a perda da esposa e criando um filho, além de tudo que aconteceu na sétima temporada, pois ele se encaixaria em todos os plots.

  5. Thiago Monteiro

    A morte da Payton, sim daria um novo rumo para a série. Confesso que parei de ver a nova OTH há uns 5 episódios e confesso que não tenho intenção de tão cedo voltar a ver.

  6. Carlos Iago

    Agora a série está pra ser cancelada, ngm renova…eu tenho até medo que termine com um final aberto. Espero de tudo da CW.

  7. Luan

    Mark nao matou a peyton com medo do que aconteceu quando Oc matou Marissa , e o publico abandonou a serie culminando no seu fim antecipado

    Ótima review , disse tudo , eu tambem nunca fui Brucas ou Leyton , isso nunca me importou em OTH , mas sim pelas histórias mais proximas da nossa realidade sem forçar a barra ,

    Eu acho que OTH , assim como muitas outras series , errou em nâo saber “a hora de dar tchau”
    por mais limitado que seja o ator , ele nao quer ser o “eterno muso teen “

  8. CRDD

    Luan concordo com “Mark nao matou a peyton com medo do que aconteceu quando Oc matou Marissa , e o publico abandonou a serie culminando no seu fim antecipado” vi tanto o OC qto OTH…

    Não gostei dos dois finais !… mas aki é pra discutir oth entaum…

    o final de oth jurava que ainda pudesse terminar com Broke.. até pq sempre foram mais apaixonados.. do que peyton e lucas… peyton é amiga que queria sempre a vida de broke até o amor de lucas…

    a setima temporada eu não vi ainda… mas creio que vai ser igual… sem pé nem cabeça arrastando pra forca!….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account