Log In

Reviews

Review: Law & Order: Criminal Intent – Neighborhood Watch

Pin it

Law & Order: Criminal Intent - Neighborhood Watch
Série: Law & Order: Criminal Intent
Episódio: Neighborhood Watch
Temporada:
Número do Episódio: 153 (7×20)
Data de Exibição nos EUA: 10/8/2008
Data de Exibição no Brasil: 9/10/2008
Emissora no Brasil: AXN

Contagem regressiva: este foi o penúltimo episódio do Chris Noth. Falta só um…

Olha, eu sou um Goren Fan. Mas confesso que nesta temporada comecei a mudar de lado, primeiro por causa presença da Alicia Witt fazendo dupla com Noth na primeira leva de episódios. Depois por saber que o Logan está partindo. Comecei a ficar ansioso pelos episódios com a presença dele. E agora mal posso esperar pelo final da temporada, pra saber o que vai acontecer.

Neighborhood Watch é um belo episódio, um dos melhores da dupla Logan/Wheeler. Gosto dos episódios como este onde a investigação não fica só no intelectual, na interpretação psicológica dos suspeitos. A perícia trabalha, a legista trabalha e são as evidências que levam os dois a resolver o caso. Os episódios de Criminal Intent com Logan pra mim são a síntese perfeita de um drama polícial, no seu formato clássico.

Aqui, os detetives investigam a morte de um ex-condenado por abuso sexual de uma menor de idade. Hostilizado pela comunidade, seu corpo aparece decapitado. Os assassinos, no final, se revelam dois jovens desocupados, encorajados pelo desejo de impressionar uma garota, contar vantagem e descobrir como é a sensação de matar alguém.

A minha crítica ao episódio, porque sim eu tenho uma crítica, é ao fato de que Criminal Intent deixou apenas implícita aquela que deveria ser a mensagem do episódio – que toda a sociedade é culpada por aquela morte. Da garota que se calou e deixou o rapaz ser condenado por estupro para não se prejudicar, dos pais que não se relacionam com a filha, da promotora pública interessada apenas em se promover, do policial que estragou seu carro criando a situação que o levou a morte, da comunidade como um todo.

* * *
Law & Order: Criminal Intent - Neighborhood Watch• O episódio tem boas participações de Leslie Hope, ex-24 Horas, no papel da promotora, e de Skipp Sudduth, ex-Third Watch, como o detetive aposentado que cria pânico anunciando que o crime foi cometido por um assassino em série.

• O episódio acabou e ficamos sem saber aonde foi parar a cabeça da vítima.

• Foi muito legal observar que os garotos cometeram o crime inspirados em seriados policiais. Sumiram com a cabeça e queimaram as digitais da vítima (mas provavelmente não se deram por conta que a vítima podia ser identificada por DNA), compraram luminol para verificar se haviam manchas de sangue (mas não sabiam que o luminol mostra também o uso de alvejante). O que leva Logan a soltar a pérola:

Provavelmente vocês viram algum seriado de TV ruim.

• O ator inglês Jonathan Cake, o Roy de Seis Graus de Separação, se materializa na série no papel de Colin, o noivo de Wheeler. A curiosidade: ele é marido da atriz Julianne Nicholson.

• O episódio parece ter sido feito especialmente para criar boas cenas para Logan, permitindo ao Chris Noth brilhar e preparar sua despedida. Logan começa o episódio com bom humor, vai ficando indignado (chega a gritar com a promotora) e por fim tem um momento de reflexão ao lado do capitão Ross. Eu adoro esta fala aqui do Ross sobre os assassinatos que eles investigam:

Neste trabalho ou é trágico ou imbecil. E na maioria das vezes é imbecil.

• Agora é contar os minutos para a despedida… que será já esta semana. Nos EUA a ordem foi invertida, com dois episódios de Logan/Wheeler em seqüência e a final ficando com Goren/Eames. Falta pouco!

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

6 Comments

  1. Luciano Cavalcante

    Eu sempre fui – como é que você disse? – Logan-Fã; os episódios com ele sempre carregaram uma…sabedoria da rua, que os de Goren nunca tiveram. Logan sempre foi mais real, tanto que o capitão, mesmo com toda a indisciplina dele, simpatiza mais com Logan do que com o problemático e erudito Goren. Sugiro a qualquer um pegar L&O, série-mãe, e assistir a Logan no começo, especialmente quando fazia dupla com Lennie Briscoe, era fantástico.

  2. Célia Regina

    Eu tb sempre fui fã do Logan.
    Na minha cidade, a tv a cabo demorou para chegar, mas a SKy veio primeiro. Logo que adquiri o pacote de tv por assinatura, comecei a assistir aos seriados do Universal Chanel e o Chris Noth estava lá em Law & Order. De cara me apaixonei pelo seriado. Não é a toa que está na 18º temporada. A fórmula é muito boa. As estórias são mais importante que os personagens, por isso, sai gente, entra gente e a série continua ótima.
    E Law & Order SVU? Consegue ser ainda melhor devido aos crimes sexuais.
    Law & Order: CI é totalmente desnecessário para a franquia, mas ainda consegue chegar perto do nível das demais.

  3. Tatiana Leite

    Eu sou muito fã do Logan. Eu assisti alguns episódios da 1ª temporada de Law & Order e gostava muito do personagem. Antes dele ser o Mr. Big, para mim, ele já era o Logan. Eu estou morrendo de curiosidade de como vai ser a despedida e realmente espero que ele não morra porque fica a esperança que ele possa voltar.

  4. Ivonete

    Os episódios com o Logan estão muito bons, mas ainda sou uma Goren fã. A linha de investigação do Goren é sempre mais cerebral do que material, mas concordo que Logan pareça mais real que Goren.

  5. lidia carmo

    GOREN FOR EVER, o melhor de todos!!!!!

    FORA LOGAN,canastrão.

  6. Fernando dos Santos

    Eu também sou fã do Logan e acho que ele com seu estilo durão e objetivo funcionava como contraponto perfeito para o excentrico e cerebral Goren.
    O seu substituto como todos sabem será o Jeff Goldblum e ele costuma fazer tipos excêntricos no cinema, portanto eu penso que corremos o risco de ver mais do mesmo com um novo detetive tão “freak” quanto o Robert.Espero estar enganado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account