Log In

Reviews

Review: Law & Order: Special Victims Unit – Sugar

Pin it

Law & Order: Special Victims Unit - Sugar

Série: Law & Order: Special Victims Unit
Episódio: Sugar
Temporada: 11ª
Número do Episódio: 226 (11×02)
Data de Exibição nos EUA: 30/9/2009
Data de Exibição no Brasil: 10/11/2009
Emissora no Brasil: Universal

A participação especialíssima de Eric McCormack em SVU me fez sentar em frente à TV uma hora e meia antes do habitual. Will & Grace permanece intocada entre minhas séries preferidas e o prazer em vê-lo ao lado de Christopher Meloni e Mariska Hargitay foi sublime. Afinal, mais prazeroso do que assistir uma série querida é ver a interação entre atores de outras produções que também amamos. É uma espécie de crossover pessoal muito gratificante.

Perdê-lo estava fora de cogitação. Nem mesmo o famigerado apagão impediu, pois minha região, além de não se enquadrar no horário de verão, ficou apenas 38 minutos sem energia. Infelizmente, muitos outros tiveram que aguardar a reprise.

Sugar foi um bom episódio investigativo, dessa vez deixando de fora as típicas discussões morais e/ou jurídicas para se concentrar na ação e nas artimanhas utilizadas na condução dos interrogatórios. Assim, tivemos os detetives se enroscando numa teia de mentiras contadas por aqueles conectados nos mais diferentes graus à prostituta Emily Keefe, cujo corpo foi posto em uma mala atirada pela janela de um metrô. Apresentando uma narrativa intrincada, o roteiro nos poupou da habitual empatia sentida pelos envolvidos no caso da semana ao nos mostrar uma coleção de pessoas desprezíveis, cada uma com seus interesses a serem ocultados: desde as prostitutas robóticas e materialistas do site TastySugar, passando por seu proprietário hedonista, até sua filha egocêntrica e psicótica (vivida aqui pela angelical Melissa Farman, a jovem Rosseau de Lost).

O humor é um elemento que foi relativamente reduzido na série. As piadinhas entre o pessoal do Squad e as eventuais situações cômicas eram mais explícitas em temporadas iniciais. A procura pelo Master Baiter (cuja sonoridade é idêntica a masturbator) na loja de conveniência foi um bem-vindo alívio cômico em meio à atmosfera pesada do enredo. Quando um dos funcionários começa a andar cabisbaixo em direção aos detetives, Olivia trata de esclarecer:

Não estou procurando qualquer Master Baiter, e sim o Master Baiter!

Os dois pontos mais altos do episódio foram semelhantes aos do capítulo anterior. O primeiro se fez quando a tensão trazida pela promotora-furacão Sonia Paxton atingiu um novo patamar que levou Elliot a chamá-la de cadela em bom e alto tom… Algo que muitos telespectadores vinham desejando desde a semana passada. No entanto, por mais arrogante que ela possa soar, Elliot e Olivia fizeram por merecer todos os puxões de orelha que levaram durante os deslizes que estavam prestes a cometer. É óbvio que a função da personagem é causar atrito, mas isso não está sendo feito de forma gratuita. O segundo momento marcante veio com mais um final violento e inesperado que nos deixou em silêncio, perplexos enquanto os créditos começaram a surgir na tela.

Law & Order: Special Victims Unit - Sugar

Já estou me acostumando a ir dormir às terças-feiras com uma imagem horripilante gravada em meu cérebro…

Séries citadas:

10 Comments

  1. Ana Maria

    Apesar de ter gostado mais do episódio da semana passada, esse foi também,sem dúvida, um bom episódio.A nova promotora é um espetáculo a parte.Para mim ela é uma desequilibrada. Estou ansiosa para ver os novos episódios e o desenrolar dos acontecimentos envolvendo a promotora com o duo de detetives.Tudo bem que ela pode reclamar, apontadar falhas e tentar melhorar o desempenho da Unidade, mas humilhar é outra coisa. Ela já desqualificou o Elliot duas vezes, teve uma resposta mais contundente nesse último episódio.Vamos ver agora quando ela partir para cima da Olívia, de forma mais direta.Estou pagando para ver.E a linguagem da Sonia Paxton não condiz com sua posição.Ela usa termos chulos, coisa que eu nunca ví nas outras promotoras.
    Acho que SVU esta se tornando um tanto repetitivo quanto aos finais trágicos e surpreendentes. No 1º episódio aquele suicídio/homicídio do estuprador foi inesperado.E, neste segundo, aquela morte no final, do pai assassinado pela filha, me pareceu forçado e desnecessário. Mas no cômputo geral foi um episódio que me agradou.

  2. Fernando dos Santos

    “o roteiro nos poupou da habitual empatia sentida pelos envolvidos no caso da semana ao nos mostrar uma coleção de pessoas desprezíveis, cada uma com seus interesses a serem ocultados”(2)

    Concordo plenamente e acho que este foi o grande diferencial(pra melhor) do episódio.
    O roteiro de Sugar assim como o do episódio anterior me pareceu ter colocado o Eliott mais em evidência que a Olivia.Foi ele quem se disfarçou para obter informações, foi ele quem encarou a promotora-arrogante da temporada e foi ele quem sentiu alguma empatia pelo milionário quando este falou que estava disposto a fazer o que fosse necessário para proteger a filha.E o próximo episódio pelo que vi na chamada, vai lhe dar mais destaque ainda.Será que a Mariska se desentedeu com os produtores e agora estão deixando ela meio de lado?Estaria ela ainda não totalmente recuperada da doença que a afastou do trabalho na temporada anterior?
    Quanto a investigação, eu achei estranho que os detetives não tenham desconfiado nem um pouco quando o pai da garota confessou prontamente ter praticado o crime.Eu como sou fã de séries policiais, já vi em inumeras delas que isto geralmente significa que o interrogado está mentindo para proteger alguém.Em todo caso foi uma falha menor em um episódio bom.

    A minha grande ressalva continua sendo quanto ao mau aproveitamento da Christine Lahti, uma boa atriz que está reduzida ao papel de promotora-arrogante da temporada.E o pior é que ela tem apenas(se não me engano) mais dois episódios pela frente o que sugere que pouco ou nada vai mudar para a personagem.

  3. Marcelo

    O grande achado foi mesmo o fato de todos os personagens serem desprezíveis, o final surpresa, tanto do falso culpado protegendo alguém, quanto chocante fim de algum personagem é meio comum na série, desta vez nem chegou a surpreender muito

    A personagem da nova promotora tá perto de passar do ponto de durona para simplesmente desagradável, espero que tenha alguma trama para ela nos futuros episódios, se não vai ter sido apenas uma personagem inútil na série

    No geral um bom episódio, o da semana passada foi melhor

  4. Janete

    Vou entrar aqui só para dizer que essa nova promotora é doida. Seu comportamento é tão ridículo que chega a ser hilário. Ela interrogando a secretária do empresário suspeito, e falando da sua “comissão de frente”(seios) foi demais.Estou adorando essa temporada e acho que vem coisa muito boa pela frente.Adoro a Olívia e o Elliot. Eles são demais.

  5. Taciana

    Os finais inesperados até podem estar se repetindo, mas continuam me surpreendendo. Acho que o final foi justamente o melhor do episódio.

  6. Leonardo Toma

    Achei que o Eric caiu como uma luva com esse personagem. Ele soube interpretar muito bem um homem na crise da meia-idade.

    E Christine com certeza é o ponto alto de todo episódio em que participa.

  7. Tina Lopes

    Nossa, a hora que a menina encosta na mesa, ficou tão evidente que ela ia matar o pai! Desculpem-me, mas eu não achei nada surpreendente. Adorei a promotora, não sabia dela pq não acompanho com frequência o SVU, mas me deu vontade de ver mais.

  8. Eliane Moura

    1 – o cara deveria ter sido preso por obstrução pq ele apagou o conteúdo do site;

    2 – meninas de 17 anos NÃO TÊM FORÇA pra estrangular uma mulher adulta;

    3 – meninas de 17 anos NÃO TÊM FORÇA pra jogar uma mala com um cadáver pela janela de um trem;

    4 – o cadáver de uma mulher de 50kg NÃO CABE NAQUELA MALA!!!!

    5 – QUEM DEIXOU AQUELA TESOURA DE BOBEIRA EM CIMA DA MESA??? QUE DIABOS ESTAVA FAZENDO UMA TESOURA NUMA DELEGACIA DE POLÍCIA??

    O episódio foi ridículo. Tanto caso real bom que eles podiam aproveitar – como por exemplo o caso de Precious Doe – e eles ficam escrevendo esses episódios ridículos, cheios de furos. Pelo menos o ator convidado não era o assassino!AFF!

  9. ju

    Eu não SUPORTO essa promotora esquisita. Será que ela pira no final da temporada e tenta matar alguém? E eu achava a personagem Jordan de Criminal Minds antipática…

    Concordo com o que Eliane falou, o caso da Precious Doe daria um excelente episódio.

  10. Denise

    Fernando,
    Não, a Olívia não foi posta de lado. É comum neste seriado, cada episódio dar mais destaque a um ou outro personagem. Nas próximas semanas você verá uma Olívia mais ativa do que nunca. Os episódios que estão por vir serão sensacionais!!!!
    e posso lhe garantir que vc se surpreenderá muito com a Olívia.
    Ah, à propósito, a Mariska está totalmente recuperada dos problemas de saúde que ela teve no início do ano, e em 11 anos da série, nunca ouvi nem sequer boatos de desentendimentos entre os atores e produtores. É uma equipe muito coesa e afinada, daí o sucesso da série, além do talento dos atores, é claro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account