Log In

Reviews

Review: Law & Order: Criminal Intent – Kissinger

Pin it

Law & Order: Criminal Intent - KissingerSérie: Law & Order: Criminal Intent
Episódio: Please Note We are No Longer Accepting Letters of Recommendation from Henry Kissinger
Temporada:
Número do Episódio: 148 (7×15)
Data de Exibição nos EUA: 6/7/2008
Data de Exibição no Brasil: 4/9/2008
Emissora no Brasil: AXN

Desde que Law & Order: Criminal Intent mudou para o canal USA nos Estados Unidos, passei a nutrir o desejo profundo de um dia assistir um crossover entre a série e Monk. Vai dizer que não será histórico? E não é só pelo fato Bobby Goren e Adrian Monk serem detetives, brilhantes e possuírem TOC. Mas também pelo fato das duas séries muito parecidas, programas policiais de estilo clássico, que partilham da mesma obsessão por roteiros originais e com um senso de humor peculiar.

Claro, Law & Order: Criminal Intent não é uma comédia, mas tem seus momentos cômicos. Este episódio reuniu alguns deles, a começar pela ironia do título. O site do USA chama o episódio de Kissinger. Mas nos guias de episódios da rede ele aparece com o gigantesco nome Please Note We are No Longer Accepting Letters of Recommendation from Henry Kissinger.

Só na base do bom humor pra aceitarmos a motivação dos crimes do episódio. Uma série de assassinatos, provocados única e exclusivamente para eliminar concorrentes da lista de espera de uma prestigiada pré-escola da elite de Nova York! E, pelo visto, o diplomata Henry Kissinger é o campeão de envio de recomendações pra escolinha!

Law & Order: Criminal Intent - KissingerQuem arrebenta no episódio é Jessica Walter, que nasceu predestinada a interpretar grã-finas (foi o papel que a marcou em Arrested Development e que, acredito que com algumas variações, ela também fará na nova série 90210). Obviamente, as suspeitas recaem sobre ela cedo demais e uma virada bobinha no final irá revelar que a assassina é a simpática e desprezada nora, interpretada pela maravilhosa Sarah Jane Morris, minha musa de Brothers & Sisters.

Mais uma vez Law & Order: Criminal Intent vem com um desfecho que não desce redondo, mas pelo menos gera uma cena final emocionante. Desde vez Goren não arranca a confissão do suspeito. A assassina surta e faz reféns na escola, gerando uma situação tensa, onde Goren negocia sua rendição.

Enfim, um episódio light onde o elenco brilha mais que o roteiro e que sinaliza que a fase mais sombria de Criminal Intent já passou.

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

9 Comments

  1. Fernando dos Santos

    De fato há mesmo semelhanças interessantes entre o Monk e o Goren.
    E neste episódio ele e a Eames já estavam totalmente entrosados, sem o menor traço das desavenças rescentes.

  2. Rô Floripa

    Nos Destaques do Dia de 4/09 eu comentei o quanto este título me chamou atenção, e em especial por Criminal Intent não ser comédia. Então, com um título deste e habituada com a qualidade dos roteiros, fiquei toda empolgada. Mas não gostei. Nada desceu redondo, a trama foi muito fraca mesmo.

  3. tati

    Ai eu estou gostando demais dessa segunda parte de CRiminal Intent, parece que a greve fez bem a essa série……..

  4. Ivonete

    Quando na cena final, vc pensa que Goren ficara sensibilizado pelo desprezo com a que a assassina era tratada e entende seu descontrole, ele a algema sem piedade e diz qualquer coisa como “as vítimas também tinham filhos”

  5. Sofia

    Apesar de adorar Criminal Intent,também achei o episódio fraquinho ,mas de vez em quando é bom a gente assistir uma coisa meio bobinha,pra nossa mente dar uma viajada legal.E mais uma vez Goren dá um show sou apaixonada tanto pelo ator como pelo personagem.

  6. Joana

    Paulo,

    Faço minhas as suas palavras…

    “Mais uma vez Law & Order: Criminal Intent vem com um desfecho que não desce redondo, mas pelo menos gera uma cena final emocionante.
    […]
    Enfim, um episódio light onde o elenco brilha mais que o roteiro e que sinaliza que a fase mais sombria de Criminal Intent já passou.”

  7. Paulo Antunes

    Flávia,
    Notarizou é brabo né? Tentei emplacar um neologismo e não deu certo! Obrigado pelo toque. Nota corrigida!

  8. Eduardo Ramalho

    Comentário tardio…

    Nossa, que vergonha… Tava tão enrolado com as matérias do mestrado que nem vim aqui…

    Lá na comu, os velhos amigos de guerra não gostaram muito do episódio, mas eu o adorei, pois sou professor e sei como muitas pessoas perdem a linha pra ver os filhos em “boas” escolas…

    E também é interessante notar que as indiretas sobre o Purgatory e o Betrayed ainda rolam soltas….

    Quanto à discussão sobre a qualidade dos roteiros, realmente o time de roteiristas em LOCI está mudando, como bem disse nossa querida amiga Silvia Marques… Mas o diferencial da série ainda é o elenco convidado, que atua super bem e sustenta até mesmo as tramas mais fracas…

    Admito que fiquei meio desesperado com a cena final, mas realmente o Bobby teve que improvisar… Acho q nem ele e nem a Alex imaginariam que ela perderia a linha daquele jeito…

    Abraços a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account