Log In

Reviews

Review: Law & Order: Special Victims Unit – Torch

Pin it

Law & Order: Special Victims Unit – Torch

Série: Law & Order: Special Victims Unit
Episódio: Torch
Temporada: 11ª
Número do Episódio: 245 (11×21)
Data de Exibição nos EUA: 28/4/2010
Data de Exibição no Brasil: 8/6/2010
Emissora no Brasil: Universal

É com muito orgulho, humildade e carinho que eu resenho este episódio de SVU. Os últimos episódios da série, desde Disabled, e as criticas que eu havia lido sobre esse arco final de episódios dessa temporada me deixaram meio desanimada de continuar a assistir e escrever sobre a série, mas isso mudou completamente depois de assistir o episodio dessa semana. Obrigado Sharon Stone por trazer um novo fôlego para a série nesse final de temporada.

A dona da cruzada de pernas mais famosa da historia do cinema assumiu o cargo da nova promotora da unidade de vitimas especiais, e a sua ADA Jo Marlowe foi uma das melhores coisas da série nesses últimos anos. Jo não é uma Alex ou uma Casey, e exatamente por isso ela é ótima. Os redatores conseguiram construir uma personagem totalmente diferente das ADAs anteriores. Enquanto Alex e Casey eram opostos extremos, uma fria e a outra impulsiva, Jo não é nenhuma das duas coisas, pelo contrario é irônica, agressiva, prepotente, teimosa e convencida. Marlowe é simplesmente diferente e, exatamente por isso ela conseguiu a minha admiração.

É preciso ressaltar, no entanto, que Sharon Stone ainda não acertou o tom da personagem. Ela é uma ótima atriz e sou fã dela, mas apesar de ter adorado a personagem, não posso deixar de comentar que achei a personagem um pouco exagerada. Não sei se fui só eu que vi isso, mas reparei que em todas as cenas Jo enfatizava as palavras, tipo: I´m FINE, NOW is MY Show, I was Elliot´s PARTNER. Fora que ela fez tudo no episodio. Jo interrogou, prendeu, fez simulação de perícia, processou o suspeito e o inoncentou – a única coisa que faltou foi ela fazer a autópsia das meninas. Não foram poucos os exageros no roteiro e na personagem, mas nada que apagou o brilho de Sharon ou a dinâmica do episódio. Ainda temos três episódios pela frente, acredito que até lá vou ter uma opinião totalmente formada sobre a personagem. Até agora, mesmo com os exageros que comentei, a personagem me agradou muito e acredito que a tendência é só melhorar.

Law & Order: Special Victims Unit – Torch

Torch começa com os detetives Stabler e Benson sendo chamados a uma cena de crime de um aparente incêndio criminoso, sem entender o porquê foram chamados pra esse caso, visto que não é um caso pra unidade de vitimas especiais. Os dois são surpreendidos quando são informados que a nova ADA da unidade que mandou chamá-los e, a surpresa se torna ainda maior quando Elliot percebe que a ADA é sua ex-parceira e mentora Jo Marlowe. Essa parte também foi forçada: apresentam uma ex-parceira do Elliot que nem os telespectadores e nem a própria Olivia nunca ouviram falar? Não convenceu não, mas isso não é culpa do roteiro – Neal Baer como sempre que se meteu e criou a personagem como ex-parceira do Elliot pra criar uma tensão sexual maior entre Stabler e Benson, tensão que na minha cabeça nunca existiu (pra mim eles parecem mais irmãos do que namorados). Mas enfim Neal é shipper declarado do casal e sempre que pode dá um jeito de criar esse clima de romance inexistente entre os dois, então resta a nós assistir e aturar.

Elliot e Olivia se unem a Jo para investigar o incêndio, e depois que o bombeiro-perito deu o laudo afirmando que o pai das crianças seria o autor do crime, é que começa a jornada da nossa nova ADA. Marlowe interroga o suspeito, manda-o prender depois do resultado da pericia e se recusa a acreditar na inocência dele. Porém tudo isso muda quando o mesmo manda chamá-la na cadeia e tenta cometer suicídio na sua frente. A ADA resolve então rever o laudo da pericia, contratando um perito particular que apresenta uma nova versão aos fatos, afirmando que o incêndio pode de fato ter sido acidental e não criminoso. Confesso que fiquei na duvida se o pai das crianças era culpado ou não até o final, mas tenho que dizer que a simulação do incêndio num prédio abandonado com os móveis e tudo mais exatamente igual ao da cena do crime original feito da noite pro dia foi forçado demais, pra não dizer ridículo. E que promotora por melhor que fosse iria conseguir tantos recursos em tão pouco tempo pra resolver um único crime? Isso sem contar a mudança de comportamento extremamente rápida da nossa ADA que de cabeça dura que não acreditava na inocência do suspeito passou a ser a mulher que resolve passar por cima do McCoy pra provar exatamente o contrário. No final ela prova que o suspeito na verdade é inocente, e tudo não passou de um erro de um bombeiro-perito arrogante que aparentemente nunca cometeu erros no seu trabalho.

Torch teve suas falhas, mais deu ao seriado novo fôlego com a chegada de Stone e a melhora relativa do roteiro se comparado aos episódios anteriores. Acredito que venham episódios melhores por aí.

Antes de encerrar esse texto, queria mostrar pra vocês o 1º trailer disponível na Internet da nova série da NBC, Law & Order: Los Angeles:

Já dá pra perceber que a emissora do pavão ta investindo na produção da nova série, que promete.

Uma ótima semana a todos e até o próximo review.

Séries citadas:

22 Comments

  1. Renata S. Braga

    Ótimo review Amanda, dessa vez concordo inteiramente com você, adorei esse episódio e Sharon Stone mandou bem como a nova promotora, tão diferente da Alex e Casey, mas tão boa quanto elas. Neal Bear é um shipper da Olívia e do Elliot? Sério? Não sabia disso, achava que só os fãs da série é que torciam por um romance entre eles, enquanto Dick Wolf e sua equipe eram totalmente contra.

  2. Carlos T.

    Ótimo texto! Foi um bom episódio, melhor que os dois anteriores sem dúvida, mas não gostei muito não.

    Forçaram um pouco com a personagem da Sharon Stone, ela estava em todos os lugares! Mas prefiro ver os demais episódios pra formar uma opinião melhor sobre a personagem, mas a princípio achei um pouco caricata.

    E achei MUITO forçada ela conseguir fazer a simulação num prédio IGUAL ao que foi destruído, esperava um final melhor, deixou a desejar.

    Mas valeu pra ver Jack McCoy! Queria que tivessem mais crossovers na franquia.

    E pelo jeito a onda shipper do Neal Baer continua no próximo episódio, pois pelo o que eu vi na promo desta vez o Elliot e a Olivia estão undecovers como casados…

    Já tinha visto o trailer de “Law & Order: Los Angeles”, espero que seja boa, pelo menos o showrunner vai ser o Rene Balcer, o mesmo de “Law & Order”, então já espera-se algo de boa qualidade.

    Pra terminar, preciso confessar: estou cada vez mais viciado na Mothership, assisto todos os finais de semana as temporadas antigas no Universal Channel, pena que agora a 9ª temporada terminou (com um excelente season finale por sinal) e vão pular pra 19ª temporada. Jamais me conformarei com esse cancelamento da NBC!

  3. fernanda

    sharon mostrou seu talento em The Practice e espero que mostre novamente em SUV

  4. Eliane Moura

    O roteiro é furadíssimo e quem o escreveu não entende PORCARIA nenhuma de perícia de incêndios.
    Os detetives jamais poderiam pensar num incendiário, pq estes não entram nas casas que queimam, geralmente vazias, pq eles gostam do fogo, não se interessam por vítimas.
    O “perito” bombeiro nem sabia onde o fogo começou, e vc nem começa uma perícia de incêndio sem saber isso. Fora outros furos. O episódio foi só firula pra Sharon Stone aparecer, muito canastrona, por sinal.
    Tanto caso bom sobre crimes sexuais reais e os babacas não aproveitam. Os piores criminosos eram agressores sexuais: Ted Bundy, John Wayne Gacy, Jeffrey Dahmer, Richard Ramirez, BTK, Gary Leon Ridgway, etc… e claro, Jack the ripper, mas os roteiristas só escrevem essas novelinhas policiais vagabundas.

  5. Leonardo Toma

    Bom, também não gostei do episódio não. O roteiro com saídas duvidosas me deixou incrédulo pelo episódio inteiro. E a personagem de Sharon Stone me desagradou até dizer chega. Jo poderia se juntar a Horatio Cane de CSI: Miami pra formar o casal canastrice.

    E que venha LOLA, porque do jeito que SVU tá e pela partida da Mothership, a franquia precisa de um novo fôlego na NBC.

  6. Ju

    Finalmente uma promootora digna que não fica atrás de Alex e Casey.Seria ótimo que Sharon Stone continuasse na próxima temporada.

  7. Amanda Darling

    Renata

    Neal é shipper do casal sim, o Dick Wolf que não é, ja declarou varias vezes que nunca vai acontecer do Elliot e da Olivia ficarem juntos, enquanto o Neal fica forçando a barra pro contrario.

    Carlos

    Elliot e Olivia undercover ? eu não a promo do episodio dessa semana, mas só de pensar na Olivia disfaçarda DE NOVO ja começo a desanimar, mas vamos esperar pra ver se dessa vez realmente existe um motivo pro disfarce dela

    Leonardo

    vc parece que leu meus pensamentos, eu ia colocar no texto o momento CSI Miami, pq toda cena que a Jo aparecia ela dava a ultima palavra e saia, sem esperar a respostas dos outros igual ao Horatio. Alias quando eu percebi isso no final do episodio, achei até engraçado, mas não da pra comparar Sharon Stone e David Caruso em nivel de atuação né, Sharon é atriz de verdade acredito que ela apenas não acertou ainda a personagem, mas com o tempo acredito que isso aconteça

  8. Fernando dos Santos

    A princípio achei que os produtores estavam repetindo o mesmo erro cometido com Greyleck e Paxton, introduzindo uma nova promotora como uma figura teimosa e autoritária.
    No entanto durante o desenrolar do episódio a Jo até me pareceu ser um pouco mais flexível que suas mal-sucedidas antecessoras Kim e Sonya.Espero que consigam achar o tom ideal pra personagem neste 4 episódios.É pouco tempo eu sei, mas a estréia dela me pareceu menos ruim que das outras duas.

    O trailer de Law & Order:Los Angeles ficou caprichado.Espero que esse esmero se estenda a série.A presença do Rene Balcer já é um bom sinal.

  9. Renata S. Braga

    Ainda bem que Dick Wolf é o chefe, é quem dá a palavra final. Imagine se fosse o Neal Bear! Quanto ao jeito da Jo Marlowe trabalhar, sempre se metendo em tudo, isso se deve ao fato dela ter sido policial antes e agora como promotora parece não conseguir separar as duas coisas. Mas para Sharon Stone acertar o tom da personagem, acho que seria preciso mais do que os três episódios que faltam e ao que me parece os roteiristas estão optando por fazer um rodízio de promotoras em vez de escolherem uma em definitivo.

  10. janaina

    Oi Amanda,

    Eu tive um problema pra assimilar esse episódio. Se primeiramente o episódio só serviu pra introduzir a personagem, eu não sei se foi a atuação da Sharon Stone que foi exagerada ou se foi o roteiro cheio de frases de efeito que me fez sentir desconfortavel com o episódio.

    Espero mesmo que a atriz ou o roteiro se afinem mais pra season finale.

    OBS: mais uma coisa, eu não sei se acontece com mais gente além de mim, mas eu sinto muita falta de um promotor ‘fixo’ na série.

  11. Amanda Darling

    Renata, Janaina

    a tendencia é que infelizmente continue nesse rodizio de promotores, visto que Sharon Stone não vai entrar pro elenco fixo da série, fora que o chachê dela deve ser uma fortuna, juntando o do Chris e da Mariska que também são uma fortuna, a série não daria retorno financeiro nenhum a emissora.
    O erro de SVU em relação a esse caso do rodizio de promotores, é de manter o Neal Baer como produtor executivo da série. Diane Neal que fazia a Casey Novak depois de sua saida da série, mandou varios recados pro Neal pelo twitter perguntando sobre um possivel retorno da personagem a série, e ele nunca a respondeu.

    Esse foi o erro nº 1, afinal não se tira um personagem ja reconhecido pelo publico como a Casey da série do nada por problemas pessoais com a atriz, a série deveria ser mais prioridade do que problemas internos nos bastidores do programa.

    Erro nº 2 Michaela Mc`Manaus que foi chamada pra substituir a Diane e de quebra trazer a audiencia do publico jovem junto e não conseguiu nenhuma das duas coisas…

    Erro nº 3 Stephanie March, eu não preciso nem dizer o quanto eu gosto da personagem mas eles nunca deveriam ter trazido ela de volta, pq desde o inicio Stephanie deixou claro que não iria voltar pra série por estar se dedicando a sua carreira na broadway e outros trabalhos pessoais, então trazer Alex Cabot de volta e depois levar ela embora do nada como fizeram deixa o publico com raiva, ou traz ela de volta de uma vez ou não, e como Stephanie ja disse que não volta pro elenco regular da série acredito que os produtores deviam ter investido na procura de uma nova ADA

    Erro nº 4 ADA Paxton, Cristine e sua ADA ainda tinham muito o que render na minha opinião, era questão de tempo até o publico começar a gostar da personagem, visto a Casey quandro entrou que também não conquistou o publico logo de cara. Demora um tempo mesmo, e Cristine é uma ótima atriz, acredito que a Paxton iria ser uma ADA tão boa quanto a Alex e a Casey, só faltou oportunidade pra mostrar isso

  12. Aline

    Eu fui a única que teve uma horrível sensação de deja vu ao ver esse episódio?? A storyline era praticamente idêntica à do episódio Flashover de Cold Case. Em certo ponto da história eu até falei “agora eles vão procurar um perito, que vai dizer que o bombeiro estava errado e na verdade foi incêndio acidental”. Foi até meio revoltante.

  13. Carlos T.

    A gente reclamando do Neal Baer está lembrando dos tempos de ER que o pessoal (incluindo eu) xingava o David Zabel, showrunner das últimas temporadas.

    E pelo o que andei lendo por aí acho que dificilmente SVU passa da 12ª temporada, pois o Meloni falou que vai sair no final da 12ª temporada. Só espero que tenha um series finale propriamente dito, ao contrário do que aconteceu com a Mothership.

  14. Delano

    O episódio ficou a desejar, achei aquela cena da cebola, com o Melloni chorando artificialmente ridícula, e a Sheron Stone, apesar de linda e boa atriz também não me agradou.Ela apareceu demais e estragou o episódio. Espero que nos próximos a coisa melhore e que na próxima temporada tenhamos uma promotora permanente.

  15. Amanda Darling

    Carlos

    ER depois da 9º temporada foi ladeira abaixo, eu mesmo só consegui assistir a série até a 13º temporada, e olha que eu amava ER de paixão, espero que a mesma coisa não aconteça com SVU. Que termine antes de ir ladeira abaixo também.

    SVU deve terminar nessa 12º temporada mesmo, acredito que isso seja quase certo

  16. MLS

    pra falar a verdade, Sharon é uma grande atriz, mas deram um personagem fracassado pra ela. È uma versão feminina do Stabler exagerado que o personagem do Chris Maloni se transformou.
    não é a Sharon quem tem que se adaptar ao personagem, é a ADA que foi mal construida. parece mais uma Justiceira. n me convenceu. Alias esse foi o problema das outras ADA’s que vcs citaram, eram as personagens caricaturadas que eram um desastre.
    o que salvou no episódio é que a Sharon realmente é boa no q faz e conseguiu levar a situação na medida do razoável, mas ela n vai fazer milagre sozinha se o roteiristas n fizerem o dever de casa deles.

    precisam dosar melhor essas ADA’s.
    Não que eu não admire mto a Steffany e Diane, mas o trabalho delas foi mais fácil, elas ganharam promotoras bem elaboradas, com profundidade, boas e ruins em alguns momentos, sensíveis e duronas, HUMANAS e como todo promotor comprometidas em fazer justiça usando a LEI. E n essas justiceiras desastradas em terninho de ADA que arranjaram depois da Alex e da Casey.

  17. MLS

    lembrei de uma solução,
    ja que L&O foi cancelada, os roteiristas podiam facilitar a vida deles resgatando a Connie Rubirosa que ja é uma personagem mto bem contruída e com a Alanna Delagarza que é excelente, uma veterena que podia ter sido melhor aproveitada pela franquia L&O.
    na minha opinião, desde que entrou na série os melhores episódios são os que dão maior destaque a Connie.

  18. Eduardo

    Não gostei do episódio.

    Sharon Stone demais. História forçada demais, nada a ver com caso de SVU, cópia na cara dura do episódio de Cold Case, e já disse que teve Sharon Stone demais? Ridículo quererem mostrar mais ela na tela do que qualquer outra promotora que já apareceu na série.

    Felizmente os próximos levantam um pouco o nível, mas acho que SVU está sim indo ladeira abaixo e deve acabar na 12ª temporada.

  19. Marcelo

    Achei horrível, até gosto da Sharon Stone, mas tentaram com tanto desespero fazer a personagem dela ser a boazona que acabou ficando forçado demais

    E a trama do episódio foi uma das mais fracas da temporada

    Os próximos episódios são um pouco melhores que este, mas não estão entre os grandes da série

  20. Amanda Darling

    ADA – Assistant District Attorney

    numa tradução rapida seria Advogado Assistente do Distrito

    Por exemplo Jo Marlowre é Advogada Assistente do Distrito de New York

    Aqui no Brasil ADA é a mesma coisa que Promotora de Justiça

  21. Taciana

    Episódio muito fraco.

    Mesmo gostando da Sharon Stone, detestei o trabalho dela dessa vez, realmente enfatizando demais algumas palavras e fazendo cara de fodona o tempo todo.

    Também achei a personagem muito chata, ela parece que só está ali pra dar em cima do Elliot e provocar Olivia e esse climinha shipper é muito chato (desculpa se eu ofendi alguém). Jo Marlowe me lembrou a insuportável Danni Beck, outra personagem forçada, que achava que podia fazer tudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account