Log In

Reviews

Review: Law & Order: Special Victims Unit – Lead

Pin it

Law & Order: Special Victims Unit - LeadSérie: Law & Order: Special Victims Unit
Episódio: Chumbo Grosso (Lead)
Temporada: 10ª
Número do Episódio: 217 (10×15)
Data de Exibição nos EUA: 10/3/2009
Data de Exibição no Brasil: 21/4/2009
Emissora no Brasil: Universal

Aconteceu. O sonho de dez entre dez fãs de SVU se transformou em realidade no momento em que Alexandra Cabot surgiu por entre a multidão. Vítima de um violento atentado após condenar um poderoso traficante no ano de 2005, nossa promotora favorita finalmente pôde sair do programa de proteção à testemunha e vir auxiliar o Squad em nome dos velhos tempos.

E eu, que estive afastado da Unidade por duas semanas, também estou de volta com um texto pra lá de especial. A seguir: mais sobre o retorno de Cabot, o enredo de Lead, a ambivalente renovação da série para uma 11ª temporada, SVU em DVD no Brasil e, por último, uma possibilidade que causou rebuliço na página oficial da série: seria Olivia Benson gay?

O RETORNO DE ALEX

A primeira aparição de Cabot fora do programa de proteção à testemunha se deu no ‘semi’ spin-off da franquia chamado Condenação (Conviction), que foi cancelado após uma leva de 13 episódios, no qual Alex servia de mentora para um grupo de jovens defensores públicos. Na época muita gente ficou confusa, já que a personagem tinha voltado à ativa sem nenhuma explicação. Somente agora foi revelado que seu retorno se deu devido à extradição do traficante que a ameaçava. Por precaução, e ainda traumatizada, ela assumiu um trabalho mais burocrático e reservado na promotoria pelos últimos três anos.

A continuidade foi bem respeitada e foi possível captar a gama de sentimentos que tomaram Alex durante o desenrolar do caso. Durante a manipulação do cadáver baleado do pediatra ela se manteve rígida e desconcentrada, um reflexo à lembrança de que ela mesma já esteve caída à beira da morte em uma calçada em decorrência de uma bala no tórax. Junto a sua postura sóbria, a maneira automática e contida com que ela rebatia argumentos da defesa representou a sensação de familiaridade com o cotidiano nauseante em que conviveu por quatro anos. E o momento mais gratificante para mim foi o seu breve reencontro com a juíza Lena Petrovsky, seu nêmesis de outrora, que deixou as diferenças de lado e a congratulou afetuosamente pelo retorno.

O ENREDO DE LEAD

Este foi um episódio bastante amplo que costurou diversos temas: o abuso velado de crianças por parte do pediatra, a política suja de acobertamento do hospital e a pressão da corregedoria causada pelo injusto processo judicial movido contra a Unidade por ter levado três semanas para concluir a investigação. Como se isso já não bastasse para um episódio relevante, o golpe de misericórdia foi dado por Cabot ao processar o fabricante de brinquedos tóxicos revestidos por uma tintura com alto teor de chumbo responsável pela moléstia cerebral sofrida pelo réu. Acha que acabou? Ainda não. Por fim, fechou-se com a questão capitalista relevante e revoltante acerca de mercadorias de baixa qualidade que são irresponsavelmente comercializadas e distribuídas somente entre países de terceiro mundo.

Enquanto isso no mundo real – Há pouco tempo veio à tona uma queixa contra o fabricante de um marca famosa de bonecas, que em determinado lote fez uso de uma cola de pouca fixação e de peças contendo imãs de elevada força magnética que causaram vedação no trato intestinal de crianças que as ingeriram.

A 11ª TEMPORADA

Quem acompanha meus textos há algum tempo sabe que eu tenho sentimentos contraditórios acerca dessa renovação. Se por um lado eu me junto ao brinde coletivo na comemoração de mais um ano de minha série policial favorita, por outro eu temo que o excesso de situações-limite e desgraças sofridas a cada ano por nossos detetives banalize a continuidade da estória e os sentimentos das personagens. Afinal, já são dez anos em uma unidade onde o aconselhável são dois. Essa 10ª temporada em especial já nos proporcionou momentos críticos dignos de afastamento. Liberdades poéticas à parte, é sempre bom manter as bases da série sólidas e coerentes.

SVU EM DVD NO BRASIL

Enquanto os Estados Unidos se preparam para receber a 9ª temporada neste mês de maio, aqui a situação está bem mais lenta. A primeira previsão para o lançamento da excelente 5ª temporada se fez em meados de março. Daí houve o adiamento para o meio de abril. E agora a previsão é para o dia 15 de maio. Enquanto sofremos com a total ausência de extras, o péssimo design dos boxes e preços iniciais superfaturados, nós temos uma pequena vantagem sobre os EUA: aqui a 3ª e 4ª temporadas saíram em formato Widescreen e provavelmente assim também virá a 5ª. Lá fora, somente a partir da 6ª temporada o formato foi implantado, além do som em cinco canais. E falando na 6ª temporada, há um rumor de que a Universal só vai esperar dois meses após a chegada da 5ª para lançá-la por aqui. Verdade ou mentira, não custa sonhar.

A SEXUALIDADE DE OLIVIA

No dia 11 de março de 2009, o blog da produção no site oficial da série na página da NBC soltou o seguinte post:

Olá a todos!
Parece haver bastante conversa sobre umas coisas. Deixe me ir direto ao ponto.
1) Mariska está se recuperando muito bem e em breve estará de volta.
2) Nós temos grandes idéias e muitos arcos em desenvolvimento que irão se desdobrar na 11ª temporada. Incluindo Benson e Stabler.
3) Benson é gay? O que vocês acham?

Law & Order: Special Victims Unit - LeadNem é preciso dizer que a coisa pegou fogo. Em mais de 750 comentários há respostas que vão desde centenas de pessoas eufóricas com a confirmação (sim, elas já sabiam!) e tantas outras ultrajadas perante a possibilidade da anulação de 10 anos de tensão entre ela e Stabler. Minha opinião? Eu nunca achei que houvesse desejo entre ambos, mas um amor resultante de uma convivência intensa de dois terços do dia lado a lado. Quanto à orientação sexual da personagem, tenho que ver pra crer.

Enquanto isso, minha maior preocupação está no anúncio envolvendo as negociações contratuais do elenco.

Séries citadas:

41 Comments

  1. Leonardo Toma

    Bom, se a série fosse renovada sem Mariska e Chris quem seriam os novos protagonistas? E será que a March vai voltar pro elenco regular?

    E concordo com você que as situações limites dos personagens foram utilizados em demasia nesses últimos anos.

  2. FIlipe

    Também nunca achei que houvesse desejo entre eles. Disse tudo, Ângelo. Ótimo review!

  3. Fernando dos Santos

    Eu acho que o excesso de temas atrapalhou um pouco e impediu que Lead fosse o grande episódio que eu esperava para marcar o retorno da Alex.Não que eu considere um episódio ruim mas é que eu tinha expectativas bem maiores.
    Um dos méritos de Lead foi bem deixar bem claras as diferenças entre a Cabot e a Greyleck.Por exemplo, na cena em que ela fala para o capitão que vai ter de mandar prender o garoto mesmo sendo ele deficiente mental, a promotora o faz de forma incisiva mas sem ser arrogante e quando o juiz lhe
    dá um puxão de orelha ela para pra refletir sobre a atitude que tomou.

    Eu também acho que não há e nunca houve desejo ou paixão entre os dois, mas sim uma grande amizade resultante da convivência diária durante anos e das diversas vezes em que um salvou a vida do outro.

    Quanto a sexualidade da Olivia eu concordo com o review, é ver pra crer.

    A renovação eu considerava inevitável com ou sem os protagonistas retornando, a NBC não seria louca de cancelar seu drama mais assistido.A velha política das emissoras é roer o osso até não sobrar nada.

    Excelente review.

  4. Fernando dos Santos

    Correção:”Um dos méritos de Lead foi deixar bem claras…”.A palavra bem saiu duas vezes e deixou a frase confusa.

  5. Ana Maria

    Achei o episódio bom mas nem tanto.Nesta mesma temporada já vi melhores. Adorei o retorno da Alex Cabot, para mim a melhor das promotoras. E quanto a Olívia ser gay pelo amor de Deus não façam isso com meu personagem feminino preferido. Quero deixar bem claro que não sou homofóbica, acho que ser gay é perfeitamente admissível e compreensível mas acho que a Olívia Benson é um referencial entre as mulheres, ela é um ícone para jovens adolescentes, mulheres maduras, bem amadas e mal amadas e a pecha de homosexual iria tirar de certa forma o brilho do personagem. Sei que a comunidade gay adoraria, mas as mulheres que seguem uma orientação sexual ortodoxa, que constitui a grande maioria, não iria apreciar.E os casos amorosos( com homens)que a Olívia já teve?Admito que a Olívia tem um comportamento um tanto ambíguo porque ela mescla uma certa dureza no trato com as pessoas com uma compassividade, ternura e afeto para com as vítimas que faz dela especial.Quem sabe na próxima temporada os autores não nos reservam grandes alegrias, dando a personagem um grande amor heterosexual,como ela merece.

  6. neto paes

    Concordo com a Ana Maria…Olivia Benson gay é forçar a barra…apesar de nunca ter visto esse tesão ou tensão sexual que muitos dizem existir entre Olivia e Elliot, tb nunca me passou pela cabeça que ela pudesse ser lésbica.

  7. marília

    eu adorei o episódio. eu sempre gosto, né? fazer o quê? mas esse foi demais pq confesso na hora que a.d.a mais querida de NY apareceu eu me arrepiei toda, juro.

    ela é tão boa, né? nem a casey que tbm era muito boa consegue superar. achei sim que o epi teve muita reviravolta e aí aparec um ritmo mais acelerado, com tudo se resolvendo e tal, que nem sempre são tão contudentes como qnd há um único crime e um criminoso dificil de pegar.

    Benson não é gay e se for tbm não tem problema nenhum. eu quero é vê-la feliz, pra mim o final idela seria ela engravidando e indo viver uma normal life.

    nunca houve tensão sexual entre os dois. pq o povo quer ver mais do que tem? é amor gente. do melhor tipo. aquele que vc tem por uma pessoa que vc conhece tanto qnto a si mesmo e por uma pessoa que sabe exatamente aquilo que vc sente e que é única no mundo. Olívia não é irmã, não é esposa, não é filha, não é nem amiga de Stabler (ou alguém já viu liv na casa de elliot?) ela é simplesmente o prumo de stabler e vice-versa.

    ah! Ângelo, welcome back!!!!

  8. Ana Maria

    Certo Neto. E quero deixar bem claro que se os autores da série reolveram colocar a Olívia como gay nem por isso eu iria deixar de admirar o personagem.Na vida real conheço e tenhos amigos gays com quem convivo normalmente, sem nenhuma discriminação. Tenho um profundo respeito pelas pessoas e para mim o que mais importa é o caráter e a grandeza de espírito. Entretanto na ficção os personagens ganham dimensões extraordinárias e muitos deles, acho que seria o caso da Olívia, servem de exemplo, de referencial, as vezes até para toda uma geração.A Olívia, pela generosidade e bravura é um modelo a ser seguido, e seria mais aceitável e coerente se sua orientação sexual não fugisse dos padrões habituais.Sei que estou mexendo num terreno perigoso mas, apesar dos novos tempos determinarem um aumento considerável no homosexualismo feminino, ainda há um relutância por grande parte da sociedade em aceitar o fato com naturalidade.

  9. FIlipe

    Outra coisa: foi só eu que achei a Cabot magra demais?
    Numa cena ela está de cabelo preso. Fiquei até assustado. Ela já foi mais cheinha. No bom sentido.

  10. Angel

    não sou fã de series policiais, se não envolver alguma ciencia, seja ela antopologia, forense ou mesmo criação de perfil psicologico, eu já irei olhar torto. Se você ainda somar advogados que é de fato uma profissão que eu não simpatizo seria praticamente impossivel eu gostar de SVU da forma como eu gosto.
    Infelizmente não acompanhei todas as temporadas, nem cheguei a ver realmente a atuação da alex… Porém nem isso conseguio minimizar o impacto do retorno dela. Seria muito bom que o retorno dela fosse para ficar, ainda mais com a noticia que a atual promotora ira sair proxima temporada.

    Um sinal do quão bom foi o episodio, foi que devido ao complicado horario que a universal coloca suas series, aqui em casa o episodio só foi visto na reprise. Pelo domingo, final de campeonato estadual de futebol, bem no horario do jogo.
    Durante os comerciais do episodio, meu pai colocava no jogo.Um lance decisivo da partida foi um penalti que teria que ser re-cobrado. Meu pai retornou ao canal que exibia SVU esperando o episodio já ter retornado. Em casa de fã de futebol, ter prioridade na frente de final de campeonato é muita coisa.

    Alem do retorno da Alex ou ponto alto foi o trabalho do psiquiatra da unidade que foi fantastico

  11. Ana Maria

    Ok! Marília, eu sou muito prolixa e as vezes complico as coisas.Mas agora vou ser curta e direta. Se a Olívia fosse uma amiga minha, uma vizinha ou conhecida ela poderia ser gay que para mim não teria nenhum problema. Mas como personagem,como ídolo, como modelo de mulher a ser seguido, acho que ela não deveria ser colocada como gay.Espero agora ter deixado clara minha posição.Todo esse aparato no meu modo de falar é porque a última coisa que eu quero é ser considerada preconceituosa. Para mim o preconceito é íntimo da intolerância e é deplorável.

  12. Li

    Tô com a Ana Maria e não abro, ela expôs seu pensamento de maneira bem clara, pelo menos para mim!

  13. Renata S. Braga

    Gostei do episódio,adorei a volta da Alex,mas Olívia gay? Nessa altura do campeonato? Se o personagem já fosse apresentado como gay desde o começo, aí tudo bem, mas agora é forçar a barra sim. E com qual finalidade? Tirar a tensão(na minha opinião nunca houve) entre ela e Elliot? Desse jeito? Péssima idéia!

  14. Mauro

    “Mas como personagem,como ídolo, como modelo de mulher a ser seguido, acho que ela não deveria ser colocada como gay.”

    Ana, e você diz que não quer parecer precoceituosa? Pois para mim já foi!! Porque um ídolo, um modelo de mulher a ser seguido, não pode ser gay?

    Olha o que vc escreveu anteriormente: ” A Olívia, pela generosidade e bravura é um modelo a ser seguido, e seria mais aceitável e coerente se sua orientação sexual não fugisse dos padrões habituais.”

    Você já disse tudo!! SHAME ON YOU!!!!!!!!!!!!!

  15. Renata S. Braga

    Gostei do episódio, da volta da Alex, mas, Olívia gay? Nessa altura do campeonato? Se o personagem já tivesse sido apresentado como gay desde o começo, aí tudo bem. Mas, agora é forçar a barra sim. E com que finalidade? Tirar a tensão(na minha opinião nunca houve) entre ela e Elliot? Desse jeito? Péssima idéia!

  16. Ângelo Romão

    Sinto que eu deveria ter me alongado um pouco mais no assunto da Olivia, mas não quis ofuscar a chegada da Alex. Só que não tem como não falar. Vou compartilhar o que sei sobre o assunto.

    A retratação da vida pessoal da Benson na série dá oportunidade para que os roteiristas façam o que quiserem com a personagem nesse sentido. Se por um lado nós a vimos envolvida somente com homens, por outro testemunhamos esses relacionamentos serem desconfortáveis e não passarem de 15 minutos.

    Alguém lembra como ela desprezou o Cassidy na 1ª Temporada? Ou como ela parecia incomodada e apática junto ao jornalista Kurt Moss (Bill Pullman) no episódio ‘Closet’ (9ª Temporada)?

    Para completar, o showrunner Neal Bear já declarou em entrevistas que os roteiristas adoram brincar com o subtexto entre Cabot e Olivia. O episódio Ghost (6ª Temporada) é um dos mais comentados pelos fãs em relação àquela visita noturna de Olivia ao apartamento de Alex.

    Mariska já revelou uma vez que ela estava andando com um namorado pela rua e foi parada por um homem que começou a falar:

    “Oh meu Deus! Não acredito!”

    Ela, intrigada, perguntou o que estava acontecendo. O cara então soltou a pérola:

    “Eu achava que você fosse lésbica!”

    Ela disse que isso era um reflexo de como algumas pessoas enxergavam a Olivia. Provavemente isso deve ter se dado entre as temporadas 2-4, quando ela apresentava um visual menos glamuroso e o cabelo extramente curto (eu odeio esteriótipos, mas eles existem por alguma razão, certo?).

    Há que diga que os famosos cortes de cabelo períodicos eram um verdadeiro sofrimento para ela, que tentou resistir, e até conseguiu por um tempo. Na 8ª Temporada o cabelo dela estava enorme, mas o titio Dick Wolf ordenou uma tesourada daquelas para a 9ª Temporada. E eu concordo com ele: “Minha” Olivia tem cabelo curto, se veste casualmente e não se preocupa em mostrar o cançaso no rosto. Mas ela sempre acaba voltando ao look mais arrumadinho.

    Por fim, Joss Whedon conseguiu “transformar” convincentemente a Willow (de Buffy) em gay com uma sensibilidade tremenda. Espero que se o caminho escolhido pela produção dor este (o que eu duvido), que façam bem feito.

    E Ana Maria,
    você sabe que eu te adoro e espero que você não fique chateada comigo, mas acho que teu comentário foi um pouco contraditório. Alguém deve ser modelo com base em seu CARÁTER e não em sua sexualidade.

  17. Paulo Serpa Antunes

    Eu não vi Lead ainda, tá gravado aqui, mas quero participar da discussão se Benson é Gay.

    Eu sou telespectador tardio da série, entrei lá pela quarta temporada e sempre achei que a Olivia tinha uma vibe gay. Inclusive na web você encontra facinho fãs do visual butch dela. Pra mim sempre foi uma coisa dúbia, da qual os produtores foram se afastando – e aos poucos até explorando em outro sentido, como quando apareceu aquele namorado dela na temporada passada.

    A questão pra mim é que isto não faz diferença nenhuma, o que dá medo é que isto possa ser extremamente mal abordado na série, única e simplesmente para ganhar audiência. Até hoje eu acho muito bizarro aquele episódio de Lei & Ordem em que a Serena é demitida e sai do armário diante do Branch…

    Pra mim esta discussão é pura cortina de fumaça. Eles estão é querendo nos distrair da discussão principal: teremos Benson e Stabler no próximo ano?

  18. Claire

    Ótimo review!Infelizmente não tenho acompanhado essa série como gostaria(falta de tempo) mas ter Alex de volta é uma delícia,adoro essa personagem.. e concordo com a Renata,Benson gay?a essa altura?me parece esquisito.Não que seja o fim do mundo tbm!longe disso…como foi dito,se esse for o rumo que irão dar a ela só quero que façam isso bem feito,com uma certa coerência…mas confesso que nunca imaginei a Olívia lésbica,se bem que eu não tenho “radar” para essas coias mesmo hehe

  19. Renata S. Braga

    Devo ser muito ingênua pois em nenhum momento eu achei que os cabelos curtos, os rápidos namoros, indicassem que ela poderia ser gay, haja visto que sempre se discutiu se ela deveria ou não ter um envolvimento romântico com Stabler. A maioria sempre torceu por isso, o que me leva a crêr que também não acharam que ela era gay. Se consiguirem introduzir isso na série de uma maneira bem feita e sem que pareça forçado, ótimo.

  20. Ana Maria

    Ai Jesus!. Quando eu disse que estava pisando em um terreno perigoso não foi a toa.É que eu falo demais , explico demais e termino complicando uma coisa que poderia ser simples. Todos que aquí comparecem com seus comentários sabem que eu sou fã ardorosa de SVU e de todos os personagens.No caso particular da Olívia Benson, eu não disse MAURO, que ela não poderia ser gay.O que eu disse foi que se ela for colocada como gay eu continuo a admira-la. Mas eu entendo,acho, esse é o meu ponto de vista, que levando em conta a idolatria que existe em torno do personagem ela não deveria ser homosexual. Vocês imaginam a decepção que tal fato provocaria nas mulheres e homens preconceituosos, de mentalidades obtusas e tacanhas? Não seria muito mais lógico e coerente deixa-la como ela parece ser: uma mulher solitária, uma workholic que coloca o trabalho sempre em primeiro plano, obsessiva em sua defesa pelas vítimas.Se a Olívia não encontrou ainda um homem para preencher o vazio de sua vida sentimental com certeza ela não é a primeira mulher a sofrer esse drama.Nem tampouco isso faz dela uma mulher diferente ou de sexualidade duvidosa. Muitas mulheres heterosexuais preferem ficar solitárias a se prenderem a homens que não as satisfazem. Com a liberdade sexual e a revolução nos costumes nós mulheres nos tornamos mais exigentes, mais seletivas. E com a Olívia Benson, uma digna representante do que é ser independente e autosuficiente não poderia ser diferente.Acho que o personagem ainda não encontrou o amor de sua vida nem sei se os autores vão lhe proporcionar esta oportunidade. Talvez, como diz o meu querido amigo Ângelo Romão, para a série seja mais interessante manter essa dubiedade, que suscita especulações diversas e serve para povoar as mentes dos fãs com preferências sexuais distintas.Agora, o que eu acho mesmo é que o Ângelo Romão, inteligentemente colocou esse tema instigante para provocar todo esse reboliço.E conseguiu.

  21. Ângelo Romão

    A princípio eu já havia evitado me esteder no assunto por dois motivos: O primeiro é que eu já sabia que o resto do review corria grandes chances de passar batido (eu falei de 1001 coisas, mas o último tópico dominou, previsivelmente) e a outra é que tudo isso, como apontou o Paulo, pode não passar de puro marketing ou de uma tática para dissipar um pouco a atenção dos fãs acerca do “vai ou não vai renovar contrato?” que tomou conta de todos.

    A questão é que este é um assunto relevante para a comunidade fã da série e que, principalmente, foi levantando por membros da própria equipe criativa do programa. É óbvio que não poderia passar em branco.

    Independente da decisão tomada pelos produtores (e acredito piamente que isso não passa de uma possibilidade que já foi achincalhada por boa parte da audiência, por diversos motivos), o importante é continuar mantendo a qualidade das histórias.

    Se por algum momento eu tive a intenção de atrair atenção para este review, o fiz com a esperança de trazer discussões interessantes envolvendo a continuidade da série, as perspectivas das personagens e uma avaliação da narrativa como um todo.

  22. marília

    isso pra mim não tem relevância alguma. o que teria relevancia é se acontecesse alguma coisa sexual entre os protagonista, o que iria me irritar profundamente.

    Olívia GAY, BISSEXUAL, TRANSSEXUAL, PANSEXUAL OU ASSEXUADA, não muda em nada, EXATAMENTE NADA, o que ela já fez por milhares de vítimas e por seu esquadrão.

    Ana, qnd eu disse que não tava conseguindo te entender, era pq eu tava pesando a mesma coisa que o Mauro… não faz sentido colocar em dúvida a personagem olívia por conta de sua sexualidade e aqueles que o farão, só posso lamentar, é uma ótima oportunidade pra tentar entender que não é olívia – a lébisca que compreende as vítimas se solidariza e não descansa até achar os culpados, e sim a olívia benson.

    agora, entendo sim, seu ponto de vista com relação a história da personagem, de como foi cosntruída, de que faz sim sentido ela ser apenas uma mulher tão forte e densa que não há homem nesse mundo que aguente ficar com ela ou homem que ela aguente ficar, talvez só um, só que esse um tá fora de cogitação ao meu ver, total ironia do destino, né?

  23. Ana Maria

    Ah! gente,esse tema tem lastro para muitos e muitos comentários. Cada um tem sua opinião e eu respeito todas.Lamento sinceramente se fui mal interpretada.Refleti um pouco e concluí que talvez lá no fundo eu seja realmente um pouco conservadora.Mas preconceituosa jamais.E essa vai para o meu amigo do coração Ângelo Romão: no final do meu comentário anterior eu disse que voce colocou essa questão da sexualidade da Olívia em cheque para instigar, provocar.É verdade sim. Só que faltou a palavra:congratulações.Pois é Ângelo, eu parabenizo voce pela inteligência e perspicácia.Acho ótimo qundo voce traz a baila temas que nos fazem refletir ,debater, botar para fora o que pensamos. Em nenhum momento tive a intenção de critica-lo, muito pelo contrário.O Teleséries está de parabéns por mais este review e em especial voce,pela qualidade e funcionalidade do texto.E Marília, adorei ver voce de volta aqui nos reviews. Estava sentindo sua falta. Fique totalmente a vontade para criticar meus comentários. Sou totalmente aberta às críticas. Vivemos numa democracia e as pessoas tem direito de expor suas opiniões sem medo de represálias.
    Um abraço
    Ana Maria
    Obs: No comentário anterior onde tem reboliço leia-se rebuliço.

  24. marília

    eu fico a vontade sim pq esse espaço “do Angelo” sempre rendeu boas e educadas discussões.

    vc expôs, eu expus meu ponto de vista e vc viu que até concordo com vc em uma coisa, e digo que se fosse da minha escolha, Olívia seria mesmo heterossexual, não por qq preconceito (já deu pra perceber o que eu acho pelos meus outros comentários) mas só pra não existir uma “desculpa” para não envolvimento dos dois a ser usada pelos fãs que torcem pelo relacionamento dos detetives.

    os roteiristas têm mesmo é que bancar que não rola nada pq não se amam dessa maneira, e sim de outra, o que ao meu ver faz a serie ser mais legal do que já seria normalmente. Olívia gay seria o álibi perfeito para os roteiristas explicarem porque Elliot e Olívia não ficam juntos, pq, hum, Liv não gosta de homens, só por isso.

    agora esse lance de exemplo, admiração, conservadorismo, aí não posso e nem quero concordar!

    no mais, tô sempre na area, ainda que não comente.

    um abraço Ana!

  25. Elaine

    Concordo com a Marilia nesse ponto. A Olivia gay para justificar o não envolvimento dos protagonistas. Não tem sido os parceiros terem que ter envolvimento. O lance deles é amizade e parceria e não romance. Quanto a sexualidade tanto faz desde que não interfira na série que é a minha favorita. Concordo com o Paulo que isto é para distrair os fãs do mais importante : a renovação do contrato deles. Sem os dois não existe SVU, melhor encerrar na 10a. temporada.
    Angelo parabéns pelo review. É sempre um prazer ler seus comentários.
    Beijos a todos.

  26. Lena

    Eu entendo que tenha gente TORCENDO para que Eliott e Olivia fiquem juntos, mas daí a dizer que há tensão entre os dois personagens já é demais. A única coisa que eles demonstraram pelo outro em 10 anos foi amizade, amor de amigo mesmo, que se importa e se preocupa com o outro.

    Olivia gay pode até ser, como o Angelo disse, ela nunca se envolveu muito tempo com nenhum homem (15 min se muito, né?) nem pareceu muito interessada por nenhum… mas por outro lado, ela deve estar muito bem trancada dentro do armário, né?

    O episódio não achei dos melhores, a Cabot merecia história melhor do que esta. Foi muito enrolada, abusaram do recurso de contar uma história secundária para se chegar na história principal.

    Achei boa a explicação dela não estar mais no programa de proteção à testemunha, etc., mas ainda tô tentando entender pq a Greyleck sumiu…

    Ah, e eu prefiro a Casey Novak :)

  27. Luiza

    Com certeza rola alguma coisa entre a Olivia e o Elliot. Nem que seja só uma amzizade colorida. Eles TEM que dar pelo menos um beijo na boca se não eu nunca mais assisto tv. (ahtri) heauheauhueahuea

  28. Hailey

    Olivia gay? Porque? Porque nunca namora sério?!
    Certo, Olivia é filha de um estupro! Sempre sofreu muito, nunca se abre com ninguem.
    Sim, ela é fechada! A série foi feito pra mostrar os absurdos hediondos da vida, e não a vida social dos detetives, acho que a atriz (Mariska) não tem que ser rotulada por causa da personagem, afinal não é dela a personagem, e muito menos as roupas, o corte de cabelo, NADA!
    E se Stabler não fosse casado? Ele ia ser gay também? Rotular é muito fácil.

  29. Ana Carina

    Olivia Gay, e pq não?
    pq não mostrar que uma mulher forte, madura, de coração maior que tudo, que sempre defende as vitimas, é mulher gay? Algumas pessoas poderiam passar a ter uma visão diferente de gay!
    Não entendo… Olivia gay seria forçar a barra, principalmente com algumas pessoas conservadoras e preconceituosas, mas ela ficar com uma homem casado seria legal?
    Eles são amigos, companheiros, nada mais!

  30. Paulo Roberto do Prado

    Apesar de eu ter descoberto muito tarde essa fantástica série que me conquistou de vez, eu acho que existe uma paixão secreta e velada por parte de Olvia Benson com relação ao Eliott. Basta notar os olhares e suspiros dela em alguns momentos. Por parte dela, possa haver apenas um amor afetivo de amigos porque ele é caretão, católico, ama a esposa sem graça e é um pai muito preocupado com a criação de seus rebentos. E a sua esposa Kathy pode disfarçar o ciúme de Olívia mas tem sim. Quem duvida disso é atentar para o episódio “Swing”(2008) quando Bernie Stabler (Ellen Burstyn) ao encontrar com a Benson já vai logo elogiando a sua beleza e dizendo: -a Kathy tem razão em ficar desesperada!
    O motivo de Olivia estar só (já foram mostrados alguns casos dela, lembram-se?) é apenas esse e não que ela seja gay. Tenho certeza.

  31. Marianne

    -> Cabot é um ícone no meio de Law & Order SVU, sua volta seria muita bem vinda por mim. Além do que os outros personagens durante todo o episódio demostram uma boa-nova a volta dela e de uma forma anema a falta que fez.

    -> Mudando o assunto para Benson e Stabler, em todo o tempo que sigo a série nunca pensei que um contato mais íntimo entre eles ocorreria, porque além dos problemas afetivos eles trabalham juntos. Então seria mais uma perda do que um ganho tanto para a amizade deles durante todos esses anos como para a própria série.

    -> Quanto a sexualidade da Olivia sempre pensei e ainda penso que ela seja hétero, mas a série pode ainda guardar mais segredos do que possamos imaginar. Law & Order SVU é uma série sóbria e bem elaborada tanto para os policiais quanto para os advogados.

  32. rejai

    Rejai 16/12/2009 A Olivia num tem haver em ser gay, muito errado isso, ela é meio possessiva pode até ter uma raiva de homens com relação ao estupro que sofreu, ou por ser filah de um caso assim..mas ainda assim num é dessa forma q ela se mostrou por toda série e tentar fazer isso agora??estranho..muito estranho.

  33. maria julia

    eu amo a mariska e me delicio com suas atuacoes ela e simplismente maravilhosa e adoraria ve_la em cena romantica com outra mulher

  34. vera lucia

    Esta série me fascina. Admiro o trabalho da Oliva e Stabler e a seriedade que trabalham nos casos. Alex ela é perfeita neste papel. A questão da opção sexual da Olivia e indiferente, ela vai ser sempre maravilhosa e admirada pela sua postura profissional.

  35. vera lima

    Alguem saberia me dizer se a Alex vai participar da nova temporada?
    Ela faz uma falta muiiito grande no elenco. pena que o autor não pense o mesmo.

  36. Renataaraujo55

    Iria ser mt foda se houvesse um envolvimento entre a Olivia e a Alex!!!

  37. Chirlene Aguiar

    Acho que ela é gay sim e tem um ciúme doentio da Alex, que não assume seu amor por ela, que  também é imenso.

  38. tosca

    Acho que a Olivia é uma gay recolhida, pois na minha opinião ela ama profundamente a Alex, só que não tem corragem de assumir. Acho que a Alex deveria volta em definitivo e viver á série e viver sua paixão com Olivia. Seria Legal, e diferente para a série.

  39. Ileanaalmeida1

    concordo com todos,  acho que a Alex deveria voltar definitivamente e viver sua paixão recolhida pela Olívia.

  40. Silvia

    eu acho que ia ser muito legal se a Det. Benson e o Det. Stabler estivessem junto na vida real acho que ia dar um belo casal !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account