Log In

Reviews

Review: One Tree Hill – A Mulititude of Casualties (episódio 50)

Pin it

cena de A Mulititude of CasualtiesSérie: One Tree Hill
Episódio: A Mulititude of Casualties
Temporada:
Número do Episódio: 50
Data de Exibição nos EUA: 2/11/2005
Data de Exibição no Brasil: 14/3/2006
Emissora no Brasil: Fox

Resolvi fazer uma coisa diferente, meio inusitada, resolvi que vou esquecer das temporadas passadas e vou analisar esse episódio como se fosse o primeiro episódio que eu tenha assistido de One Tree Hill e ai irei dizer o que funcionou e o que não funcionou neste episodio.

O QUE FUNCIONOU:

-A começar pela maneira que o episodio foi feito, gosto desses episódios que brincam com o tempo. Muito bom ver o Dan discursando na “noite das loucuras”, principalmente a primeira parte – foi uma entrada e tanto. Um ponto positivo para One Tree.

– A briga entre os irmãos Scotts, com Lucas defendendo Haley e Nathan perdendo a cabeça foi ótimo. Depois o time inteiro caiu no pau e a narração exclusiva foi feita pelo nosso amigo Mouth. Pode ser meio insano o que vou falar, mas às vezes eu gosto de ver filmes ou seriados que dois ou mais amigos caem no pau, é meio Tarantino, é cool. Quatro pontos positivos para One Tree Hill.

cena de A Mulititude of Casualties -Ao ver Brooke com ciúmes de Lucas e Rachel e depois vendo ela falando pra ele que queria que ele corresse atrás dela e que mostrasse que realmente a ama. Finalmente pude entender que apesar dela ter sido infantil em relação aos dois, ela tem lá a sua razão. Provavelmente ela queria ter certeza do que ele sentia por ela antes de voltar a se envolver sério com ele. Me digam, como posso culpá-la por isso?

Sobre o Mouth, há duas possibilidades para ele: tornar ele um personagem realista (e sendo feio e nerd como ele é, ele só pode namorar uma garota que caia de pára-quedas na série, não tem outro jeito) ou transformam ele em mais um do grupo (e aí ele pode até dar uns beijos na Brooke ou outra personagem). Mas a gente que foi jovem um dia sabe que caras assim nunca ficam com as garotas, são só amigos dela. Esta é a triste realidade.

– Essa foi a opinião do nosso amigo Paulo Antunes, O Editor do TeleSéries, durante umas trocas de e-mail que tive com ele e, analisando o que ele disse, acabei concordando. Sendo assim ficou interessante e até engraçado esta comentarista muda que entrou na série.

– Whitey colocando Lucas e Nathan como capitães do time? Promete!!

– Não podia esquecer das brigas das meninas e, principalmente, quando Brooke leva um soco e Peyton cai pra cima de Rachel. Não tem prova mais clara de como as duas são amigas, essa noite foi realmente uma loucura.

O QUE NÃO FUNCIONOU:

– Vi que o prelúdio do discurso de Dan, até o momento da briga do time, não foi muito bom. Não gostei do Whitey pelo que disse, sei lá, não funcionou. Assim como a candidatura de Karen, mas pode ser que adiante as coisas engrenem. Mesmo assim um ponto negativo pra OTH.

– Roubando o jargão de um colega de trabalho daqui do site: “não gosto de personagens que caem de pára-quedas na serie”. E nesse caso falo de Rachel, que apesar de ser linda e já ter sido introduzida no episódio anterior, nesse realmente apareceu de uma maneira um pouco forçada. Talvez sua personagem não tenha futuro.

– Hales como cheerleader? Realmente não tem nada a ver com ela, sem contar que parece que ela forçou a barra pra ficar perto de Nate. Tudo bem que as mulheres vão dizer que ela o ama, mas acho que Nathan vai voltar olhar pra Haley quando ela seguir em frente, que também pensa nela – nesse momento Nathan vai poder ver novamente o quão fantástica a sua ex-esposa é.

– Não funcionou o motivo que Nathan deu pra Chris para dizer porque queria ele de volta em Tree Hill. Assim como não funcionou o que Nate disse para Hales para convencê-la a voltar a compor com Chris. Sinceramente, me pareceu forçado e sem noção.

– Essa historia de Peyton com a mãe não funciona. Nem comigo analisando OTH como se fosse a primeira vez vendo a serie, esta trama da Peyton funciona.

CONCLUSÕES FINAIS

– 6×5 para os pontos positivos, apesar da vitória apertada, One Tree ainda tem chance de se reerguer. Assim como são boas as chances de OTH ter mais uma temporada, isso é bom.

Assisti esta manhã ao 3×05. Me parece que a série está tentando voltar as origens (basquete, Nate x Lucas, etc.). Não acho que seja um caminho errado. Mas acho que você está certo, talvez não seja o melhor caminho.

Essa foi mais uma opinião do Editor do site que tanto amamos acessar. E concordo novamente com ele. Do mais é isso, nada como um dia após o outro, no episódio passado fiz severas criticas, nesse já encontrei pontos positivos, espero realmente encontrar em One Tree a sensação que sentia quando assistia a serie nas outras temporadas. Mas talvez eu tenha que me acostumar com o novo e talvez o novo seja bom, agora resta esperar e ver.

Séries citadas:

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account