Log In

Reviews Spoilers

Review: Lost – What They Died For

Pin it

lLost - What They Died For

Série: Lost
Episódio: What They Died For
Temporada:
Número do Episódio: 117 (6×14)
Data de Exibição nos EUA: 18/5/2010 na ABC
Data Prevista de Exibição no Brasil: 23/5/2010 no AXN

Chega de mitologia. Tudo o que tínhamos a dizer sobre esse importante pedaço da história da série foi dito e tudo o que vocês verão até o último frame da série são as resoluções das histórias envolvendo Jack, Sawyer e cia. Essa frase não foi dita pelos produtores/roteiristas da série, mas faltando apenas um episódio para o fim (pois é, eu sei o que você tá sentindo) não seria nenhum exagero se eles dissessem algo parecido.

No 16º episódio da sexta e última temporada da série, os personagens que conhecemos há seis anos foram confrontados com escolhas (na ilha e fora dela na realidade paralela), ouviram justificativas de Jacob e vislumbraram na iminência de um último confronto (na ilha) ou na estranha reunião (fora dela) arquitetada pelas mãos do ‘destino’ e de Desmond também, claro, a certeza de que as dores e as angústias estão perto de acabar e de que a esperança de enfim se ‘encontrarem’ existe.

Comprovando (de novo) a falibilidade de todos os seus personagens, algo que sempre lhes confere profundidade, What They Died For traz Jacob reconhecendo o erro de muitos anos atrás (a morte física do irmão que provocou o nascimento do monstro), a necessidade de explicar a Jack, Sawyer, Kate e Hurley, a verdadeira razão por estarem ali. E se a luz da ilha é a vida e o monstro representa a morte, é chegada a hora de um dos candidatos fazer a escolha que ele nunca pôde.

Lost - What They Died For

E se parece vago dizer que todos que perderam suas vidas cumpriram um papel em suas jornadas, foi na longa e conturbada trajetória de Jack Shephard, que a ilha encontrou seu novo protetor. Logo ele, um homem tão falho e traumatizado quanto aquele Jacob já fora um dia, mas que ao passar da posição do homem da ciência para aquele de fé, aceitou enfim abraçar o propósito que um dia caberia a Locke, ele próprio o catalisador para toda mudança que Jack jamais pensou que poderia encontrar na vida.

Na melhor tradição de um bom penúltimo capítulo, What They Died For preparou o terreno para aquele que será o derradeiro ato dessa grande saga. Goste-se de seu desfecho ou não, o encerramento de Lost marca também a confirmação de um momento histórico. A maior e mais ousada produção que a TV já viu chega ao fim e nós somos as sortudas testemunhas dessa obra.

Já estou com saudades. Vocês?

P.S.: A morte de Widmore (e Zoe também, claro), o simbolismo da escolha de Jack, as ações de Desmond na realidade paralela, as curiosas reaparições de Danielle Rousseau e Ana Lucia, a escolha de John Locke e muito mais no post de easter eggs, curiosidades e repercussões publicado no weblog Dude, We Are Lost!.

* * *

Texto publicado originalmente no weblog Dude, We Are Lost!.

Séries citadas:

15 Comments

  1. claudia

    Apesar dos altos e baixos é de se concordar…Lost é um divisor, é um marco da TV.Parabéns aos seus criadores.Parábéns à todos os atores que participaram deste seriado!.

  2. Flavio

    Nossa! Já dá até frio na espinha só de pensar q chegamos ao fim!
    Fico muito feliz de mais uma vez acompanhar algo tão bom, do inicio, quando quase ninguem cnhecia até o final todo badalado.
    Mas, falando do episódio, acho que não passou nada que nós já não sabiamos…Jack sendo o substituto, desmond fora do poço, Ben se revelando mais uma vez….sei lá…pra mim o mais importante foi a história na realidade paralela! to curioso pra saber como termina….e COMO, os personagens que morreram estão vivos na outra realidade e se lembram de tudo…to meio confuso nisso…
    Agora só resta esperar! Anda bem q domingo tem mais um!

    P.S. Eo Richard? será que morreu assim, tão sem mais nem menos? depois daquele episódio perfeito da história dele, acabar assim??? acho(espero)q não né…

  3. Pingback: Tweets that mention Review: Lost – What They Died For » TeleSéries -- Topsy.com

  4. anderson

    Benjamin Linus is back! O que foi ele matando Charles Widmore friamente? “ele não terá a chance de salvar a filha” Arrepiei.

    “A maior e mais ousada produção que a TV já viu chega ao fim e nós somos as sortudas testemunhas dessa obra.” (2) Não querendo me “exaltar”. concordo e assino embaixo.

  5. Patricia E.

    Finalmente o Linus vingou a morte da filha. Nunca gostei do Widmore, foi tarde, rs.

    Gostei mesmo foi ver o Desmond juntando o povo na realidade alternativa. Até a Ana-Lucia apareceu, ha!

    Será que o Jack será mesmo o novo guardião da “gruta encantada”? (rs, desculpem, mas aquela caverninha iluminada é muito trash, rs). Já desisti de entender essa mitologia de Lost há tempos, isso faz a mitologia maluca de Arquivo X parecer a coisa mais lógica do mundo. :D

    F***-se se não faz sentido, a essa altura só quero que termine logo essa história toda e desde que seja divertido, beleza, valeu esperar. =)

  6. Raphael Pinheiro

    Só eu achei super previsível o Jack se oferecendo pra ser o novo Jacob? Até chutaria que no último episódio vai dar uma reviravolta e outro vai acabar no lugar dele, mas quando lembro que o Jacob já fez o ritual de “benzer” a água que o candidato bebe… sei lá.

    Também acho que a série já é histórica há muito tempo e falhas próximas ao final não serão suficientes pra macular isso, mas penso no comentário do Ângelo Romão no review do episódio anterior e em como ele tocou em pontos fundamentais que a gente acaba esquecendo.

    O principal pra mim, é: dadas as motivações dos maiores “titereiros” da série (Jacob, MIB, Widmore e Ben), acho que poderia ter havido muito menos rodeio pra que os objetivos de cada um se resolvessem. Mas agora o jeito é curtir o que resta. E nesse episódio fiquei pela primeira vez mais interessado no que acontece no flash-sideway do que na própria ilha. Esse final no concerto talvez seja o grande momento que nos aguarda.

  7. fabio lins - blog LostHome

    * Nada como um episódio com os Losties não é? Apesar de que “Across the Sea” tenha sido fundamental para a série.
    “What They Did For” nos preparou para o desfecho final da série, que tem tudo para ser satisfatório. Trouxe muitas revelações e deixou “The End” engatilhado.

    * Jacob tava sumido e veio com tudo dessa vez. Revelou-nos vários mistérios, conseguiu o seu substituto e deu-lhe a missão de matar o monstro de fumaça, proteger o coração da ilha para que com isso seja salva a humanidade. Numa espécie de ritual, deu-lhe o dom de não envelhecer. Agora, se Jack conseguir acabar com o monstro de fumaça, a ilha não mais precisaria ser protegida ou estou enganado?

    * Pergunta!!! Porque Ben matou Widmore só agora sendo que teve a oportunidade de fazê-la em “The Shape of things to Come”?
    “Pra mim, Ben gostaria que Widmore visse a morte de sua filha para depois matá-lo. Como Mib já iria matar Widmore para salvar Penny, Ben resolveu matá-lo alí mesmo”.

    * Benjamin Linus está com Mib agora? Acho que não, pois como ele sempre tem um plano eu ainda acho que está ao lado dos losties, pois caso contrário sua redenção teria sido inválida.

    * Richard morreu? Em Lost nunca temos certeza de quem morreu ou não. Lembrando que Richard não é imortal, apenas tem o beneficio de não envelhecer da mesma forma de Jacob, Eva (falsa mãe) e agora Jack.

    * Na realidade paralela, Desmond continuava a sua caça aos Losties. Será que Desmond está agindo sozinho? Acredito que ele esteja seguindo orientações de nossa Heloise Hawking juntamente de seu filho Daniel Widmore.

    * Parece que nem todos passageiros do vôo 815 precisam estar lá. Com certeza apenas os candidatos de Jacob incluindo John Locke morto, pois ficou claro que Desmond tentaria matá-lo caso Dr.Linus não aparecesse. Acredito que, de alguma forma, tentará matá-lo novamente e dessa vez com a ajuda dos Losties.

    Fábio Lins – http://www.losthome.zip.net

  8. richie

    o episodio foi exatamente o que se esperar de um pré-series finale….
    so arrumou o terreno….
    agora é esperar pela finale, que ja está ali, virando a esquina…
    confesso que vou ficar com saudades de uma serie mais inteligente que me faz pensar e me deixa com duvidas e perguntas….
    adoro csi e derivados, mas prefiro mto series como lost, que me fazem querer voltar toda semana….
    pena que vamos ficar orfãos tao cedo
    hehehe

  9. richie

    a unica coisa que achei ruim foi…..

    WHAT THEY DIED FOR???
    eu simplesmente nao sei o pq eles morreram….
    alguem ai sabe?

  10. anderson

    “WHAT THEY DIED FOR???
    eu simplesmente nao sei o pq eles morreram….
    alguem ai sabe?”

    Morreram pq aiçha terminou com eles oras hehehe

  11. Paullo kidmann

    Pois é como comentei com um amigo meu o jacob enrolou e não disse: “WHAT THEY DIED FOR???”
    hehehe
    episódio excelente.
    gente já tow com saudades …
    xoxo

  12. Eduardo

    Episódio brilhante!!!

    Depois de meus receios com o download de mitologia do episódio anterior, e a lógica circular por trás dos mistérios da ilha, foi um banho de água fria ver um episódio tão direto, revelador e esclarecedor sem nunca tocar no aspecto mitológico.

    What they Died for foi o episódio perfeito para colocar as peças no lugar, e deixar claro o objetivo que deve ser cumprido nessas duas horas e meia finais: destruir o Homem de Preto e a Fumaça. Já para ele, o objetivo é destruir a ilha. Agora o futuro de todos está em jogo.

    O encontro dos Losties com Jacob foi um de meus momentos preferidos na série. O roteiro de Elizabeth Sarnoff, Edward Kitsis e Adam Horowitz, produtores veteranos da série, foi direto a essência de cada personagem e verbalizou todas as dúvidas, preocupações, admissões e decisões a serem tomadas de forma concisa e agradável de se assistir.

    Mark Pellegrino mais uma vez deu um show como Jacob, e Matthew Fox evoluiu como ator nesses últimos 3 anos. É incrível como Jack mudou desde sua saída da ilha, e a morte de Locke. Era evidente que ele iria tomar a iniciativa. O cara sempre quis consertar tudo ao seu redor. Se entregar a fé ao divino por trás da ilha e assumir a responsabilidade de Jacob é a melhor forma de se realizar isso. Locke ficaria orgulhoso se ainda estivesse vivo.

    Jacob deixou claro como a solidão dos personagens foi um aspecto central na escolha deles como candidatos. Foi um toque de mestre desenvolver os personagens dessa forma, e depois mostrar esse lado de Jscob na semana anterior. Cria-se assim um paralelo interessante.

    A morte de Widmore era visível assim que ele começou a verbalizar suas intenções e os detalhes delas. Já Zoe não derramo lágrimas. Nunca fui com a cara dela. O interessante é que Ben esperou para ver que de fato as regras que lhe prevenia de matar Widmore já não valiam mais, antes de puxar o gatilho. Ainda fico ponderando se as regras realmente impediam os personagens de realizar certas ações, mesmo elas tendo sido estabelecidas por Jacob.

    Faltam duas horas e meia, e uma pergunta fica na minha cabeça: quem era o homem barbudo na cabana que empurrou o Ben????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account