Log In

Reviews

Review: Lost – The Other Woman

Pin it

Lost - The Other Woman
Série: Lost
Episódio: The Other Woman
Temporada:
Número do Episódio: 77 (4×06)
Data de Exibição nos EUA: 6/3/2008
Data de Exibição no Brasil: 7/4/2008
Emissora no Brasil: AXN

Eu esperei ansiosamente por esse episódio. Juliet é simplesmente uma das minhas personagens favoritas, e eu mal podia segurar a ansiedade de vê-la fazer algo relevante nessa quarta temporada. No fim, ela não fez nada de muito importante e isso foi meio frustrante. O episódio foi um filler, e podem me considerar totalmente parcial quando eu digo isto, mas foi um filler muito bom. O problema é que quando eu estou interessada nos personagens ou numa história em particular, eu cato pêlo em ovo. Vamos as minhas considerações.

Nesse episódio vimos que Juliet segue um certo padrão em suas relação. É muito fácil traçar um paralelo entre Edmund e Ben e entre Jack e Goodwin. A primeira dupla é de homens mais velhos, intelectuais e dominadores (e bem mais baixos que a Elizabeth Mitchell, mas isso não vem ao caso). Mesmo não os amando e não cedendo sexualmente, ela acaba se deixando aprisionar por eles. Quando Benjamin afirma que ela é dele, foi assustador (e um pouco idiota da parte dele até), mas não chega a ser completamente ilusório. Romanticamente, ele nunca a terá. Mas psicologicamente ele a subjuga, e fisicamente ele é o responsável pelo cativeiro dela na Ilha.

Já a segunda dupla é de homens aparentemente bons, mas não perfeitos, que se dão ao trabalho de oferecerem seu ombro nos dois momentos em que ela entrou em uma nova sociedade e se sentia alienada. Com eles ela desfrutava de uma certa autonomia e liberdade, e como ambas as vezes ela se encontrava recém saída de um relacionamento em que era reprimida, é fácil imaginar ela se apaixonando por eles. Não só se apaixonando, mas também usando os relacionamentos como uma forma de escape, de evasão psicológica da sua realidade que a cada dia que passa parece ser mais triste.

A Juliet desse flashback estava mais vulnerável do que nunca, mas nenhum traço inesperado ou ação surpreendente foi acrescentada a sua ficha. Na minha opinião, foi um flashback muito mais revelador em relação a Goodwin e Ben. Goodwin porquê eu nunca imaginei que ele pudesse ser tão legal, eu o considerava antipático. E Benjamin, porquê acho que seu maior ponto fraco acaba de ser revelado. Sua obsessão por Juliet é o que pode derrubar o homem que segundo suas próprias palavras, sempre tem um plano. Se possível, eu gostaria de ver a própria Juliet perceber que ela tem tanto poder sobre Ben quanto Ben tem sobre ela. Antes que mais alguém perceba e decida explorá-la.

Lost - The Other WomanCom relação ao final, eu acho que podemos dizer que a relação Jack e Juliet parece que vai começar oficialmente agora. Depois de um ano de vê-los flertando, acho que finalmente poderemos chamá-los de casal. Eu achei o beijo lindo e o abraço fofo, e como boa Jacketer que sou, fiquei feliz. Mas por outro lado, fiquei preocupada. Juliet era uma personagem interessantíssima, com infinito potencial. Mas Kate também era, e eles conseguiram estragá-la. Seria um desperdício se Juliet também fosse sugada pra dentro de uma trama romântica, com direito a triângulo, e esquecessem de dar a ela qualquer outra utilidade. Seria triste ver mais uma personagem feminina forte ser sacrificada em prol de uma historinha besta de amor.

Se você conseguiu chegar até o final desse texto, parabéns, você gosta da doutora Juliet Burke tanto quanto eu. E também poderia ser psicólogo. Eu não sou, mas adoro analisar. E acho que Lost fica muito mais interessante assim. Nem toda a graça está em viagens no tempo e estátuas de quatro dedos. Esse episódio foi muito bom. Longe de perfeito, eu mesma criei expectativas altas que não foram correspondidas. Mas eu adorei.

Este review foi publicado originalmente no weblog Séries Addict.
A Thaís está substituindo interinamente o colunista Eugifran Moreira.

Séries citadas:

É estudante de comunicação. Não vive sem The Good Wife, Parks and Recreation e 30 Rock. Ah, e Gossip Girl, que apesar do bom senso, ainda nao conseguiu largar.

12 Comments

  1. Silvia_05

    Êta beijo-de-irmão esse! O episódio só serve prá mostrar que Juliet é boa quando é má. O tipo boa-moça é muito chato, principalemnte prá ela.

    Ben se declarando pode não ser muito romântico, mas foi a primeira vez que ele realmente esboçou um sentimento genuíno.

    Toda aquela encenação de Faraday e Charlotte foi muito previsível e suas intenções ainda são desconfiáveis.

  2. Fernando

    Eu gostei desse episódio de Lost. Achei muito bom. Nem todo o episódio precisa ser centrado em viagens no tempo e mistérios como você bem disse.

    Inclusive eu gosto mais desses episódios que abordam os aspectos psicológicos dos personagens e suas relações inter pessoais.

    Adoro o personagem da Juliet. Adoro mesmo. Sou fã da atriz que considero muito linda, uma sensualidade no olhar, no jeito de falar, de tudo. Além disso o personagem é dela é complexo e interessante. Sempre gostei mais dela (MUITO MAIS) do que da Kate. Eu, se fosse o Jack, escolheria ela.

    Achei muito engraçada aquela cena da temporada passada em que o Sawyer pergunta se ela tinha dormido com o Jack e ela responde:”Eu não, e você já?”. Só com essa resposta já me apaixonei.

    Concordo com a autora e tenho medo que eles sacrifiquem essa personagem a estragando. E gostei muito da evolução dela antes da chegada dela na ilha até hoje. Antes ela era reprimida, frágil e hoje é uma mulher forte.

    Agora o que me preocupa é o fato de que só seis saem da ilha, meu medo é que ela morra. No episódio passado eles mostraram o Jack querendo sair com a Kate no futuro, meu medo é que ela ao invés de ser deixada para trás tenha morrido.

    Enfim. Futuros episódios nos dirão.

  3. Paulo Fiaes

    vou postar aqui o que postei no seu blog:

    “olha, vou dizer isso, mas antes saiba q n vou falar isso pq te conheço e gosto de vc.

    exclente review, sério, perfeita mesmo

    traduz tudo q pensei do episódio

    e como vc ja sabe
    tem duas coisas q me incomodam nessa temporada
    uma foi o q fizeram com sawyer
    o transformando num cachorrinho da kate
    e outra é com juliet, a personalidade dela sempre foi muito forte, e n gosto de vê-la tão dependente dos homens,
    mas sua analise para q isso aconteça foi perfeita.
    e sim, Lost é mto mais q viagens no tempo e estatuas de 4 dedos.”

  4. Holly

    Ótimo post, apesar de eu discordar da avaliação da cena do beijo. Achei um fiasco, mas de Jack eu não espero nada realmente inspirador. Tenho uma birra eterna com ele.
    Mas adoro Juliet, acho a dualidade do personagem instigante e espero que não a transformem em uma mala como a Kate se tornou. E concordo com o Paulo no que diz respeito ao Sawyer apaixonado pela chatinha “não sei quem quero, só quero ser o centro das atenções dos homens da ilha”. (Putz, devo ser apedrejada pelas Jaters agora).
    E achei sua análise sobre o Ben perfeita. Realmente, o ponto fraco dele parece ser a paixão pela loira…

  5. Darth Cesar

    Prefiro os episódios mais mitológicos, acrescentam mais conteúdo a série do que um episodio que falou, falou e não disse nada… Qual a novidade de que a Juliet era doce no começo e foi ficando mais forte com o passar do tempo? Isso já foi mostrado, o Ben ciumento e possessivo não chega a surpreender e o relacionamento dos dois também já foi indicado, mas o que eu queria saber mesmo era quem é o cupinxa do Ben no barco, isso interessava e como que a rapaziada do exterior sabe tantos detalhes da ilha… mas foi um bom episodio.

  6. Thiago Sampaio

    Poxa, q texto legal, cara =)

    Acabou amenizando e muito a decepção q me foi esse episódio, principalmente por ser o seguinte ao fantástico Constant. Gosto da Juliet, espero mesmo q ela não fique preso à namoros como Katey, mas… mas o foco do episódio, pra mim, não foi isso. Foi o ‘teatro’.

    O ‘nada é o q parece’ as vezes me cansa. A dupla do helicópetero precisava mentir pra controlar a saída de gás? Se é que foram fazer isso mesmo? Não era mais fácil fazer isso do que dar uma coronhada na Katey? Tá tendo teatro demais já…

  7. Fernando

    Concordo com o Thiago, qdo vi esse episodio achei fraco demais. Toda encenação feita pela dupla faraday e charlote foi totalmente desnecessaria. Antes esse clima de misterio ate tinha a ver com os episodios, agora parece algo forçado, nao parece nada natural, quem assiste nota que aquilo foi só pra enrolar, nao acrescentou nada nem foi importante e numa serie do estilo lost isso é um erro fatal. considerando que a serie quer ser levada a serio.

    porem como o thiago disse, seu review deu outra visao do episodio e soube extrair dele o conteudo que talvez ele nao tenha sido capaz de passar.

    semana q vem o episodio que junto ao de desmond é o melhor da temporada ate aki.

  8. Fernando dos Santos

    Este episódio foi apenas regular mas eu acho que teve pelo menos duas coisas bem relevantes.Foi confirmado aquilo que o jogo Find 815 ja
    sugeria:Charles Widmore é mesmo o homem que enviou o cargueiro.
    Outra coisa importante foi mostrar que Ben é mesmo o vilão da trama.Talvez ele seja um mal menor se comparado a Widmore mas nem por isso deixa de ser maligno.Ele enviou o Goodwin numa missão suicida apenas para se vingar da Juliet.

  9. sidney

    Vcs perceberam que a mulher do Goodwin disse que Ben gosta de Juliet porque ela é a cara “dela?” Quem é essa “ela”? a mãe de Ben? ou a garotinha paquera de Ben na infância? mistério a ser resolvido num futuro próximo…

  10. Giselle Sutherland

    Quando a Juliet apareceu eu gostei do personagem depois achei ela meio dissimulada também não gostei muito do destaque que deram pra ela na temporada passada e nesta ela está bem apagadinha.
    Enfim ás vezes gosto e ás vezes detesto ela.
    Agora o Ben eu tenho certeza detesto este cara.
    Concordo com o Fernando dos Santos o Ben é o vilão da trama.
    Sobre a Kate eu até que gosto dela mas concordo ela está uma malinha e o que está acontecendo com o Saywer ? Tá muito babão pela Kate. Quanto ao espião do Ben no navio não sei porque tô achando que é o Michael. O Ben não ia deixar ele ir embora assim de graça.

  11. Ana

    Excelente review!! Não há nada que eu não tenha pensado sobre o epi, mas vc escreveu bem melhor.

    Lost é uma série de ação e mistério? É, mas o desenvolvimento humano é o fio condutor, e várias vezes as ações são determinadas por esses fatores mto humanos. É a minah parte favorita.

    E não creio que estraguem Juliet, Lost nem vai ter tanto tempo assim pra isso. Pelo menos é o que espero.

    Enfim, amei o que tu escreveu!

  12. Jorge

    Não se pode ter tudo… episódios 90% tramas emocionais fazem a trama decair. Lost e mais pauleira de ‘Costant’ do que DR. Haja visto a meleca Jack/Kate/James… é preciso ser surpreendente, intenso e psicológico, tudo ao mesmo tempo agora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account