Log In

Reviews

Review: One Tree Hill – Our Life is not a Movie or Maybe

Pin it

One Tree Hill - Our Life is not a Movie or MaybeSérie: One Tree Hill
Episódio: Our Life is not a Movie or Maybe
Temporada:
Número do Episódio: 114 (6×08)
Data de Exibição nos EUA: 27/10/2008
Data de Exibição no Brasil: 11/11/2009
Emissora no Brasil: Fox

Em um dos meus textos dessa temporada falei sobre a diferença de opinião ao assistir um episódio na época que vai ao ar lá fora e a opinião depois da temporada ter terminado e até mesmo uma nova ter começado. Eu, particularmente, tenho gostado da sétima temporada (que está sendo exibida lá fora) e eis minha surpresa que ao rever este episódio gostei muito dele.

Uma amiga uma vez me chamou a atenção acerca da amizade entre Haley e Luke, e lembro que ela falava do quanto era interessante na série, e raro, termos um casal de amigos, e sem essa de amigos coloridos, ou com benefícios, ou seja lá como vocês queiram chamar atualmente. Eles são Amigos com “A” maiúsculo. Nathan nega para todo mundo que esteja sentindo dor nas costas, exceto para seu irmão, e Haley o procura pra falar o quanto está preocupada por vê-lo jogando slamball. Uma das coisas que mais gosto do Lucas é que ele sempre foi aquele que você pode contar, sem essa de falsos julgamentos, ou coisa do tipo, e sim alguém para te ouvir. Raras as pessoas que tem isto, e sorte destes que tem.

Achei interessante a idéia de fazer um filme dentro da série sobre a… série. Sei que alguns vão dizer que já viram algo do tipo antes, mas não lembram ao certo onde, nem quando. Mas o fato que como Lucas é um escritor, alguma hora isto viria à tona. E, convenhamos, uma história sobre um adolescente que se apaixona por duas mulheres, que são grandes amigas, e além disso há um meio-irmão que ele odeia, mas passa a ser seu melhor amigo, entre outras coisas, não tinha como alguém não se interessar em fazer um filme a respeito disto.

Julian é o novo personagem na série, que pra nossa surpresa, deve teve tido um relacionamento com Peyton. É muito cedo pra dizermos o que aconteceu e o que vai acontecer.

Peyton reencontra seu meio-irmão que estava no exército e duas coisas deste reencontro me marcaram deste a primeira vez que vi:

Ele é um bom homem, só não é um bom pai.

Palavras ditas por Peyton para seu meio-irmão sobre o pai biológico dos dois. É comum vermos adolescentes que estão crescendo revoltados com os pais, seja por eles não serem o que eles imaginavam, ou por ter-lhes negado aquilo que deveria ser o básico e essencial, amor. Mas a verdade é que com esta frase Peyton nos mostra que esquecemos que nossos pais são tão humanos quanto nós, sujeito as mesmas falhas, e assim como alguns de nós, eles não sabem como viver.

Depois de alguns anos, você está aqui sorrindo sobre o que aconteceu.

One Tree Hill - Our Life is not a Movie or MaybeO bom desta cena é que ela reforça ainda mais aquilo que já sabemos. Que é melhor acreditarmos em nós e que tudo vai dar certo, do que nos perdermos por uma situação de adversidade. Lembro que na quarta temporada Peyton estava com medo, e seu irmão a ensina lutar no ringue, mas mais do que luta, ele ensinou ela a dar volta por cima, a acreditar. E hoje ela sorri.

Muito interessante que Brooke se tornou aquilo que atualmente é muito conhecido como “líder servidor”. Brooke faz este papel atualmente para Sam, Haley, Nathan e Jamie, além de estar sempre presente para eles, ela é um exemplo a ser seguido. Sam é uma personagem que cresce a cada episódio, e o mais bacana dela lembrar a própria Brooke quando mais nova é que com isso podemos perceber o quanto a personagem amadureceu ao longo da década.

Séries citadas:

2 Comments

  1. João Carlos

    Amadurecimento é uma das principais palavras que descreve OTH. Brooke cresceu e se tornou uma mulher, Nathan também, um homem de familia. E sabe o que é melhor nisso, é que não foi forçado, foi tão sutilmente que quando vimos eles estavam lá, mudados, crescidos, 4 anos se passaram. Amizade é outra descrição p OTH, talvez a primeira que vem a minha mente quando alguém pergunta sobre o que se trata essa série, eu falo: sobre a amizade, a confiança, o amor. Eu sei que amizade que nem Luke e Haley, Peyton e Brooke e por ai vai, é dificil de encontrar, mas quando vejo OTH, me dá uma esperança de que existe sim pessoas boas no mundo. Outra palavra que descreve OTH: Esperança. Eu poderia passar o resto do dia descrevendo essa série que com muito orgulho foi a minha primeira série a ver assíduo, comprar box’s e baixar episódios, porque nunca cansarei de assistir, é uma série que passarei aos meus filhos e assim por diante. Agora é melhor eu acabar meu comentario antes que fique chato. Ah, esse episódio foi muito bom!

  2. Daniela Oliveira

    Episodio muito bom mesmo!

    E pelo visto, está chegando ao fim o tempo em que a gente agurda 1 ano por uma review. Grande teleseries!!! Espero que dentro de um curto espaço de tempo estaremos lendo as rewiews da 7ª temporada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account