Log In

Reviews

Review: Law & Order: Special Victims Unit – Bedtime

Pin it

Law & Order: Special Victims Unit - Bedtime

Série: Law & Order: Special Victims Unit
Episódio: Bedtime
Temporada: 11ª
Número do Episódio: 242 (11×18)
Data de Exibição nos EUA: 31/3/2010
Data de Exibição no Brasil: 18/5/2010
Emissora no Brasil: Universal

O episódio dessa semana trouxe a nós telespectadores de SVU um tema extremamente interessante: serial killers.

Muitos se perguntam, porque a fascinação das pessoas por esses monstros? Seres humanos que matam a outros seres humanos sem um pingo de remorso ou compaixão, porque o interesse mórbido de boa parte das pessoas nesses indivíduos? Confesso a vocês que eu mesma sou uma delas, tenho livros sobre serial killers e assisto qualquer programa que fale sobre o assunto, o que eu me pergunto é: será que isso me torna um monstro também? Acredito que não, falo por conhecimento de causa que esse interesse mórbido sobre os assassinos em série é puro estudo do comportamento humano, minha fascinação e acredito que da maior parte das pessoas também, é a vontade de querer entender o porquê esses indivíduos fazem o que fazem. No meu caso especifico estou fazendo um trabalho sobre comportamento criminal.

Alguns serial killers matam porque sofrem de problemas mentais, são paranóicos e sempre acham que estão sendo perseguidos por alguém; tem aqueles que sofreram abusos quando crianças e por isso criaram dentro de si esse desprezo pela raça humana; e tem aqueles que simplesmente matam por prazer, pela emoção de ver a vida da vitima se esvaindo diante seus olhos. Seja por qual for o motivo todos eles tem algo em comum, a simples vontade de matar.

Pra quem gosta e se interessa pelo assunto, recomendo alguns programas. Para os que gostam de séries, digo que assistam Criminal Minds, umas das melhores séries da atualidade (segundas, 22h, AXN). Para aqueles que gostam de documentários, temos Comportamento Criminoso (segundas, 23h, A&E), O Índice da Maldade (Sábados, 23h, Discovery Channel) e Instinto Assassino (Segundas, 21h, NatGeo).

No episódio dessa semana uma repórter investigativa é estuprada e morta em seu apartamento, marcada com um X em seu rosto. A partir daí já da pra perceber que o assassino se tratava de um serial killer porque, além da ausência de provas forenses, o X no rosto em questão era uma típica assinatura de assassinos em série. Stabler e Benson vão até o ultimo local que Jane Whitmore estava investigando, e acabam chegando até Ned Budgen (William Atherton), o gerente sênior da previdência que libera benefícios para mulheres viciadas em troca de sexo. Visto que Ned tem muitos contatos influentes, a unidade não pode trazê-lo pra uma “conversa” informal, e é aí que entra Olivia pra mais uma vez trabalhar infiltrada (já foram três até agora só nessa temporada) pra desmascarar o pervertido.

Olha nesse caso até teve motivo pra nossa detetive Benson usar o seu charme pra seduzir um criminoso, mas confesso que esse negocio de Olivia infiltrada em boa parte dos episódios já está irritando, parece que os produtores não sabem o que escrever então resolvem apelar pra beleza da Mariska. Depois de descobrirem mais de cinco vitimas com a mesma assinatura de Jane, os detetives percebem que Ned trata-se de um serial killer, o que foi bem previsível.

E é aí que Bedtime me surpreende, quando Ned aparentemente vai a julgamento, descobre-se que ele não é o responsável pela morte de uma das vitimas dos anos 70 chamada Emily Cutler, e depois de uma inconvincente análise forense feita depois de 30 anos, descobrimos que o assassino deixou fios de cabelo loiro na vitima, e que a então Emily, esposa de uma figura famosa daquela época, na verdade foi morta por uma mulher. Na busca por testemunhas ao estilo Cold Case (afinal, as testemunhas lembravam-se de tudo com detalhes depois de 30 anos) a unidade chega até Susan Delzio (Jaclyn Smith), uma ex-policial aposentada e testemunha que alega conhecer a vitima, e lembrar com perfeição de três jovens que na época de alguma maneira atacaram Cutler. A polícia entrevista todas, consegue uma amostra de DNA das três, e SVU volta a ser previsível quando se descobre que a então assassina de Emily era a tal policial condecorada. Nossa testemunha com a memória ótima e convidada especial da série da semana, que foi quem matou Emily e forjou a morte de Cal Cutler pra poder ficar com ele para todos os sempre como um bom conto de fadas.

Law & Order: Special Victims Unit - Bedtime

Bedtime não foi um episódio ruim, até me diverti assistindo, mas SVU perdeu o nível das historias dos episódios anteriores quando deixou um episódio com uma historia potencialmente boa extremamente previsível. Se não fosse Ann-Margret e sua ótima mulher bêbada e rejeitada que acredita cegamente no amor do cafajeste inconfundível, Bedtime teria sido facilmente um episódio bem fraco.

Uma ótima semana a todos e até o próximo review.

Séries citadas:

17 Comments

  1. Carlos T.

    Bem “Cold Case” esse episódio mesmo. Também não achei aquilo tudo, achei meio anda a ver a policial ser a assassina, mas até que foi divertido, a bêbada salvou mesmo o episódio.

    O que realmente me chamou a atenção nesse episódio foi a cena em que a Olivia pela milésima vez faz um teatrinho pra pegar alguém, comparem com uma cena dela na 4ª temporada de ER:

    http://www.youtube.com/watch?v=wPivR2siG3E

    Aposto que o Neal Baer fez de propósito (ele era produtor de ER na época em que a Mariska participou na 4ª temporada), ri muito na hora.

  2. Renata S. Braga

    Achei esse episódio bem fraquinho mesmo e sem dúvida Ann-Margret foi a melhor coisa do episódio.

  3. Márcia Souza - 25/05/2010

    O e-mail não foi um dos melhores, mas confesso que adorei a participação de Jaclyn Smith (A Kelly da série As Panteras). Foi ótimo revê-la novamente. Detalhe para a cena em que a Olivia mostra uma foto dela no passado. Até pareci foto da antiga série.

  4. Daniel

    O episódio foi bom, nada mais que isso.A cena da Mariska disfarçada foi ótima. Ela é quente,bonita demais e eu queria estar no lugar daquele velhote, mas sem ser preso é claro.Aquelas atrizes antigas conduziram bem o episódio e o final , pelo menos para mim, foi surpreendente.Quanto ao review só acho Amanda que voce deveria se concentrar mais no episódio em sí.A narrativa sobre o que aconteceu foi muito rápida e, para quem não viu ainda o episódio fica meio difícil entender.

  5. Eduardo

    Bem notado isso, Carlos. Provavelmente foi de propósito mesmo, já que o Neal Baer foi um dos escritores de “Bedtime”.

    Episódio REALMENTE fraco, e previsível. Não gostei.

    Mas a review foi muito interessante, também gosto muito de estudar e ler sobre serial killers. Não é querer admirar o que eles fazem, porque matar obviamente é algo desumano, mas tentar entrar na cabeça dessas pessoas, até pra tentar capturá-los e impedi-los de matar, que é a chave. Por isso Criminal Minds é definitivamente a minha série preferida na atualidade.

    Se querem uma recomendação, nem assistam ao episódio de hoje, “Conned”. É de longe o pior da temporada, e se acharam o da semana passada fraco, melhor nem ligarem a TV.

  6. Amanda Darling

    Carlos

    A muito tempo que Neal Baer transformou a série numa peça de teatro repetitiva de quinta categoria, acho que a muito tempo ele não deveria mais ser produtor executivo da série, fala um monte de besteira e escreve um monte de besteira também

    Eduardo

    sinceramente depois de Witness e os comentários que eu ouvi sobre a aparente fraca participação da Sharon Stone na série, eu estou bem desanimada pra assistir o resto da temporada, tanto que gravo os episodios e só assisto quando vou escrever o review, e querendo ou não eu tenho que ligar a tv ou gravar os episodios por causa dos reviews, mas obrigado por me animar pra assistir o episodio de hoje..rs

  7. Daniel

    Oh! Amanda, desculpe-me mas além de melhorar seu review no quesito compreensão e objetividade do que escreve, voce tem que melhorar a ortografia. Eu estou apenas tentando ajudar. Não se deixe levar por elogios.Eles muitas vezes só atrapalham.

  8. Amanda Darling

    Daniel

    relaxa, não fico ofendida ou contrariada por criticas, quanto a sua critica quanto a narrativa do episodio, eu confesso que sei que não ficou muito boa, tento ser detalhista na hora de falar sobre o episodio, mas assisti o episodio ontem, eu trabalho e faço faculdade portanto quase não tem sobrado tempo pra eu conseguir escrever melhor, vou tentar melhorar a narrativa aos poucos…

    Quanto a ortografia, meus reviews passam pelo redator do site antes de serem publicadas, até pq sou péssima em portugues, sou contadora não escritora, portanto tento aqui fazer o meu melhor, me esforço e tudo mais, porém nem sempre da pra agradar a todos

  9. Renata S. Braga

    Não concordo com tudo que você escreve nos review sobre a série Amanda, mas na minha opinião você tem se saído muito bem nessa tarefa.

  10. Daniel

    Fico feliz com a sua aceitação do meu comentário.Apesar de quase nunca comentar neste site estou sempre lendo os reviewus, até porque me baseio neles para melhor entender o que aconteceu no episódio e ter uma visão mais ampla sobre o mesmo.O que eu percebo Amanda é que voce está sempre mudando de opinião.Tem ocasião que voce elogia a série dizendo que ela é o melhor drama policial que passa na televisão.Dias depois os episódios que passam são de 5ª categoria.O que eu sinto, com os seus comentários, e eu li todos desde que voce começou a suubstituir a pessoa que escrevia anteriormente, é que voce não gosta muito da série. Voce gosta mesmo é da Alex Cabot, a promotora loura.Episódio que ela não se destaca muito, para voce não serve.Sobre esse episódios que ainda virão , com a Sheron Stone,lí aqui mesmo no Teleséries, escrito não me lembro por quem, que eles foram muito bons.Então vamos assisti-los para depois criticar. Eu não me deixo levar pela opinião de quem quer que seja. Assisto e tiro minhas conclusões.Concordo que nem todos os episódios da série são maravilhosos. Mas qual a série que não apresenta altos e baixos?
    Toda série tem episódios bons e outros nem tantos.Para mim essa 11ª temporada só não está melhor porque o Munch tem aparecido muito pouco. Os melhores episódios são aqueles em que a aquipe trabalha em conjunto,sem destaque especial para este ou aquele detetive.Mas isto está acontecendo porque o ator que faz a personagem ainda muito atarefado em outras atividades.
    Desculpe-me se a ofendi com alguma coisa que aqui foi dita. Nada contra sua pessoa, a quem eu admiro pela iniciativa de elaborar esses resumos, coisa que admito, não deve ser fácil. Foi a 1ª e última vez que comentei aquí. Desejo-lhe boa sorte daqui por diante.

  11. Amanda Darling

    Renata

    obrigado pelo apoio, e te digo que o objetivo é exatamente esse, eu escrevo os reviews conforme as minhas opiniões sobre o episodio, expondo o meu ponto de vista, tem aqueles que concordam e os que discordam, e eu respeito isso, assim como espero que todos respeitem a minha opinião também.

    Daniel

    não vou me estender muito nesse assunto, eu escrevo os episodios conforme o meu ponto de vista, que vc pode concordar ou discordar, mas vc não tem base nenhuma pra dizer que eu não gosto da série, pq se eu não gostasse eu não usaria meu tempo vago que é extremamente curto pra escrever sobre a série, não me sinto obrigada a escrever sobre ela, se escrevo é pq gosto, e vc não me conhece pra afirmar o contrario.
    Quanto ao fato de eu gostar somente da Alex e não da série, vc também esta errado, pq se eu gostasse somente dela e não da série, eu não teria assistido todas as temporadas após a saida dela, e muito menos teria comprado os dvds, e caso vc tenha lido o meu review anterior Disabled, vc vai ver que eu elogiei o episodio mesmo a Alex não estando nele. Não vou elogiar a série quando eu achar um episodio ruim, se eu fizesse isso aí sim eu estaria me deixando levar pela opinião dos outros…
    E se vc acompanha também tão atentamente os meus reviews, deve ter percebido também que na grande maioria dos episodios teve sempre alguem concordando com o meu ponto de vista, será que por causa disso essas pessoas também não gostam da série também ?
    Enfim respeito criticas durante que sejam construtivas e sobre o meu texto, e não sobre a minha pessoa.

  12. Célia Regina

    Eduardo, minha série favorita da atualidade é Criminal Minds. Pelas boas histórias, pelo ângulo diferente de quaisquer outras séries policiais e pelo fantástico entrosamento do elenco.
    Sou fascinada pela análise do comportamento humano, talvez, por isso, eu também goste de alguns realities show.

  13. Leonardo Toma

    Bom, eu não gostei do episódio como um todo. Há tempos que SVU parece mesmo ser um conjunto de acontecimentos aleatórios, dramáticos demais e novelescos. Não vou ser chato em falar como a série era boa e blá bla blá, porque eu me cansei de fazer isso com ER. Só digo que, se ela acabar na 12ª temporada, que pelo amor de McCoy tirem o Neal da posição de showrunner.

    Além de só falar merda como a Amanda apontou, ele também é cheio de soltar spoilers e, por vezes, declarações mentirosas sobre o que vai acontecer na série. Reconheço a contribuição do cara na minha série finada favorita (ER), mas ele só tá estragando SVU.

    Sobre o episódio de novo: além do desfile dos efeitos do botox em atrizes do cinema/televisão, o plot do serial killer realmente me interessou. Se mudassem o twist no final em que descobrimos que a policial que era a culpada (over dramatic moment), o episódio funcionaria melhor pra mim.

    Espero que a 12ª temporada (talvez última) melhore na consistência dos roteiros porque, na minha opinião, SVU é a série da franquia atualmente que está com as histórias mais fracas.

  14. Amanda Darling

    Leonardo

    Obrigado por concordar comigo em relação ao Neal Baer, e assino em baixo do que vc disse 12º temporada se for a ultima tem que ser digna de todas as temporadas passadas e com reconhecimento dos personagens tb, afinal cade o Fin ? e o Munch ?
    são ótimos personagens que estão bem apagados nessa temporada…
    E também concordo com vc quanto as historias de SVU, de fato ela é hoje a franquia da série com os episodios mais fracos, Criminal Intent mesmo sem os seus protagonistas esta mais afiada do que nunca com os roteiros. Pra mim a ultima ótima temporada de SVU como um todo, em quase todos os episodios foram espetaculares foi a 9º temporada, e espero que 12º seja tão ou melhor que essa

  15. Mônica A.

    Amanda, concordo com você. Se não fosse pela Ann-Margrett esse episódio não teria muita coisa. Achei ele meio chato. E saquei logo que a culpada era a ex-policial.

    Alguém pode me dizer quando é a reprise de SVU? Fiquei vendo Lost ontem e perdi o episódio. Obrigada desde já.

  16. Rodrigo Xavier

    Muito fraco esse episódio, SVU está decaindo de nível, esta temporada houveram poucos episódios realmente bons…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account