Log In

Reviews

Review: Law & Order: Special Victims Unit – Savior

Pin it

Law & Order: Special Victims Unit – Savior

Série: Law & Order: Special Victims Unit
Episodio: Savior
Temporada: 11ª
Numero do Episodio: 238 (11×14)
Data de Exibição no EUA: 3/3/2010
Data de Exibição no Brasil: 20/4/2010
Emissora no Brasil: Universal

Faltando 10 episódios para o final dessa 11ª temporada, SVU não decepciona e volta a manter o bom nível dessa temporada.

Savior não foi de fato o melhor episodio dessa temporada até então, mas subiu bastante o nível da série se comparado aos dois últimos episódios. E é claro que nesse episodio não poderia faltar o que já é de praxe em SVU: as participações especiais. Nessa semana temos como convidados Mischa Barton (The O.C.) e Lee Targensen (Oz), representando respectivamente uma prostituta e um fanático religioso.

Muitos fãs da série torceram o nariz quando souberam da participação de Micha Barton, alegando que a atriz não sabe atuar e apenas foi convidada para participar do show porque o produtor executivo Neal Baer é um fã declarado da atriz. Eu confesso que as vezes acho que Neal quer transformar a série numa espécie de show de calouros, onde não importa a qualidade dos episódios e sim a quantidade de participações especiais que aquele episodio vai ter, mas nesse caso especifico, digo que não me decepcionei nem com o episodio e nem com os convidados.

Se por um lado Mischa pode ter deixado a desejar em sua participação em SVU, o mesmo não se pode dizer sobre Lee Targensen, que simplesmente arrebentou em todas as cenas que apareceu, e a cena dele na sala de interrogatório com o Chris Meloni deve ter deixado muitos fãs de Oz com saudades da série da HBO. Pra quem não sabe, em Oz, Chris Meloni interpretava Chris Keller, um sociopata extremamente dissimulado e irresistivelmente cafajeste, que foi parar na prisão por assassinar homossexuais depois de fazer sexo com eles. Já Lee Targensen fez o par romântico de Chris na série, Tobias Beecher, um advogado casado com dois filhos que vai parar em Oz depois de atropelar e matar um jovem na rua. Beecher acaba se apaixonando por Keller, e os dois tem um tórrido caso amoroso dentro da prisão, com muitas idas e vindas. Eu tô começando acompanhar Oz agora, nas madrugadas do SBT, e posso afirmar para todos que acham o Meloni bonito ou para aqueles que acham ele fraco como ator, recomendo que assistam Oz – porque além de sorrir toda hora na série (e o Chris tem um sorriso lindo) e de mostrar varias partes do seu corpo em frente às câmeras, Meloni prova que tem talento e definitivamente é um ator versátil.

Voltando ao episódio dessa semana, a trama de Savior gira em torno de duas prostitutas que são encontradas mortas, sendo que ao lado do corpo das vitimas são encontrados cartões com mensagens religiosas. Levando a equipe até o namorado de uma das vitimas, Michael Gallangher casado com uma puritana religiosa, que saia com garotas de programa pra explorar mais sua sexualidade, digamos assim. Após investigar o caso, Elliot e Olivia descobrem uma possível vitima que sobreviveu ao ataque. Gladys Dalton (Barton), mais conhecida nas ruas como Sunshine, nega o ataque e foge após falar com Olivia. Quando Olivia a confronta em sua casa, Gladys confessa o ataque e como foi parar na prostituição, numa das cenas mais emocionantes do episodio. Depois de ser pego no flagra tentando assassinar mais uma garota de programa, Billy Skaggs (Targensen) acaba sendo levado a interrogatório. Usando um método de interrogação tão perturbador quanto o possível réu, Stabler usa todo o seu catolicismo para fazê-lo confessar, o que não acaba acontecendo. No entanto Gladys acaba por identificar Skaggs como quem a atacou, levando-o ao tribunal. Depois de saber que Gladys foi expulsa de casa por estar grávida, Olivia acaba a encontrando inconsciente e em trabalho de parto na cama de dois jovens idiotas que contrataram os seus serviços.

Law & Order: Special Victims Unit – Savior

Gladys acaba dando a luz a uma criança prematura que dificilmente irá sobreviver por muito tempo, levando ADA Cabot a fazer o que é preciso, diante da recusa de Gladys de testemunhar contra Skaggs por não querer abandonar sua filha no hospital. Alex manda Olivia prendê-la por prostituição para forçá-la a testemunhar. Sem escolha, Gladys testemunha e identifica Skaggs como seu agressor. Depois de ser humilhada pelo advogado de defesa por suas escolhas e seu estilo de vida, Alex faz com que Gladys conte tudo o que passou na vida, o que foi obrigada a fazer e por quantos anos isso já acontece, levando a conclusão de que Gladys foi estuprada 13 mil vezes e, ADA Cabot se redime e solta à melhor frase do episódio:

Espero que tenha deixado as coisas claras pro senhor advogado, ESSA é a vítima e ESSE é o criminoso.

E os roteiristas acabam deixando uma pergunta em aberta no final desse episódio. Depois de testemunhar, Gladys resolve repensar a vida e deixa a guarda da sua filha para Olivia Benson. Quando o bebê tem que ser operado por sofrer de hemorragia cerebral, Olivia tem seu momento mais difícil em suas 11 temporadas na série, Benson indiretamente agora é mãe e precisa decidir se deixa a criança morrer ou autoriza a cirurgia que levara o bebê a ter problemas mentais pelo resto da vida. E vocês, o que acham que a Olivia decidiu?

Eu nem vou dar minha opinião sobre isso, porque como todos nós sabemos, os roteiristas de SVU não são muito bons em continuidade de histórias na série, e acredito que provavelmente essa pergunta deve ficar em aberto.

Uma ótima semana a todos e até o próximo review.

Séries citadas:

11 Comments

  1. Tom

    Adoro a série, já me acostumei com falta de desfecho e “pergunta no ar”, isso não tira a qualidade da série….

  2. District Attorney

    Pelo contrário, Os roteristas da franquia são mt bons, incluindo o SVU.

  3. Renata S. Braga

    Ótimo review, Amanda. Não gostei do final em aberto, mas gostei do episódio. Concordo com tudo tudo que escreveu a respeito do Chris Meloni, eu já assisti Oz e achei ele maravilhoso no papel de assassino.

  4. Mariana

    Oz é simplesmente A série. Você sai de todos os episódios de boca aberta, é absurdo como todos os atores de Oz são ótimos, sempre que vejo que um ator de Oz vai participar de uma série ou que vai ser fixo em uma eu vejo pelo menos 1 ep.
    E fico ainda mais impressionada com o Chris Meloni pq durante uns anos ele levou os 2 personagens juntos, ou seja, foi o Keller e o Stabler, que são personagens completamente diferentes e em lados opostos da lei. Infelizmente a maior parte dos maravilhosos atores de Oz estão sendo mal aproveitados e os que eram bonitos não estão mais como antigamente (Chris Melone, Dean Winters e Kirk Acevedo) e a maioria teve um papel totalmente oposto ao de Oz, trabalhando com investigações, como o Chris Meloni, o Kirk Acevedo, o Dean Winters(ok que em CSI Miami como irmão Horatio no final ele passou pro outro lado mas…) e o J.K. Simmons.
    OMG acabei me empolgando com Oz e não comentei o ep de SVU, mas só com o encontro entre Meloni e o Lee o ep já foi maravilhoso.

  5. Paula

    Concordo com você Mariana, Stabler e Keller são dois personagens radicalmente opostos, o que só comprova a versatilidade de Chris Meloni que se saiu muito bem nos dois papéis.

  6. Mônica A.

    Achei o episódio muito bom e gostei da participação da Mischa Barton. E quero ver o que os roteiristas irão fazer agora, pois a pergunta que ficou no ar eles terão que responder.

    SVU é uma das poucas séries que acompanho pela tv e realmente não sei o que a Olivia vai fazer. Mas agora que ela é “mãe” acho que ela irá dar razão ao Elliot e autorizar a cirurgia na bebê.

  7. Carlos T.

    Esse episódio foi muito melhor que o anterior, teve todos os elementos que a gente gosta da série, inclusive a Alex arrasando na corte como nos velhos tempos, gostei também do final em aberto.

    Nunca tinha visto essa Mischa Barton atuando, nunca vi O.C., apesar de achar a voz dela um pouco estranha eu gostei da participação dela. O cara que faz o assassino eu não lembro de Oz, mas sim de um episódio da 9ª temporada de ER onde ele faz uma médica de refém, foi uma ótima participação também.

    Tomara que os próximos episódios mantenham o nível. Daqui a pouco tem inédito no Universal!

  8. Nina

    Adorei esse episódio, assim como o final em aberto o que eu achei muito bom, svu continua mantendo o bom nível, só espero que passem os episódios que faltam de uma vez, sem aqueles hiatos.

  9. Marcia

    Com a devida vênia, gostaria de expor o seguinte:

    As pessoas estão comentando que foi passada a guarda da criança para Olívia, mas na verdade não foi isso. A mãe da criança passou uma PROCURAÇÃO para que a Liv TOME AS DECISÕES em nome dela (da mãe), pois sabe que a Olívia tem maiores condições de fazer uma escolha melhor. Enfim, NÃO FOI A GUARDA E SIM UMA PROCURAÇÃO QUE A OLÍVIA RECEBEU…rsrsrs.

    Nesse sentido, a Olívia não virou mãe do bebê e sim uma espécie de “tutora”, pois enquanto a mãe estiver ausente, alguém precisará tomar as decisões pertinentes em prol da criança.

    Gostaria de dizer que como sempre seus comentários sobre os episódios foram ótimos. Parabéns.

  10. Fernando dos Santos

    Eu acredito que a Mischa Barton foi chamada pra fazer participação em SVU visando atrair um público um mais jovem para a série.Na temporada passada a Hilary Duff participou de um episódio e acredito que o motivo também foi esse, assim como a entrada de Michaela McManus no elenco provavelmente visava alcançar esse mesmo público.
    Dito isso, achei a atuação da Mischa razoável.Não foi brilhante(nem se esperava que fosse) mas não chegou a ser um desastre.
    Já o Lee Tergensen confirma mais uma vez que é um ator muito competente, pena que depois de OZ ele não emplacou mais nada.Gostei muito do trabalho dele no memorável drama carcerário e também na ótima e injustamente menosprezada minissérie Generation Kill(também da HBO).O Meloni emplacou SVU depois de OZ mas o Tergensen continua buscando um novo hit.

    Quanto ao episódio, tivemos o tradicional em SVU.A investigação policial ficando em segundo plano e o drama humano ganhando destaque.O final em aberto também é outra ferramenta muito usada na série,assim como o final surpreendente.Achei que os roteiristas souberam mais uma vez usar esses recursos e entregar um bom episódio.

    Quanto a criança, meu palpite é que não tornará a aparecer e no máximo será revelado em algum episódio futuro que ela não resistiu à cirurgia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account