Log In

Reviews

Review: One Tree Hill – Don’t Dream It’s Over

Pin it

One Tree Hill - Don’t Dream It’s OverSérie: One Tree Hill – Don’t Dream It’s Over
Episódio: Don’t Dream It’s Over
Temporada:
Número do Episódio: 94 (5×06)
Data de Exibição nos EUA: 5/2/2008
Data de Exibição no Brasil: 5/11/2008
Emissora no Brasil: Fox

Sempre quando estou preparando o review de One Tree Hill, é impossível não dizer o quanto essa série cresceu e o quanto os seus atores cresceram. É simplesmente um ponto que devemos ressaltar sempre porque, a cada episódio, eles conseguem mostrar isso e o show consegue manter o equílibrio do início ao fim.

Em Don’t Dream It’s Over, estamos novamente a falar dos sonhos dos personagens, mas agora sem tratar do “sonho” como algo material, e sim como algo que desejamos para as nossas vidas, que nos traga também felicidade. Até o momento, a série se preocupava mais em mostrar o que cada um havia sonhado, enquanto profissão. Agora, ela se preocupou mais em transmitir o que de fato poderia fazer com que eles fossem felizes na vida pessoal de cada um.

Peyton só quer viver o “para sempre” novamente com Lucas. Tudo isso vem à tona quando ela visita a sua antiga casa, onde agora mora uma outra adolescente. No momento em que ela entra no quarto, todas aquelas lembranças estão de volta – mesmo a série não mostrando isso em flashback. O problema para ela é que em todas lembranças e momentos que marcaram a sua vida, o principal deles incluía Lucas que, por razão do destino, não estão mais juntos – e já vimos o motivo no episódio passado.

Lucas, permanece em sua indecisão (uma constante no seu personagem). Quando ele pediu Peyton em casamento, foi com a intenção de viver o “para sempre”, porque os dois se amavam realmente. Mas com a rejeição de Peyton por motivos compreensíveis, as coisas não saíram como planejado e os dois tiveram que se separar. Ainda assim, Lucas vive a indecisão de pedir a mão de Lindsey, em contrapartida com o amor que sente por Peyton.

One Tree Hill - Don’t Dream It’s OverMas foi em Brooke Davis que a série conseguiu transmitir aquilo que ela exatamente queria. Comecei esse artigo falando dos sonhos que cada um tinha para a sua vida privada. Brooke, hoje, já uma pessoa bem-sucedida, está sempre nas capas das grandes revistas, disputando flashes com outros famosos. Para ela, isso não é o suficiente. Sabendo que ela só conseguiu tudo isso por conta da sua mãe, “aká” Victoria, ela acredita que chegou o momento de dizer que realmente gosta da sua mãe, apesar de tudo que ela faz e de todas as suas grosserias. A montagem não-linear da cena ajuda a compreender a mensagem, quando vemos a cena pela imaginação da Brooke e, logo depois, a cena como ela realmente foi. Este, um recurso muito bem utilizado no filme Desejo e Reparação e que acabou dando certo na construção narrativa de One Tree Hill. Brooke até tenta passar o seu verdadeiro sentimento para a sua mãe, que logo é rejeitado pela própria. Se antes faltava coragem para encará-la, pois agora não falta mais.

A “D.R” do episódio ficou por conta do casal Lucas e Peyton, onde cada um tenta definir o porquê do término do namoro ou dos sonhos que foram planejados e, obviamente, interrompidos. A discussão se mostrou intensa, como tem que ser, se prezando bastante pela realidade que os atores tentaram passar na cena, tendo êxito.

Para Haley e Nathan, a única coisa que eles podem fazer no momento é lidar com a babá Carrie, que vem fazendo com que Nathan tenha uma leve “queda” por ela. Como a minha mãe diz:

Não se pode confiar muito em empregada, porque elas são imprevisíveis e só ficam na moita para dar o bote.

Sábias palavras de Dona Nice.

Este review foi publicado originalmente no weblog Sob a Minha Lente.
O Vinícius está substituindo interinamente o colunista Paulo Fiaes.

Séries citadas:

8 Comments

  1. Lara

    eu gostei muito do episódio, principalmente a cena que o Lucas fala umas verdades pra Peyton: “deixa eu te dizer como a gente consegui pra sempre, quando um homem pede pra casar com voce, você diz sim!” Eu entendo as razões dela, mas chama-lo de covarde e que ele desistiu aí é demais né?
    “mas foi em Brooke Davis que a série conseguiu transmitir aquilo que ela exatamente queria (2)”

  2. Paulo Fiaes

    bom pessoal,

    só explicando, Vinicius é um fã de one tree hill tão fervoroso ou mais do que eu, e estará me ajudando com algumas reviews. ele escreve muito bem e capta o espirito da série. otima review, by the way

  3. Paulo Fiaes

    Lara,

    hey sumida, falando bem de one tree hill, isso é bom =)

    eu tb acho que Peyton vacilou, n aceitou por medo, ou seja lá qual foi o motivo, agora tem que conviver com isso.

    e definitivamente Brooke Davis é a personagem da série, e a atriz Sophia Bush cresce consideravelmente no meu conceito.

  4. Géssy

    Não acho q. a peyton vacilou não…não era o momento e o Lucas logo embarcou em outra. O pra sempre dele durou pouco.

  5. douglas

    a cena da DR de lucas e peyton realmente foi mto bem construida!!! one tree hill está em ótima forma e mostra q os adolescentes, antes complicados, ficaram ainda mais complicados com a pasagem de tempo!!!

  6. Carlos Iago

    Ah, cara, essa 5ª temporada tá me desanimando…
    A única trama que pra mim está legal legal mesmo é a da Carrie/Naley…
    A 4ª temporada no episódio 6 já tava pegando fogo…

  7. Cyssa

    Essa Carrie está me fazendo sentir saudades do Chris Keller (Tyler Hilton). Como diria o próprio: “Chatice por chatice fique com Chris Keller”. Argh!
    No mais, a temporada está ótima até aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account